SlideShare uma empresa Scribd logo

Doenças das unhas

L
LuisaArti

Guia de Bolso sobre doenças mais comuns das unhas

1 de 17
Baixar para ler offline
Doenças das Unhas
Guia de Bolso
www.artenaunhas.blogspot.com.br
2013
1
DoençasdasUnhas|01/01/2013
Este Guia tem função meramente informativa não podendo ser comercializado ou
distribuído em meios de grande circulação sem expressa autorização de seus
autores. As fotos usadas neste guia são retirada da internet.
copyright © www.artenaunhas.blogspot.com.br
2
DoençasdasUnhas|01/01/2013
Doenças das Unhas
Guia de Bolso
INTRODUÇÃO
As unhas das mãos e dos pés protegem os tecidos dos dedos. Elas consistem em
camadas de uma proteína chamada de queratina, que são encontra também no cabelo e
na pele. A saúde das unhas pode ser um indicador de sua saúde geral. Unhas saudáveis
são geralmente lisas e de cor uniforme. Descolorações nas unhas e alterações no seu
crescimento podem indicar doenças pulmonares, cardíacas, renais e hepáticas, assim
como a diabetes e anemia. Manchas brancas e sulcos verticais são inofensivos.
Problemas nas unhas que necessitam de tratamento incluem infecções
bacterianas e fúngicas, unhas encravadas, tumores e verrugas. Manter as unhas limpas,
secas e aparadas pode ajudar a evitar alguns problemas.
3
DoençasdasUnhas|01/01/2013
Alterações Ungueais da Idade
Assim como os demais órgãos do corpo as unhas também mudam com a
idade, crescem mais lentamente e se tornar pálidas e quebradiças. Elas podem
tornar-se amareladas e opacas.
As unhas, especialmente aquelas dos dedos dos pés, podem tornar-se duras
e grossas e encravar mais facilmente, enquanto as pontas das unhas das mãos
podem quebrar. Sulcos longitudinais em unhas das mãos e dos pés podem surgir.
Esta indicado uma consulta com o médico se as unhas desenvolverem covas,
sulcos, alterações em seu contorno ou outras alterações, pois isso pode estar
relacionado à deficiência de ferro, doença renal e deficiências nutricionais.
Referências
Habif TP, ed. Hair diseases. Clinical Dermatology.5th ed.St. Louis, Mo: Mosby Elsevier;
2009:chap 24.
Habif TP, ed. Nail diseases. Clinical Dermatology.5th ed.St. Louis, Mo: Mosby Elsevier;
2009:chap 25.
Minaker KL. Common clinical sequelae of aging. In: Goldman L,Schafer AI,
eds. Goldman's Cecil Medicine. 24th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2011:chap
24.
Tosti A. Diseases of hair and nails. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman's Cecil
Medicine. 24th ed.Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2011:chap 450.
4
DoençasdasUnhas|01/01/2013
Infecções Fúngicas
Os fungos podem viver sobre os tecidos mortos do cabelo, unhas e camadas
externas da pele.
As infecções fúngicas mais comuns incluem:
 Pé de atleta
 Tinea inguinal
 Tineacorporis
As infecções fúngicas das unhas são mais frequentemente vistas em adultos
e geralmente são precedidas pela infecção fúngica dos pés. As unhas dos pés são
mais afetadas que as unhas das mãos.
Estão em maior risco de contrair essa infecção as pessoas que apresentam
os seguintes hábitos ou alterações:
5
DoençasdasUnhas|01/01/2013
 Frequentam piscinas públicas, academias ou chuveiros públicos
 Fazem higiene das unhas e dedos usando utensílios que já foram
usados para outras pessoas
 Tenham lesões de pele
 Tenham uma deformidade ou doença das unhas
 Mantenham a pele dos pés úmida por muito tempo
 Tenham problemas do sistema imunitário
 Usam sapatos fechados
Sintomas
Os sintomas incluem alterações nas unhas em uma ou mais unhas
(normalmente pé), tais como:
 Fragilidade
 Alteração no contorno da unha
 Desintegração dos bordos exteriores da unha
 Detritos presos sob a unha
 Afrouxamento ou levantar da unha
 Espessamento da unha
 Listras amarelos ou brancos na parte lateral da unha
Diagnóstico
O médico irá examinar as unhas para determinar se você tem uma infecção
fúngica.
O diagnóstico pode ser confirmado por exame de raspagem da unha sob o
microscópio. Isto pode ajudar a determinar o tipo de fungo. Você também pode
enviar amostras para um laboratório para a cultura (os resultados podem levar até
três semanas).
Tratamento
O uso de cremes e pomadas são geralmente ineficazes.Prescrições de
medicamentos antifúngicos por via oral podem ajudar a eliminar o fungo:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doenças, Causas e Tratamentos do Pé
Doenças, Causas e Tratamentos do PéDoenças, Causas e Tratamentos do Pé
Doenças, Causas e Tratamentos do PéCesar Russo
 
