SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Brasília
20 de julho de 2017
Localização dos ODS
COMO OBJETIVOS
GLOBAIS SE
TRANSFORMAM EM
OBJETIVOS LOCAIS?
ODS COMO QUADRO INICIAL PARA
ORIENTAR POLÍTICAS PÚBLICAS
Os ODS não são vinculantes,
mas são ferramentas de planejamento
a médio e longo prazo que viabilizam
o alinhamento nacional e subnacional
de políticas sociais, ambientais e econômicas.
LOCALIZAÇÃO DOS ODS
“Localização” é o processo de levar em consideração
os contextos subnacionais na realização da Agenda
2030, desde o estabelecimento de objetivos e metas até a
determinação dos meios de implementação, bem como o
uso de indicadores para medir e acompanhar o progresso.
Localização refere-se tanto à forma como os governos
locais e regionais podem apoiar a realização dos ODS por
meio de ações “de baixo para cima”, quanto a forma como
os ODS podem fornecer um arcabouço para uma política de
desenvolvimento local.
ODS PRECISAM DE AJUSTES PARA SE
TORNAREM OBJETIVOS LOCAIS
Elementos chaves para a localização:
 Participação e coordenação
 Prazos
 Requisitos de dados
 Recursos e parcerias
 Estabelecimento de metas municipais
estaduais intermediárias e finais
 Integração das metas aos planos e políticas
locais e adequação dos meios de
implementação
 Modalidades de acompanhamento
Estratégias
setoriais
Plano de desenvolvimento
local de médio prazo
17 ODS
169 metas
Visão
Planejamento e orçamento anual Prioridades anuais
Estratégias setoriais
a médio prazo
Estratégia local de
médio prazo
Objetivos gerais de
desenvolvimento
Quadro de
desenvolvimento a
longo prazo
Estratégias
setoriais
Estratégias
setoriais
AGORA AO LONGO DO TEMPO
PLANEJAR
1 - Conscientização pública
2 - Abordagem a multi-
stakeholders
3 - Revisão de planos e
adaptação aos ODS
FAZER
4 - Coerência política
horizontal (quebrando o
silos)
5 - Coerência política
vertical (do global para o
local)
6 - Orçamento futuro
ACOMPANHAR
7 - Acompanhamento,
relatórios e accountability
8 - Avaliação de riscos e
promoção de adaptação
INTEGRANDOS OS ODS EM ÂMBITO LOCAL
COMUNICAR
Produtos Esperados Indicadores de Produto* FONTE DO DADO
Linha de Base METAS
Método de Coleta do dado
Valor Ano
Ano Ano Ano Ano
1 2 3 4
1.1 Ações de fortalecimento da
Rede de Serviços de Proteção
Social Básica e Especial da SUAS
IDCRAS SNAS 2,42 2015 2,64 2,85 3,00 3,50
Informações obtidas via
dados secundários
IDCREAS SNAS 2,84 2015 3,00 3,25 3,50 3,75
Informações obtidas via
dados secundários
1.2 Ações de aprimoramento
dos Programas Redistributivos
de Renda
Índice de Gestão Descentralizada
do Programa Bolsa Família (IGD-
M)
MDS 0,62 2017 0,64 0,66 0,68 0,7
Informações obtidas via
dados secundários
1.3 Fomento as Politicas
públicas de direitos humanos,
igualdade racial e de gênero
Percentual de mulheres negras
no CadÚnico com 16 anos ou
mais e grau de instrução inferior
ao fundamental completo (com
cadastro ou atualização
realizada nos últimos 36 meses)
MDS 7,36% 2017 7,00% 6,85% 6,50% 6,25%
Informações obtidas via
dados secundários
1.4 Apoio ao projeto de
expansão das vagas do ensino
infantil municipal
Percentual de crianças de 0 a 3
anos que estão matriculadas em
creches
MEC 36,60% 2016 40% 42% 45% 50%
Informações obtidas via
dados secundários
MAPS – MAINSTREAMING, ACCELERATION
AND POLICY SUPPORT
Integração Aceleração Suporte a
políticas públicas
• Sensibilização– Plataformas do PNUD Brasil: Atlas (IDHM),
Agenda 2030
• Advocacy – Eventos, publicações
• Implementação – Projetos desenvolvidos e/ou em
desenvolvimento nos estados do Piaui, Maranhão e Bahia
• Acompanhamento – Parceria com o Tribunal de Contas da
União - TCU, Observatório acadêmico na Paraíba
Aterrizando os ODS Direcionamento de
recursos
Conhecimento
especializado
INTEGRAÇÃO COMO SOLUÇÃO!
Os 17 ODS oferecem um quadro global inicial
por meio do qual diferentes setores podem traçar suas
conexões com as diferentes áreas de prioridade local.
INTEGRAÇÃO COMO SOLUÇÃO!
Integração: processos de decisão política que
levam em conta as interdependências entre
dimensões e setores. (UNDESA, 2015)
Desafios
• Considerar interdependências entre setores;
• Priorizar a multidimensionalidade na
construção dos planos e políticas públicas;
• Participação social nas políticas públicas;
• Foco nas interligações e interdependências
das regiões e territórios.
RESULTADOS PARA BRASIL
ATLAS DAS
REGIÕES
METROPOLI
TA-NAS
Belém
BeloHorizonte
Brasília
Cuiabá
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Natal
Porto Alegre
Recife
Rio de Janeiro
Salvador
São Luís
São Paulo
Vitória
Campinas
Vale do Paraíba
Maceió
Baixada Santista
20 RMs (2000 e 2010)
WWW.AGENDA2030.ORG.BR
Obrigado.
Haroldo Machado Filho
Assessor Senior PNUD Brasil
ODS.BRASIL@UNDP.ORG

