SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 86
Manicure e
Pedicure
O PROFISSONAL
Como você já sabe, a manicure é um profissional que
trabalha no salão de beleza como empregado ou
por conta própria (autônomo), cuidando de modo
muito especial do embelezamento e bem-estar do
cliente. Para que você desenvolva o gosto por esta
profissão é necessário que compreenda o seu papel
no mundo de hoje.
Cabe a manicure colaborar para a boa aparência e
conforto das pessoas, requisito fundamental,
principalmente para quem trabalha fora É sempre
bom lembrar que o sucesso de um salão depende,
essencialmente, da qualidade dos serviços prestados
e do bom relacionamento que deve acontecer, desde
o primeiro momento entre o cliente e o profissional.
Para que isto ocorra é preciso:
- O conhecimento da técnica de serviço, ou seja, saber
fazer as tarefas da manicure;
- O conhecimento das etapas ou momentos normais
no desenrolar de uma venda de serviços;
- O conhecimento dos principais tipos de cliente, suas
reações, seus desejos e a motivação que os leva a
procurar seus serviços.
São vários os tipos de serviço que a manicure pode
oferecer, e estão basicamente ligadas as tarefas
especificas da profissão, como por exemplo, o
embelezamento das mãos e dos pés. Cada um desses
serviços tem a sua característica própria e exige da
manicure a habilidade de adaptar suas técnicas as
diversas necessidades da cliente.
Sabemos que é a própria manicure quem vende os
serviços que executa. Por isso, para que a cliente fique
satisfeita e retome, é necessário que o serviço
executado seja de boa qualidade. E isto se consegue
com técnica e arte. Para ser bem sucedida na venda
de seus serviços, a manicure precisa considerar o que
leva uma pessoa a procurá-Ia.
CLIENTE
Usando de honestidade, você deverá realçar os dotes
físicos do cliente e nunca demonstrar qualquer
reação negativa quando deparar-se com algum
defeito físico ou capilar que o mesmo possua.
Não faça comparações ou semelhanças fisionômicas
dos clientes. Outro ponto importante é referente à
idade; se não quiser ser desonesto, calcule a idade
entre a que o cliente aparenta e a ele deve ter. Outro
ponto importante é a ética profissional, que é saber
ouvir e opinar de acordo com a necessidade do
cliente, fornecendo idéias coerentes com as opiniões
dele.
Você poderá sugerir ao seu cliente tipos de serviço
que melhor se adaptem, procurando satisfazer o
cliente com variações daquilo que foi solicitado.
Concentre sua atenção no cliente. Evite conversar
com colegas ao lado, colocando seu cliente em plano
inferior. Se ele iniciar a conversa, procure dar-lhe a
melhor atenção possível, tomando o cuidado para
não mostrar muita intimidade, dando margem para
mal entendidos e fofocas.
Segue abaixo algumas dicas para gerar um bom
atendimento, garantindo a satisfação do cliente:
Olhar e sorrir para o cliente;
Ser agradável, manter o bom humor;
Saudar o cliente (bom dia, boa tarde, boa noite),
cuidando para não ser Íntimo;
Atender de imediato;
Mostrar boa vontade e evitar atitudes negativas;
Informar e retirar dúvidas rapidamente de forma
objetiva;
Falar a verdade sempre;
Dar atenção às reclamações;
Estar sempre bem apresentável;
Mostrar interesse pelo trabalho que realiza;
Fazer as pessoas se sentirem especiais;
Demonstrar atitude positiva;
Comunicar mensagens com clareza Demonstrar
bastante entusiasmo;
Na saída devemos agradecer a visita e, se possível,
acompanhando o cliente até a saída.
O que devemos evitar: Roupas provocantes,
transparentes, ousadas, amassadas ou sujas;
Intimidade demais.
Não chamá-lo de “meu amor", "meu querido", "hei
amigo", "meu filho", etc. Trate apenas pelo nome ou
senhor ou senhora, independente da idade.
Demonstrar irritação, cansaço, preocupação;
Interromper o cliente;
Conversas paralelas com colegas de trabalho;
Falar ao celular durante o atendimento;
Demonstrar insegurança;
APRESENTAÇÃO PESSOAL
O uniforme é uma espécie de identidade profissional,
é mais prático, barato e discreto. Se você estiver
com o uniforme limpo, bem passado, você estará
sempre bem vestida para o trabalho.
Uma coisa é importante, ser agradável aos olhos do
cliente, de modo a servir de exemplo como um
orientador na arte de embelezar. Portanto, você
nunca deve descuidar do seu vestuário e do seu
penteado. Para isso observe alguns hábitos
importantes: Tomar banho diariamente;
Manter os cabelos limpos e penteados;
Usar maquilagem suave;
Barbear-se diariamente (para homens);
Escovar os dentes;
Usar roupas limpas (uniforme impecável) Usar
perfume suave;
Limitar-se ao uso de aliança e relógio;
Manter as unhas curtas e limpas, usar esmalte tipo
base;
Usar calçados confortáveis;
Lavar sempre as mãos antes de atender o cliente.
O AMBIENTE DE TRABALHO
A higiene e a organização do ambiente são
fundamentais. Mantenha o salão de beleza sempre
limpo, organizado e arrumado, para o melhor
desempenho das atividades e o retomo do cliente.
Móveis, equipamentos e instrumentos bem
distribuídos;
Produtos organizados em prateleiras e armários;
Iluminação suficiente ao ambiente;
Toalhas limpas e organizadas;
Materiais, equipamentos e instrumentos limpos e em
perfeito estado de uso.
Lista de Materiais
Alicate cortador de unhas;
Alicate para cutículas;
Espátula;
Palito de inox;
Lixa de unhas;
Removedor de esmalte (acetona);
Creme para cutículas;
Creme para mãos;
Esmalte Base;
Esmaltes de cores diversas;
Óleo secante ou spray secante;
Pó hemostático;
Toalhas;
Toalhas descartáveis;
Borrifador para água;
Álcool 70%;
Protetor descartável para bacia de pés e mãos;
Algodão.
A UNHA
A unha é uma estrutura composta por queratina,
presente na ponta dos dedos da maioria dos
vertebrados terrestres. É produzida por glândulas
em sua base que secretam grossas camadas de
queratina, que se mantém aderidas à pele até a sua
extremidade.
As unhas assumem formas e funções diferentes nas
várias espécies animais. Na forma de garras, servem
para cavar ou agarrar um substrato ou um alimento.
Na forma de cascos, atuam absorvendo o impacto dos
membros durante corridas, ou para absorver o peso
do animal.
Nos humanos e em muitos primatas, as unhas são
reduzidas e arredondadas, o que favorece a precisão
na manipulação de objetos com a ponta dos dedos,
além de facilitar a ação de segurar galhos ou objetos
com as mãos e pés.
Partes da unha humana
Lúnula: Como um semicírculo branco;
Eponíquio (cutícula): Porção de pele aderida à lâmina
ungueal na sua porção proximal, que serve para
proteger a raiz contra a entrada de umidade,
substâncias químicas e agentes infecciosos;
Leito ungueal: È a pele que está colada à lâmina
ungueal, também participa da formação da lâmina;
Borda ungueal: São as bordas de pele nas laterais das
unhas;
Borda Livre: É a parte distal da lâmina ungueal, ou
seja, a que cortamos.
TIPOS DE UNHAS
Observe as condições das unhas quanto a sua forma,
comprimento, o formato dos dedos e escolha a
forma que valorizará as mãos do seu cliente. As
alternativas são quadradas, ovuladas, pontiagudas e
redondas.
TIPO DE DEDOS USO DAS UNHAS
Dedos longos e finos Unhas Pontiagudas
Dedos longos e grossos Unhas Quadradas
Dedos curtos e finos Unhas Ovuladas
Dedos curtos Unhas Redondas
Dicas:
Afecções da Unha
Onicopatias ou Onicoses: É a designação dada a toda
afecção ou anomalia das unhas, congênitas ou
adquiridas, que se manifestam por alterações da
espessura, extensão, relevo, forma, consistência, cor e
adesão. Normalmente, as onicopatias são de cura
demorada, dificultada pela inacessibilidade das
estruturas profundas da unha e lentidão do processo
regenerativo- deste tecido.
Estão relacionadas às principais doenças da unha.
Onicoma: È um tumor que se verifica no nível da raiz
da unha com inchações e fortes dores, precisando de
alguns casos, de cirurgia; Leuconíquia: Manchas
brancas que aparecem nas unhas produzidas por
bolhas de ar entre suas células. Não devem ser
confundidas com outras produzidas pelo efeito de
aplicações de produtos químicos;
Micose da praia: Expressão usada pelas manicures