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)Bete Omiya
 
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTO
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTOFISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTO
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTOMARIA ELIZABETE DE LIMA MONTEIRO
 
Curso básico para manicure - Parte 1/2
Curso básico para manicure - Parte 1/2Curso básico para manicure - Parte 1/2
Curso básico para manicure - Parte 1/2ABCursos OnLine
 
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptxCRISTIANEFARIASROCHA1
 
Curativo apresentação (1)
Curativo apresentação (1)Curativo apresentação (1)
Curativo apresentação (1)Solange Broggine
 
Apresentação homeopatia 2014
Apresentação homeopatia 2014Apresentação homeopatia 2014
Apresentação homeopatia 2014AntonioRamos74
 
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01Atlas podolgico 121028202824-phpapp01
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01Liliana Sotil Aurelio
 
1.fundamentosde podologia
1.fundamentosde podologia1.fundamentosde podologia
1.fundamentosde podologiaTscordeiro
 
Uso da alta frequência
Uso da alta frequênciaUso da alta frequência
Uso da alta frequênciaAnna Paulla
 

Mais procurados (20)

Doenças, Causas e Tratamentos do Pé
Doenças, Causas e Tratamentos do PéDoenças, Causas e Tratamentos do Pé
Doenças, Causas e Tratamentos do Pé
 
Manicure e pedicure
Manicure e pedicureManicure e pedicure
Manicure e pedicure
 
História da podologia
História da podologiaHistória da podologia
História da podologia
 
ONICOMICOSE (OM)
ONICOMICOSE (OM)ONICOMICOSE (OM)
ONICOMICOSE (OM)
 
Doenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelosDoenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelos
 
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)
Guiadepatologiasungueasi 130418083834-phpapp02 (1)
 
Manicure
ManicureManicure
Manicure
 
Biossegurança na Podologia
Biossegurança na PodologiaBiossegurança na Podologia
Biossegurança na Podologia
 
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTO
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTOFISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTO
FISSURA PLANTAR E O USO DE DERMOCOSMÉTICOS COMO FORMA DE TRATAMENTO
 
Curso básico para manicure - Parte 1/2
Curso básico para manicure - Parte 1/2Curso básico para manicure - Parte 1/2
Curso básico para manicure - Parte 1/2
 
ESTRUTURA DA LÂMINA UNGUEAL
ESTRUTURA DA LÂMINA UNGUEALESTRUTURA DA LÂMINA UNGUEAL
ESTRUTURA DA LÂMINA UNGUEAL
 
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Podologia (1).pptx
 
Curativo apresentação (1)
Curativo apresentação (1)Curativo apresentação (1)
Curativo apresentação (1)
 
Apresentação homeopatia 2014
Apresentação homeopatia 2014Apresentação homeopatia 2014
Apresentação homeopatia 2014
 
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01Atlas podolgico 121028202824-phpapp01
Atlas podolgico 121028202824-phpapp01
 
Apresentação Spa Do Pe
Apresentação Spa Do PeApresentação Spa Do Pe
Apresentação Spa Do Pe
 
