Raio-X dos Investimentos - Janeiro 2015 - Fiesp

361 visualizações

Publicada em

Raio-X dos Investimentos - Janeiro 2015 - Fiesp

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio-X dos Investimentos - Janeiro 2015 - Fiesp

  1. 1. 1 São Paulo, 25 de fevereiro de 2015. Janeiro de 2015 Janeiro registrou ingresso de US$ 4,0 bi em IED  No primeiro mês de 2015, o Brasil recebeu US$ 3,97 bilhões em investimentos estrangeiros diretos (IED). O valor é 22,4% menor do que o registrado em janeiro de 2014. O resultado foi influenciado principalmente pela redução das participações de capital nos fluxos de IED, que registraram queda de 32,4% na comparação interanual;  A indústria de transformação foi a atividade que mais atraiu recursos internacionais, ao captar US$ 1,1 bilhão no mês de janeiro. Entre os setores, vale destacar a captação da indústria de alimentos, que recebeu 27,7% deste montante;  No período, os principais emissores de IED para o Brasil foram os Estados Unidos e os Países Baixos, que juntos corresponderam a 40,0% do total de ingressos (US$ 1,0 bilhão);  Os investimentos brasileiros diretos (IBD) registraram um saldo expressivo no mês de janeiro, com um montante líquido de US$ 5,3 bilhões. O resultado foi influenciado pelo aumento significativo da participação brasileira em ativos no exterior, que aumentou 76,9% frente ao mesmo período de 2014.  Uma parceria brasileira de investidores, composta por Cutrale e Banco Safra, adquiriu a 85% do capital social da distribuidora estadunidense de frutas e verduras Chiquita Brands. O valor da operação foi de US$ 681,3 milhões;
  2. 2. 2 jan-jan/14 jan-jan/15 5.115 3.968 3.532 2.387 1.582,1 1.581,5 Setores jan-jan/14 Part. jan-jan/15 Part. Variação Total Primários 327,9 100% 358,1 100% 9,2% ▲ Extração de petróleo e gás natural 231,3 70,5% 169,7 47,4% -26,6% ▼ Extração de minerais metálicos 57,1 17,4% 154,7 43,2% 170,7% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 15,7 4,8% 25,7 7,2% 63,5% ▲ Demais 23,8 7,2% 8,0 2,2% -66,2% ▼ Total Indústria 994,0 100% 1.117,1 100% 12,4% ▲ Produtos alimentícios 24,0 2,4% 309,0 27,7% *** Equip. de informática, eletrônicos e ópticos 45,8 4,6% 305,0 27,3% 566,1% ▲ Produtos químicos 197,3 19,9% 140,4 12,6% -28,8% ▼ Produtos de borracha e de material plástico 49,3 5,0% 83,4 7,5% 68,9% ▲ Máquinas e equipamentos 21,9 2,2% 57,5 5,1% 163,1% ▲ Veículos automotores, reboques e carrocerias 83,0 8,4% 46,3 4,1% -44,3% ▼ Total Serviços 3.879,8 100% 1.023,7 100% -73,6% ▼ Comércio, exceto veículos 368,6 9,5% 281,3 27,5% -23,7% ▼ Atividades imobiliárias 48,1 1,2% 135,3 13,2% 181,6% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 2.507,6 64,6% 99,8 9,7% -96,0% ▼ Prestação de serviços de informação 25,2 0,6% 48,7 4,8% 93,5% ▲ Serviços de escritório e empresariais 8,5 0,2% 46,6 4,6% 448,4% ▲ Construção de edifícios 73,5 1,9% 45,0 4,4% -38,8% ▼ Total #DIV/0! ***Variação maior que 1000% Fonte: Banco Central do Brasil Empréstimos Intercompanhia Investimentos Estrangeiros Diretos - Total Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Milhões) Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por Setor (US$ Milhões) Variação -22,4% ▼ -32,4% ▼ 0,0% ▼ Participação no capital 5,1 4,1 5,0 5,2 6,0 3,9 5,9 6,8 4,2 5,0 4,6 6,6 4,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 7,0 8,0 jan/14 fev/14 mar/14 abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 jan/15 Evoluçãodo InvestimentoEstrangeiroDireto Líquido (US$ Bilhões)
