SEMANA LIXO ZERO 
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos 
6 de Novembro 2014 
Ram...
Políticas Públicas de resíduos sólidos do Município de São Paulo 
Plano de Gestão integrada de Resíduos Sólidos construído...
Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de São Paulo 
DIAGNÓSTICO 
•Total de geração de resíduos (2012) – 20,1 Mil T...
Catadores 
•O Brasil é recordista mundial de reciclagem de alumínio. Segundo a Abralatas (Associação Brasileira dos Fabric...
Desafios 
•Atingir escala e estruturação para cooperativas de catadores; 
•Receber pelos serviços prestados (ambientais, a...
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos

277 visualizações

Publicada em

Semana Lixo Zero SP 2014 - UNINOVE - Palestra de Ramon Zago - Fórum de Desenvolvimento da Zona Leste

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos

  1. 1. SEMANA LIXO ZERO Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos 6 de Novembro 2014 Ramon Luiz Zago de Oliveira FÓRUM PARA O DESENVOLVIMENTO DA ZONA LESTE REDE RESÍDUO
  2. 2. Políticas Públicas de resíduos sólidos do Município de São Paulo Plano de Gestão integrada de Resíduos Sólidos construído por meio de um processo participativo amplo, que envolveu o debate da questão ambiental (Conferência Municipal de Meio Ambiente e Comitê Intersecretarial para a Política de Resíduos Sólidos – Decreto 53.924/2013).
  3. 3. Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de São Paulo DIAGNÓSTICO •Total de geração de resíduos (2012) – 20,1 Mil Toneladas por dia •Orçamento (2014) – R$ 2,01 bilhões •Atendimento da Coleta Seletiva (2012) – 46% total de domicílios; 1,6% total gerado. •Quem opera a Coleta Seletiva - 22 Cooperativas e 48 Associações; 1100 catadores organizados
  4. 4. Catadores •O Brasil é recordista mundial de reciclagem de alumínio. Segundo a Abralatas (Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade) e, 2011 foram recuperadas 98,3% das embalagens produzidas no ano; •A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) o Acordo Setorial de produtores e comerciantes de embalagens assinado em 2012. •Quem é responsável pelo sucesso?
  5. 5. Desafios •Atingir escala e estruturação para cooperativas de catadores; •Receber pelos serviços prestados (ambientais, assistenciais e logísticos); •Beneficiar e agregar valor ao produto final; •Novos mercados para materiais recicláveis.

×