1.fundamentosde podologia
1.fundamentosde podologia1.fundamentosde podologia
1.fundamentosde podologia
 
Uso da alta frequência
Uso da alta frequênciaUso da alta frequência
Uso da alta frequência
 
Atlas podológico
Atlas podológicoAtlas podológico
Atlas podológico
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
 

Destaque

CRASEF - Curso de Reflexologia
CRASEF - Curso de ReflexologiaCRASEF - Curso de Reflexologia
CRASEF - Curso de ReflexologiaThaís Araújo
 
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a Podologia
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a PodologiaBiomecânica e Cinesiologia Aplicados a Podologia
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a PodologiaCíntia Luna
 
Podologia, los desequilibrios del pie
Podologia, los desequilibrios del piePodologia, los desequilibrios del pie
Podologia, los desequilibrios del pieunsam2012
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaHugo Pedrosa
 
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...GERMANFERMIN Fermin Gamero
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurançaRenatbar
 
Reflexologia guia prático
Reflexologia   guia práticoReflexologia   guia prático
Reflexologia guia práticoprojetacursosba
 

Destaque (14)

Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt
 
Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
Podologia
PodologiaPodologia
Podologia
 
CRASEF - Curso de Reflexologia
CRASEF - Curso de ReflexologiaCRASEF - Curso de Reflexologia
CRASEF - Curso de Reflexologia
 
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a Podologia
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a PodologiaBiomecânica e Cinesiologia Aplicados a Podologia
Biomecânica e Cinesiologia Aplicados a Podologia
 
Podologia, los desequilibrios del pie
Podologia, los desequilibrios del piePodologia, los desequilibrios del pie
Podologia, los desequilibrios del pie
 
07p reflexologia
07p   reflexologia07p   reflexologia
07p reflexologia
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de Reflexologia
 
Reflexologia podal
Reflexologia podalReflexologia podal
Reflexologia podal
 
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...
Patología ungueal PATOLOGIA DE LA UÑA ONICOMICOSIS , TRATAMIENTO ONICOMICOSIS...
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurança
 
Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
Reflexologia guia prático
Reflexologia   guia práticoReflexologia   guia prático
Reflexologia guia prático
 

Semelhante a Doenças das unhas

Diagnóstico das Unhas - Mónica Silva
Diagnóstico das Unhas - Mónica SilvaDiagnóstico das Unhas - Mónica Silva
Diagnóstico das Unhas - Mónica SilvaMichele Pó
 
Trabalho de Estética
Trabalho de EstéticaTrabalho de Estética
Trabalho de Estéticasofia208c
 
Sofiacunha 100526090930-phpapp01
Sofiacunha 100526090930-phpapp01Sofiacunha 100526090930-phpapp01
Sofiacunha 100526090930-phpapp01Paula Garcia
 
Trabalho citologia gengivite e periodontite
Trabalho citologia gengivite e periodontiteTrabalho citologia gengivite e periodontite
Trabalho citologia gengivite e periodontiteMichely Santos
 
Etiologia das maloclusões
Etiologia das maloclusõesEtiologia das maloclusões
Etiologia das maloclusõesedmarchristovam
 
Prevenção de doenças periodontais
Prevenção de doenças periodontaisPrevenção de doenças periodontais
Prevenção de doenças periodontaisCms Nunes
 
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Annie Marie
 
Cuide dos seus dentes
Cuide dos seus dentesCuide dos seus dentes
Cuide dos seus dentesCLESIOANDRADE
 
Afecções ungueais nas doenças sistêmicas
Afecções ungueais nas doenças sistêmicasAfecções ungueais nas doenças sistêmicas
Afecções ungueais nas doenças sistêmicasAna Cunha
 
Aula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAllefAquino1
 
Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Rômulo Augusto
 
Doenças-Biologia-COTUCA
Doenças-Biologia-COTUCADoenças-Biologia-COTUCA
Doenças-Biologia-COTUCAeld09
 