para designar a micose que se verifica por baixo da
unha. É a micose, se não tratada, alastra-se por baixo
das unhas e sendo altamente contagiosa passa para
todas as unhas. Apresenta ardores, quando em
contato com produtos químicos;
Onicofagía: é o hábito ou vício de roer as unhas;
Onicofimia: Engrossamento ou espessamento das
unhas;
Onicomalacia: Amolecimento das unhas (unhas
moles);
Oniconoma: Esfoliações das unhas se quebram
facilmente;
Osteofitose: Joanete. É o crescimento anormal do
osso.
Onicoses infecciosas mais comuns: Oníquia tricofítica:
Agente causador: Fungo trichophyton Ocorre
principalmente nas unhas dos pés, é indolor, não
apresenta secreção nem inflamação das partes moles.
Inicia-se pela borda livre ou lateral da unha, podendo
generalizar-se. A evolução é crônica, prolongando-se
durante anos.
Oníquia por leveduras: Agente causador: Cândida
albicans Ocorre principalmente nas unhas dos pés, é
dolorosa, apresenta manchas branco avermelhadas,
iniciando nas bordas laterais sendo acompanhada de
paroníquia. A evolução é geralmente crônica.
Oníquia pio gênica: Agente causador: Estafilococos ou
estreptococos Apresenta elevada incidência nas
unhas das mãos. Inicia-se por paroníquia aguda,
dolorosa e purulenta. A unha é lesada podendo
chegar a ser eliminada.
Paroníquia por levedura: Agente causador: Cândida
albicans Normalmente ocorre nos dedos das mãos.
Forma-se pus nas dobras da unha, que se tornam
vermelho vivo e dolorosas.
Paroníquia pio gênica. Agente causador: Estafilococos
e estreptococos; é mais freqüente nas unhas das
mãos e quase exclusiva das mulheres, pela natureza
dos trabalhos domésticos ou pelos cuidados
inadequados com as unhas. O trauma constante pela
retirada da cutícula predispõe a instalação da
infecção. Ocasiona edema, eritema e dor. Forma-se
um fundo de saco que pela compressão pode eliminar
material ser o purulento.
Prevenção das Onicopaticas: Proteção das unhas dos
pés e mãos contra umidade; Uso de luvas; Não
retirada da cutícula.
Paroníquia: Inflamação das partes moles em volta da
unha Hepatite Viral tipo B Agente causador:
Um ADN- vírus conhecido como partícula de Done. É a
Segunda doença profissional só perdendo para a
tuberculose.
O indivíduo pode ser portador assintomático, não
desenvolvendo ainda a doença, mas transmitindo o
vírus. É uma doença infecciosa aguda que tem como
sintomas mais comuns: Fadiga, náuseas, febre baixa,
anorexia e vômito. A icterícia (pele amarelada) ocorre
em menos da metade dos pacientes infectados, uma
ou duas semanas após apresentação dos sintomas.
O vírus propaga-se principalmente por contato
sanguíneo: Transfusão, acidentes com agulhas,
instrumentos médicos mal esterilizados, instrumentos
infectados nas atividades de barbeiros e manicures.
O vírus é resistente a éter, cloro, mertiolate. Pode ser
destruído pelo aquecimento à 100°C durante trinta
minutos, pelo tratamento com tricosol,
B-propilactona ou óxido de etileno. AIDS A Síndrome
da Imunodeficiência Adquirida
(AIOS) representa o estágio final da infecção pelo
HIV (Human Immuno deficiency Vírus) que leva a
deterioração progressiva do sistema imunológico.
Entre as formas de transmissão estão: Relação sexual;
Seringas e agulhas contaminadas;Transfusão de
sangue; Via transplacentária; Acupuntura ou
tatuagens com instrumentos não esterilizados;
Lâminas de barbear; Alicates e instrumentos de
manicure mal esterilizados.
BIOSSEGURANÇA
PROTEÇÃO PROFISSIONAL:
Os equipamentos de proteção individual (EPI’S) são
essenciais na execução do trabalho de manicura e
pedicura, e os mesmos têm a finalidade na
prevenção tanto na saúde do profissional quanto do
cliente, são eles: Luvas; Máscara; Jaleco; Sapatos
fechados.
ESTERILIZAÇÃO:
Processo químico ou físico de eliminação ou
destruição de todas as formas microbianas,
inclusive esporos bacterianos e vírus. Existem dois
tipos de esterilização:
Calor úmido (Autoclave): É o processo mais usado e
os materiais devem ser embalados de forma a
permitirem o contacto total do material com o vapor
de água. Esse processo envolve o aquecimento da
água em uma câmara gerando vapor sob pressão, o
que ocorre em temperatura cerca de 120°C por no
mínimo 15minutos. O tempo é medido após a
temperatura de o material envolvido atingir 121°C.
Calor seco (Estufa): O processo de esterilização ocorre
com o aquecimento dos artigos por irradiação do
calor das paredes laterais e da base da estufa, com
conseqüente destruição dos microorganismos por um
processo de oxidação das suas células, após a
desidratação do núcleo. Esse processo é eficiente
quando realizado a 160°180° C por períodos de duas
a quatro horas.
DESINFECÇÃO:
Processo que reduz o número de microrganismos
potencialmente patogênicos em objetos e superfícies,
mas não destrói necessariamente vírus e esporas,
geralmente são utilizados desinfetantes e
anti-sépticos.
DESCONTAMINAÇÃO:
Processo de eliminação total ou parcial da carga
microbiana de artigos e superfícies, tomando aptos
para o manuseio seguro.
LIMPEZA:
Processo que precede as ações de desinfecção ou
esterilização. Poderá ser feita pelo método manual ou
mecânico. Utilização de água com detergentes ou
produtos enzimáticos.
CLASSIFICAÇÃO DE ARTIGOS
De acordo com os riscos de aquisição de infecção com
o uso destes artigos, estes são classificados em três
categorias:
ARTIGOS CRÍTICOS:
Equipamentos que penetram tecidos humanos
estéreis ou sistema vascular e devem ser
esterilizados para uso. Ex: Agulha, Alicates, Pinças.
ARTIGOS SEMI-CRÍTICOS:
Equipamentos destinados ao contato com a pele não
íntegra ou com mucosas íntegras. Requerem
desinfecção de alto nível ou esterilização.
ARTIGOS NÃO CRÍTICOS:
São artigos destinados ao contato com a pele íntegra
do paciente. Requerem limpeza ou desinfecção de
médio ou baixo nível.
SERVIÇOS DE MANICURE
Receber o cliente; Perguntar sobre o serviço desejado;
Encaminhar o cliente à mesa; Sentar o cliente com
conforto, em posição adequada;
Apoiar o cotovelo do cliente sobre a toalha, de modo
que a posição da mão facilite o trabalho do
profissional;
Colocar o protetor plástico na tigela;
Colocar a tigela com água morna e sabão neutro, do
lado esquerdo do cliente ou colocar sobre as cutículas
creme hidratante e um pequeno pedaço de algodão
umedecido em água;
Sentar diante do cliente, de forma ereta;
Preparação das unhas
Separar os materiais; Molhar um chumaço de algodão
com acetona ou removedor;
Remover o esmalte das unhas, se necessário;
Iniciar pelo dedo mínimo da mão esquerda.
Passar o algodão molhado, movimentando-o com
uma ligeira pressão sobre o corpo da unha.
Mudar o algodão e repetir a operação em todas as
unhas da mão direita, começando pelo dedo polegar;
Umedecer o bastão em água;
Envolver o bastão com uma camada fina de algodão,
molhando-o na acetona ou removedor;
Passar o bastão contornando a cutícula, começando
pelo dedo mínimo da mão esquerda;
Limpar com o bastão os lados e por baixo das
extremidades das unhas;
Repetir a operação em todas as unhas da mão direita.
Cortar as unhas:
Separar os materiais;
Observar o tipo das unhas do cliente;
Perguntar a preferência do cliente quanto à forma do
corte;
Segurar o alicate na posição adequada;
Cortar a unha do cliente, iniciando pelo, dedo mínimo
da mão esquerda, começando pelos cantos e, a seguir
as pontas;
Verificar se as unhas ficaram de igual comprimento.
Lixar as unhas:
Separar os materiais; Lixar as unhas da mão esquerda,
começando pelo dedo mínimo;
Iniciar a operação pelos cantos das unhas;
Passar a lixa usando o lado mais fino, executando
movimentos de vai-e-vem.
Verificar se as unhas ficaram de igual forma;
Limpar cada unha com tolha para retirar as
impurezas;
Colocar os dedos do cliente na tigela de água morna;
Repetir a operação na mão direita, iniciando pelo
dedo polegar.
Afastar e remover cutículas:
Separar os materiais;
Retirar da tigela d'água a mão esquerda e colocar
sobre a toalha;
Enxugar os dedos e passar o creme ou o removedor
nas cutículas;
Afastar as cutículas da mão esquerda, em
movimentos leves sem forçar a unha começando pelo
