INGLATERRA
Larissa Paes 
Pablynia Freres 
Robson Eloy 
Rulio Jorge 
Tainá Nabhan 
Thaysa Bastos
 O modernismo é uma corrente artística que 
surgiu na última década do século XIX, como 
resposta às consequências da 
in...
 Impulsionada pela Revolução Industrial, no 
século XIX, a Inglaterra tornou-se uma das 
grandes potências mundiais ao li...
 Após o fim da Primeira Guerra Mundial, a 
Inglaterra se encontrava em um dilema 
quanto ao seu futuro arquitetônico e 
u...
Offices of the Commissioners of Woods 
and Forests, em Whitehall 
 Diferentemente dos 
seus vizinhos, e de uma 
forma bem...
 Desde o século 19, a Inglaterra vinha 
experimentando um revivalismo historicista 
conhecido como Arts and Crafts , no q...
O exemplar mais marcante desse período é o conjunto de 
edifícios da Grosvenor Square, em Mayfair. Embora tivesse 
defenso...
Outro exemplar, e 
esse bem de acordo 
com o modernismo 
conservador inglês, 
também graças as 
suas janelas 
Georgianas, ...
 Incorporando novas tecnologias, o 
movimento modernista defendia uma 
arquitetura racional e limpa que, sem 
identidades...
 Curiosamente, grande parte das 
construções modernistas da época estava 
em balneários litorâneos que propunham 
uma “fu...
 No que se refere ao urbanismo desse 
período, a revalorização do passado 
também foi protagonista. A intensa e 
caótica ...
 Espaços abertos, jardins, ruas curvas e 
casas com arquitetura tradicional 
compunham o que ficou conhecido como 
Garden...
Hampstead Garden Suburb
 Assim, nessa evolução tradicionalista, 
Londres e a Inglaterra acabaram por trilhar 
um caminho próprio que, louvável ou...
 Denys Lasdun 
Elementos do estilo mais famoso de 
Lasdun, que combinou torres cúbicos, 
concreto aparente e foyers salie...
•O projeto de Denys Lasdun teve 
que incluir espaços coxias, bem 
como cafés, bares e foyers. 
•É uma criação de paisagens...
 Wells Coates 
∙ Tem fortes linhas horizontais e 
escadas diagonais varrendo para 
trás. 
∙ Canto curvo 
Embassy Cour
Lawn Road Flats, em 
Hampstead, também 
conhecido como 
Isokon Building de 
Welles Coates, de 
1934 
•Maior atendimento as...
O exterior apresenta a cor preta 
(presente no vidro), a fachada com 
cantos arredondados em vitrolite 
(pigmentação opaca...
Ibex House de Fuller Hall and Foulsham de 1937 
São alguns dos poucos edifícios 
expressivos dessa corrente, nesse período...
 O Movimento Moderno, nasce na Inglaterra como 
respostas ás consequências da industrialização, 
revalorizando a arte e s...
 A Inglaterra sofria uma pequena resistência 
ao movimento. Após o fim da primeira 
Guerra mundial, ela se encontrava em ...
 Até o fim da segunda guerra mundial, a 
arquitetura inglesa ainda era alicerçada com 
conceitos tradicionais, foi em fun...
 http://mapadelondres.org/2013/02/arquitet 
ura-de-londres-modernismo-conservador- 
1910-1940/ 
 http://www.historianet....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Movimento modernista na Europa no seculo xx

2.571 visualizações

Publicada em

modernismo na Inglaterra no seculo xx

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.571
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
103
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Movimento modernista na Europa no seculo xx