Asignacion 1
Asignacion 1Asignacion 1
Asignacion 1odontomag
 
busquedas avanzadas
busquedas avanzadasbusquedas avanzadas
busquedas avanzadasodontomag
 
Analgésicos e Antibióticos em Patologia Dentária
Analgésicos e Antibióticos em Patologia DentáriaAnalgésicos e Antibióticos em Patologia Dentária
Analgésicos e Antibióticos em Patologia DentáriaFrancisco Vilaça Lopes
 
Introdução às ciências odontológicas
Introdução às ciências odontológicasIntrodução às ciências odontológicas
Introdução às ciências odontológicasAna Araujo
 
Piercing Por que não usar
Piercing Por que não usarPiercing Por que não usar
Piercing Por que não usarDessa Reis
 
Epidermólise Bolhosa: para os pais
Epidermólise Bolhosa: para os paisEpidermólise Bolhosa: para os pais
Epidermólise Bolhosa: para os paistauani26
 

Semelhante a Doenças das unhas (20)

Diagnóstico das Unhas - Mónica Silva
Diagnóstico das Unhas - Mónica SilvaDiagnóstico das Unhas - Mónica Silva
Diagnóstico das Unhas - Mónica Silva
 
Trabalho de Estética
Trabalho de EstéticaTrabalho de Estética
Trabalho de Estética
 
Sofiacunha 100526090930-phpapp01
Sofiacunha 100526090930-phpapp01Sofiacunha 100526090930-phpapp01
Sofiacunha 100526090930-phpapp01
 
Trabalho citologia gengivite e periodontite
Trabalho citologia gengivite e periodontiteTrabalho citologia gengivite e periodontite
Trabalho citologia gengivite e periodontite
 
04 saúde bucal
04   saúde bucal04   saúde bucal
04 saúde bucal
 
Etiologia das maloclusões
Etiologia das maloclusõesEtiologia das maloclusões
Etiologia das maloclusões
 
Prevenção de doenças periodontais
Prevenção de doenças periodontaisPrevenção de doenças periodontais
Prevenção de doenças periodontais
 
Ficha cuidados pés
Ficha cuidados pésFicha cuidados pés
Ficha cuidados pés
 
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
Cursobsicoparamanicure parte1-130517180426-phpapp02
 
Cuide dos seus dentes
Cuide dos seus dentesCuide dos seus dentes
Cuide dos seus dentes
 
Afecções ungueais nas doenças sistêmicas
Afecções ungueais nas doenças sistêmicasAfecções ungueais nas doenças sistêmicas
Afecções ungueais nas doenças sistêmicas
 
Aula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdf
 
Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais
 
Doenças-Biologia-COTUCA
Doenças-Biologia-COTUCADoenças-Biologia-COTUCA
Doenças-Biologia-COTUCA
 
Asignacion 1
Asignacion 1Asignacion 1
Asignacion 1
 
busquedas avanzadas
busquedas avanzadasbusquedas avanzadas
busquedas avanzadas
 
Analgésicos e Antibióticos em Patologia Dentária
Analgésicos e Antibióticos em Patologia DentáriaAnalgésicos e Antibióticos em Patologia Dentária
Analgésicos e Antibióticos em Patologia Dentária
 
Introdução às ciências odontológicas
Introdução às ciências odontológicasIntrodução às ciências odontológicas
Introdução às ciências odontológicas
 
Piercing Por que não usar
Piercing Por que não usarPiercing Por que não usar
Piercing Por que não usar
 
Epidermólise Bolhosa: para os pais
Epidermólise Bolhosa: para os paisEpidermólise Bolhosa: para os pais
Epidermólise Bolhosa: para os pais
 

