SlideShare uma empresa Scribd logo

Sala de aula invertida - PowerPoint

PowerPoint criado sobre Sala de Aula Invertida, com dados de fonte retirada da Internet e constando no último slide.

1 de 19
Baixar para ler offline
SALA DE AULA INVERTIDA
A sala de aula invertida, também conhecida como
flipped classroom, é considerada uma grande
inovação no processo de aprendizagem. Como o
próprio nome sugere, é o método de ensino através
do qual a lógica da organização de uma sala de aula
é de fato invertida por completo.
• A ideia é que após o aluno absorver o
conteúdo através do meio virtual, ao chegar
na sala de aula presencial ele estará ciente do
assunto a ser desenvolvido, sendo o local ideal
para dar início a interação professor-aluno
sanando todas as dúvidas e construindo
atividades em grupo, por exemplo.
• Na sala de aula invertida, o professor deixa
de ser o grande detentor de conhecimento.
Neste caso, ele passa a atuar mais como um
mediador que orienta e guia o aluno em um
processo de ensino. Os alunos, por sua vez,
são ativos, visto que são eles que buscam a
informação em um ambiente virtual de
aprendizagem.
• Alunos tem maior rendimento com o
tempo mais bem aproveitado na sala de
aula, a sala de aula invertida
possibilita que o professor crie novas
oportunidades de aprendizagem que
envolvam muito mais todos os alunos.
• Com as vídeoaulas e aulas interativas, os
alunos EAD podem acessá-los no horário e
lugar que quiserem.
• Como na sala de aula invertida o tempo
de aula presencial é mais curto que o
tradicional, ele deve ser melhor
aproveitado para coleta de dados e
informações relevantes ao curso, assim
como para a colaboração e a aplicação de
conceitos. Além disso, é possível também
que os alunos de forma ativa trabalhem
problemas em comum e se envolverem na
aprendizagem de forma colaborativa.
Anúncio

Recomendados

Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaDaniel Caixeta
 
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Ana Mara Oliveira de Sousa
 
Aula nota 10 - 49 técnicas para ser um professor nota 10
Aula nota 10 - 49 técnicas para ser um professor nota 10Aula nota 10 - 49 técnicas para ser um professor nota 10
Aula nota 10 - 49 técnicas para ser um professor nota 10Ricardo Silva
 
As Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasAs Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasJessica Nuvens
 
Quadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências PedagógicasQuadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências PedagógicasCristiano Pereira
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasMarcelo Assis
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamentalAvaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamentalAnaí Peña
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula mtolentino1507
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Joao Balbi
 
Uso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoUso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoPatty Santana
 
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof edna
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof ednaProjeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof edna
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof ednaHideane Santana
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Mario Amorim
 
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfPrograma de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfAdrianoSilvestre6
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Arivaldom
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemploFelipe Pereira
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Adriana Pereira
 
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...SandraRombi
 
Plano de aula slides
Plano de aula slidesPlano de aula slides
Plano de aula slidesMarinaGLD
 

Mais procurados (20)

Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamentalAvaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
 
Educação inovadora
Educação inovadoraEducação inovadora
Educação inovadora
 
Aula nota 10
Aula nota 10Aula nota 10
Aula nota 10
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
 
Uso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoUso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educação
 
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof edna
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof ednaProjeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof edna
Projeto de pesquisa. mestrado. corrigido prof edna
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
 
História da educação no Brasil
História da educação no BrasilHistória da educação no Brasil
História da educação no Brasil
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
Conhecendo a didática
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfPrograma de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
 
Metodologias ativas
Metodologias ativas Metodologias ativas
Metodologias ativas
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
 
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
 
Plano de aula slides
Plano de aula slidesPlano de aula slides
Plano de aula slides
 

Semelhante a Sala de aula invertida - PowerPoint

Modelos Ensino Híbrido
Modelos Ensino HíbridoModelos Ensino Híbrido
Modelos Ensino HíbridoGelson Rocha
 
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativaDidática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativaRosária Nakashima
 
Sala ambiente
Sala ambienteSala ambiente
Sala ambientedonianton
 
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]Claudio Oliveira
 
Apresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontroApresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontromaucandido
 
“ENSINO HÍBRIDO”.pptx
“ENSINO HÍBRIDO”.pptx“ENSINO HÍBRIDO”.pptx
“ENSINO HÍBRIDO”.pptxReginaCruz59
 
Educação inovadora na sociedade da informação
Educação inovadora na sociedade da informaçãoEducação inovadora na sociedade da informação
Educação inovadora na sociedade da informaçãoNilda de Oliveira Campos
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologiaguest4c2e2d0
 