dedo mínimo;
Molhar a espátula na água e passar na cutícula;
Remover as cutículas com alicate, iniciando pelo canto
direito do dedo mínimo;
Voltar pelo canto esquerdo, cortando a cutícula;
Abrir a lâmina do alicate e retirar o excesso de
cutícula com o dedo, sempre que necessário;
Retirar as calosidades dos cantos das unhas;
Fazer o acabamento da cutícula retirando os resíduos
de células mortas;
Retirar as cutículas, e em seguida secar bem as unhas;
Passar o lado fino da lixa nas unhas;
Mergulhar as unhas na água;
Enxugar bem os dedos com a ponta da toalha;
Aplicar um creme apropriado e massagear o dorso e a
palma das mãos;
Limpar as unhas, retirando o creme com água e
enxugar as unhas;
Fazer a assepsia das unhas com algodão e acetona;
Repetir todo o processo nas cutículas da mão direita,
começando pelo dedo polegar.
Aplicar a base e o esmalte:
Separar os materiais; Agitar o conteúdo do vidro da
base, antes de utilizá-Io; Sustentar o vidro com os
dedos anular e mínimo; Aplicar a base em camadas
finas nas unhas da mão esquerda, começando pelo
dedo mínimo, retirando o excesso com o bastão;
Aplicar a base em todas as unhas da mão direita,
começando pelo dedo polegar; Solicitar a preferência
do cliente quanto à cor do esmalte; Aplicar a primeira
camada de esmalte por igual nas unhas da mão
esquerda, retirando o excesso como bastão; Repetir a
operação na mão direita; Aplicar a segunda camada
de esmalte em todas as unhas.
Retirar o excesso de esmalte com o bastão:
Separar os materiais; Umedecer a ponta do bastão
em água ou acetona e envolver com uma camada fina
de algodão; Passar o bastão umedecido em acetona
nas unhas, nas pontas, nos cantos, nos sulcos e em
baixo das unhas;
Repetir em todas as unhas;
SERVIÇO DE PEDICURE
Preparar o cliente para o embelezamento dos pés:
Receber o cliente; Sentar o cliente, com conforto, em
posição adequada;
Retirar o calçado do cliente Observar as condições dos
pés do cliente;
Preparar a bacia com água morna e sabão neutro;
Colocar os pés do cliente dentro da bacia de modo
que ele fique em posição confortável;
Sentar-se na banqueta, diante do cliente, com uma
toalha sobre as pernas;
Retirar o esmalte das unhas dos pés e fazer assepsia
dos pés:
Separar os materiais; Retirar da água o pé esquerdo
do cliente e colocá-lo no suporte;
Molhar um chumaço de algodão com acetona ou
removedor;
Remover o esmalte das unhas, iniciando pelo dedo
mínimo do pé esquerdo, se necessário;
Passar o algodão molhado movimentando-o com
uma ligeira pressão sobre o corpo da unha;
Trocar o algodão e repetir a operação em todas as
unhas do pé esquerdo;
Umedecer o bastão em água e envolvê-Io com uma
camada fina de algodão, molhando-o na acetona ou
removedor;
Passar o bastão contornando a cutícula, começando
pelo dedo mínimo do pé esquerdo;
Limpar os cantos e a parte de baixo das extremidades
das unhas com o bastão;
Colocar o pé esquerdo do cliente dentro da bacia com
produtos específicos para a assepsia;
Repetir a operação no pé antes de coloca-Ia na bacia.
Cortar as unhas:
Separar os materiais; Retirar da água o pé esquerdo
do cliente e enxugá-Ia;
Verificar as unhas quanto à forma e natureza;
Solicitar a preferência do cliente quanto à forma do
corte;
Segurar o alicate de corte e cortar as unhas do cliente,
iniciando pelo grande artelho;
Verificar se as unhas ficaram de igual comprimento;
Retomar o pé para dentro da bacia;
Retirar da água o pé direito, enxugá-lo e repetir a
operação.
Lixar as unhas:
Separar os materiais; Colocar o pé esquerdo sobre os
joelhos;
Lixar as unhas, começando pelo grande artelho;
Iniciar pelos cantos das unhas dando a forma
desejada;
Passar a lixa usando o lado mais fino executando
movimentos de vai-e-vem;
Verificar se as unhas ficaram iguais;
Limpar cada unha com a toalha para retirar as
impurezas;
Colocar o pé esquerdo dentro da bacia;
Repetir toda a operação com o pé direito.
Afastar e remover cutículas:
Separar os materiais; Retirar da bacia o pé esquerdo,
colocando-o sobre os joelhos e enxugá-Io;
Passar nas cutículas o removedor ou creme;
Afastar as cutículas com a espátula, em movimentos
leves, sem forçar a unha;
Segurar adequadamente o alicate de cutícula;
Retirar as calosidades dos cantos das unhas, se
necessário;
Remover as cutículas iniciando pelo canto direito do
grande artelho;
Voltar pelo canto esquerdo, removendo a cutícula;
Fazer o acabamento da cutícula, retirando os resíduos
de células mortas;
Retirar as cutículas e em seguida secar bem as unhas;
Colocar o pé esquerdo dentro da bacia.
Passar a lixa e pedra-pome nos pés:
Separar os materiais; Retirar o pé esquerdo da bacia;
Enxugar bem os pés com a toalha;
Verificar a direção em que estão formadas as
calosidades;
Passar a lixa e pedra-pome nas calosidades do pé
esquerdo, se necessário;
Molhar o pé do cliente e verificar se necessita de
acabamento;
Enxugar bem o pé, principalmente entre os dedos;
Colocar o pé do cliente em lugar adequado;
Repetir no pé direito as operações feitas no pé
esquerdo.
Aplicar massagem nos pés e pernas
Passar o creme espalhando-o de modo uniforme até
as pontas dos dedos;
Massagear o pé esquerdo do cliente, repetindo 5
vezes cada movimento.
Primeiro movimento:
Colocar uma das mãos sobre o dorso do pé esquerdo
do cliente e a outra sob a planta;
Deslizar as mãos lentamente no pé, fazendo uma
pressão moderada;
Abrir as mãos à altura da perna e calcanhar.
Segundo movimento:
Colocar os polegares na planta do pé, atrás dos
artelhos, deslizando em direção a perna ativando a
circulação.
Terceiro movimento:
Amparar o calcanhar com as mãos;
Friccionar as articulações dos artelhos, com
movimentos circulares, indo do primeiro ao quinto
artelho.
Quarto movimento:
Colocar os polegares na planta do pé, atrás do
calcanhar;
Unir os dedos acima do tornozelo, fazer movimentos
circulares em volta do tornozelo, pressionando-o
moderadamente.
Quinto movimento:
Colocar os polegares atrás do calcanhar;
Unir os dedos, colocando-os na parte inferior dos
tornozelos;
Fazer movimentos em volta dos tornozelos, com a
ponta dos dedos.
Sexto movimento:
Colocar os polegares atrás do calcanhar;
Fazer movimentos em tomo dos tornozelos;
Deslizar em direção ao dorso do pé até a ponta dos
artelhos, para fazer a irrigação sanguínea.
Sétimo movimento:
Colocar o polegar na planta do pé e os outros dedos
no dorso, abaixo dos artelhos;
Massagear com movimentos circulares o calcanhar
(mão em forma de Concha).
Oitavo movimento:
Massagear, com a mão direita o dorso do pé, partindo
dos artelhos em direção à perna;
Fazer o mesmo movimento com a mão esquerda,
dando seqüência e ritmo;
Repetir toda a operação no pé direito e na perna
direita do cliente.
Aplicar base e esmalte nas unhas dos
pés
Separar os materiais;
Colocar o pé esquerdo do cliente sobre os joelhos;
Colocar papel absorvente entre os dedos do pé do
cliente;
Agitar o conteúdo do vidro da base antes de utilizar
Segurar o grande artelho do pé esquerdo do cliente;
Aplicar base nas unhas do pé esquerdo do cliente;
Retirar o excesso de base com bastão;
Executar, nas unhas do pé direito do cliente, as
mesmas operações;
Solicitar a preferência do cliente, quanto à cor do
esmalte;
Agitar o conteúdo do vidro de esmalte antes de
utilizar;
Segurar o vidro de esmalte em posição de trabalho;
Aplicar a primeira camada de esmalte nas unhas do
pé esquerdo, iniciando pelo grande artelho;
Retirar o excesso de esmalte com o bastão;
Limpar as pontas das unhas;
Aplicar a primeira camada de esmalte nas unhas do
pé direito, iniciando pelo grande artelho;
Passar a segunda camada de esmalte nas unhas do pé
esquerdo e depois nas unhas do pé direito.
Retirar o excesso de esmalte
Separar os materiais; Preparar o bastão para retirar o
excesso de esmalte;
Colocar o pé esquerdo do cliente sobre os seus joelhos;
Retirar o excesso de esmalte, iniciando pelo grande
artelho, nos cantos das unhas e por baixo da
extremidade das unhas;
Colocar o pé esquerdo em lugar adequado;
Mudar o algodão;
Boa Sorte!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