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...
20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...
20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...Development Workshop Angola
 
Programa formação pela escola atividade final
Programa formação pela escola atividade finalPrograma formação pela escola atividade final
Programa formação pela escola atividade finalMarckinho Laray
 
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...Cepam
 
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...http://bvsalud.org/
 
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...Catarina Trombetta Palermo
 
Ficha de inscrição ppa 14 04
Ficha de inscrição ppa 14 04Ficha de inscrição ppa 14 04
Ficha de inscrição ppa 14 04Josete Sampaio
 
Plano de acoes_articuladas
Plano de acoes_articuladasPlano de acoes_articuladas
Plano de acoes_articuladasMauricio Jubini
 
Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07Fórum De Cultura
 
Edital assistente de gestão de informação estatístico
Edital assistente de gestão de informação estatísticoEdital assistente de gestão de informação estatístico
Edital assistente de gestão de informação estatísticoLincoln T Neves
 
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano Movimento Nossa BH
 
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Planejamento estratégico municipal palestra
Planejamento estratégico municipal   palestraPlanejamento estratégico municipal   palestra
Planejamento estratégico municipal palestraVera Julimar
 
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09Artigo poderlocalplaneamentotr dez09
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09Francisco Martins
 
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados AvaliacaoPremio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacaoalinecortes84
 
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPEC
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPECAvaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPEC
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPECDalton Martins
 
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados AvaliacaoPremio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacaoalinecortes84
 

Mais procurados (20)

24 Novembro2008
24 Novembro200824 Novembro2008
24 Novembro2008
 
20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...
20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...
20210924 Debate : "A Implementação do Orçamento Participativo em Angola: Avan...
 
Programa formação pela escola atividade final
Programa formação pela escola atividade finalPrograma formação pela escola atividade final
Programa formação pela escola atividade final
 
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...
Paulo Jannuzzi - Mesa 1 - Gestão municipal: perspectivas e desafios na implem...
 
CapacitaPOA apresentacao
CapacitaPOA apresentacaoCapacitaPOA apresentacao
CapacitaPOA apresentacao
 
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...
Elaboração e implementação da Política Pública de Saneamento no Brasil: Termo...
 
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...
Gestão Estratégica na Administração Pública em Parceria com o Terceiro Setor ...
 