Principios da Boa Didatica na educação infantil Criatividade
Principios da Boa Didatica na educação infantil CriatividadePrincipios da Boa Didatica na educação infantil Criatividade
Principios da Boa Didatica na educação infantil CriatividadeTia Pri Infantil
 
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdfLibaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdfDenise De Ramos
 

Semelhante a Sala de aula invertida - PowerPoint (20)

57632-122306-1-PB.pdf
57632-122306-1-PB.pdf57632-122306-1-PB.pdf
57632-122306-1-PB.pdf
 
Modelos Ensino Híbrido
Modelos Ensino HíbridoModelos Ensino Híbrido
Modelos Ensino Híbrido
 
O que é a sala de aula invertida
O que é a sala de aula invertidaO que é a sala de aula invertida
O que é a sala de aula invertida
 
Do it yourself! 2 (Formação de professores)
Do it yourself! 2 (Formação de professores)Do it yourself! 2 (Formação de professores)
Do it yourself! 2 (Formação de professores)
 
Aprendizagem ativa
Aprendizagem ativaAprendizagem ativa
Aprendizagem ativa
 
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativaDidática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
 
Sala ambiente
Sala ambienteSala ambiente
Sala ambiente
 
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprenderAprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
 
Webfólio
WebfólioWebfólio
Webfólio
 
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]
Novos espaços de_atuacao_do_educador_com_as_tecnologias[624]
 
Organização em função dos objetivos
Organização em função dos objetivosOrganização em função dos objetivos
Organização em função dos objetivos
 
Apresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontroApresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontro
 
Aprendizagem Invertida nas aulas de Português
Aprendizagem Invertida nas aulas de PortuguêsAprendizagem Invertida nas aulas de Português
Aprendizagem Invertida nas aulas de Português
 
“ENSINO HÍBRIDO”.pptx
“ENSINO HÍBRIDO”.pptx“ENSINO HÍBRIDO”.pptx
“ENSINO HÍBRIDO”.pptx
 
Educação inovadora na sociedade da informação
Educação inovadora na sociedade da informaçãoEducação inovadora na sociedade da informação
Educação inovadora na sociedade da informação
 
Práticas Inovadoras 2017
Práticas Inovadoras 2017Práticas Inovadoras 2017
Práticas Inovadoras 2017
 
Educação e sociedade da informação
Educação e sociedade da informaçãoEducação e sociedade da informação
Educação e sociedade da informação
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 
Principios da Boa Didatica na educação infantil Criatividade
Principios da Boa Didatica na educação infantil CriatividadePrincipios da Boa Didatica na educação infantil Criatividade
Principios da Boa Didatica na educação infantil Criatividade
 
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdfLibaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
 

