Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli

1.063 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada durante o primeiro curso de saneamento básico rural, na Embrapa Instrumentação, São Carlos - SP, outubro de 2013

Disponível em : http://saneamento.cnpdia.embrapa.br/programacao.html

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
705
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli

  1. 1. Saneamento Básico na Área Rural Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos MSc. Lilian F. de Almeida Martelli São Carlos, 30 de Outubro de 2013
  2. 2. BRASIL: “o Celeiro do mundo” Destaque na produção agrícola Principais fornecedores no mercado internacional de alimentos Agronegócio: 2010 - 15,74 % do PIB nacional - setor: R$ 423,46 bilhões, em 2000, para R$ 578,39 bilhões em 2010 Segundo MAPA: - Taxa anual média de crescimento da produção de lavouras entre 2010 e 2020: 2,67% - Projeção para 2021: uma produção de grãos superior a 195 milhões de toneladas (t), numa área pouco superior a 50,7 milhões de hectares (ha)
  3. 3. Brasil e a Importação de Fertilizantes Importa cerca de 70% das matérias-primas utilizadas para a fabricação dos fertilizantes químicos usados em seus cultivos 4º lugar no ranking dos consumidores mundiais de nutrientes para a formulação de fertilizantes. Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda, 2011): Foram comercializadas no Brasil, em 2010, mais de 24,5 milhões de t de fertilizantes (80% destes para atender às demandas das culturas da soja, cana-de-açúcar, milho, café e algodão)
  4. 4. BRASIL E A EXPORTAÇÃO DE PROTEÍNA ANIMAL Estimativa do MAPA até 2020 (mundial): -Carne Bovina 44,5% -Carne Suína 48,1% -Carne de Frango 14,2% Incremento do rebanho animal e concentração geográfica: Aumento da quantidade de dejetos Um dos grandes desafios do setor pecuário
  5. 5. O que esses cenários significam? ZONA RURAL Diversas fontes potenciais de geração de resíduos sólidos  esgoto sanitário  resíduos domiciliares  resíduos de construção civil  embalagens de agrotóxicos e fertilizantes  dejetos de animais  insumos veterinários, entre outros
  6. 6. ZONA RURAL * Coleta de “lixo”: 31,6% (IBGE) Ineficiência que leva a práticas comuns para 70% dos domicílios rurais: horta -queimar escola -enterrar Criação de suínos -lançar em terrenos/corpos d’água Esgotamento sanitário: Uso da água lago psicultura Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento: a cobertura de serviços atinge aproximadamente 25% dos moradores Práticas comuns + falta de planejamento:
  7. 7. Mais resíduos na Zona Rural: Brasil, maior consumidor mundial de agrotóxicos Embalagens - “resíduos perigosos”: elevado risco de contaminação humana e ambiental Decreto-lei nº 4.074/2002: regulamentação das Leis no 7.802/1989 e 9.974/2000: Divisão da responsabilidade sobre a destinação das embalagens a todos os segmentos envolvidos diretamente com os agrotóxicos: fabricantes, revendas (canais de comercialização), agricultores (usuários) e poder público (fiscalizador). Criação em 2002 do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV): entidade que representa as indústrias fabricantes de produtos fitossanitários. -Remoção de cerca de 168 mil toneladas de embalagens por todo o território brasileiro -Em 2010, aproximadamente 95% das embalagens primárias foram retiradas do campo e enviadas para a destinação ambientalmente correta.