Doenças das unhas

  • 1. Doenças das Unhas Guia de Bolso www.artenaunhas.blogspot.com.br 2013
  • 2. 1 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Este Guia tem função meramente informativa não podendo ser comercializado ou distribuído em meios de grande circulação sem expressa autorização de seus autores. As fotos usadas neste guia são retirada da internet. copyright © www.artenaunhas.blogspot.com.br
  • 3. 2 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Doenças das Unhas Guia de Bolso INTRODUÇÃO As unhas das mãos e dos pés protegem os tecidos dos dedos. Elas consistem em camadas de uma proteína chamada de queratina, que são encontra também no cabelo e na pele. A saúde das unhas pode ser um indicador de sua saúde geral. Unhas saudáveis são geralmente lisas e de cor uniforme. Descolorações nas unhas e alterações no seu crescimento podem indicar doenças pulmonares, cardíacas, renais e hepáticas, assim como a diabetes e anemia. Manchas brancas e sulcos verticais são inofensivos. Problemas nas unhas que necessitam de tratamento incluem infecções bacterianas e fúngicas, unhas encravadas, tumores e verrugas. Manter as unhas limpas, secas e aparadas pode ajudar a evitar alguns problemas.
  • 4. 3 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Alterações Ungueais da Idade Assim como os demais órgãos do corpo as unhas também mudam com a idade, crescem mais lentamente e se tornar pálidas e quebradiças. Elas podem tornar-se amareladas e opacas. As unhas, especialmente aquelas dos dedos dos pés, podem tornar-se duras e grossas e encravar mais facilmente, enquanto as pontas das unhas das mãos podem quebrar. Sulcos longitudinais em unhas das mãos e dos pés podem surgir. Esta indicado uma consulta com o médico se as unhas desenvolverem covas, sulcos, alterações em seu contorno ou outras alterações, pois isso pode estar relacionado à deficiência de ferro, doença renal e deficiências nutricionais. Referências Habif TP, ed. Hair diseases. Clinical Dermatology.5th ed.St. Louis, Mo: Mosby Elsevier; 2009:chap 24. Habif TP, ed. Nail diseases. Clinical Dermatology.5th ed.St. Louis, Mo: Mosby Elsevier; 2009:chap 25. Minaker KL. Common clinical sequelae of aging. In: Goldman L,Schafer AI, eds. Goldman's Cecil Medicine. 24th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2011:chap 24. Tosti A. Diseases of hair and nails. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman's Cecil Medicine. 24th ed.Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2011:chap 450.
  • 5. 4 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Infecções Fúngicas Os fungos podem viver sobre os tecidos mortos do cabelo, unhas e camadas externas da pele. As infecções fúngicas mais comuns incluem:  Pé de atleta  Tinea inguinal  Tineacorporis As infecções fúngicas das unhas são mais frequentemente vistas em adultos e geralmente são precedidas pela infecção fúngica dos pés. As unhas dos pés são mais afetadas que as unhas das mãos. Estão em maior risco de contrair essa infecção as pessoas que apresentam os seguintes hábitos ou alterações:
  • 6. 5 DoençasdasUnhas|01/01/2013  Frequentam piscinas públicas, academias ou chuveiros públicos  Fazem higiene das unhas e dedos usando utensílios que já foram usados para outras pessoas  Tenham lesões de pele  Tenham uma deformidade ou doença das unhas  Mantenham a pele dos pés úmida por muito tempo  Tenham problemas do sistema imunitário  Usam sapatos fechados Sintomas Os sintomas incluem alterações nas unhas em uma ou mais unhas (normalmente pé), tais como:  Fragilidade  Alteração no contorno da unha  Desintegração dos bordos exteriores da unha  Detritos presos sob a unha  Afrouxamento ou levantar da unha  Espessamento da unha  Listras amarelos ou brancos na parte lateral da unha Diagnóstico O médico irá examinar as unhas para determinar se você tem uma infecção fúngica. O diagnóstico pode ser confirmado por exame de raspagem da unha sob o microscópio. Isto pode ajudar a determinar o tipo de fungo. Você também pode enviar amostras para um laboratório para a cultura (os resultados podem levar até três semanas). Tratamento O uso de cremes e pomadas são geralmente ineficazes.Prescrições de medicamentos antifúngicos por via oral podem ajudar a eliminar o fungo:
