CRP 0420-2015-01

1.483 visualizações

Publicada em

Aula 01 de comunicação Digital

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.483
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
580
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRP 0420-2015-01

  1. 1. COMUNICAÇÃO
 DIGITAL CRP-0420 AULA 01: CONTEXTO E REDES.
  2. 2. ESTRUTURA: PRÉ-AULA: LER E VER MATERIAL DE APOIO PALESTRA OU ENTREVISTA FILME (FICÇÃO) DOCUMENTÁRIO LEITURA (REVISTA) LEITURA (COLUNA) CAPÍTULO LIVRO (TEORIA) SITE(S) E PENSADORES DO TEMA DURANTE A AULA: EXPOSIÇÃO E DEBATE
  3. 3. ESTRUTURA: DEPOIS DA AULA: MAIS MATERIAL DE APOIO PRODUZIR UM TEXTO A RESPEITO DO TEMA, FUNDAMENTADO E REFERENCIADO. NÃO É UM RELATÓRIO, MAS SIM UMA REFLEXÃO OU PEÇA DE FICÇÃO EM SEU GDOCS. NO FIM DO CURSO PUBLICAREMOS UM EBOOK COM AS MELHORES CONSIDERAÇÕES.
  4. 4. EBOOK: EDIÇÃO E AJUSTE FINAL: ANTES DE ESCREVER O SEU TEXTO FINAL, VOCÊ DEVERÁ CITAR OS TEXTOS DE OUTROS DOIS ALUNOS. FINAL DE CURSO: PRODUZIR 2 PARÁGRAFOS DE CONCLUSÃO DO CONJUNTO DA OBRA
 + PECHA KUCHA DO PROJETO.
  5. 5. AH, VOCÊ NÃO FALA, LÊ, COMPREENDE INGLÊS ? Vamos lembrar que a disciplina é optativa.
  6. 6. TAREFA FINAL: RESOLVER O MUNDO. (OU UM PROBLEMA DELE)
  7. 7. BYA, THIARA São meus egos terceirizados.
  8. 8. PROGRAMA: 6/8 - CONTEXTO 13/8 - A COISA 20/8 - NADA (LDOC) 27/8 - IDENTIDADE 3/9 - BIG DATA 10/9 - SEMPÁTRIA 17/9 - EDUCAÇÃO 24/9 - CROWD* 1/10 - EXCLUSÃO 8/10 - CIBERATIVISMO 15/10 - GAMES 22/10 - VR, AI 29/10 - IOT, SMART CITIES 5/11 - NEURO E BIO 12/11 - HACK E CODE 19/11 - FABRICATION 26/11 - TENDÊNCIAS 3/12 - PECHA KUCHA 1+2
  9. 9. DE ONDE SURGIU
 A INTERNET?
  10. 10. Isaac Asimov, 1988.
  11. 11. PODER. INFORMAÇÃO NÃO É CRITÉRIO QUE É
  12. 12. CONTEXTO.
  13. 13. SEC. 20: FUTURISMO SÉC.21: “PRESENTISMO” A desorientação é regra.
  14. 14. WTF?
  15. 15. COMEÇO. TUDO ISSO É SÓ O TODOS FORMAM OPINIÃO, HOJE GLOBAL. AINDA SOMOS DEPENDENTES DA MÍDIA. METADE DO MUNDO ESTÁ DESCONECTADA. 2/3 DO MUNDO
 NÃO USA CARACTERES ROMANOS.
  16. 16. COMEÇO. TUDO ISSO É SÓ O NUNCA HOUVE CONTATO MUNDIAL. O ENCONTRO ATÉ AGORA
 FOI DE SOCIEDADES
 QUE JÁ TINHAM VALORES PARECIDOS.
  17. 17. INTERAÇÕES NINGUÉM LEVA A SÉRIO NOVAS ATÉ CHEGAR O PONTO
 EM QUE NÃO DÁ MAIS
 PARA IGNORÁ-LAS.