Ficha de inscrição ppa 14 04
Ficha de inscrição ppa 14 04Ficha de inscrição ppa 14 04
Ficha de inscrição ppa 14 04
 
Plano de acoes_articuladas
Plano de acoes_articuladasPlano de acoes_articuladas
Plano de acoes_articuladas
 
Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07
 
Edital assistente de gestão de informação estatístico
Edital assistente de gestão de informação estatísticoEdital assistente de gestão de informação estatístico
Edital assistente de gestão de informação estatístico
 
Serfhau
SerfhauSerfhau
Serfhau
 
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano
Arquivos do PDDI - Política de Mobilização Social para Implementação do Plano
 
14 Julho
14 Julho14 Julho
14 Julho
 
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
 
Planejamento estratégico municipal palestra
Planejamento estratégico municipal   palestraPlanejamento estratégico municipal   palestra
Planejamento estratégico municipal palestra
 
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09Artigo poderlocalplaneamentotr dez09
Artigo poderlocalplaneamentotr dez09
 
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados AvaliacaoPremio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
 
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPEC
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPECAvaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPEC
Avaliação Indicadores - Prêmio Itaú Unicef - CENPEC
 
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados AvaliacaoPremio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
Premio Itau Unicef Cenpec Resultados Avaliacao
 

Semelhante a ODS como quadro para políticas locais

Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Macroplan
 
Observatorio Do Desenvolvimento
Observatorio Do DesenvolvimentoObservatorio Do Desenvolvimento
Observatorio Do Desenvolvimentominasinvest
 
Elaboração de Dados Abertos
Elaboração de Dados AbertosElaboração de Dados Abertos
Elaboração de Dados AbertosColaborativismo
 
Teoria da mudança e o Ciência sem Fronteiras
Teoria da mudança e o Ciência sem FronteirasTeoria da mudança e o Ciência sem Fronteiras
Teoria da mudança e o Ciência sem FronteirasWalnerMamedeJnior
 
PRA FRENTE LISARB
PRA FRENTE LISARBPRA FRENTE LISARB
PRA FRENTE LISARBMarco Coghi
 
Wri embarq brasil passo a passo plano de mobilidade
Wri embarq brasil   passo a passo plano de mobilidadeWri embarq brasil   passo a passo plano de mobilidade
Wri embarq brasil passo a passo plano de mobilidadeCampinas Que Queremos
 
Implementação de PMO em LISARB
Implementação de PMO em LISARBImplementação de PMO em LISARB
Implementação de PMO em LISARBMarco Coghi
 
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework Portuguese
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework PortugueseCommunication for Development Monitoring and Evaluation Framework Portuguese
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework PortugueseDominique Thaly
 
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdf
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdfApresentacao-Plano-ODS-final.pdf
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdfAdrianaNunesAlecrin
 
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de Educação
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de EducaçãoPlanejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de Educação
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de EducaçãoSMESLCO
 
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambí
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambíPar 2011 2014_capacitacao 2-panambí
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambíSMEC PANAMBI-RS
 
Planejando a Próxima Década_Rosileia
Planejando a Próxima Década_RosileiaPlanejando a Próxima Década_Rosileia
Planejando a Próxima Década_RosileiaLuciana
 

Semelhante a ODS como quadro para políticas locais (20)

Boletim 31
Boletim 31Boletim 31
Boletim 31
 
Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?
 
Observatorio Do Desenvolvimento
Observatorio Do DesenvolvimentoObservatorio Do Desenvolvimento
Observatorio Do Desenvolvimento
 
Elaboração de Dados Abertos
Elaboração de Dados AbertosElaboração de Dados Abertos
Elaboração de Dados Abertos
 
Teoria da mudança e o Ciência sem Fronteiras
Teoria da mudança e o Ciência sem FronteirasTeoria da mudança e o Ciência sem Fronteiras
Teoria da mudança e o Ciência sem Fronteiras
 
Edital 102 2014 senarc
Edital 102 2014 senarcEdital 102 2014 senarc
Edital 102 2014 senarc
 
Oficina unicef 2014 - bsb - versão pública
Oficina unicef   2014 - bsb - versão públicaOficina unicef   2014 - bsb - versão pública
Oficina unicef 2014 - bsb - versão pública
 
Capacitação e Coprodução
Capacitação e CoproduçãoCapacitação e Coprodução
Capacitação e Coprodução
 
Edital 104 2014 sagi_republicação
Edital 104 2014 sagi_republicaçãoEdital 104 2014 sagi_republicação
Edital 104 2014 sagi_republicação
 
Edital 104 2014 sagi
Edital 104 2014 sagiEdital 104 2014 sagi
Edital 104 2014 sagi
 