  • 7. 6 DoençasdasUnhas|01/01/2013 O uso do medicamento deve ser feito por dois a três meses para unhas dos pés e um tempo mais curtos para unhas das mãos. As medicaçõesusadas são o fluconazol, griseofulvina, terbinafina e itraconazol. É importante realizar testes para verificar se há danos no fígado, enquanto estiver a tomar estes medicamentos. Tratamentos a laser podem eliminar fungos nas unhas.Em alguns casos, pode ser necessário remover a unha. Evolução A infecção fúngica da unha é curada pelo crescimento da unha que não está infectada. Unhas crescem lentamente. Mesmo que o tratamento é eficaz, pode levar um ano para crescer uma nova unha. Estas infecções podem ser difíceis de tratar.Mesmo quando o tratamento funciona, o fungo pode retornar. Prevenção Uma boa higiene e boa saúde geral, ajudam a prevenir infecções fúngicas.  Não compartilhar utensílios utilizados para os cuidados das unhas das mãos e dos pés.  Manter a pele limpa e seca.  Cuidar das unhas.  Lave e seque bem as mãos após o contato com qualquer infecção fúngica. Referências Habif TP, ed. ClinicalDermatology. 5th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2009:chap 25. Hay RJ. Dermatophytosis and other superficial mycoses. In: Mandell GL, Bennett JE, Dolin R, eds. Mandell, Douglas, and Bennett's Principles and Practice of Infectious Diseases. 7th ed. Philadelphia, Pa: Churchill Livingstone Elsevier;2009:chap 267.
  • 8. 7 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Unha encravada Ocorre quando a borda da unha cresce na pele do dedo do pé. Pode haver dor, vermelhidão e inchaço ao redor da unha. Causas Uma unha encravada pode ser resultado de muitas coisas, mas sapatos mal ajustados e unhas dos pés que não são aparadas corretamente são as causas mais comuns. A pele ao longo da borda de uma unha do pé pode tornar-se vermelha e infectada. O dedão do pé é geralmente o mais afetado, mas qualquer unha pode encravar. Unhas encravadas podem ocorrer quando uma pressão adicional é colocada no dedo do pé. Muitas vezes, essa pressão é causada por sapatos apertados. Algumas deformidades dos pés ou dedos dos pés também pode colocar uma pressão extra no dedo do pé. As unhas dos pés que não são aparadas corretamente também podem encravar
  • 9. 8 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Quando as unhas são aparadas muito curtas ou as bordas são cortadas arredondadas ao invés retas, a unha pode enrolar para baixo e crescer na pele.Algumas pessoas nascem com as unhas curvas e tendem a crescer para baixo. Outros têm unhas que são grandes demais para seus dedos. Diagnóstico Um exame do pé vai mostrar o seguinte:  A pele ao longo da borda da unha parece crescer ao longo da unha ou a unha pode parecer estar a crescer abaixo da pele.  Pele pode ficar inchada, firme, vermelha e sensível ao toque. Por vezes, pode haver uma pequena quantidade de pus. Tratamento Nos pacientes diabéticos, danos nos nervos da perna ou pé, má circulação no pé, ou uma infecção ao redor da unha, vá imediatamente ao médico. Não tente tratar este problema em casa. O tratamento varia de acordo com a intensidade de cada caso. Desde medidas simples, como o afastamento da pele inflamada por um chumaço de algodão até procedimentos cirúrgicos para remover o tecido inflamado ou destruir a matriz da unha no canto onde ela encrava podem ser necessários. A extração da unha deve ser evitada, pois quando ela voltar a crescer poderá encravar novamente. O tratamento cirúrgico visa desobstruir a passagem da unha, que pode então crescer livremente. Evolução O tratamento geralmente controla a infecção e alivia a dor, mas a condição tende a recorrer, se não forem tomadas medidas preventivas, que é importante para a devida atenção dos pés. Esta condição pode ser grave em pacientes com diabetes, má circulação e problemas nervosos (neuropatia periférica). Complicações