DESIGNER DE SOBRANCELHA
DESIGNER DE SOBRANCELHA DESIGNER DE SOBRANCELHA
DESIGNER DE SOBRANCELHA
 
Epilação e depilação
Epilação e depilaçãoEpilação e depilação
Epilação e depilação
 
Tricologia
TricologiaTricologia
Tricologia
 
Doenças q podemos pegar na manicure
 Doenças q podemos pegar na manicure Doenças q podemos pegar na manicure
Doenças q podemos pegar na manicure
 
Unhas de gel
Unhas de gelUnhas de gel
Unhas de gel
 
Manicure classificação unhas e mãos
Manicure   classificação unhas e mãosManicure   classificação unhas e mãos
Manicure classificação unhas e mãos
 
I Seminário de Visagismo - Beleza e Imagem Pessoal
I Seminário de Visagismo - Beleza e Imagem PessoalI Seminário de Visagismo - Beleza e Imagem Pessoal
I Seminário de Visagismo - Beleza e Imagem Pessoal
 
Curso Manicure e Pedicure - Cópia.pdf
Curso Manicure e Pedicure - Cópia.pdfCurso Manicure e Pedicure - Cópia.pdf
Curso Manicure e Pedicure - Cópia.pdf
 
Tricologia
TricologiaTricologia
Tricologia
 
Visagismo sumara gil
Visagismo sumara gilVisagismo sumara gil
Visagismo sumara gil
 
Maquiagem
MaquiagemMaquiagem
Maquiagem
 
Biossegurança na Podologia
Biossegurança na PodologiaBiossegurança na Podologia
Biossegurança na Podologia
 
PODOLOGIA COSMÉTICA
PODOLOGIA COSMÉTICAPODOLOGIA COSMÉTICA
PODOLOGIA COSMÉTICA
 
Aula limpeza de pele
Aula limpeza de peleAula limpeza de pele
Aula limpeza de pele
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
 
Aula 1-e-2-de-cosmetologia
Aula 1-e-2-de-cosmetologiaAula 1-e-2-de-cosmetologia
Aula 1-e-2-de-cosmetologia
 
3 hipercromias
3 hipercromias3 hipercromias
3 hipercromias
 
Tratamentos de estética de corpo
Tratamentos de estética de corpoTratamentos de estética de corpo
Tratamentos de estética de corpo
 
depilacao
depilacaodepilacao
depilacao
 
Colorimetria treinamento comercial março2010
Colorimetria treinamento comercial março2010Colorimetria treinamento comercial março2010
Colorimetria treinamento comercial março2010
 

Destaque

Manicure introduction
Manicure introductionManicure introduction
Manicure introductionBecky_
 
Trabalho de Manicura e pedicura
Trabalho de Manicura e pedicuraTrabalho de Manicura e pedicura
Trabalho de Manicura e pedicurasofia208c
 
Nail care tools and equipment
Nail care tools and equipmentNail care tools and equipment
Nail care tools and equipmentLheng Alfaro
 
Pedicure - nail and skin analysis
Pedicure - nail and skin analysisPedicure - nail and skin analysis
Pedicure - nail and skin analysismelissamoriarty1983
 
Contra indications
Contra indicationsContra indications
Contra indicationshpinn
 
Pedicure contra-actions and aftercare
Pedicure   contra-actions and aftercarePedicure   contra-actions and aftercare
Pedicure contra-actions and aftercaremelissamoriarty1983
 
Qualities and Duties of a Receptionist
Qualities and Duties of a ReceptionistQualities and Duties of a Receptionist
Qualities and Duties of a Receptionistmelissamoriarty1983
 
Nail Care Learning Module K-12
Nail Care Learning Module K-12 Nail Care Learning Module K-12
Nail Care Learning Module K-12 Mariz Pascua
 
Protocolo dermatoses
Protocolo dermatosesProtocolo dermatoses
Protocolo dermatosesCosmo Palasio
 
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...skegness1
 
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty Aerona Beauty
 

Destaque (19)

Manicure
ManicureManicure
Manicure
 
Manicure introduction
Manicure introductionManicure introduction
Manicure introduction
 
Trabalho de Manicura e pedicura
Trabalho de Manicura e pedicuraTrabalho de Manicura e pedicura
Trabalho de Manicura e pedicura
 
Manicure procedure
Manicure procedureManicure procedure
Manicure procedure
 
Manicure & Pedicure
Manicure & PedicureManicure & Pedicure
Manicure & Pedicure
 
Nail care tools and equipment
Nail care tools and equipmentNail care tools and equipment
Nail care tools and equipment
 
Pedicure - nail and skin analysis
Pedicure - nail and skin analysisPedicure - nail and skin analysis
Pedicure - nail and skin analysis
 
Contra indications
Contra indicationsContra indications
Contra indications
 
Beauty tools(manicure and pedicure)
Beauty tools(manicure and pedicure)Beauty tools(manicure and pedicure)
Beauty tools(manicure and pedicure)
 
Pedicure contra-actions and aftercare
Pedicure   contra-actions and aftercarePedicure   contra-actions and aftercare
Pedicure contra-actions and aftercare
 
Qualities and Duties of a Receptionist
Qualities and Duties of a ReceptionistQualities and Duties of a Receptionist
Qualities and Duties of a Receptionist
 
Pedicure bones & muscles
Pedicure   bones & musclesPedicure   bones & muscles
Pedicure bones & muscles
 
Nail care manicuredesign
Nail care manicuredesignNail care manicuredesign
Nail care manicuredesign
 
Pedicure contra-indications
Pedicure   contra-indicationsPedicure   contra-indications
Pedicure contra-indications
 
K to 12 nail care learning module
K to 12 nail care learning moduleK to 12 nail care learning module
K to 12 nail care learning module
 
Nail Care Learning Module K-12
Nail Care Learning Module K-12 Nail Care Learning Module K-12
Nail Care Learning Module K-12
 
Protocolo dermatoses
Protocolo dermatosesProtocolo dermatoses
Protocolo dermatoses
 
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...
Cdocumentsandsettingsvicttaggmydocumentsvocationalppcreview2009hairandbeuatys...
 
