Capítulo XVII - MC

24.892 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Capítulo XVII - MC

  1. 1. Escola Básica 2,3/S Mestre Martins Correia<br />Memorial do Convento<br />Capítulo XVII<br />Cláudia Nunes 12ºA Nº5<br />
  2. 2. O que reter…<br />Capítulo XVII<br /><ul><li> Baltasar e Blimunda instalam-se na casa da família de Baltasar e faz-se sentir o luto de toda a família perante a morte da mãe de Baltasar.
  3. 3. Baltasar procura trabalho com a ajuda de Álvaro Diogo dandoa hipótese de ele trabalhar nas obras do convento.
  4. 4. Baltasar é aceite e é referido “(…) trinta e nove anos, embora com alguns cabelos brancos (…)”, sendo possível alocalização no tempo.
  5. 5. Descrição da vida nas barracas de madeira (mais de duzentoshomens que não são de Mafra). </li></li></ul><li>O que reter…<br />Capítulo XVII<br /><ul><li> Verificação do atraso das obras por motivos como achuva e o transporte dos materiais que dificultam o avanço.
  6. 6. Notícias de um terramoto em Lisboa.</li></li></ul><li>O que reter…<br />Capítulo XVII<br /><ul><li> Regresso de Baltasar ao Monte Junto, onde se encontra a passarola, para protegê-la.
  7. 7. Visita de Scarlatti ao convento e encontro com Blimunda, sendo esta informada de que Bartolomeu de Gusmão morreu em Toledo, no dia do terramoto. </li></li></ul><li>Citações<br />Capítulo XVII<br /><ul><li> “Vim-te dizer, e a Baltasar, que o padre Bartolomeu de Gusmão morreu em Toledo, que é em Espanha, para onde tinha fugido, dizem que louco (…)”
  8. 8. “(…) o italiano vai triste, não admira, se vem da festa, mas tristes vão os outros também, quem diria, se voltam para a festa.”</li></li></ul><li>FIM<br />

×