  3. 3. 3 País Tipo Part. US$ Mi Status Suíça A 20% 163,5 Completo Marrocos A 10% 12,1 Completo Portugal A 100% 0,6 Completo Fonte: Banco Central do Brasil e Thomson Reuters Heringer Dufry Lojas Francas Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por País Empresa Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J); Privatização (P) Comprador Vendedor Livros do Brasil Detalhes da Transação Janeiro a Janeiro de 2014 Janeiro a Janeiro de 2015 OCP Internacional Fertilizantes Setor Grupo de investidores Porto Editora Transações de Empresas Estrangeiras no Brasil em Janeiro de 2015 Comércio Varejista Editorial Empresa Países Baixos Estados Unidos Reino UnidoLuxemburgoJapão Outros US$ 0,7 Bi 28% US$ 0,3 Bi 12% US$ 0,3 Bi 11% US$ 0,2 Bi 9% US$ 0,1 Bi 6% US$ 0,9 Bi 34% Espanha Japão Países Baixos Estados Unidos Luxemburgo Outros US$ 2,6 Bi 51% US$ 0,5 Bi 10% US$ 0,5 Bi 9% US$ 0,4 Bi 8% US$ 0,4 Bi 7% US$ 1 Bi 14%
  4. 4. 4 jan-jan/14 jan-jan/15 122 5.308 4.082 7.221 -3.960 -1.913 Setores jan-jan/14 Part. jan-jan/15 Part. Variação Total Primários 19,4 100% 635,2 100% *** Atividades de apoio à extração de minerais 19,1 98,5% 635,0 100,0% *** Extração de minerais metálicos 0,0 0,2% 0,0 0,0% -100,0% ▼ Demais 0,3 1,3% 0,2 0,0% -21,4% ▼ Total Indústria 674,1 100% 61,3 100% -90,9% ▼ Produtos têxteis 2,5 0,4% 21,7 35,4% 769,5% ▲ Produtos farmoquímicos e farmacêuticos 0,3 0,0% 15,4 25,2% *** Máquinas, aparelhos e materiais elétricos 0,1 0,0% 10,2 16,7% *** Produtos alimentícios 6,3 0,9% 9,1 14,9% 46,2% ▲ Máquinas e equipamentos 0,8 0,1% 2,4 4,0% 191,8% ▲ Produtos de borracha e de material plástico 3,3 0,5% 0,6 0,9% -83,4% ▼ Total Serviços 3.426,7 100% 6.793,8 100% 98,3% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 3.009,9 87,8% 6.435,2 94,7% 113,8% ▲ Serviços financeiros - holdings não-financeiras 213,5 6,2% 323,2 4,8% 51,4% ▲ Atividades imobiliárias 8,2 0,2% 8,6 0,1% 5,0% ▲ Construção de edifícios 5,6 0,2% 5,8 0,1% 3,5% ▲ Prestação de serviços de informação 5,0 0,1% 4,1 0,1% -17,7% ▼ Comércio, exceto veículos 8,6 0,3% 3,0 0,0% -64,8% ▼ Total ***Variação maior que 1000% Fonte: Banco Central do Brasil Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por Setor (US$ Milhões) Variação *** 76,9% ▲ 51,7% ▲ Participação no capital Empréstimos Intercompanhias Investimentos Brasileiros Diretos - Total Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Milhões) 0,1 -0,6 -0,5 1,6 2,6 -0,7 -2,4 1,2 -1,9 -0,7 -0,1 -2,24 5,31 -3,0 -2,0 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 jan/14 fev/14 mar/14 abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 jan/15 Evoluçãodo InvestimentoBrasileiro Direto Líquido(US$ Bilhões)
  5. 5. 5 EQUIPE TÉCNICA Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP | Presidente: Paulo Skaf Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREX | Diretor Titular: Thomaz Zanotto | Gerente: Magaly M. Menezes Área de Negociações Internacionais e Estudos de Comércio Exterior | Coordenador: José Luiz Pimenta Jr. Equipe: Bernardo Hernandez, Bruno Freire, Clarice Tambelli, Fernando Marques, Juliana Suzuki, Laura Bilbao e Vinicius Santos Endereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 | Telefone: (11) 3549-4615 / 4627 | Fax: (11) 3549-4730. País Tipo Part. US$ Mi Status Estados Unidos A 85,0% 681,1 Completo Espanha A 49,0% 17,50 Completo Fonte: Banco Central do Brasil e Thomson Reuters Empresa Chiquita Frutas Tavex Ayuspe Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J); Privatização (P) Vendedor Comprador Detalhes da Transação Setor Empresa Grupo de investidores Têxtil Transações de Empresas Brasileiras no Exterior em Janeiro de 2015 Janeiro a Janeiro de 2014 Janeiro a Janeiro de 2015 Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por País Ilhas Cayman Áustria Estados Unidos Ilhas Virgens Britânicas SuíçaOutros US$ 6,5 Bi 86% US$ 0,6 Bi 8% US$ 0,1 Bi 2% US$ 0,1 Bi 1% US$ 0,0 Bi 0% US$ 0,1 Bi 2% Ilhas Cayman Áustria Estados Unidos Canadá Suíça Outros US$ 3,1 Bi 76% US$ 0,5 Bi 12% US$ 0,2 Bi 6% US$ 0,1 Bi 2% US$ 0,0 Bi 1% US$ 0,2 Bi 4%

×