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty
Manicure & Pedicure Implements-Aerona Beauty
 

Semelhante a Manicure

Curso de manicure e pedicure
Curso de manicure e pedicureCurso de manicure e pedicure
Curso de manicure e pedicureAnnie Marie
 
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Annie Marie
 
Revisões para o teste teca 1º ano 3º periodo
Revisões para o teste teca 1º ano   3º periodoRevisões para o teste teca 1º ano   3º periodo
Revisões para o teste teca 1º ano 3º periodoLeonor Alves
 
Atendimento ao cliente - Qualylife Consultoria
Atendimento ao cliente - Qualylife ConsultoriaAtendimento ao cliente - Qualylife Consultoria
Atendimento ao cliente - Qualylife ConsultoriaQualylife Consultoria
 
Projeto Werner Coiffeur
Projeto Werner CoiffeurProjeto Werner Coiffeur
Projeto Werner CoiffeurCarla Viola
 
Poderosas dicas para manicure
Poderosas dicas para manicurePoderosas dicas para manicure
Poderosas dicas para manicurelopesdesignnails
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEFidel Torquato
 
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.pptPatrick180142
 
O atendimento presencial j
O atendimento presencial jO atendimento presencial j
O atendimento presencial jjoaoprates
 
Atendimento ok
Atendimento   okAtendimento   ok
Atendimento okEdmilton
 
Trabalho cursinho recepção '
Trabalho cursinho recepção 'Trabalho cursinho recepção '
Trabalho cursinho recepção 'Brenda Nascimento
 
O Atendimento presencial
O Atendimento presencialO Atendimento presencial
O Atendimento presencialerickv99
 

Semelhante a Manicure (20)

Curso de manicure e pedicure
Curso de manicure e pedicureCurso de manicure e pedicure
Curso de manicure e pedicure
 
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
 
Revisões para o teste teca 1º ano 3º periodo
Revisões para o teste teca 1º ano   3º periodoRevisões para o teste teca 1º ano   3º periodo
Revisões para o teste teca 1º ano 3º periodo
 
Manicure
ManicureManicure
Manicure
 
Atendimento ao cliente - Qualylife Consultoria
Atendimento ao cliente - Qualylife ConsultoriaAtendimento ao cliente - Qualylife Consultoria
Atendimento ao cliente - Qualylife Consultoria
 
Projeto Werner Coiffeur
Projeto Werner CoiffeurProjeto Werner Coiffeur
Projeto Werner Coiffeur
 
Poderosas dicas para manicure
Poderosas dicas para manicurePoderosas dicas para manicure
Poderosas dicas para manicure
 
O atendimento presencial
O atendimento presencial O atendimento presencial
O atendimento presencial
 
Regras.presenca
Regras.presencaRegras.presenca
Regras.presenca
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
 
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt
63228356-TECNICAS-DE-RECEPCAO-power-point.ppt
 
O atendimento presencial j
O atendimento presencial jO atendimento presencial j
O atendimento presencial j
 
Atendimento ok
Atendimento   okAtendimento   ok
Atendimento ok
 
Atendimento
AtendimentoAtendimento
Atendimento
 
Atender super bem
Atender super bemAtender super bem
Atender super bem
 
APOSTILA
APOSTILAAPOSTILA
APOSTILA
 
Trabalho cursinho recepção '
Trabalho cursinho recepção 'Trabalho cursinho recepção '
Trabalho cursinho recepção '
 
Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimento
 
O atendimento presencial
O atendimento presencialO atendimento presencial
O atendimento presencial
 
O Atendimento presencial
O Atendimento presencialO Atendimento presencial
O Atendimento presencial
 

Mais de Canal Maktub

Curso de silk screen
Curso de silk screenCurso de silk screen
Curso de silk screenCanal Maktub
 
Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal Canal Maktub
 
Curso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmaciaCurso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmaciaCanal Maktub
 
Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002Canal Maktub
 
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificado
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificadoCurso grátis de Culinária Japonesa com certificado
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificadoCanal Maktub
 
Instalações elétricas
Instalações elétricasInstalações elétricas
Instalações elétricasCanal Maktub
 

Mais de Canal Maktub (11)

Curso de silk screen
Curso de silk screenCurso de silk screen
Curso de silk screen
 
Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal
 
Curso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmaciaCurso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmacia
 
Automaquiagem1
Automaquiagem1Automaquiagem1
Automaquiagem1
 
Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002Curso administracao de marketing 002
Curso administracao de marketing 002
 
Garçom
GarçomGarçom
Garçom
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Maquiagem
MaquiagemMaquiagem
Maquiagem
 
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificado
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificadoCurso grátis de Culinária Japonesa com certificado
Curso grátis de Culinária Japonesa com certificado
 
Instalações elétricas
Instalações elétricasInstalações elétricas
Instalações elétricas
 

Último

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 

Último (20)