  8. 8. LOGÍSTICA REVERSA EFICIENTE QUE NÃO CONTEMPLA A DESTINAÇÃO DAS EMBALAGENS DE FERTILIZANTES -Legislação vigente não contempla -Estatísticas e informações sobre o retorno ou destinação das embalagens são praticamente inexistentes ...O Brasil é o quarto consumidor mundial de nutrientes para a formulação de fertilizantes: Em 2010 foram comercializadas mais de 24,5 milhões de toneladas de fertilizantes, distribuídos usualmente em sacarias de 50 Kg e big bags de polietileno de 1 a 1,5 toneladas
  9. 9. E QUANTO ÀS EMBALAGENS DE MEDICAMENTOS VETERINÁRIOS... - Decretos-Lei nº 467/1969, 1.662/1995, 5.053/2004, 6.296/2007, Lei nº 6.198/1974 : é de responsabilidade exclusiva do MAPA a fiscalização de produtos, dos estabelecimentos que os fabricam, além do comércio e do emprego de produtos veterinários em todo o país. Não há menções sobre normas e/ou regras para o destino das embalagens vazias Tramitam no congresso dois projetos de lei tramitam no congresso desde 2007: -Proposta de um modelo similar de logística reversa das embalagens * 7.222 produtos de uso veterinário autorizados para a comercialização no país, com destaque para as vacinas, os antibióticos entre outros
  10. 10. 1. Referente às embalagens de agrotóxicos com destinação ambientalmente correta 2. Estimativa baseada em sacarias com capacidade para 50 Kg e big bags de 1,5 toneladas 3. Estimativa de embalagens vazias procedentes da vacinação em bovinos 4. Estimativa de embalagens vazias procedentes de antiparasitários 5. Estimativa de embalagens vazias para a vacinação avícola 6. Resíduo sólido doméstico (RSD) rural considerando uma população de aproximadamente 30 milhões de habitantes e produção total de RSD rural de 0,10 Kg a 0,44 Kg/pessoa/dia. 7. Esgotamento sanitário rural baseado (PNRS, 2011)
  11. 11. Aprovação da Lei nº 12.305/10: Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) - Diagnosticar, compreender e buscar soluções para os graves problemas causados pelos resíduos Estabelece:  princípios,  objetivos,  diretrizes,  metas e ações,  instrumentos: como o Plano Nacional de Resíduos Sólidos -em processo de construção -contemplará os diversos tipos de resíduos gerados, alternativas de gestão e gerenciamento passíveis de implementação, bem como metas para diferentes cenários, programas, projetos e ações correspondentes. -estreita relação com os Planos Nacionais de Mudanças do Clima (PNMC), de Recursos Hídricos (PNRH), de Saneamento Básico (Plansab) e de Produção e Consumo Sustentável (PPCS). -Apresenta conceitos e propostas na interface entre diversos setores da economia: crescimento econômico e preservação ambiental com desenvolvimento sustentável.
  12. 12. De que outras formas as atividades agrosilvopastoris podem influenciar no impacto ao ambiente rural? Diagnóstico preliminar dos resíduos orgânicos gerados no setor agrosilvopastoril e agroindústrias primárias associadas • Para a agricultura: Permanentes: - café (em grão), - cacau (amêndoas), - banana - laranja, - coco-da-baía, - castanha de caju - Uva • - Temporárias: - soja - milho - cana-de-açúcar - feijão - arroz - trigo - mandioca Para a pecuária: bovinos aves suínos. • Para a silvicultura: - produção de madeira em toras (produção de carvão vegetal, lenha, papel e celulose e outras finalidades)
  13. 13. PNRS,2011
  14. 14. PNRS,2011
  15. 15. SUGESTÕES DO PLANO: • Desenvolvimento e inovação de tecnologias para o aproveitamento de resíduos agrosilvopastoris • Destinação adequada de todos os resíduos da criação animal por compostagem e/ou biodigestores ou outras tecnologias • Implementação da coleta seletiva da parcela dos resíduos sólidos secos no meio rural e destinação adequada em concordância com a destinação dos Resíduos Urbanos • Inventário de Resíduos Agrosilvopastoris - A partir do próximo Censo Agropecuário (2015) todos os resíduos agrosilvopastoris deverão estar inventariados. Os resíduos deverão estar quantificados e espacializados * Ampliação da Logística Reversa para todas as categorias de Resíduos Agrosilvopastoris - Implementação da logística reversa para todas as categorias de agrosilvopastoris até 2024 * Desenvolvimento e inovação de tecnologias para o aproveitamento de resíduos minerais na agricultura