  18. 18. RETROVISOR: CORREMOS PARA O FUTURO COM OLHOS NO O PASSADO É CONFORTÁVEL, JÁ ESTIVEMOS LÁ.
  19. 19. A REDE É MUNDIAL: • 3 BILHÕES DE USUÁRIOS DA INTERNET • 1,2 BILHÃO DE WEBSITES • 1,4 BILHÃO DE USUÁRIOS ATIVOS NO FACEBOOK • 843 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO GOOGLE+ • 327 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO TWITTER • 58 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO PINTEREST
  20. 20. SÓ HOJE: • TRÁFEGO NA REDE: 2 MILHÕES DE TERABYTES • 2,5 MILHÕES DE MW/H USADAS • 2,3 MILHÕES DE TONELADAS DE CO2 EMITIDAS • 186 BILHÕES DE E-MAILS ENVIADOS • 3,6 BILHÕES DE CONSULTAS AO GOOGLE • 3,2 MILHÕES DE PUBLICAÇÕES EM BLOGS • 640 MILHÕES DE TWEETS • 7,2 BILHÃO DE VÍDEOS VISTOS NO YOUTUBE • 128 MILHÕES DE FOTOS NO INSTAGRAM • 130 MILHÕES DE PUBLICAÇÕES NO TUMBLR • 125 MILHÕES DE CHAMADAS VIA SKYPE • 45 MIL WEBSITES HACKEADOS.
  21. 21. EM UM SEGUNDO: • 8500 TWEETS • 1700 FOTOS NO INSTAGRAM • 1700 PUBLICAÇÕES NO TUMBLR • 1650 CHAMADAS VIA SKYPE • 25,5 TB DE DADOS TRANSFERIDOS • 48 MIL CONSULTAS AO GOOGLE • 95 MIL VÍDEOS VISTOS NO YOUTUBE • 2,4 MILHÕES DE E-MAILS ENVIADOS (67% SPAM)
  22. 22. VISUALIZAÇÕES Padrões cada vez mais complexos demandam a identificação de padrões em novas dimensões.
  23. 23. A EXPONENCIAL.
  24. 24. INTEGRADA. A EXPERIÊNCIA É CADA VEZ MAIS A REDE É QUASE INVISÍVEL.
  25. 25. QUESTÕES:
  26. 26. 1. ESTAMOS
 SEMPRE LIGADOS. E A MÁQUINA É
 A CONSCIÊNCIA TERCEIRIZADA.
  27. 27. DISTRAÇÃO CONTÍNUA. Forças na periferia da atenção são ampliadas. O que está em frente é ignorado.
  28. 28. SOBRECARGA
 DE INFORMAÇÃO. Aumento do número de fontes. E do volume de informação por fonte.
  29. 29. A MULTITAREFA
 É ILUSÃO. A atenção oscila entre as tarefas demandadas. A conexão com o mundo real é prejudicada.
  30. 30. “INFORMÍVOROS” As tecnologias contemporâneas
 mudam a plasticidade do Cérebro:
 a forma de se comportar, falar, reagir, pensar e lembrar.
  31. 31. ATENÇÃO PARCIAL CONSTANTE A informação se alimenta de atenção. Sem atenção, não há recursos suficientes:
 é preciso selecionar o que lembrar.
  32. 32. DIGITAL-DEVICE- DISTRACTION Você é realmente multitarefa
 ou só está distraído?
  33. 33. 2. INDÚSTRIAS
 EM CRISE.
  34. 34. A REVOLUÇÃO
 É COGNITIVA. Crise dos sistemas ligados ao pensar
 e ao conhecimento:
 da Educação à Imprensa, da Medicina ao Direito.
  35. 35. DESINFORMAÇÃO: Da Rússia ao Estado Islâmico,
 dos criacionistas à indústria do Tabaco:
 desinformar é melhor do que censurar.
  36. 36. “O QUE ACONTECE AQUI?” A PERGUNTA QUE NINGUÉM FAZ:
  37. 37. “ISTO É BOM OU RUIM?” É MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE:
  38. 38. 3. INTERNET OU TWITTER, FACEBOOK E GOOGLE?
