Reações de esterificação e saponificação

23.838 visualizações

Publicada em

0 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.838
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
173
Comentários
0
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reações de esterificação e saponificação

  1. 1. Aula de QuímicaProfº: Rafilzes
  2. 2. Pensamento do dia “O arroto é um peido que subiu na vida”.
  3. 3. Reação de esterificação • É a reação de produção de um éster. • Acontece ao reagir um ácido carboxílico com um álcool. O O CH3H3C + H2O OH H O H3C + Oác. etanóico água etanol CH3 etanoato de etila
  4. 4. • A reação de glicerina (1,2,3 propanotriol) com HNO3 concentrado na presença de H2SO4, produz a trinitroglicerina.• Se a trinitroglicerina (TNG) estiver absorvida em um material poroso a chamamos de dinamite!!!
  5. 5. Reação de saponificação• É a reação utilizada para a produção de sabão!• Ocorre entre um éster e uma base forte formando sal um álcool.
  6. 6. • Porém, nem toda reação de saponificação produzirá um sabão!• Para ser considerado sabão o sal formado deve ser derivado de um ácido carboxílico de cadeia longa.• Ex:
  7. 7. Simplificando:Óleo / gordura + base  sabão + álcoolÓleo/gordura = éster de ácido graxo
  8. 8. • Se usarmos NaOH, será produzido um sabão “duro”.• Ex: sabão de coco, sabonete, etc.• Ao substituirmos o NaOH por KOH, produziremos sabões “moles”.• Ex: creme de barbear.
  9. 9. • Atenção!!! O detergente é um derivado (sal) de ácido sulfônico ou de amina!Ácido sulfônico de cadeia longa Sal do ácido sulfônico (detergente) Amina de cadeia longa Sal da amina (detergente)
  10. 10. • Como funcionam os sabões e detergentes
  11. 11. • Processo de emulsificação
  12. 12. • Impactos ambientais de sabões e detergentes ▫ Ao atingirem os esgotos (e posteriomente rios e lagos), sabões e detergentes ao serem agitados pela correnteza formam espuma na superfície. ▫ Essa espuma impede a entrada de oxigênio na água, impossibilitando a vida aquática.
  13. 13. • Após muito tempo microrganismos decompõe esses resíduos formados na superfície. O nome desse processo é biodegradação!• Todo sabão é biodegradável!Obs: Porém, comercialmente, chamamos deSabão biodegradável aquele que temmenor tempo de degradação na natureza.
  14. 14. • Já os detergentes sintéticos, podem ou não ser biodegradáveis!• As enzimas que quebram as moléculas de detergente não reconhecem estruturas ramificadas, sendo assim não-biodegradável.
  15. 15. • Em algumas regiões a água tem grande concentração de íons Ca2+ ou Mg2+.• Chamamos essa água de água dura!• Os sabões não têm um efeito satisfatório nessa água. Pois ocorre uma reação entre esses cátions e os ânios do sabão.
  16. 16. • Para resolver esse problema as indústrias adicionam um agente sequestrante ao sabão.• Um agente sequestrante muito usado é o Na5P3O10.• Geralmente, esses agentes sequestrantes são nutrientes de algas, proliferando-as nos rios. Impedindo assim a absorção de luz pelas plantas do fundo.

×