1

A Península Ibérica –
lugar de passagem e fixação

5º
hgp
COMUNIDADES RECOLECTORAS E AGRO-PASTORIS
E POVOS MEDITERRÂNICOS NA PENÍNSULA IBÉRICA
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
Estes povos viviam totalmente dependentes da Natureza. Para se alimentarem,
caçavam ...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
Como não sabiam cultivar os campos, estes homens primitivos eram obrigados
a desloca...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
Abrigavam-se em grutas e cavernas, ou em tendas ou dormiam ao ar livre.
Vestiam-se c...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
Com a ajuda da mão e da sua inteligência, os primeiros homens foram inventando e fab...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
O homem primitivo também inventou o fogo que lhe permitiu cozinhar os alimentos, ilu...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
Também os homens primitivos gravavam e pintavam figuras nas paredes das
grutas ou ao...
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS

Há cerca de 10.000 anos houve
profundas mudanças climáticas: os solos tornaram-se mais
fér...
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
Descoberta a agricultura e a pastorícia, estas comunidades tornaram-se…
SEDENTÁRIAS

…isto ...
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
Ao mesmo tempo surgiram NOVOS INSTRUMENTOS.

FOICE

MÓ MANUAL

MACHADO
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
CERÂMICA
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
TECELAGEM
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
CESTARIA
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
RODA
AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
PREOCUPAÇÕES RELIGIOSAS
Estas comunidades já tinham preocupações religiosas.
Adoravam as fo...
IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA
Aparecem as primeiras aldeias com habitações
de madeira, barro e pedra, muitas vezes ...
IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA
O estanho, o cobre e o ferro
estanho
eram minerais em que o subsolo da Península Ibér...
IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA

Nesta época, a Península Ibérica era povoada por diferentes povos, organizados em co...
IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA
Os CELTAS, originários do
centro da Europa, fixaramse no noroeste da Península Ibéric...
IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA

LUSITÂNIA

Celtas e Iberos misturaram-se e deram origem a um único povo – CELTIBEROS...
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

GRÉCIA
CARTAGO

FENÍCIA
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

BARCO FENÍCIO
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

BARCO GREGO
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

BARCO CARTAGINÊS
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
Entre os séculos X e III a.C., os FENÍCIOS, os GREGOS e os CARTAGINESES
contactaram...
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
O que trouxe estes povos à Península Ibérica?
A exploração dos minérios (ferro, cob...
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
VESTÍGIOS DEIXADOS NA PENÍNSULA POR ESTES POVOS:

ÂNFORA
FENÍCIA

MOEDA FENÍCIA

MO...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comunidades recolectoras e agro pastoris

12.053 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
875
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
232
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunidades recolectoras e agro pastoris