Último

2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 

Sala de aula invertida - PowerPoint

  • 1. SALA DE AULA INVERTIDA A sala de aula invertida, também conhecida como flipped classroom, é considerada uma grande inovação no processo de aprendizagem. Como o próprio nome sugere, é o método de ensino através do qual a lógica da organização de uma sala de aula é de fato invertida por completo.
  • 2. • A ideia é que após o aluno absorver o conteúdo através do meio virtual, ao chegar na sala de aula presencial ele estará ciente do assunto a ser desenvolvido, sendo o local ideal para dar início a interação professor-aluno sanando todas as dúvidas e construindo atividades em grupo, por exemplo.
  • 3. • Na sala de aula invertida, o professor deixa de ser o grande detentor de conhecimento. Neste caso, ele passa a atuar mais como um mediador que orienta e guia o aluno em um processo de ensino. Os alunos, por sua vez, são ativos, visto que são eles que buscam a informação em um ambiente virtual de aprendizagem.
  • 4. • Alunos tem maior rendimento com o tempo mais bem aproveitado na sala de aula, a sala de aula invertida possibilita que o professor crie novas oportunidades de aprendizagem que envolvam muito mais todos os alunos.
  • 5. • Com as vídeoaulas e aulas interativas, os alunos EAD podem acessá-los no horário e lugar que quiserem.
  • 6. • Como na sala de aula invertida o tempo de aula presencial é mais curto que o tradicional, ele deve ser melhor aproveitado para coleta de dados e informações relevantes ao curso, assim como para a colaboração e a aplicação de conceitos. Além disso, é possível também que os alunos de forma ativa trabalhem problemas em comum e se envolverem na aprendizagem de forma colaborativa.
  • 7. • Cada aluno, sem dúvidas, possui um processo de aprendizagem diferente e cada um deles possui um ritmo diferente para compreender determinados assuntos. Deste modo, aqui é possível que ele participe de grupos colaborativos online que mais atendam suas necessidades, além de caminhar à maneira que mais se adéqua a ele.
  • 8. • Os alunos que participam de uma sala de aula invertida possuem fácil acesso à qualquer tópico dentro de um curso online no momento que for demandado. Com isso, o tutor terá mais oportunidades de enriquecer os momentos de produção colaborativa. • Os alunos também poderão criar o seu próprio material de estudo usando as ferramentas de ensino online e compartilhá-lo com o grupo, colocando em prática, assim, a produção colaborativa – parte fundamental da sala de aula invertida.
  • 9. • Na metodologia de sala de aula invertida, ainda mais importante do que produzir bom conteúdo para o aluno acessar em casa, é pensar em atividades que aproveitem cada segundo do encontro dos alunos com o professor em classe. Promova exercícios que estimulem a interação da turma e, também, que fortaleçam a relação dos estudantes com você, educador.
  • 10. • Assim como se distraem em sala de aula, os alunos também não aguentam ficar muito tempo seguido sentados em frente ao computador em casa. Por isso, prepare vídeos curtos para passar os conteúdos. Pesquisas apontam que filmes com 5 a 8 minutos de duração são ideais. • Além disso, é importante fazer uma introdução no vídeo, recapitulando os principais tópicos que foram abordados nas últimas aulas, e uma conclusão, para ajudar os alunos a fixar os conceitos trabalhados no filme.
  • 11. • Percebe-se uma mudança na aprendizagem quando se compara uma aula centrada na figura do professor com outra aula centrada no estudante. Na sala de aula invertida o tempo em classe é utilizado para aprofundar temas, criar oportunidades de aprendizagem mais enriquecedoras e maximizar as interações face a face. Tudo com o objetivo de garantir a compreensão e a síntese do conteúdo trabalhado.
  • 12. • Na sala de aula invertida professores qualificados são mais importantes do que nunca. São eles que devem definir o conteúdo, as instruções e traçar as estratégias de interação face a face. Durante a aula, devem observar e dar feedback, além de avaliar de forma contínua o trabalho do aluno. • Agora que já vimos as diversas vantagens encontradas na sala de aula invertida, que tal umas dicas para implementar este método educacional?
  • 13. • Muita gente pensa que adotar o método de sala de aula invertida significa menos trabalho para o professor. Produzir o conteúdo para os alunos estudarem em casa sozinhos exige muito mais empenho do educador. Os materiais (vídeos, jogos ou textos) precisam ser muito mais claros, uma vez que os estudantes não terão a quem recorrer imediatamente para tirar dúvidas.
  • 14. • Outro mito a respeito da sala de aula invertida é o de que os professores preparam os conteúdos uma única vez e depois passam a repeti-los para as próximas turmas. A metodologia deve ser dinâmica. O professor precisa sentir como os estudantes respondem ao conteúdo preparado para aprimorá-lo cada vez mais.
  • 15. • As tecnologias de hoje estão redefinindo as aulas de amanhã. A educação a distância está ajudando nessa transformação já que países e organizações estão cada vez mais se aproximando desse modelo de ensino. • Na medida em que mais alunos têm acesso a computadores e dispositivos móveis conectados à internet, mais oportunidades educativas e interativas se abrem para professores e alunos.
  • 16. • Também na educação superior o modelo de sala de aula invertida começa a ser muito popular devido à forma como propõe uma reorganização da instrução aluno a aluno, bem como gerencia de forma mais eficiente o tempo em sala de aula. • Mudar o que está sendo feito há tantas décadas exigirá uma mudança de postura não só de professores, mas também dos alunos.
  • 17. • A modalidade representa uma forte influência na geração de conhecimento no país e no mundo, com perspectivas interessantes e positivas. • Desta maneira, espera-se uma maior democratização do ensino a distância, bem como uma maior interação entre as diversas culturas quanto aos conhecimentos gerados. • Como, por exemplo, fóruns, chats, museus e laboratórios virtuais que favorecem as práticas de sala de aula invertida; estes últimos ampliando o acesso à educação superior de qualidade por um custo muito baixo ou mesmo nulo.
  • 18. • Os próximos anos devem ser marcados por um crescimento do compartilhamento de conteúdos, especificamente em relação ao EAD. • Com a sala de aula invertida, o tempo de aula é otimizado, já que os alunos possuem conhecimento prévio da lição por meio do material fornecido com antecedência pelo professor. Com isso, a aula pode ser dedicada a aprofundar o tema e a desenvolver os assuntos mais importantes.
  • 19. Mas inverter uma sala de aula é muito mais do que a simples distribuição de conteúdo com antecedência. Trata-se de uma abordagem abrangente que combina educação e novas tecnologias, priorizando princípios como pró-atividade, colaboração e aprendizagem contínua, entre outros. • O método da sala de aula invertida é um novo conceito que parece ter vindo para ficar e é cada vez mais usado por professores mundo afora. Que tal experimentar em sua aula? • Fonte: http://www.edools.com/sala-de-aula-invertida/