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 

Manicure

  • 2. O PROFISSONAL Como você já sabe, a manicure é um profissional que trabalha no salão de beleza como empregado ou por conta própria (autônomo), cuidando de modo muito especial do embelezamento e bem-estar do cliente. Para que você desenvolva o gosto por esta profissão é necessário que compreenda o seu papel no mundo de hoje.
  • 3. Cabe a manicure colaborar para a boa aparência e conforto das pessoas, requisito fundamental, principalmente para quem trabalha fora É sempre bom lembrar que o sucesso de um salão depende, essencialmente, da qualidade dos serviços prestados e do bom relacionamento que deve acontecer, desde o primeiro momento entre o cliente e o profissional.
  • 4. Para que isto ocorra é preciso: - O conhecimento da técnica de serviço, ou seja, saber fazer as tarefas da manicure; - O conhecimento das etapas ou momentos normais no desenrolar de uma venda de serviços; - O conhecimento dos principais tipos de cliente, suas reações, seus desejos e a motivação que os leva a procurar seus serviços.
  • 5. São vários os tipos de serviço que a manicure pode oferecer, e estão basicamente ligadas as tarefas especificas da profissão, como por exemplo, o embelezamento das mãos e dos pés. Cada um desses serviços tem a sua característica própria e exige da manicure a habilidade de adaptar suas técnicas as diversas necessidades da cliente.
  • 6. Sabemos que é a própria manicure quem vende os serviços que executa. Por isso, para que a cliente fique satisfeita e retome, é necessário que o serviço executado seja de boa qualidade. E isto se consegue com técnica e arte. Para ser bem sucedida na venda de seus serviços, a manicure precisa considerar o que leva uma pessoa a procurá-Ia.
  • 7. CLIENTE Usando de honestidade, você deverá realçar os dotes físicos do cliente e nunca demonstrar qualquer reação negativa quando deparar-se com algum defeito físico ou capilar que o mesmo possua.
  • 8. Não faça comparações ou semelhanças fisionômicas dos clientes. Outro ponto importante é referente à idade; se não quiser ser desonesto, calcule a idade entre a que o cliente aparenta e a ele deve ter. Outro ponto importante é a ética profissional, que é saber ouvir e opinar de acordo com a necessidade do cliente, fornecendo idéias coerentes com as opiniões dele.
  • 9. Você poderá sugerir ao seu cliente tipos de serviço que melhor se adaptem, procurando satisfazer o cliente com variações daquilo que foi solicitado. Concentre sua atenção no cliente. Evite conversar com colegas ao lado, colocando seu cliente em plano inferior. Se ele iniciar a conversa, procure dar-lhe a melhor atenção possível, tomando o cuidado para não mostrar muita intimidade, dando margem para mal entendidos e fofocas.
  • 10. Segue abaixo algumas dicas para gerar um bom atendimento, garantindo a satisfação do cliente: Olhar e sorrir para o cliente; Ser agradável, manter o bom humor; Saudar o cliente (bom dia, boa tarde, boa noite), cuidando para não ser Íntimo; Atender de imediato; Mostrar boa vontade e evitar atitudes negativas;
  • 11. Informar e retirar dúvidas rapidamente de forma objetiva; Falar a verdade sempre; Dar atenção às reclamações; Estar sempre bem apresentável; Mostrar interesse pelo trabalho que realiza;
  • 12. Fazer as pessoas se sentirem especiais; Demonstrar atitude positiva; Comunicar mensagens com clareza Demonstrar bastante entusiasmo; Na saída devemos agradecer a visita e, se possível, acompanhando o cliente até a saída.
  • 13. O que devemos evitar: Roupas provocantes, transparentes, ousadas, amassadas ou sujas; Intimidade demais. Não chamá-lo de “meu amor", "meu querido", "hei amigo", "meu filho", etc. Trate apenas pelo nome ou senhor ou senhora, independente da idade.
  • 14. Demonstrar irritação, cansaço, preocupação; Interromper o cliente; Conversas paralelas com colegas de trabalho; Falar ao celular durante o atendimento; Demonstrar insegurança;
  • 15. APRESENTAÇÃO PESSOAL O uniforme é uma espécie de identidade profissional, é mais prático, barato e discreto. Se você estiver com o uniforme limpo, bem passado, você estará sempre bem vestida para o trabalho.
  • 16. Uma coisa é importante, ser agradável aos olhos do cliente, de modo a servir de exemplo como um orientador na arte de embelezar. Portanto, você nunca deve descuidar do seu vestuário e do seu penteado. Para isso observe alguns hábitos importantes: Tomar banho diariamente; Manter os cabelos limpos e penteados;
  • 17. Usar maquilagem suave; Barbear-se diariamente (para homens); Escovar os dentes; Usar roupas limpas (uniforme impecável) Usar perfume suave; Limitar-se ao uso de aliança e relógio; Manter as unhas curtas e limpas, usar esmalte tipo base; Usar calçados confortáveis; Lavar sempre as mãos antes de atender o cliente.
  • 18. O AMBIENTE DE TRABALHO A higiene e a organização do ambiente são fundamentais. Mantenha o salão de beleza sempre limpo, organizado e arrumado, para o melhor desempenho das atividades e o retomo do cliente.
  • 19. Móveis, equipamentos e instrumentos bem distribuídos; Produtos organizados em prateleiras e armários; Iluminação suficiente ao ambiente; Toalhas limpas e organizadas; Materiais, equipamentos e instrumentos limpos e em perfeito estado de uso.
  • 20. Lista de Materiais Alicate cortador de unhas; Alicate para cutículas; Espátula; Palito de inox; Lixa de unhas; Removedor de esmalte (acetona);
  • 21. Creme para cutículas; Creme para mãos; Esmalte Base; Esmaltes de cores diversas; Óleo secante ou spray secante; Pó hemostático; Toalhas; Toalhas descartáveis; Borrifador para água; Álcool 70%; Protetor descartável para bacia de pés e mãos; Algodão.
  • 22. A UNHA A unha é uma estrutura composta por queratina, presente na ponta dos dedos da maioria dos vertebrados terrestres. É produzida por glândulas em sua base que secretam grossas camadas de queratina, que se mantém aderidas à pele até a sua extremidade.
  • 23. As unhas assumem formas e funções diferentes nas várias espécies animais. Na forma de garras, servem para cavar ou agarrar um substrato ou um alimento. Na forma de cascos, atuam absorvendo o impacto dos membros durante corridas, ou para absorver o peso do animal.
  • 24. Nos humanos e em muitos primatas, as unhas são reduzidas e arredondadas, o que favorece a precisão na manipulação de objetos com a ponta dos dedos, além de facilitar a ação de segurar galhos ou objetos com as mãos e pés.
  • 25. Partes da unha humana Lúnula: Como um semicírculo branco; Eponíquio (cutícula): Porção de pele aderida à lâmina ungueal na sua porção proximal, que serve para proteger a raiz contra a entrada de umidade, substâncias químicas e agentes infecciosos;
  • 26. Leito ungueal: È a pele que está colada à lâmina ungueal, também participa da formação da lâmina; Borda ungueal: São as bordas de pele nas laterais das unhas; Borda Livre: É a parte distal da lâmina ungueal, ou seja, a que cortamos.
  • 27. TIPOS DE UNHAS Observe as condições das unhas quanto a sua forma, comprimento, o formato dos dedos e escolha a forma que valorizará as mãos do seu cliente. As alternativas são quadradas, ovuladas, pontiagudas e redondas.
  • 28. TIPO DE DEDOS USO DAS UNHAS Dedos longos e finos Unhas Pontiagudas Dedos longos e grossos Unhas Quadradas Dedos curtos e finos Unhas Ovuladas Dedos curtos Unhas Redondas Dicas:
  • 29. Afecções da Unha Onicopatias ou Onicoses: É a designação dada a toda afecção ou anomalia das unhas, congênitas ou adquiridas, que se manifestam por alterações da espessura, extensão, relevo, forma, consistência, cor e adesão. Normalmente, as onicopatias são de cura demorada, dificultada pela inacessibilidade das estruturas profundas da unha e lentidão do processo regenerativo- deste tecido.
  • 30. Estão relacionadas às principais doenças da unha. Onicoma: È um tumor que se verifica no nível da raiz da unha com inchações e fortes dores, precisando de alguns casos, de cirurgia; Leuconíquia: Manchas brancas que aparecem nas unhas produzidas por bolhas de ar entre suas células. Não devem ser confundidas com outras produzidas pelo efeito de aplicações de produtos químicos;