  1. 1. 1 A Península Ibérica – lugar de passagem e fixação 5º hgp
  2. 2. COMUNIDADES RECOLECTORAS E AGRO-PASTORIS E POVOS MEDITERRÂNICOS NA PENÍNSULA IBÉRICA
  3. 3. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  4. 4. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  5. 5. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Estes povos viviam totalmente dependentes da Natureza. Para se alimentarem, caçavam animais selvagens, pescavam ou colhiam o que a Natureza, espontaneamente produzia: frutos, sementes, raízes, folhas. ERAM CAÇADORES E RECOLECTORES
  6. 6. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  7. 7. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  8. 8. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  9. 9. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  10. 10. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Como não sabiam cultivar os campos, estes homens primitivos eram obrigados a deslocar-se à procura de alimentos ERAM POVOS NÓMADAS
  11. 11. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  12. 12. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Abrigavam-se em grutas e cavernas, ou em tendas ou dormiam ao ar livre. Vestiam-se com folhas de árvores e peles de animais que coziam com agulhas de osso.
  13. 13. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  14. 14. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  15. 15. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Com a ajuda da mão e da sua inteligência, os primeiros homens foram inventando e fabricando instrumentos de pedra, madeira e osso: bifaces, raspadores, setas, agulhas, lanças.
  16. 16. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  17. 17. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  18. 18. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  19. 19. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  20. 20. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  21. 21. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS O homem primitivo também inventou o fogo que lhe permitiu cozinhar os alimentos, iluminar e aquecer os abrigos, afugentar os animais ferozes.
  22. 22. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  23. 23. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  24. 24. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  25. 25. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Também os homens primitivos gravavam e pintavam figuras nas paredes das grutas ou ao ar livre. Normalmente, representavam cenas de caça. A estas pinturas e gravuras dá-se o nome de arte rupestre. rupestre
  26. 26. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  27. 27. AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS
  28. 28. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
  29. 29. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Há cerca de 10.000 anos houve profundas mudanças climáticas: os solos tornaram-se mais férteis e surgiram novos tipos de plantas. Foi nesta época que se descobriu a AGRICULTURA e se aprendeu a domesticar os animais (PASTORÍCIA). PASTORÍCIA
  30. 30. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
  31. 31. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Descoberta a agricultura e a pastorícia, estas comunidades tornaram-se… SEDENTÁRIAS …isto é, fixaram-se na terra para a cultivar e pastorear… tornam-se PRODUTORES – AGRICULTORES E PASTORES. Viviam em COMUNIDADES AGRO – PASTORIS.
  32. 32. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Ao mesmo tempo surgiram NOVOS INSTRUMENTOS. FOICE MÓ MANUAL MACHADO
  33. 33. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS
  34. 34. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS CERÂMICA
  35. 35. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS TECELAGEM
  36. 36. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS CESTARIA
  37. 37. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS RODA
  38. 38. AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS PREOCUPAÇÕES RELIGIOSAS Estas comunidades já tinham preocupações religiosas. Adoravam as forças da natureza: sol, lua, chuva… Prestavam culto à natureza… Prestavam culto aos mortos…
  39. 39. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Aparecem as primeiras aldeias com habitações de madeira, barro e pedra, muitas vezes situadas em locais altos para melhor defesa dos seus habitantes.
  40. 40. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA O estanho, o cobre e o ferro estanho eram minerais em que o subsolo da Península Ibérica era rico Com estes metais fabricavam objectos, principalmente espadas, foices, taças e machados – inventou-se a METALURGIA.
  41. 41. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Nesta época, a Península Ibérica era povoada por diferentes povos, organizados em comunidades (tribos) unidas em torno de um chefe. Os povos mais importantes eram os CELTAS e os IBEROS. IBEROS
  42. 42. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Os CELTAS, originários do centro da Europa, fixaramse no noroeste da Península Ibérica. Traziam já a técnica do fabrico de objectos em ferro. Os IBEROS, provavelmente originários do norte de África, fixaram-se no sudeste da Península Ibérica. Traziam já a técnica do fabrico de objectos em cobre e bronze.
  43. 43. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA LUSITÂNIA Celtas e Iberos misturaram-se e deram origem a um único povo – CELTIBEROS. Os LUSITANOS eram uma dessas tribos de Celtiberos que vivia na região entre o Douro e o Tejo, numa região conhecida por LUSITÂNIA.
  44. 44. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO GRÉCIA CARTAGO FENÍCIA
  45. 45. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO BARCO FENÍCIO
  46. 46. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO BARCO GREGO
  47. 47. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO BARCO CARTAGINÊS
  48. 48. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO Entre os séculos X e III a.C., os FENÍCIOS, os GREGOS e os CARTAGINESES contactaram com os povos peninsulares, sobretudo com os Iberos. Estes povos utilizavam o Mar Mediterrânico, aperfeiçoando os seus barcos, desenvolvendo as suas produções artesanais e dedicando-se ao COMÉRCIO. COMÉRCIO
  49. 49. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO O que trouxe estes povos à Península Ibérica? A exploração dos minérios (ferro, cobre, ouro e estanho), do vinho, do azeiestanho vinho te, dos cavalos, do sal e da lã. te cavalos lã Vinham também vender os seus produtos (armas, artigos de cerâmica e vidro, objectos de adorno, tecidos, perfumes, marfins). marfins
  50. 50. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
  51. 51. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO
  52. 52. CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO VESTÍGIOS DEIXADOS NA PENÍNSULA POR ESTES POVOS: ÂNFORA FENÍCIA MOEDA FENÍCIA MOEDA GREGA VASO GREGO

×