PMSB.pdf
PMSB.pdfPMSB.pdf
PMSB.pdf
 
PRA FRENTE LISARB
PRA FRENTE LISARBPRA FRENTE LISARB
PRA FRENTE LISARB
 
Wri embarq brasil passo a passo plano de mobilidade
Wri embarq brasil   passo a passo plano de mobilidadeWri embarq brasil   passo a passo plano de mobilidade
Wri embarq brasil passo a passo plano de mobilidade
 
Implementação de PMO em LISARB
Implementação de PMO em LISARBImplementação de PMO em LISARB
Implementação de PMO em LISARB
 
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework Portuguese
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework PortugueseCommunication for Development Monitoring and Evaluation Framework Portuguese
Communication for Development Monitoring and Evaluation Framework Portuguese
 
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdf
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdfApresentacao-Plano-ODS-final.pdf
Apresentacao-Plano-ODS-final.pdf
 
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de Educação
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de EducaçãoPlanejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de Educação
Planejando a Próxima Década - Alinhando os Planos de Educação
 
BNDES
BNDESBNDES
BNDES
 
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambí
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambíPar 2011 2014_capacitacao 2-panambí
Par 2011 2014_capacitacao 2-panambí
 
Planejando a Próxima Década_Rosileia
Planejando a Próxima Década_RosileiaPlanejando a Próxima Década_Rosileia
Planejando a Próxima Década_Rosileia
 

Mais de Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazo
Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazoReequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazo
Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazoInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada
 
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
 
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porte
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porteO panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porte
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porteInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada
 
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à InternetSubsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à InternetInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada
 

Mais de Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (19)

Mobilidade urbana e acesso ao sus em tempos de pandemia
Mobilidade urbana e acesso ao sus em tempos de pandemiaMobilidade urbana e acesso ao sus em tempos de pandemia
Mobilidade urbana e acesso ao sus em tempos de pandemia
 
Efeitos da Covid-19 no mercado de trabalho brasileiro
Efeitos da Covid-19 no mercado de trabalho brasileiroEfeitos da Covid-19 no mercado de trabalho brasileiro
Efeitos da Covid-19 no mercado de trabalho brasileiro
 
Responsabilidad Fiscal en la Argentina
Responsabilidad Fiscal en la ArgentinaResponsabilidad Fiscal en la Argentina
Responsabilidad Fiscal en la Argentina
 
Oficina de Federalismo Fiscal – SEAE/MF
Oficina de Federalismo Fiscal – SEAE/MFOficina de Federalismo Fiscal – SEAE/MF
Oficina de Federalismo Fiscal – SEAE/MF
 
Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazo
Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazoReequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazo
Reequilíbrio do Federalismo – uma oportunidade real de recuperação a curto prazo
 
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
 
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porte
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porteO panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porte
O panorama das politicas públicas voltadas para as empresas de pequeno porte
 
A mandala do desempenho municipal
A mandala do desempenho municipalA mandala do desempenho municipal
A mandala do desempenho municipal
 
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à InternetSubsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet
Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet
 
Desenvolvimento Humano para Além das Médias
Desenvolvimento Humano para Além das MédiasDesenvolvimento Humano para Além das Médias
Desenvolvimento Humano para Além das Médias
 
Rotatividade no Brasil
Rotatividade no BrasilRotatividade no Brasil
Rotatividade no Brasil
 
Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça - 20 anos
Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça - 20 anosRetrato das Desigualdades de Gênero e Raça - 20 anos
Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça - 20 anos
 
Projeto Desafios da Nação
Projeto Desafios da NaçãoProjeto Desafios da Nação
Projeto Desafios da Nação
 
Ipea - Forum of Federations Workshop
Ipea - Forum of Federations Workshop Ipea - Forum of Federations Workshop
Ipea - Forum of Federations Workshop
 
Social Policies in Federal Systems
Social Policies in Federal SystemsSocial Policies in Federal Systems
Social Policies in Federal Systems
 
Desafios ao crescimento inclusivo brasileiro
Desafios ao crescimento inclusivo brasileiroDesafios ao crescimento inclusivo brasileiro
Desafios ao crescimento inclusivo brasileiro
 