  39. 39. CONTEÚDO. É MUITO PRECISAMOS DE FILTROS.
  40. 40. OS GIGANTES DA INTERNET CHINESA Alibaba: maior do que Amazon + PayPal + EBay. Tencent (WeChat, QQ, SoSo, PaiPai, Tenpay): terceira maior empresa de Internet do mundo, depois de
  41. 41. SÓ INVENTAMOS 5 PRODUTOS ATÉ AGORA. PC - Notebook - Console
 Smartphone - Tablet
  42. 42. 4. CONVERGÊNCIA ENTRE OS MUNDOS FÍSICO E DIGITAL
  43. 43. INTERNET DAS COISAS Hardware com molho de Software.
  44. 44. IMPRESSORAS 3D deixam de ser coisa de nerd.
  45. 45. FÓRMULA E Velocidades de até 220 Km/h em carros elétricos.
  46. 46. VIRGIN GALACTIC Voos a 71 mil pés de altura.
  47. 47. CLOUD COMPUTING
 E CIÊNCIA. Computação de alta performance, multitarefa, data- intensive e alto throughput:
 terraforming e combate às mudanças climáticas.
  48. 48. BIOLOGIA SINTÉTICA. Criação de novos tipos de vida artificial para a realização de pequenas funções. 
 Micróbios sintéticos a combater infecções.
  49. 49. PROCESSADORES
 DE 14NM Próxima geração de chips, depois dos de 22nm. Mais rápidos, mais densos e mais econômicos. Podem funcionar como sensores microscópicos.
  50. 50. APLICAÇÕES BIOMÉTRICAS. Reconhecimento de digitais, íris e voz podem mudar as transações bancárias e de segurança.
  51. 51. SMART MACHINES Agentes inteligentes vão mudar o sistema de saúde, analisando dados biomédicos,
 indicadores sociais e metadados em grande escala.
  52. 52. APLICATIVOS INVISÍVEIS Dissolvidos na nuvem, no ambiente, nos corpos.
  53. 53. CAR TECH Honda, GM, Audi, Hyundai, Google e Nvidia:
 Open Automotive Alliance - Android e Google Maps para os veículos, criando um padrão.
  54. 54. PESSOAS, COISAS, INFORMAÇÃO, LUGARES E INDÚSTRIAS. FALAM POR AÍ EM CINCO INTERNETS:
  55. 55. TUDO A INTERNET DE
  56. 56. AÇÕES CONTEXTUAIS Equipamentos e software se ajustam conforme as preferências, hábitos e recomendações sociais.
  57. 57. COMPUTADORES SE DISSOLVENDO. Na nuvem, no ambiente, nos corpos.
  58. 58. COMPUTAÇÃO VESTÍVEL Sistemas portáteis, baterias pequenas, funções essenciais e conectividade. O software faz a diferença.
  59. 59. SMART HEALTH Produtos que antes eram caros e restritos a UTIs agora estão em toda parte. Tem eletrocardiograma até em capinha de iPhone.
  60. 60. SMARTPHONE EMOCIONAL Protótipo da Samsung detecta emoções
 com precisão de 65%, baseado na velocidade de digitação, erros, tremores, temperatura etc.
  61. 61. REDES SOCIAIS. SENSORES MUDAM AS E CRIAM MICRO-REDES DE COMUNICAÇÃO ÍNTIMA.
  62. 62. PENSAR. NOVAS FORMAS DE TECNOLOGIAS SÃO FERRAMENTAS.
 PENSE EM NOVOS RELACIONAMENTOS.
 A MAIORIA DA WEB HOJE NÃO ERA IMAGINADA EM 1995.
  63. 63. ATÉ A MORTE MUDOU: Redes sociais permitem conversas mais frequentes
 do que os grupos de apoio hospitalar tradicionais,
 o que diminui a sensação de isolamento.
  64. 64. DESMATERIALIZANDO. OS PRODUTOS ESTÃO SE
  65. 65. INFORMAÇÃO. TUDO ESTÁ SENDO TRADUZIDO EM E ESTÁ SE TORNANDO QUANTIFICÁVEL.