  • 10. 9 DoençasdasUnhas|01/01/2013 A infecção pode disseminar por todo o dedo e até o osso em casos graves. Prevenção Para evitar o encravamento das unhas:  Nunca as corte pelos cantos, mantendo sempre as pontas livres. As unhas dos pés devem ser cortadas retas.  Evite cortar as unhas curtas demais, deixando sempre uma pequena faixa de borda livre (aquela parte branca).  Evite usar calçados apertados. Referências Heidelbaugh JJ, Lee H. Management of the ingrown toenail. Am Fam Physician. 2009;79(4):303-8. Habif TP. Nail diseases. In: Habif TP, ed. Clinical Dermatology. 5th ed. St. Louis, Mo: Mosby Elsevier; 2009:chap 25.
  • 11. 10 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Anomalias das Unhas Problemas com a cor, forma, textura ou espessura das unhas das mãos ou dos pés. Considerações Tal como acontece com a pele, as unhas dos dedos das mãos dizem muito sobre a sua saúde. As linhas do Beau são depressões em toda a unha. Estas linhas podem ocorrer após a doença, lesão na unha e na desnutrição. Unhas quebradiças são frequentemente uma consequência normal do envelhecimento, mas também pode ser causada por certas doenças e condições.
  • 12. 11 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Coiloníquia é uma forma anormal das unhas dos dedos das mãos, onde a unha fica em forma de uma colher. Esta doença está associada com anemia por deficiência de ferro. Leuconíquiaé listras brancas ou manchas nas unhas.
  • 13. 12 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Corrosão da unha corresponde à presença de pequenas depressões na superfície. A unha pode tornar-se solta e às vezes até cair. Causas Lesões:  Esmagamento da base da unha ou do leito da unha, ou podem causar uma deformação permanente.  Friccionar a pele atrás da unha de uma forma crônica pode fazer com que a unha tome a forma de uma tábua de lavar.  A exposição prolongada à umidade ou ao esmalte pode causar descamação e levar a fragilidade da unha. Infecção:  Fungos produzem alterações da cor, textura e forma das unhas.  A infecção bacteriana pode provocar uma alteração na cor ou áreas dolorosas por debaixo da unha ou da pele circundante e infecções graves podem causar a perda da unha.  Verrugas virais podem causar uma mudança na forma da unha.  Determinadas infecções (especialmente da válvula cardíaca) pode causar estrias vermelhas no leito ungueal (hemorragias subungueais). Doenças:
  • 14. 13 DoençasdasUnhas|01/01/2013  Doenças que afetam a quantidade de oxigênio no sangue (como patologias do coração e doenças pulmonares, incluindo câncer ou infecção) podem alterações ungueais.  Doença renal pode causar uma acumulação de produtos nitrogenados no sangue o que pode danificar as unhas.  A doença hepática pode danificar as unhas.  As doenças da tireóide, como hipertireoidismo ou hipotireoidismo pode causar unhas quebradiças ou divisão do leito ungueal (onicólise).  Doença grave ou cirurgia pode causar depressões horizontais nas unhas (linhas de Beau).  A psoríase pode causar corrosão, a divisão da placa ungueal do leito ungueal, e destruição crônica das referidas folhas (distrofia ungueal).  Outros problemas de saúde que podem afetar a aparência das unhas incluem amiloidose sistêmica, desnutrição, deficiência de vitaminas, e líquen plano.  Cânceres de pele perto da unha ou dedo pode distorcer a unha. Melanoma subungueal é um câncer potencialmente mortal que geralmente aparece como uma faixa escura para baixo ao longo da unha. Escurecimento da cutícula associada a uma faixa pigmentada pode ser um sinal de um melanoma agressivo. Tóxico:  Envenenamento por arsênico pode causar linhas brancas e cristas horizontais.  Ingestão de prata pode causar um unha azul. Medicamentos:  Certos antibióticos podem causar elevação da unha do leito ungueal.  Medicamentos quimioterapicos podem afetar o crescimento das unhas.  O envelhecimento normal afeta o crescimento e desenvolvimento das unhas. Prevenção Não morda, roa ou arranque as unhas (em casos graves, algumas pessoas podem precisar de ajuda psicológica ou incentivo para parar estes comportamentos). Mantenha as unhas cortadas. Usar sapatos que não apertam os dedos e sempre cortar as unhas em linha reta ao longo do topo. Para evitar unhas quebradiças, manter as unhas curtas. Use um creme emoliente (suavização da pele) após lavar ou tomar banho.