  16. 16. O reaproveitamento da biomassa remanescente (agrícolas e agroindustriais): • Evitam o acúmulo dos resíduos, - controle da poluição - proporciona melhores condições de saúde pública - reduz a dependência de fertilizantes químicos importados (recuperação de elementos) • Aproveitamento na alimentação animal ou insumo para outros produtos • Geração de energia
  17. 17. RESÍDUOS NA ZONA RURAL: IMPACTOS POSITIVOS • (Galdos et al. 2009 e Souza et al. 2006) Sistema de Cana crua por 8 anos x Sistema de Cana queimada - Aumento no conteúdo total de carbono - Melhora na estabilidade dos agregados - Melhora na microporosidade e conteúdo de água no solo
  18. 18. PNRS,2011
  19. 19. APLICAÇÃO DE EFLUENTE TRATADO POR BIODIGESTOR NO SOLO: -Uso controlado: -incorporação da matéria orgânica no solo - melhores propriedades físico-químicas -Uso indiscriminado: -diminuição da matéria orgânica no solo - excesso de nutrientes (possível contaminação) - efeito de salinização -impedimento hidráulico e a diminuição da taxa de difusão de O2 Orientações – Legislação Ambiental Informações sobre aplicação (quantidade, tipo, freqüência) NECESSIDADE DA INTENSIFICAÇÃO DE ESTUDOS
  20. 20. CONTAMINANTES ORGÂNICOS: “INCORPORAÇÃO” NO MEIO AMBIENTE ...seja pelas atividades agrosilvopastoris
  21. 21. ...seja até por eventuais acidentes Incêndio em galpão de açúcar (porto seco em Santa Adélia –SP – 26/10/2013) Açúcar derretido: mais de 30 mil toneladas
  22. 22. CONTAMINANTES ORGÂNICOS: DINÂMICA
  23. 23. OS RESÍDUOS NA ZONA RURAL: - Pesticidas e herbicidas: aplicações inadequadas, e por muitas vezes, realizadas diretamente no solo -sujeitos a perdas por deriva ou volatilização - Antibióticos de uso veterinário: presentes nos dejetos, associados à matéria orgânica A compostagem pode reduzir o aporte destes compostos no solo Moléculas anfóteras e com vários grupos funcionais ionizáveis Distintas massas moleculares Distintos potenciais de volatilização Tendem a apresentar caráter hidrofílico (menor potencial de bioacumulação e maior mobilidade no solo) Toxicidade pode ser crônica ou aguda Entretanto, para os antibióticos: desenvolvimento de linhagens de bactérias resistentes (alteração na biota do solo), já através do aporte de pequenas concentrações
  24. 24. Sendo assim: o conhecimento acumulado para pesticidas nem sempre é válido/aplicável para a compreensão do comportamento dos antibióticos Processos governados: - Propriedades físico-químicas do contaminante (estrutura molecular, tamanho, solubilidade, hidrofobicidade, etc) - Propriedades do solo: pH, textura, condições de manejo, clima, teor de matéria orgânica Processos de sorção (retenção) e transformação (degradação) Tetraciclina
  25. 25. • Há a carência de informações quanto à ocorrência e comportamento de compostos em certas condições de cultivo, e principalmente em ambientes tropicais (solo e clima distintos) • Necessidade de pesquisas na área Exemplo: 424 compostos ativos de pesticidas registrados no país Apenas 22 apresentam Limite Máximo de Resíduos (LMR) estabelecidos para águas potáveis
  26. 26. PNRS,2011
  27. 27. PNRS,2011
  28. 28. DESAFIO: DESAPARECIMENTO / MINIMIZAÇÃO DE CADA CONSEQUÊNCIA PNRS,2011
  29. 29. Muito Obrigada a todos, Pela presença e atenção!

×