  66. 66. GOOGLENOW E SIRI São a porta de entrada para bases de dados poderosas. Falar é a interface mais natural que existe.
  67. 67. HAL VOLTOU. O Cérebro Eletrônico é cada vez mais real. HAL falava, reconhecia vozes, identificava faces, computava linguagem natural, jogava xadrez, interpretava emoções, raciocinava e apreciava arte.
  68. 68. SOCIAL, FÍSICA, PERSONALIZADA, SUPERDEPENDENTE, CONTEXTUAL, RESPONSIVA E INTEGRADA. A REDE É CADA VEZ MAIS
  69. 69. ROBÓTICA, INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, BIOLOGIA SINTÉTICA, NANOTECNOLOGIA, INTERNET DAS COISAS. NOVOS CAMPOS, MAIS INTEGRADOS:
  70. 70. “PAPAI, O QUE É A INTERNET?”
  71. 71. 7 INTERNETS:
  72. 72. 1
  73. 73. 2
  74. 74. 3
  75. 75. 4
  76. 76. 5
  77. 77. 6
  78. 78. 7 WETWARE.
  79. 79. PERSONAL HACKING Muito além da nutrição, cosmética, tatuagem
 e musculação. Paralímpicos e evolução.
  80. 80. TATUAGENS DIGITAIS Pedômetros e sensores subcutâneos. Testes laboratoriais e genéticos em casa.
  81. 81. É PRECISO PENSAR SOBRE A INTERNET. Em vez de apenas deixá-la acontecer. Mais que Tecnologia e Inteligência Artificial, a Internet é Linguagem e Educação.
  82. 82. MACRO-REDES. CIDADES SE TRANSFORMAM EM
  83. 83. TRÊS BILHÕES NOS PRÓXIMOS ANOS ESPERAM-SE DE NOVOS USUÁRIOS. CADA UM COM NOVAS
 CONTRIBUIÇÕES E DEMANDAS.
  84. 84. TUDO SERÁ SOCIAL: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  85. 85. TUDO SERÁ MÓVEL: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  86. 86. TUDO SERÁ SERVIÇO: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  87. 87. TUDO SERÁ MENSURÁVEL: E PODERÁ EVOLUIR RAPIDAMENTE.
  88. 88. 5. NOVOS RISCOS
  89. 89. NOVOS PROBLEMAS: Suicídios de adolescentes, depressão, estresse, falta de rumo. A tecnologia não é opressora.
 As demandas e papéis simultâneos é que são.
  90. 90. FRONTEIRAS NEBULOSAS: TECNOLOGIA, ENTRETENIMENTO,
 E INFORMAÇÃO. “Entretenimento” quer dizer “segurar dentro”.
  91. 91. VALE LEMBRAR: O que está na nuvem não é seu.
  92. 92. FEUDALISMO DIGITAL. Cada usuário jura fidelidade a seu Senhor Digital: Apple, Google, Microsoft, Facebook, Amazon, Sony controlam seus dados e equipamentos.
  93. 93. QUANTAS HORAS
 VOCÊ TRABALHOU
 PRO FACEBOOK HOJE?
  94. 94. MANIPULAÇÃO. O uso de padrões de Big Data
 para interferir em comportamentos.
  95. 95. NOS CURVAMOS
 AO MUNDO
 QUE AGRADA
 AO GOOGLE. A comunicação precisa cair no gosto do algoritmo. Digitalizamos livros para que a máquina os leia.
  96. 96. ESTRUTURAS DE PREVISÃO Reduzem pessoas a padrões.
  97. 97. BOLHA DE FILTRO. A nova ideologia.
  98. 98. TEMPO E PACIÊNCIA. Controle da Informação não é senso crítico.
 É o contrário: auto-indulgência e consumo desmedido
 dos próprios vícios, sem censura.
  99. 99. ERRO É muito melhor tolerado em um mundo virtual do que nos contextos reais de uma relação ou de um local de trabalho. Como foi melhor tolerado na infância.
