John Locke (Ciência Política e Teoria Geral do Estado)

707 visualizações

Publicada em

* Não apresenta conteúdo multimídia

Publicada em: Direito
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

John Locke (Ciência Política e Teoria Geral do Estado)

  1. 1. ANDRESSA OLIVEIRA ANA VICTÓRIA FREITAS BRENDA ENGELKE HELÍSSIA COIMBRA KRISHNA DA SILVA LÍCIA FONSECA RAFAELLA POMBO
  2. 2.  Nascimento em 29 de agosto de 1632  Wrington – Inglaterra  Filósofo, Médico e Cientista Natural  Formado pela Universidade de Oxford  Professor de Letras (Grego), Filosofia e Retórica  Falecimento em 28 de outubro de 1704  Condado de Essex – Inglaterra
  3. 3.  Dois Tratados do Governo Civil – 1689  Cartas Sobre a Tolerância – 1689  Ensaio a Cerca do Entendimento Humano – 1690  Pensamentos Sobre a Educação – 1693  Bom Senso do Cristianismo Conforme as Escrituras – 1695
  4. 4.  Locke foi chamado de liberal por defender suas idéias de liberalismo para todos os súditos, acabando com o absolutismo na Inglaterra.  Utilizava como base o artigo 5º dos Direitos Humanos “ a única forma real de evolução é um Estado democrático que defenda com equilíbrio e igualdade os seus cidadãos. ”  Para Locke o Estado deve fazer as leis através do poder legislativo e colocá – las em execução através do poder executivo, sendo que a ação do Estado está limitada pelo poder natural dos cidadãos (liberdade, defesa, propriedade privada), e se este interferir nestes direitos, os cidadãos devem reagir e se rebelar.
  5. 5.  Os elementos externos e internos do homem funcionam como a fonte de onde provém todo o conhecimento e, por conseqüência, as idéias que porventura venha a ter.  A sensação externa nos proporciona cores, temperaturas, profundidades, texturas e as demais sensações experimentadas que dependem diretamente da experiência sensorial para chegar ao entendimento do objeto.  As operações que ocorrerem no interior da mente humana possibilitarão o armazenamento, organização e práticas dessas experiências.
  6. 6.  Propagação do movimento Iluminista;  Pedagogia com foco de transformar crianças em adultos íntegros e atuantes;  Defendeu o direito à vida, à liberdade e a propriedade privada, firmando o respeito do Estado para com seus cidadãos;  Ao mesmo tempo que mostrava a importância do homem rebelar – se, defendia que tais movimentos tinham que ter o devido controle de modo a não afetar a harmonia social.
  7. 7. ANDRESSA OLIVEIRA ANA VICTÓRIA FREITAS BRENDA ENGELKE HELÍSSIA COIMBRA KRISHNA LÍCIA FONSECA RAFAELLA POMBO

×