Nossos Brasis: Prioridades da População
Nossos Brasis: Prioridades da PopulaçãoNossos Brasis: Prioridades da População
Nossos Brasis: Prioridades da População
 
Cidades em Movimento: Desafios e Perspectivas de Políticas Públicas
Cidades em Movimento: Desafios e Perspectivas de Políticas PúblicasCidades em Movimento: Desafios e Perspectivas de Políticas Públicas
Cidades em Movimento: Desafios e Perspectivas de Políticas Públicas
 
O Bolsa Família e a Economia - Olhar sobre objetivos finais
O Bolsa Família e a Economia - Olhar sobre objetivos finaisO Bolsa Família e a Economia - Olhar sobre objetivos finais
O Bolsa Família e a Economia - Olhar sobre objetivos finais
 

ODS como quadro para políticas locais

  • 1. Brasília 20 de julho de 2017 Localização dos ODS
  • 3. ODS COMO QUADRO INICIAL PARA ORIENTAR POLÍTICAS PÚBLICAS Os ODS não são vinculantes, mas são ferramentas de planejamento a médio e longo prazo que viabilizam o alinhamento nacional e subnacional de políticas sociais, ambientais e econômicas.
  • 4. LOCALIZAÇÃO DOS ODS “Localização” é o processo de levar em consideração os contextos subnacionais na realização da Agenda 2030, desde o estabelecimento de objetivos e metas até a determinação dos meios de implementação, bem como o uso de indicadores para medir e acompanhar o progresso. Localização refere-se tanto à forma como os governos locais e regionais podem apoiar a realização dos ODS por meio de ações “de baixo para cima”, quanto a forma como os ODS podem fornecer um arcabouço para uma política de desenvolvimento local.
  • 5. ODS PRECISAM DE AJUSTES PARA SE TORNAREM OBJETIVOS LOCAIS Elementos chaves para a localização:  Participação e coordenação  Prazos  Requisitos de dados  Recursos e parcerias  Estabelecimento de metas municipais estaduais intermediárias e finais  Integração das metas aos planos e políticas locais e adequação dos meios de implementação  Modalidades de acompanhamento
  • 6. Estratégias setoriais Plano de desenvolvimento local de médio prazo 17 ODS 169 metas Visão Planejamento e orçamento anual Prioridades anuais Estratégias setoriais a médio prazo Estratégia local de médio prazo Objetivos gerais de desenvolvimento Quadro de desenvolvimento a longo prazo Estratégias setoriais Estratégias setoriais
  • 7.
  • 8.
  • 9. AGORA AO LONGO DO TEMPO PLANEJAR 1 - Conscientização pública 2 - Abordagem a multi- stakeholders 3 - Revisão de planos e adaptação aos ODS FAZER 4 - Coerência política horizontal (quebrando o silos) 5 - Coerência política vertical (do global para o local) 6 - Orçamento futuro ACOMPANHAR 7 - Acompanhamento, relatórios e accountability 8 - Avaliação de riscos e promoção de adaptação INTEGRANDOS OS ODS EM ÂMBITO LOCAL
  • 10. COMUNICAR Produtos Esperados Indicadores de Produto* FONTE DO DADO Linha de Base METAS Método de Coleta do dado Valor Ano Ano Ano Ano Ano 1 2 3 4 1.1 Ações de fortalecimento da Rede de Serviços de Proteção Social Básica e Especial da SUAS IDCRAS SNAS 2,42 2015 2,64 2,85 3,00 3,50 Informações obtidas via dados secundários IDCREAS SNAS 2,84 2015 3,00 3,25 3,50 3,75 Informações obtidas via dados secundários 1.2 Ações de aprimoramento dos Programas Redistributivos de Renda Índice de Gestão Descentralizada do Programa Bolsa Família (IGD- M) MDS 0,62 2017 0,64 0,66 0,68 0,7 Informações obtidas via dados secundários 1.3 Fomento as Politicas públicas de direitos humanos, igualdade racial e de gênero Percentual de mulheres negras no CadÚnico com 16 anos ou mais e grau de instrução inferior ao fundamental completo (com cadastro ou atualização realizada nos últimos 36 meses) MDS 7,36% 2017 7,00% 6,85% 6,50% 6,25% Informações obtidas via dados secundários 1.4 Apoio ao projeto de expansão das vagas do ensino infantil municipal Percentual de crianças de 0 a 3 anos que estão matriculadas em creches MEC 36,60% 2016 40% 42% 45% 50% Informações obtidas via dados secundários
  • 11. MAPS – MAINSTREAMING, ACCELERATION AND POLICY SUPPORT Integração Aceleração Suporte a políticas públicas • Sensibilização– Plataformas do PNUD Brasil: Atlas (IDHM), Agenda 2030 • Advocacy – Eventos, publicações • Implementação – Projetos desenvolvidos e/ou em desenvolvimento nos estados do Piaui, Maranhão e Bahia • Acompanhamento – Parceria com o Tribunal de Contas da União - TCU, Observatório acadêmico na Paraíba Aterrizando os ODS Direcionamento de recursos Conhecimento especializado
  • 12. INTEGRAÇÃO COMO SOLUÇÃO! Os 17 ODS oferecem um quadro global inicial por meio do qual diferentes setores podem traçar suas conexões com as diferentes áreas de prioridade local.
  • 13.
  • 14. INTEGRAÇÃO COMO SOLUÇÃO! Integração: processos de decisão política que levam em conta as interdependências entre dimensões e setores. (UNDESA, 2015) Desafios • Considerar interdependências entre setores; • Priorizar a multidimensionalidade na construção dos planos e políticas públicas; • Participação social nas políticas públicas; • Foco nas interligações e interdependências das regiões e territórios.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. ATLAS DAS REGIÕES METROPOLI TA-NAS Belém BeloHorizonte Brasília Cuiabá Curitiba Fortaleza Goiânia Manaus Natal Porto Alegre Recife Rio de Janeiro Salvador São Luís São Paulo Vitória Campinas Vale do Paraíba Maceió Baixada Santista 20 RMs (2000 e 2010)
  • 21. Obrigado. Haroldo Machado Filho Assessor Senior PNUD Brasil ODS.BRASIL@UNDP.ORG

