CRP-5215-0420-2014-06

573 visualizações

Publicada em

Aula 06 de Comunicação Digital: Inteligência Artificial.

Links:
- Ken Robinson TED: http://www.ted.com/talks/ken_robinson_says_schools_kill_creativity
- Ken Robinson animação: http://www.ted.com/talks/ken_robinson_changing_education_paradigms
- Celso Antunes: https://www.youtube.com/watch?v=DddM1N0QDlI

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRP-5215-0420-2014-06

  1. 1. CRP-5215 COMUNICAÇÃO ! DIGITAL E ENSINO ! À DISTÂNCIA. ! ! Aula 06: Educação.
  2. 2. CRP-0420: COMUNICAÇÃO ! DIGITAL ! ! Aula 06: Educação.
  3. 3. PROGRAMA: 1. Contexto 2. Emergência e redes 3. A coisa 4. Ideologias e Tendências 5. Inteligência Artificial 6. Educação 7. Design thinking 8. Design de interação 9. Interfaces 10.Experiência do usuário 11. Código 12. Games 13. Planejamento estratégico
  4. 4. TECNOFOBIA ! é tão tola quanto TECNOFILIA.
  5. 5. Computação é ANTROPOCÊNTRICA. ! Aliens não reconheceriam bits descontextualizados.
  6. 6. ! ANTI-TECH não é a resposta.
  7. 7. É preciso PENSAR ! sobre a Internet. Em vez de apenas deixá-la acontecer.
  8. 8. Vivemos uma crise de CONTEÚDO. ! Quando tudo é possivel, o que mais vale não é a quantidade, mas o critério.
  9. 9. CRIATIVIDADE não é exceção: é regra.
  10. 10. CRIATIVIDADE é baseada em conhecimento.
  11. 11. CONHECIMENTO é baseado em informação.
  12. 12. O conteúdo fechado, como em um livro, faz cada vez menos SENTIDO. ! O material didático precisa ser de fácil acesso, consultado quando necessário.
  13. 13. É assim que fazemos com as pessoas: nos CONECTAMOS ! a elas quando precisamos delas.
  14. 14. ninguém leva a sério as novas TECNOLOGIAS ! até que não dê mais para ignorá-las.
  15. 15. Escolas, família e trabalho sempre foram REDES SOCIAIS.
  16. 16. ABORDAGENS TRADICIONAIS • As abordagens tradicionais de design instrucional se concentram no conteúdo: • como obtê-lo da forma mais completa e precisa; • como apresentá-lo da forma mais clara possível; • como fazer avaliações precisas.
  17. 17. Outras PREOCUPAÇÕES, ! como torná-lo significativo, memorável ou motivador muitas vezes não são discutidas.
  18. 18. LACUNAS NO APRENDIZADO: • Conhecimento: • Que informações o aluno precisa para ser bem sucedido? • Que formatos melhor as comunicam? • Competências: • O que os alunos precisam praticar para desenvolver as proficiências necessárias? • Onde estão as oportunidades para a prática?
  19. 19. LACUNAS NO APRENDIZADO: • Motivação: • Qual é a atitude do aluno? Ele está motivado ou é resistente? • Ambiente: • Que elementos do ambiente impedem o sucesso do aluno? • O que é preciso para apoiá-lo? • Comunicação: • Os objetivos são comunicados claramente?
  20. 20. ! HEURÍSTICAS: ! Tendemos a utilizar os mesmos atalhos mentais.
  21. 21. O que seus alunos QUEREM? ! Qual é o seu nível de habilidade atual? Como são diferentes de você?
  22. 22. ALGUNS TIPOS DE ALUNOS • "Eu não quero me sentir burro” • “Preciso resolver um problema” • “Me diga apenas o que preciso saber" • “O que é isso piscando?” • “Olha, que legal!” • “Este curso é obrigatório” • “Tenho medo da mudança” • “Já conheço tudo isso muito bem”
  23. 23. ALGUNS TIPOS DE MEMÓRIA: • Emocional - ligada a eventos impressionantes. • Baseada em procedimentos. • Condicionada - como Pavlov • Episódica • Declarativa ou semântica • Sensorial
  24. 24. Identificar e reduzir BRECHAS ! Quando se determina uma rota é preciso saber o espírito da viagem.
  25. 25. Nem todos aprendem da mesma MANEIRA: Existem diferentes tipos de inteligência.
  26. 26. ALGUNS MODELOS DE INTELIGÊNCIAS: • Howard Gardner propõe que as pessoas têm diferentes tipos de inteligências (espacial, linguística, lógica, cinestésica, musical, interpessoal, intrapessoal, naturalista e existencial), ao invés de um único tipo de QI. • O modelo VAK propõe que cada pessoa tem inclinações para estilos de aprendizagem, como visual, auditiva, leitura ou cinestésica. • David Kolb propõe um conjunto de estilos de aprendizagem (Converger, diverger, assimilar e acomodar) com base nas preferências de aprendizado concreto, abstrato, ativo ou reflectivo.
  27. 27. MOTIVAÇÃO • Intrínseca: alunos interessados no tema para seu próprio bem, ou em busca da solução de um problema específico. • Extrinseca: alunos motivados por recompensa ou punição externa. Aprendizagens "necessárias" costumam cair nesta categoria.
  28. 28. É preciso reduzir a COMPLEXIDADE ! do ambiente.
  29. 29. PERGUNTAS: • Do que seus alunos gostam? • Qual é seu atual nível de conhecimento? • Como são diferentes de você? • Qual é o seu contexto?
  30. 30. ! OBJETIVOS: ! Identificar o problema Dividi-lo em partes Estabelecer uma estratégia
  31. 31. FIM
  32. 32. PARA CASA: Pense em uma técnica que poderia ser ensinada via Internet: como você a ensinaria? O que teria de diferente do que já existe?

×