  • 31. Micose da praia: Expressão usada pelas manicures para designar a micose que se verifica por baixo da unha. É a micose, se não tratada, alastra-se por baixo das unhas e sendo altamente contagiosa passa para todas as unhas. Apresenta ardores, quando em contato com produtos químicos; Onicofagía: é o hábito ou vício de roer as unhas;
  • 32. Onicofimia: Engrossamento ou espessamento das unhas; Onicomalacia: Amolecimento das unhas (unhas moles); Oniconoma: Esfoliações das unhas se quebram facilmente; Osteofitose: Joanete. É o crescimento anormal do osso.
  • 33. Onicoses infecciosas mais comuns: Oníquia tricofítica: Agente causador: Fungo trichophyton Ocorre principalmente nas unhas dos pés, é indolor, não apresenta secreção nem inflamação das partes moles. Inicia-se pela borda livre ou lateral da unha, podendo generalizar-se. A evolução é crônica, prolongando-se durante anos.
  • 34. Oníquia por leveduras: Agente causador: Cândida albicans Ocorre principalmente nas unhas dos pés, é dolorosa, apresenta manchas branco avermelhadas, iniciando nas bordas laterais sendo acompanhada de paroníquia. A evolução é geralmente crônica.
  • 35. Oníquia pio gênica: Agente causador: Estafilococos ou estreptococos Apresenta elevada incidência nas unhas das mãos. Inicia-se por paroníquia aguda, dolorosa e purulenta. A unha é lesada podendo chegar a ser eliminada. Paroníquia por levedura: Agente causador: Cândida albicans Normalmente ocorre nos dedos das mãos. Forma-se pus nas dobras da unha, que se tornam vermelho vivo e dolorosas.
  • 36. Paroníquia pio gênica. Agente causador: Estafilococos e estreptococos; é mais freqüente nas unhas das mãos e quase exclusiva das mulheres, pela natureza dos trabalhos domésticos ou pelos cuidados inadequados com as unhas. O trauma constante pela retirada da cutícula predispõe a instalação da infecção. Ocasiona edema, eritema e dor. Forma-se um fundo de saco que pela compressão pode eliminar material ser o purulento.
  • 37. Prevenção das Onicopaticas: Proteção das unhas dos pés e mãos contra umidade; Uso de luvas; Não retirada da cutícula. Paroníquia: Inflamação das partes moles em volta da unha Hepatite Viral tipo B Agente causador: Um ADN- vírus conhecido como partícula de Done. É a Segunda doença profissional só perdendo para a tuberculose.
  • 38. O indivíduo pode ser portador assintomático, não desenvolvendo ainda a doença, mas transmitindo o vírus. É uma doença infecciosa aguda que tem como sintomas mais comuns: Fadiga, náuseas, febre baixa, anorexia e vômito. A icterícia (pele amarelada) ocorre em menos da metade dos pacientes infectados, uma ou duas semanas após apresentação dos sintomas.
  • 39. O vírus propaga-se principalmente por contato sanguíneo: Transfusão, acidentes com agulhas, instrumentos médicos mal esterilizados, instrumentos infectados nas atividades de barbeiros e manicures.
  • 40. O vírus é resistente a éter, cloro, mertiolate. Pode ser destruído pelo aquecimento à 100°C durante trinta minutos, pelo tratamento com tricosol, B-propilactona ou óxido de etileno. AIDS A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIOS) representa o estágio final da infecção pelo HIV (Human Immuno deficiency Vírus) que leva a deterioração progressiva do sistema imunológico.
  • 41. Entre as formas de transmissão estão: Relação sexual; Seringas e agulhas contaminadas;Transfusão de sangue; Via transplacentária; Acupuntura ou tatuagens com instrumentos não esterilizados; Lâminas de barbear; Alicates e instrumentos de manicure mal esterilizados.
  • 42. BIOSSEGURANÇA PROTEÇÃO PROFISSIONAL: Os equipamentos de proteção individual (EPI’S) são essenciais na execução do trabalho de manicura e pedicura, e os mesmos têm a finalidade na prevenção tanto na saúde do profissional quanto do cliente, são eles: Luvas; Máscara; Jaleco; Sapatos fechados.
  • 43. ESTERILIZAÇÃO: Processo químico ou físico de eliminação ou destruição de todas as formas microbianas, inclusive esporos bacterianos e vírus. Existem dois tipos de esterilização:
  • 44. Calor úmido (Autoclave): É o processo mais usado e os materiais devem ser embalados de forma a permitirem o contacto total do material com o vapor de água. Esse processo envolve o aquecimento da água em uma câmara gerando vapor sob pressão, o que ocorre em temperatura cerca de 120°C por no mínimo 15minutos. O tempo é medido após a temperatura de o material envolvido atingir 121°C.
  • 45. Calor seco (Estufa): O processo de esterilização ocorre com o aquecimento dos artigos por irradiação do calor das paredes laterais e da base da estufa, com conseqüente destruição dos microorganismos por um processo de oxidação das suas células, após a desidratação do núcleo. Esse processo é eficiente quando realizado a 160°180° C por períodos de duas a quatro horas.
  • 46. DESINFECÇÃO: Processo que reduz o número de microrganismos potencialmente patogênicos em objetos e superfícies, mas não destrói necessariamente vírus e esporas, geralmente são utilizados desinfetantes e anti-sépticos.
  • 47. DESCONTAMINAÇÃO: Processo de eliminação total ou parcial da carga microbiana de artigos e superfícies, tomando aptos para o manuseio seguro. LIMPEZA: Processo que precede as ações de desinfecção ou esterilização. Poderá ser feita pelo método manual ou mecânico. Utilização de água com detergentes ou produtos enzimáticos.
  • 48. CLASSIFICAÇÃO DE ARTIGOS De acordo com os riscos de aquisição de infecção com o uso destes artigos, estes são classificados em três categorias: ARTIGOS CRÍTICOS: Equipamentos que penetram tecidos humanos estéreis ou sistema vascular e devem ser esterilizados para uso. Ex: Agulha, Alicates, Pinças.
  • 49. ARTIGOS SEMI-CRÍTICOS: Equipamentos destinados ao contato com a pele não íntegra ou com mucosas íntegras. Requerem desinfecção de alto nível ou esterilização. ARTIGOS NÃO CRÍTICOS: São artigos destinados ao contato com a pele íntegra do paciente. Requerem limpeza ou desinfecção de médio ou baixo nível.
  • 50. SERVIÇOS DE MANICURE Receber o cliente; Perguntar sobre o serviço desejado; Encaminhar o cliente à mesa; Sentar o cliente com conforto, em posição adequada;
  • 51. Apoiar o cotovelo do cliente sobre a toalha, de modo que a posição da mão facilite o trabalho do profissional; Colocar o protetor plástico na tigela; Colocar a tigela com água morna e sabão neutro, do lado esquerdo do cliente ou colocar sobre as cutículas creme hidratante e um pequeno pedaço de algodão umedecido em água; Sentar diante do cliente, de forma ereta;
  • 52. Preparação das unhas Separar os materiais; Molhar um chumaço de algodão com acetona ou removedor; Remover o esmalte das unhas, se necessário; Iniciar pelo dedo mínimo da mão esquerda. Passar o algodão molhado, movimentando-o com uma ligeira pressão sobre o corpo da unha.
  • 53. Mudar o algodão e repetir a operação em todas as unhas da mão direita, começando pelo dedo polegar; Umedecer o bastão em água; Envolver o bastão com uma camada fina de algodão, molhando-o na acetona ou removedor; Passar o bastão contornando a cutícula, começando pelo dedo mínimo da mão esquerda; Limpar com o bastão os lados e por baixo das extremidades das unhas; Repetir a operação em todas as unhas da mão direita.
  • 54. Cortar as unhas: Separar os materiais; Observar o tipo das unhas do cliente; Perguntar a preferência do cliente quanto à forma do corte; Segurar o alicate na posição adequada; Cortar a unha do cliente, iniciando pelo, dedo mínimo da mão esquerda, começando pelos cantos e, a seguir as pontas; Verificar se as unhas ficaram de igual comprimento.
  • 55. Lixar as unhas: Separar os materiais; Lixar as unhas da mão esquerda, começando pelo dedo mínimo; Iniciar a operação pelos cantos das unhas; Passar a lixa usando o lado mais fino, executando movimentos de vai-e-vem.
  • 56. Verificar se as unhas ficaram de igual forma; Limpar cada unha com tolha para retirar as impurezas; Colocar os dedos do cliente na tigela de água morna; Repetir a operação na mão direita, iniciando pelo dedo polegar.
  • 57. Afastar e remover cutículas: Separar os materiais; Retirar da tigela d'água a mão esquerda e colocar sobre a toalha; Enxugar os dedos e passar o creme ou o removedor nas cutículas; Afastar as cutículas da mão esquerda, em movimentos leves sem forçar a unha começando pelo dedo mínimo; Molhar a espátula na água e passar na cutícula;
