O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

A Consciência pode conhecer tudo?

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 21 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (14)

Anúncio

Semelhante a A Consciência pode conhecer tudo? (20)

Mais de Ciências Humanas e Suas Tecnologias (16)

Anúncio

Mais recentes (20)

A Consciência pode conhecer tudo?

  1. 1. A Consciência pode conhecer tudo?
  2. 2. 1. Consciência e Conhecimento  Teoria do conhecimento: – Eu; Pessoa, Cidadão e Sujeito.  Inconsciente: – A consciência desconhece e nunca poderá refletir diretamente; – Determina: sentir, querer, fazer, dizer e pensar.
  3. 3. 2. O inconsciente  3 feridas no narcisismo – Copérnico: Heliocentrismo. – Darwin: Descendemos de um primata. – Freud: Psicanálise A consciência é a menor parte e a mais fraca
  4. 4. 3. A psicanálise  Freud, distúrbios do sistema nervoso: – Hipnose; – Breuer – Relato dos problemas diários; – Método catártico, limpeza da alma; – Relato sem interrupção; – Palavras soltas, associação livre, reações; – Interpretação – para o inconsciente;
  5. 5. 4. Finalidades dos sintomas histéricos  Contar indiretamente aos outros e a si mesma os sentimentos inconscientes;  Punir-se por ter tais sentimentos;  Realizar, pela doença e pelo sofrimento, um desejo inconsciente que sua consciência julgara intolerável.
  6. 6. 5. Esquecimento Consciente 1. Como resistência à terapia; 2. Sob a forma da doença psíquica, pois o inconsciente não esquece e obriga o esquecido a reaparecer sob a forma de sintomas que se manifestam com maior intensidade nas doenças psíquicas.
  7. 7. 6. A Alienação Social
  8. 8. 7. Alienação/Feuerbach  Como se formam as religiões;  Necessidade de explicar a origem e a finalidade do mundo;  Projeção em um ser superior;  Inversão da realidade; adoração, temor, culto;  Latim “outro” = alienus
  9. 9. 8. Alienação 1. É o fenômeno pelo qual os homens criam alguma coisa, 2. Dão independência a essa criatura como se ela existisse por si mesma e em si mesma, 3. Não se reconhecem na obra que criaram, fazendo-a um ser-outro, separado dos homens, superior a eles e com poder sobre eles.
  10. 10. 9. Alienação Social/Marx
  11. 11. 10. Karl Marx  Os homens ignoram que são criadores da sociedade, da política da cultura e são agentes da história;  Acreditam que a sociedade é fruto das ações dos deuses ou da ação cega das leis da natureza;  As instituições sociais são criações humanas;
  12. 12. 11. Práxis  É a ação sociopolítica e histórica; O desconhecimento da práxis “Alienação Social”;  As sociedades nascem da “divisão social do trabalho” (homens/mulheres) – Família;  Comércio (troca), esperteza/força – ricas;  As famílias dominadas trocam a força de trabalho por alimento.
  13. 13.  Trabalho servil – Escravidão;  As famílias mais ricas resolvem dominar as demais dividindo o poder político = Estado;  Explicações sobre origem e finalidades do mundo, ritos e mitos;  Alguns membros das famílias ricas recebem a missão de narrar mitos e presidir os ritos = Religião;  Conflito entre as famílias ricas = Guerras (vencidos=escravos; concentração de poder);
  14. 14. 12. Divisão Social  Divisão sexual do trabalho;  Divisão social do trabalho;  Divisão social das trocas;  Divisão social das riquezas;  Divisão social do poder econômico;  Divisão social do poder militar;  Divisão social do poder religioso;  Divisão social do poder político.
  15. 15. 13. Condições materiais  As divisões tornam-se cada vez mais numerosas, complexas e intricadas;  Condições materiais da vida social e política;  Materiais = práticas sociais pelas quais os homens garantem sua sobrevivência (trabalho/troca) = Economia
  16. 16. Fatores dos Modos de Produção 1. A forma da propriedade ou os meios de produção; 2. A divisão social das classes; 3. As relações sociais de produção.
  17. 17. 14. Modos de Produção
  18. 18. 15. A História É a mudança de um modo de produção para outro;  “Os homens fazem a história, mas o fazem em condições determinadas”;  “Os homens fazem a história, mas não sabem que a fazem”;  Os homens acreditam que são livres para mudar a história.
  19. 19. 16. Alienação social É o desconhecimento das condições histórico-sociais concretas em que vivemos;  Dupla alienação: – Os homens não se reconhecem como agentes; – Julgam-se livres para mudar.
  20. 20. 17. Ideologia  Senso comum da sociedade;  “Explicações” – pobreza = preguiça, ignorância, inferioridade, destino;  Os valores dominantes tornam-se de toda a sociedade;  A função da ideologia é ocultar e dissimular as divisões sociais e políticas;
  21. 21. 18. Procedimentos da Ideologia  Inversão: Efeitos no lugar das causas; “função social feminina”;  Imaginário Social;  Uso do Silêncio.

×