  1. 1. INGLATERRA
  2. 2. Larissa Paes Pablynia Freres Robson Eloy Rulio Jorge Tainá Nabhan Thaysa Bastos
  3. 3.  O modernismo é uma corrente artística que surgiu na última década do século XIX, como resposta às consequências da industrialização, revalorizando a arte e sua forma de realização: manual.  Modem Style foi à denominação atribuída ao Modernismo da Inglaterra.
  4. 4.  Impulsionada pela Revolução Industrial, no século XIX, a Inglaterra tornou-se uma das grandes potências mundiais ao liderar o processo de neocolonialismo. Neste período houve um grande enriquecimento do país ao explorar regiões da África e Ásia. Foi o período de formação do grande Império Britânico.
  5. 5.  Após o fim da Primeira Guerra Mundial, a Inglaterra se encontrava em um dilema quanto ao seu futuro arquitetônico e urbanístico: ∙ Seguir com a revalorização dos seus estilos tradicionais ou ∙ Abraçar o movimento modernista que ganhava forças em outros países – como França e Alemanha Na dúvida, optou pelos dois.
  6. 6. Offices of the Commissioners of Woods and Forests, em Whitehall  Diferentemente dos seus vizinhos, e de uma forma bem britânica, adequou o clássico à nova realidade.
  7. 7.  Desde o século 19, a Inglaterra vinha experimentando um revivalismo historicista conhecido como Arts and Crafts , no qual o resgate de antigos estilos da arquitetura nacional, como o Tudor e o de Christopher Wren.  A partir da década de 1920, o gosto pelo rebuscado Arts and Crafts começou a decair em detrimento do Georgiano, mais sóbrio e simétrico, que acabou por se tornar o estilo arquitetônico dominante na Inglaterra do entre guerras.
  8. 8. O exemplar mais marcante desse período é o conjunto de edifícios da Grosvenor Square, em Mayfair. Embora tivesse defensores que o caracterizavam como um estilo que, por ser funcional e pouco ornamentado, dialogava com o modernismo, foi menosprezado pelos adeptos desse movimento por ainda ser historicista e, portanto, retrógrado. Grosvenor Square, em Mayfair
  9. 9. Outro exemplar, e esse bem de acordo com o modernismo conservador inglês, também graças as suas janelas Georgianas, é a Broadcasting House de George Val Myer de 1932 para a BBC. Broadcasting House de George Val Myer
  10. 10.  Incorporando novas tecnologias, o movimento modernista defendia uma arquitetura racional e limpa que, sem identidades culturais específicas, poderia ser aplicada em qualquer lugar.
  11. 11.  Curiosamente, grande parte das construções modernistas da época estava em balneários litorâneos que propunham uma “fuga da Inglaterra real” por meio desse novo estilo que não era levado a sério.
  12. 12.  No que se refere ao urbanismo desse período, a revalorização do passado também foi protagonista. A intensa e caótica urbanização que vinha ocorrendo no país desde o século anterior, decorrente da industrialização, acabou gerando um fenômeno bucólico de resgate do estilo interiorano tradicional através da ocupação dos arredores das cidades.
  13. 13.  Espaços abertos, jardins, ruas curvas e casas com arquitetura tradicional compunham o que ficou conhecido como Garden Cities, ou Cidades Jardim, conceito criado por Ebenezer Howard. A primeira a ser estabelecida foi a Letchworth Garden City, ao Norte de Londres, seguida pela Hampstead Garden Suburb, no bairro de Hampstead.
  14. 14. Hampstead Garden Suburb
  15. 15.  Assim, nessa evolução tradicionalista, Londres e a Inglaterra acabaram por trilhar um caminho próprio que, louvável ou não, ao menos contribuiu para a manutenção das suas peculiaridades.
  16. 16.  Denys Lasdun Elementos do estilo mais famoso de Lasdun, que combinou torres cúbicos, concreto aparente e foyers salientes, que foi comparado por alguns como Frank Lloyd Wright. Norfolk Terrace, University of East Anglia
  17. 17. •O projeto de Denys Lasdun teve que incluir espaços coxias, bem como cafés, bares e foyers. •É uma criação de paisagens de concreto com torres desníveis, estruturas que se esticam e se elevam. •Uso de material aparente, como o concreto. •Fachada escalonada. National Theatre -Denys Lasdun •O Teatro Nacional é a peça mais visível e controversa da arquitetura do concreto em Londres, o exemplo menos clamoroso do "modernismo heroico" na capital.
  18. 18.  Wells Coates ∙ Tem fortes linhas horizontais e escadas diagonais varrendo para trás. ∙ Canto curvo Embassy Cour
  19. 19. Lawn Road Flats, em Hampstead, também conhecido como Isokon Building de Welles Coates, de 1934 •Maior atendimento as necessidades humanas. •Uso predominante de linhas retas •Mais racionalista e funcional •Formas geométricas. •Ausência de ornamentos. Reconhecido internacionalmente como um edifício chave do movimento moderno britânico. Foi criados partir dos planos, são uma tentativa de responder às restrições da vida moderna, proporcionando a acomodação mais simples, dar o máximo de conforto a partir de materiais mínimos.
  20. 20. O exterior apresenta a cor preta (presente no vidro), a fachada com cantos arredondados em vitrolite (pigmentação opaca no vidro) e vidro transparente. A fachada está literalmente sustentada na estrutura interna do prédio. Uso de novos materiais como o aço e o vidro. Daily Express Building de Ellis and Clark, em Londres, de 1932
  21. 21. Ibex House de Fuller Hall and Foulsham de 1937 São alguns dos poucos edifícios expressivos dessa corrente, nesse período.
  22. 22.  O Movimento Moderno, nasce na Inglaterra como respostas ás consequências da industrialização, revalorizando a arte e sua forma de concretização. Dando referência a tudo que é moderno, concedida ao ethos e ao pathos do “novo” e da “inovação” mais também pela contemporaneidade. Criando a ligação de novos espaços e novas imagens para a sociedade moderna, responde a imperativos éticos ligados a necessidade da sociedade capitalista, simplicidade formal, rapidez na execução, exigências na funcionalidade. O uso de novas tecnologia e a utilização novos materiais (vidro, aço, concreto aparente), também contribuíram.
  23. 23.  A Inglaterra sofria uma pequena resistência ao movimento. Após o fim da primeira Guerra mundial, ela se encontrava em um dilema quanto ao futuro arquitetônico e urbanístico, seguir com seus estilos tradicionais ou adotar o movimento modernista. Impulsionado pelo Movimento Arts and Crafts, difundido especialmente por Willian Morris, passou aderir pouco a pouco o modernismo.
  24. 24.  Até o fim da segunda guerra mundial, a arquitetura inglesa ainda era alicerçada com conceitos tradicionais, foi em função das urgentes necessidades de reconstrução no período pós-guerra que o país viu se então, obrigado a adotar métodos construtivos eficientes e rápidos, que só a arquitetura moderna oferecia.
  25. 25.  http://mapadelondres.org/2013/02/arquitet ura-de-londres-modernismo-conservador- 1910-1940/  http://www.historianet.com.br/conteudo/def ault.aspx?codigo=441  WIKIPEDIA

×