Teleconferência de Resultados 
4T11 e 2011
Sumário 
Eventos e Destaques de 2011 Pág. 3 
Destaques Financeiros de 2011 Pág. 4 
Resultados Extraordinários Pág. 5 
Dive...
Eventos e Destaques de 2011 
Reconhecimentos do mercado 
Upgrade em dois graus em escala global pela S&P para BB+. 
Upgrad...
Destaques Financeiros de 2011 
Os principais indicadores apresentaram melhora no período... 
Carteira de Crédito de Empres...
Resultados Extraordinários 
... com forte geração de receitas extraordinárias direcionadas ao fortalecimento da solidez do...
Diversificação de Produtos e Receitas 
...e com contribuições de todas as linhas de negócios, fruto da estratégia de atend...
Carteira de Crédito 
A carteira manteve o desenvolvimento positivo... 
6 920 
1 687 
534 601 
751 
746 
777 
Mix da Cartei...
Perfil da Carteira de Crédito 
...evoluindo de forma diversificada tanto em setores quanto em produtos... 
C i d Carteira ...
Qualidade da Carteira de Crédito 
...com qualidade, garantias e aumento da cobertura total da carteira 
Qualidade da Carte...
Mesa para Clientes 
PINE é o segundo maior player em termo de commodities para clientes* 
Valor Nocional por Mercado de At...
PINE Investimentos 
Criando novos valores para os clientes e otimizando o uso do capital do Banco 
Segmentos de Mercado Re...
Funding 
O funding continua crescendo com qualidade e diversificação... 
Mix do Funding (R$ Milhões) 246 
310 353 
102 
86...
Prazo do Funding vs. Crédito 
...apresentando um gap positivo de 4 meses entre a carteira de crédito e funding, 
Casamento...
Basileia 
...enquanto que a Basileia encerrou o período em 18,5% 
Basiléia Tier II Tier I 
Capital Regulatório 
Mínimo (11...
Solidez de Balanço 
Em resumo, o PINE possui colchões de liquidez, capital, gap positivo de liquidez, e cobertura da carte...
Guidance 2011 
Desta forma, atingiu as principais metas de 2011... 
Guidance Realizado 
Carteira de Crédito Empresas 20% -...
Guidance 2012 
... e está preparado para capturar as oportunidades de 2012, mantendo o foco na otimização da 
relação risc...
Relações com Investidores 
Noberto Nogueira Pinheiro Júnior 
CEO 
Norberto Zaiet Junior 
CFO 
Nira Bessler 
Superintendent...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teleconferência de Resultados 4T11

213 visualizações

Publicada em

Teleconferência de Resultados 4T11

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
213
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teleconferência de Resultados 4T11