  • 58. Remover as cutículas com alicate, iniciando pelo canto direito do dedo mínimo; Voltar pelo canto esquerdo, cortando a cutícula; Abrir a lâmina do alicate e retirar o excesso de cutícula com o dedo, sempre que necessário; Retirar as calosidades dos cantos das unhas; Fazer o acabamento da cutícula retirando os resíduos de células mortas; Retirar as cutículas, e em seguida secar bem as unhas;
  • 59. Passar o lado fino da lixa nas unhas; Mergulhar as unhas na água; Enxugar bem os dedos com a ponta da toalha; Aplicar um creme apropriado e massagear o dorso e a palma das mãos; Limpar as unhas, retirando o creme com água e enxugar as unhas; Fazer a assepsia das unhas com algodão e acetona; Repetir todo o processo nas cutículas da mão direita, começando pelo dedo polegar.
  • 60. Aplicar a base e o esmalte: Separar os materiais; Agitar o conteúdo do vidro da base, antes de utilizá-Io; Sustentar o vidro com os dedos anular e mínimo; Aplicar a base em camadas finas nas unhas da mão esquerda, começando pelo dedo mínimo, retirando o excesso com o bastão;
  • 61. Aplicar a base em todas as unhas da mão direita, começando pelo dedo polegar; Solicitar a preferência do cliente quanto à cor do esmalte; Aplicar a primeira camada de esmalte por igual nas unhas da mão esquerda, retirando o excesso como bastão; Repetir a operação na mão direita; Aplicar a segunda camada de esmalte em todas as unhas.
  • 62. Retirar o excesso de esmalte com o bastão: Separar os materiais; Umedecer a ponta do bastão em água ou acetona e envolver com uma camada fina de algodão; Passar o bastão umedecido em acetona nas unhas, nas pontas, nos cantos, nos sulcos e em baixo das unhas; Repetir em todas as unhas;
  • 63. SERVIÇO DE PEDICURE Preparar o cliente para o embelezamento dos pés: Receber o cliente; Sentar o cliente, com conforto, em posição adequada; Retirar o calçado do cliente Observar as condições dos pés do cliente;
  • 64. Preparar a bacia com água morna e sabão neutro; Colocar os pés do cliente dentro da bacia de modo que ele fique em posição confortável; Sentar-se na banqueta, diante do cliente, com uma toalha sobre as pernas;
  • 65. Retirar o esmalte das unhas dos pés e fazer assepsia dos pés: Separar os materiais; Retirar da água o pé esquerdo do cliente e colocá-lo no suporte; Molhar um chumaço de algodão com acetona ou removedor; Remover o esmalte das unhas, iniciando pelo dedo mínimo do pé esquerdo, se necessário; Passar o algodão molhado movimentando-o com uma ligeira pressão sobre o corpo da unha;
  • 66. Trocar o algodão e repetir a operação em todas as unhas do pé esquerdo; Umedecer o bastão em água e envolvê-Io com uma camada fina de algodão, molhando-o na acetona ou removedor; Passar o bastão contornando a cutícula, começando pelo dedo mínimo do pé esquerdo;
  • 67. Limpar os cantos e a parte de baixo das extremidades das unhas com o bastão; Colocar o pé esquerdo do cliente dentro da bacia com produtos específicos para a assepsia; Repetir a operação no pé antes de coloca-Ia na bacia.
  • 68. Cortar as unhas: Separar os materiais; Retirar da água o pé esquerdo do cliente e enxugá-Ia; Verificar as unhas quanto à forma e natureza; Solicitar a preferência do cliente quanto à forma do corte; Segurar o alicate de corte e cortar as unhas do cliente, iniciando pelo grande artelho; Verificar se as unhas ficaram de igual comprimento; Retomar o pé para dentro da bacia; Retirar da água o pé direito, enxugá-lo e repetir a operação.
  • 69. Lixar as unhas: Separar os materiais; Colocar o pé esquerdo sobre os joelhos; Lixar as unhas, começando pelo grande artelho; Iniciar pelos cantos das unhas dando a forma desejada;
  • 70. Passar a lixa usando o lado mais fino executando movimentos de vai-e-vem; Verificar se as unhas ficaram iguais; Limpar cada unha com a toalha para retirar as impurezas; Colocar o pé esquerdo dentro da bacia; Repetir toda a operação com o pé direito.
  • 71. Afastar e remover cutículas: Separar os materiais; Retirar da bacia o pé esquerdo, colocando-o sobre os joelhos e enxugá-Io; Passar nas cutículas o removedor ou creme; Afastar as cutículas com a espátula, em movimentos leves, sem forçar a unha; Segurar adequadamente o alicate de cutícula;
  • 72. Retirar as calosidades dos cantos das unhas, se necessário; Remover as cutículas iniciando pelo canto direito do grande artelho; Voltar pelo canto esquerdo, removendo a cutícula; Fazer o acabamento da cutícula, retirando os resíduos de células mortas; Retirar as cutículas e em seguida secar bem as unhas; Colocar o pé esquerdo dentro da bacia.
  • 73. Passar a lixa e pedra-pome nos pés: Separar os materiais; Retirar o pé esquerdo da bacia; Enxugar bem os pés com a toalha; Verificar a direção em que estão formadas as calosidades; Passar a lixa e pedra-pome nas calosidades do pé esquerdo, se necessário;
  • 74. Molhar o pé do cliente e verificar se necessita de acabamento; Enxugar bem o pé, principalmente entre os dedos; Colocar o pé do cliente em lugar adequado; Repetir no pé direito as operações feitas no pé esquerdo.
  • 75. Aplicar massagem nos pés e pernas Passar o creme espalhando-o de modo uniforme até as pontas dos dedos; Massagear o pé esquerdo do cliente, repetindo 5 vezes cada movimento.
  • 76. Primeiro movimento: Colocar uma das mãos sobre o dorso do pé esquerdo do cliente e a outra sob a planta; Deslizar as mãos lentamente no pé, fazendo uma pressão moderada; Abrir as mãos à altura da perna e calcanhar.
  • 77. Segundo movimento: Colocar os polegares na planta do pé, atrás dos artelhos, deslizando em direção a perna ativando a circulação. Terceiro movimento: Amparar o calcanhar com as mãos; Friccionar as articulações dos artelhos, com movimentos circulares, indo do primeiro ao quinto artelho.
  • 78. Quarto movimento: Colocar os polegares na planta do pé, atrás do calcanhar; Unir os dedos acima do tornozelo, fazer movimentos circulares em volta do tornozelo, pressionando-o moderadamente.
  • 79. Quinto movimento: Colocar os polegares atrás do calcanhar; Unir os dedos, colocando-os na parte inferior dos tornozelos; Fazer movimentos em volta dos tornozelos, com a ponta dos dedos.
  • 80. Sexto movimento: Colocar os polegares atrás do calcanhar; Fazer movimentos em tomo dos tornozelos; Deslizar em direção ao dorso do pé até a ponta dos artelhos, para fazer a irrigação sanguínea.
  • 81. Sétimo movimento: Colocar o polegar na planta do pé e os outros dedos no dorso, abaixo dos artelhos; Massagear com movimentos circulares o calcanhar (mão em forma de Concha). Oitavo movimento: Massagear, com a mão direita o dorso do pé, partindo dos artelhos em direção à perna; Fazer o mesmo movimento com a mão esquerda, dando seqüência e ritmo; Repetir toda a operação no pé direito e na perna direita do cliente.
  • 82. Aplicar base e esmalte nas unhas dos pés Separar os materiais; Colocar o pé esquerdo do cliente sobre os joelhos; Colocar papel absorvente entre os dedos do pé do cliente;
  • 83. Agitar o conteúdo do vidro da base antes de utilizar Segurar o grande artelho do pé esquerdo do cliente; Aplicar base nas unhas do pé esquerdo do cliente; Retirar o excesso de base com bastão; Executar, nas unhas do pé direito do cliente, as mesmas operações; Solicitar a preferência do cliente, quanto à cor do esmalte;
  • 84. Agitar o conteúdo do vidro de esmalte antes de utilizar; Segurar o vidro de esmalte em posição de trabalho; Aplicar a primeira camada de esmalte nas unhas do pé esquerdo, iniciando pelo grande artelho; Retirar o excesso de esmalte com o bastão; Limpar as pontas das unhas; Aplicar a primeira camada de esmalte nas unhas do pé direito, iniciando pelo grande artelho; Passar a segunda camada de esmalte nas unhas do pé esquerdo e depois nas unhas do pé direito.
  • 85. Retirar o excesso de esmalte Separar os materiais; Preparar o bastão para retirar o excesso de esmalte; Colocar o pé esquerdo do cliente sobre os seus joelhos; Retirar o excesso de esmalte, iniciando pelo grande artelho, nos cantos das unhas e por baixo da extremidade das unhas; Colocar o pé esquerdo em lugar adequado; Mudar o algodão;