  • 15. 14 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Paroníquia É uma infecção da pele que ocorre por volta das unhas. Causas Paroníquia é bastante comum e é geralmente causada por uma lesão na área, por exemplo, de morder ou escolher uma unha encravada (padrasto) ou de corte ou empurrar a cutícula. Paroníquia bacteriana é causada por bactérias. Cândidas paroníquia é causada por um tipo específico de levedura. Paroníquiafúngica é causada por um fungo. Pode ocorrer uma infecção bacteriana e fúngica, ao mesmo tempo. Paroníquiafúngica pode ser visto em pessoas com uma infecção fúngica das unhas. Também é comum entre as pessoas com diabetes e as pessoas têm as mãos na água por muito tempo. Sintomas O principal sintoma é uma área ao redor da unha dolorosa, com vermelhidão e inchaço. Pode haver bolhas cheias de pus, especialmente com uma infecção bacteriana. As bactérias causam a doença de forma aguda. A infecção causada por um fungo tende a ocorrer mais lentamente.
  • 16. 15 DoençasdasUnhas|01/01/2013 As alterações podem ocorrer nas unhas, por exemplo, a unha pode parecer destacada, moldada de forma anormal ou ter uma cor diferente. Diagnóstico O diagnóstico é determinado na maioria dos casos apenas com o exame físico. Pus ou líquido pode ser drenado e enviado para o laboratório para determinar o tipo de bactérias ou fungos que está causando a infecção. Tratamento Se você tiver paroníquia bacteriana, mergulhando sua unha em água quente 2 ou 3 vezes ao dia ajuda a reduzir a inflamação ea dor. O médico pode prescrever antibióticos e, em casos graves, pode cortar e drenar a lesão com um instrumento afiado. É possível que parte da unha deva ser removido. Se você tiver paroníquiafúngica, o médico pode prescrever medicamentos antifúngicos. Mantenha as mãos secas e aplicar uma substância de secagem. Evolução Paroníquia geralmente responde bem ao tratamento, mas as infecções fúngicas podem durar vários meses. Complicações As complicações são raras, mas podem incluir:  Abscesso  As alterações permanentes na forma da unha Propagação da infecção para tendões, ossos e corrente sanguínea Para evitar a paroníquia:
  • 17. 16 DoençasdasUnhas|01/01/2013 Prevenção Para evitar a paroníquia:  Evite danificar as unhas ou dedos. Porque as unhas crescem lentamente, uma lesão pode durar meses.  Não morda ou roa as unhas.  Protejar as unhas da exposição a detergentes e produtos químicos, utilizando luvas de borracha ou de plástico, de preferência, com forros de algodão.  Levar seus próprios instrumentos de manicure para o salão de beleza. Para minimizar o risco de danos para as unhas:  Mantenha as unhas aparadas semanalmente.  Cortar as unhas dos pés uma vez por mês.  Para o corte das unhas das mãos e dos pés, use uma tesoura afiada, cortadores de unha ou uma lixa para suavizar as bordas.  Apare as unhas dos pés após o banho.  Não corte as cutículas ou usar removedor de cutícula, pois pode danificar a pele ao redor da unha. Cuidados para as unhas e da pele ao redor.  Evite danificar as unhas ou dedos. Porque as unhas crescem lentamente, uma lesão pode durar meses.  Não morda ou escolher as unhas.  Proteger as unhas da exposição a detergentes e produtos químicos, utilizando luvas de borracha ou de plástico, de preferência, com forros de algodão.  Fazer seus próprios instrumentos de manicure para unhas ao salão de beleza.