Notas do Editor

  1. [SLIDE 14] Mencionei, há pouco, as conquistas que os ODM favoreceram. Lembrei, de maneira genérica, o passivo ainda a saldar, um passivo global que não se pode esconder. Para compreender a necessidade desse novo quadro para o desenvolvimento – ou seja, o porquê dessa nova agenda de desenvolvimento – farei uso dos dados e conclusões do mais recente Relatório de Desenvolvimento Humano para a América Latina e o Caribe, do PNUD.
  2. [SLIDE 21] Um organismo multilateral como a ONU tem papel fundamental nesse processo, pois consolida as aspirações de pessoas de 193 países e estimula os governos a cumprirem sua parte. Vocês sabem a diferença que fazem as políticas públicas. Elas permitem dar escala a iniciativas pontuais. Muitas delas funcionam. Outras não. Por isso, é importante uma narrativa comum que aproxime diversos segmentos sociais e permita um diálogo democrático e contínuo, para que se corrijam rumos quando for necessário. A Agenda 2030 e os ODS são essa narrativa comum.
  3. [SLIDE 21] Um organismo multilateral como a ONU tem papel fundamental nesse processo, pois consolida as aspirações de pessoas de 193 países e estimula os governos a cumprirem sua parte. Vocês sabem a diferença que fazem as políticas públicas. Elas permitem dar escala a iniciativas pontuais. Muitas delas funcionam. Outras não. Por isso, é importante uma narrativa comum que aproxime diversos segmentos sociais e permita um diálogo democrático e contínuo, para que se corrijam rumos quando for necessário. A Agenda 2030 e os ODS são essa narrativa comum.
  4. [SLIDE 21] Um organismo multilateral como a ONU tem papel fundamental nesse processo, pois consolida as aspirações de pessoas de 193 países e estimula os governos a cumprirem sua parte. Vocês sabem a diferença que fazem as políticas públicas. Elas permitem dar escala a iniciativas pontuais. Muitas delas funcionam. Outras não. Por isso, é importante uma narrativa comum que aproxime diversos segmentos sociais e permita um diálogo democrático e contínuo, para que se corrijam rumos quando for necessário. A Agenda 2030 e os ODS são essa narrativa comum.
  5. [SLIDE 14] Mencionei, há pouco, as conquistas que os ODM favoreceram. Lembrei, de maneira genérica, o passivo ainda a saldar, um passivo global que não se pode esconder. Para compreender a necessidade desse novo quadro para o desenvolvimento – ou seja, o porquê dessa nova agenda de desenvolvimento – farei uso dos dados e conclusões do mais recente Relatório de Desenvolvimento Humano para a América Latina e o Caribe, do PNUD.
  6. [SLIDE 14] Mencionei, há pouco, as conquistas que os ODM favoreceram. Lembrei, de maneira genérica, o passivo ainda a saldar, um passivo global que não se pode esconder. Para compreender a necessidade desse novo quadro para o desenvolvimento – ou seja, o porquê dessa nova agenda de desenvolvimento – farei uso dos dados e conclusões do mais recente Relatório de Desenvolvimento Humano para a América Latina e o Caribe, do PNUD.
