Raio-X dos investimentos Junho/2015

351 visualizações

Publicada em

Raio-X dos investimentos Junho/2015

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio-X dos investimentos Junho/2015

  1. 1. São Paulo, 29 de julho de 2015 JUNHO DE 2015 Primeiro semestre registra retração no IED No primeiro semestre de 2015, os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil registraram um total de US$ 27,8 bilhões. Trata-se de um volume 4,7% menor do que o registrado no mesmo período de 2014. O resultado foi influenciado principalmente pela redução dos ingressos de empréstimos intercompanhias, que registraram queda de 13,7% na comparação interanual; Pela abertura setorial, a indústria de transformação captou US$ 5,4 bilhões em investimentos estrangeiros no acumulado entre janeiro e junho de 2015, o que significou uma queda de 21,1% frente ao mesmo intervalo de 2014. O destaque positivo da atividade industrial ficou com o setor de informática, eletrônicos e aparelhos ópticos que atraiu 52,7% mais recursos estrangeiros no período. Em comparação ao ano passado, o Japão passou a ser um dos cinco principais emissores de IED para o Brasil no primeiro semestre de 2015. Os japoneses já investiram cerca de US$ 1,4 bilhão no país em 2015; Os investimentos brasileiros diretos (IBD) registraram um saldo expressivo no período, com um montante líquido de US$ 7,3 bilhões, o que representa um aumento de quase 20% em relação ao mesmo período de 2014; Entre as principais operações de fusão e aquisição de junho, destaca-se a aquisição da PSafe Tecnologia (Rio de Janeiro) por um grupo de investidores liderado pela Pinnacle Ventures (Estados Unidos). O valor da transação é estimado em US$ 30 milhões. * O Raio-X dos Investimentos foi produzido com base na metodologia BPM5 do Fundo Monetário Internacional (FMI).
  2. 2. jan-jun/14 jan-jun/15 29.264 27.877 22.644 22.166 6.620 5.712 Setores jan-jun/14 Part. jan-jun/15 Part. Variação Total Primários 2.346,2 100% 3.863,2 100% 64,7% ▲ Extração de petróleo e gás natural 1.008,3 43,0% 2.024,9 52,4% 100,8% ▲ Extração de minerais metálicos 787,9 33,6% 1.003,6 26,0% 27,4% ▲ Demais 550,0 23,4% 834,7 21,6% 51,8% ▲ Total Indústria 6.898,9 100% 5.445,2 100% -21,1% ▼ Veículos automotores, reboques e carrocerias 1.258,3 18,2% 1.118,4 20,5% -11,1% ▼ Produtos alimentícios 744,5 10,8% 583,8 10,7% -21,6% ▼ Produtos químicos 922,0 13,4% 545,7 10,0% -40,8% ▼ Equip. de informática, eletrônicos e ópticos 354,3 5,1% 541,1 9,9% 52,7% ▲ Celulose, papel e produtos de papel 282,6 4,1% 423,6 7,8% 49,9% ▲ Produtos de borracha e de material plástico 299,4 4,3% 406,3 7,5% 35,7% ▲ Total Serviços 18.542,9 100% 14.894,0 100% -19,7% ▼ Telecomunicações 4.465,4 24,1% 4.282,7 28,8% -4,1% ▼ Comércio, exceto veículos 2.578,6 13,9% 2.930,5 19,7% 13,6% ▲ Saúde 14,8 0,1% 1.016,8 6,8% *** Atividades imobiliárias 841,6 4,5% 863,7 5,8% 2,6% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 3.107,7 16,8% 551,6 3,7% -82,2% ▼ Eletricidade, gás e outras utilidades 1.606,2 8,7% 541,8 3,6% -66,3% ▼ Total #DIV/0! ***Variação maior que 1000% Fonte: Banco Central do Brasil Empréstimos Intercompanhia Investimentos Estrangeiros Diretos - Total Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Milhões) Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por Setor (US$ Milhões) Variação -4,7% ▼ -2,1% ▼ -13,7% ▼ Participação no capital 3,9 5,9 6,8 4,2 5,0 4,6 6,6 4,0 2,8 5,3 6,0 6,2 3,7 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 7,0 8,0 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 jan/15 fev/15 mar/15 abr/15 mai/15 jun/15 Evoluçãodo Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Bilhões)