  100. 100. É POR ISSO QUE A PORNOGRAFIA
 É TÃO POPULAR. The Internet is for porn
  101. 101. RADICAL. PRECISAMOS DE TRANSPARÊNCIA
  102. 102. DINHEIRO É INFORMAÇÃO É DINHEIRO. Negociável o tempo todo entre pessoas, empresas, instituições e governo.
  103. 103. É PRECISO ADMINISTRAR
 A IDENTIDADE. Equilibrar Identidade e Privacidade, negociar dados pessoais como ativo de valor.
  104. 104. LINGUAGEM. MUDANÇA DE
  105. 105. ENFIM:
  106. 106. ANTI-TECH 
 NÃO É A RESPOSTA. É preciso equilibrar sigilo e conhecimento,
 anonimato e acesso.
  107. 107. COMPUTAÇÃO É ANTROPOCÊNTRICA. Aliens não reconheceriam bits descontextualizados.
  108. 108. CÓDIGOS DE ÉTICA, CONDUTA E
 DIREITOS DE DADOS Big Data só será segura quando for transparente, maleável e disponível, permitindo a todos que escolham como compartilhá-la.
  109. 109. É PRECISO SER GENERALISTA E PRAGMÁTICO. Não dá para competir com bases de dados intercaladas, complexas e referenciadas.
  110. 110. É DEMORADO Ainda não chegamos aos escritórios e cidades sem papel, imaginados no início dos anos 90.
  111. 111. EXPERIÊNCIAS DE PONTA não são mais monopólio de governos
 e agências transnacionais.
  112. 112. FIM
  113. 113. ESTRUTURA: PRÉ-AULA: LER E VER MATERIAL DE APOIO PALESTRA OU ENTREVISTA FILME (FICÇÃO) DOCUMENTÁRIO LEITURA (REVISTA) LEITURA (COLUNA) CAPÍTULO LIVRO (TEORIA) SITE(S) E PENSADORES DO TEMA DURANTE A AULA: EXPOSIÇÃO E DEBATE
  114. 114. ESTRUTURA: DEPOIS DA AULA: MAIS MATERIAL DE APOIO PRODUZIR UM TEXTO A RESPEITO DO TEMA, FUNDAMENTADO E REFERENCIADO. NÃO É UM RELATÓRIO, MAS SIM UMA REFLEXÃO OU PEÇA DE FICÇÃO EM SEU GDOCS. NO FIM DO CURSO PUBLICAREMOS UM EBOOK COM AS MELHORES CONSIDERAÇÕES.
  115. 115. EBOOK: EDIÇÃO E AJUSTE FINAL: ANTES DE ESCREVER O SEU TEXTO FINAL, VOCÊ DEVERÁ CITAR OS TEXTOS DE OUTROS DOIS ALUNOS. FINAL DE CURSO: PRODUZIR 2 PARÁGRAFOS DE CONCLUSÃO DO CONJUNTO DA OBRA
 + PECHA KUCHA DO PROJETO.
  116. 116. AH, VOCÊ NÃO FALA, LÊ, COMPREENDE INGLÊS ? Vamos lembrar que a disciplina é optativa.
  117. 117. TAREFA FINAL: RESOLVER O MUNDO. (OU UM PROBLEMA DELE)
  118. 118. TAREFAS:
  119. 119. PALESTRAS TED: KEVIN KELLY, SHERRY TURKLE, MISHA GLENNY, SUSAN BLACKMORE, CLAY SHIRKY
  120. 120. FICÇÃO BLACK MIRROR: S01 E01 02 S02 E02 03
  121. 121. DOCUMENTÁRIO THE CENTURY OF THE SELF (TODO)
  122. 122. LEITURA (LIVRO) THE INFORMATION DIET - CAPS. 6 E 7 THE FILTER BUBBLE - CAP.1
  123. 123. PENSADOR DO TEMA: FRANK SCHIRRMACHER ENTREVISTA EDGE

×