  7. [SLIDE 14] Mencionei, há pouco, as conquistas que os ODM favoreceram. Lembrei, de maneira genérica, o passivo ainda a saldar, um passivo global que não se pode esconder. Para compreender a necessidade desse novo quadro para o desenvolvimento – ou seja, o porquê dessa nova agenda de desenvolvimento – farei uso dos dados e conclusões do mais recente Relatório de Desenvolvimento Humano para a América Latina e o Caribe, do PNUD.
  8. [SLIDE 14] Mencionei, há pouco, as conquistas que os ODM favoreceram. Lembrei, de maneira genérica, o passivo ainda a saldar, um passivo global que não se pode esconder. Para compreender a necessidade desse novo quadro para o desenvolvimento – ou seja, o porquê dessa nova agenda de desenvolvimento – farei uso dos dados e conclusões do mais recente Relatório de Desenvolvimento Humano para a América Latina e o Caribe, do PNUD.
  9. [SLIDE 30] Ela permite enxergar as conexões entre a economia, a sociedade e o meio ambiente, pois são vistas como peças de encaixe. Permite ainda a visualização da mudança do paradigma de desenvolvimento provocada pelo ODS: afastando-se da atual abordagem setorial onde o desenvolvimento social, econômico e ambiental são vistos como partes separadas. Atualmente, vivemos um período de transição para um entendimento de mundo que enxerga que a economia serve a sociedade para que ela evolua dentro do espaço operacional seguro do planeta.
  10. Um organismo multilateral como a ONU tem papel fundamental no processo de articular PARCERIAS para juntos traçarmos caminhos em direção a uma Amazônia mais sustentável. A ONU e o PNUD articulam aspirações de pessoas de 193 países (?) e estimula os governos a cumprirem sua parte. Vocês sabem, a boa execução das políticas públicas faz toda a diferença. Elas permitem dar escala a iniciativas pontuais. Muitas delas funcionam. Outras não. Por isso, é importante uma narrativa comum que aproxime diversos segmentos sociais e permita um diálogo democrático e contínuo, para que se corrijam rumos quando for necessário. A Agenda 2030 e os ODS são essa narrativa comum.
  11. [SLIDE 24] Nesse cenário – é preciso reforçar - a integração de políticas se faz necessária. Para preencher a lacuna entre as estruturas institucionais em níveis nacionais, regionais e internacionais e a realidade em que diferentes dimensões e setores estão interligadas, será necessário pensar de maneira holística nossos problemas. Desenvolvimento sustentável exigirá ponderação dos diferentes objetivos que se reconhecem sistematicamente e lidar com todas as principais ligações. Afinal, ações de um setor muitas vezes têm implicações positivas ou negativas em um ou mais outros setores. Uma forma mais simples de se compreender as áreas de atuação compreendidas pela Agenda 2030, é por meio dos chamados 5 Ps: Pessoas. Prosperidade. Paz. Parcerias. Planeta. Essas cinco palavras contemplam a proposta da agenda e seus objetivos, que devem ser integrados e indivisíveis. Ou seja, a separação entre eles é meramente didática. Todos estão interligados de maneira direta ou indireta.
  12. [SLIDE 7] Quando chegamos em 2015, havia uma expectativa para transformar todas essas discussões em ação global. Durante o ano, foram realizadas três reuniões internacionais de alto nível que traçaram uma nova era de desenvolvimento sustentável; uma chamada sem precedentes para a mudança global.