  3. 3. País Tipo Part. US$ Mi Status Estados Unidos A 100% 30,0 Completo Espanha A 45% 4,8 Completo Fonte: Banco Central do Brasil e Thomson Reuters Setor Pinnacle Venture Ezentis Transações de Empresas Estrangeiras no Brasil em Junho de 2015 Tecnologia da informação Telecomunicações Empresa Seicom Detalhes da TransaçãoComprador Vendedor Janeiro a Junho de 2014 Janeiro a Junho de 2015 Psafe Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por País Empresa Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J); Privatização (P) Espanha Países Baixos Estados Unidos LuxemburgoJapão Outros US$ 5,2 Bi 21% US$ 3,2 Bi 13% US$ 3,1 Bi 13% US$ 2,9 Bi 12% US$ 1,4 Bi 6% US$ 8,6 Bi 36% Países Baixos Estados Unidos Espanha Portugal Luxemburgo Outros US$ 4,5 Bi 16% US$ 4,3 Bi 16% U1 U1 US$ 2,2 Bi 8% US$ 11 Bi 38% US$ 2,8 Bi 10% US$ 3,5 Bi 13%
  4. 4. jan-jun/14 jan-jun/15 2.599 7.363 14.179 10.984 -11.580 -3.621 Setores jan-jun/14 Part. jan-jun/15 Part. Variação Total Primários 744,3 100% 669,7 100% -10,0% ▼ Atividades de apoio à extração de minerais 730,8 98,2% 635,0 94,8% -13,1% ▼ Extração de minerais metálicos 9,5 1,3% 1,2 0,2% -87,9% ▼ Demais 3,9 0,5% 33,5 5,0% 750,7% ▲ Total Indústria 1.211,3 100% 1.266,5 100% 4,6% ▲ Coque, derivados de petróleo e biocombustíveis 185,8 15,3% 411,8 32,5% 121,7% ▲ Bebidas 1,1 0,1% 349,7 27,6% *** Produtos alimentícios 63,9 5,3% 239,7 18,9% 275,4% ▲ Veículos automotores, reboques e carrocerias 53,8 4,4% 101,0 8,0% 87,6% ▲ Produtos farmoquímicos e farmacêuticos 20,1 1,7% 41,8 3,3% 108,4% ▲ Produtos têxteis 21,0 1,7% 28,7 2,3% 36,9% ▲ Total Serviços 13.096,4 100% 11.535,4 100% -11,9% ▼ Serviços financeiros e atividades auxiliares 6.103,4 46,6% 9.016,6 78,2% 47,7% ▲ Serviços financeiros - holdings não-financeiras 2.133,2 16,3% 1.637,5 14,2% -23,2% ▼ Seguros, previdência e planos de saúde 0,1 0,0% 338,6 2,9% *** Serviços de tecnologia da informação 16,0 0,1% 167,2 1,4% 943,8% ▲ Obras de infra-estrutura 40,3 0,3% 118,2 1,0% 193,0% ▲ Comércio, exceto veículos 109,4 0,8% 99,5 0,9% -9,0% ▼ Total ***Variação maior que 1000% Fonte: Banco Central do Brasil Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por Setor (US$ Milhões) Variação 183,3% ▲ -22,5% ▼ 68,7% ▲ Participação no capital Empréstimos Intercompanhias Investimentos Brasileiros Diretos - Total Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Milhões) -0,7 -2,4 1,2 -1,9 -0,7 -0,1 -2,2 5,3 0,3 0,4 1,0 0,45 -0,17 -3,0 -2,0 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 jan/15 fev/15 mar/15 abr/15 mai/15 jun/15 Evolução do Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Bilhões)
  5. 5. EQUIPE TÉCNICA Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP | Presidente: Paulo Skaf Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREX | Diretor Titular: Thomaz Zanotto Gerente: Magaly M. Menezes Área de Negociações Internacionais e Estudos de Comércio Exterior Elaboração: Fernando Marques Endereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 | Telefone: (11) 3549-4531 | Fax: (11) 3549-4730. País Tipo Part. US$ Mi Status Reino Unido A 100,0% 1.500 Pendente China A 60,0% 56,4 Pendente Fonte: Banco Central do Brasil e Thomson Reuters Transações de Empresas Brasileiras no Exterior em Junho de 2015 Janeiro a Junho de 2014 Janeiro a Junho de 2015 Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por País Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J); Privatização (P) Vendedor Comprador Detalhes da Transação Setor Empresa Milsul Alimentos Empresa Zhuhai Qinfa Logística Moy Park JBS Ilhas Cayman Bahamas Estados Unidos Áustria Países Baixos Outros US$ 8,1 Bi 59% US$ 1,2 Bi 9% US$ 0,9 Bi 6% US$ 0,6 Bi 5% US$ 0,5 Bi 3% US$ 2,3 Bi 17% Ilhas Cayman Portugal Estados Unidos Áustria Ilhas Virgens Britânicas Outros US$ 5,9 Bi 39% US$ 4,3 Bi 28% US$ 1,4 Bi 9% US$ 1,1 Bi 8% US$ 0,6 Bi 4% US$ 1,8 Bi 12%

×