  1. 1. Teleconferência de Resultados 4T11 e 2011
  2. 2. Sumário Eventos e Destaques de 2011 Pág. 3 Destaques Financeiros de 2011 Pág. 4 Resultados Extraordinários Pág. 5 Diversificação de Produtos e Receitas Pág. 6 Carteira de Crédito Pág. 7 Perfil da Carteira de Crédito Pág. 8 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 9 Mesa para Clientes Pág. 10 PINE Investimentos Pág. 11 Funding Pág. 12 Prazo do Funding vs. Crédito Pág. 13 Basileia Pág. 14 Solidez de Balanço Pág. 15 Guidance 2011 Pág. 16 Guidance 2012 Pág. 17 Relações com Investidores | 2011 | 2/18
  3. 3. Eventos e Destaques de 2011 Reconhecimentos do mercado Upgrade em dois graus em escala global pela S&P para BB+. Upgrade em quatro graus em escala nacional pela S&P para brAA. Aumento de capital: participação de 2,9% no capital do PINE por parte do banco Alemão DEG. Captação de 10 anos junto ao Proparco, no valor de US$ 25 milhões, em dezembro de 2011. 1ª instituição financeira de controle 100% nacional a realizar uma captação no formato islâmico, no valor de US$ 37,5 milhões junto ao banco saudita Al Rajhi Bank. Captação de US$ 106 milhões via A/B Loan, coordenado globalmente pelo IIC, em janeiro de 2011. Altos níveis de cobertura da carteira, liquidez, capital, adicionalmente a um gap positivo de liquidez. 2º maior em termo de commodities para clientes e classificado entre os 13 maiores bancos no ranking de derivativos da Cetip. O PINE é o 13ª no ranking dos maiores bancos em oferta de crédito para Pessoa Jurídica e está entre os 12 maiores em crédito para grandes empresas, segundo o Maiores e Melhores, da revista Exame. O PINE foi reconhecido como o banco mais “verde verde” da América Latina e Caribe pelo International Finance Corporation (IFC). Relações com Investidores | 2011 | 3/18
  4. 4. Destaques Financeiros de 2011 Os principais indicadores apresentaram melhora no período... Carteira de Crédito de Empresas Expandida* (R$ Milhões) 20,4% (*) Inclui Títulos Privados Funding Total (R$ Milhões) 18,1% Cobertura da Carteira de Crédito 1,1 p.p. 3,6% 6.600 6.921 5 589 5.747 .9 5.589 2,5% Dez-10 Dez-11 Patrimônio Líquido (R$ milhões) Dez-10 Dez-11 ROAE 3,2 p.p. Dez-10 Dez-11 Lucro Líquido (R$ milhões) 36 6% 17,1% 36,6% , p p 867,1 1.015,1 14,0% 17,2% 118,3 161,5 Dez-10 Dez-11 2010 2011 2010 2011 Relações com Investidores | 2011 | 4/18
  5. 5. Resultados Extraordinários ... com forte geração de receitas extraordinárias direcionadas ao fortalecimento da solidez do balanço... Êxito na causa que questionou o alargamento da base de cálculo da Cofins O PINE utilizou a maior parte dos recursos para constituir provisões extraordinárias e adicionais em diversas linhas do balanço, tornando-o ainda mais sólido Impactos futuros: 9 Adicionalmente, a base de cálculo do Cofins passa a ser menor, gerando uma economia bruta trimestral de aproximadamente R$ 3,0 milhões. 9 Efeito positivo sobre o Capital Circulante Líquido do Banco. Relações com Investidores | 2011 | 5/18
  6. 6. Diversificação de Produtos e Receitas ...e com contribuições de todas as linhas de negócios, fruto da estratégia de atendimento completo a clientes Participação de Clientes com Mais de um Produto Índice de Produtos - Clientes com Mais de um Produto Mais de 1 produto 1 produto 65% 53% 41% 2,9 3,0 35% 47% 59% 2,4 Dez-09 Dez-10 D dDeezz/-1111 11 Dez-09 Dez-10 Dez-11 Abertura das Receitas de Empresas 2010 2011 Crédito Corporativo 67,0% PINE Investimentos 2,9% Crédito Corporativo 63,7% PINE Investimentos 3,0% Tesouraria 7,3% Tesouraria 8,6% Mesa para Clientes 22,9% Mesa para Clientes 24,7% Relações com Investidores | 2011 | 6/18
  7. 7. Carteira de Crédito A carteira manteve o desenvolvimento positivo... 6 920 1 687 534 601 751 746 777 Mix da Carteira de Crédito Empresas Expandida* (R$ Milhões) Trade finance 4 794 5.265 5.747 5.792 6.273 6.703 6.920 Crescimento de 20,4% em doze meses 833 871 902 629 251 297 122 872 873 634 842 827 1.022 1.117 1.372 1.534 1.687 728 764 705 558 Fiança Repasses BNDES 4.118 4.462 4.794 2.703 2.821 2.792 71 3.251 3.358 3.132 3.126 3.300 3.286 176 242 455 511 Títulos Privados* Dez-09 Mar-10 Jun-10 Set-10 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 (*) Inclui debêntures, CRIs, eurobonds e cotas de fundos. Capital de giro ( ) , , 4 9 21 Carteira de Crédito Total** (R$ Milhões) Carteira de crédito de Empresas aumentou sua participação para 98,9% da carteira 4.731 4.960 5.188 5.601 6.016 6.022 6.464 6.829 7.02 Dez-09 Mar-10 Jun-10 Set-10 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 (**) Inclui Crédito a Empresas, Títulos Privados, Carteira Remanescente do Varejo e Operações Adquiridas de Instituições Financeiras Relações com Investidores | 2011 | 7/18
  8. 8. Perfil da Carteira de Crédito ...evoluindo de forma diversificada tanto em setores quanto em produtos... C i d Carteira de Crédito por Setor Carteira de Crédito por Região Centro- Norte 1% Energia Elétrica e Renovável Agricultura 7% Comércio Exterior 6% Transportes e Logística 6% Processamento de Carne 4% 8% Ali t Alimentos Nordeste 5% Oeste 10% Construção Civil 9% 3% Telecomunicações 3% Serviços Sul 6% Infra Estrutura 10% Especializados 3% Metalurgia 3% Sudeste 78% Açúcar e Álcool 19% Veículos e Peças 3% Bebidas e Fumo 2% Instituição Química e Financeira 2% Petroquímica 2% Outros 10% Relações com Investidores | 2011 | 8/18
  9. 9. Qualidade da Carteira de Crédito ...com qualidade, garantias e aumento da cobertura total da carteira Qualidade da Carteira de Crédito – Dezembro 2011 Non Performing Loans > 60 dias Contrato em Atraso Parcelas em Atraso B 28,6% 1,1% 1,0% C 8 5% 0,7% 0,7% 0,5% 0,1% 0,4% 0,2% 0,5% 0,4% D 10 M 11 J 11 S t 11 D 11 AA-A 59,0% 8,5% D-E 1,4% F-H 2,5% Dez-Mar-Jun-Set-Dez-Cobertura da Carteira Total Garantias Fiança 1,1 p.p. 0,7 p.p. Alienação Fiduciária de Produtos 46% Aplicações Financeiras 3% 2% 2,5% 2,9% 3,6% Alienação Fiduciária de Imóveis 18% Dez-10 Set-11 Dez-11 Recebíveis 31% Relações com Investidores | 2011 | 9/18
  10. 10. Mesa para Clientes PINE é o segundo maior player em termo de commodities para clientes* Valor Nocional por Mercado de Atuação Valor Nocional por Setor 31 de dezembro de 2011 Transportes e Logística 10% Bebidas e Fumo 9% Metalurgia 8% Têxtil e Vestuário 5% Energia Elétrica e Renovável 5% Comércio Exterior 12% Construção Civil 2% Processamento de Carne 2% Juros 31% Moeda 61% Açúcar e Álcool Infra Estrutura 1% Outros 6% Commodities Valor Nocional: R$ 3,7 bilhões Segmentos de Mercado Perfil da Carteira Juros: Pré-fixado Flutuante Inflação Libor Cenário em 31 de Dezembro: Agricultura 21% 19% 8% Duration: 273 dias MTM: R$ 157 milhões fixado, Flutuante, Inflação, Moedas: Dólar, Euro, Iene, Libra, Dólar Canadense, Dólar Australiano, Spot Cenário de Estresse (Dólar: +20% e Preço Commodities: -30%): MTM Estressado: R$ 333 milhões Commodities: Açúcar, Soja (Grãos, Farinha e Óleo), Milho, Algodão, Metais, Energia *Fonte: Cetip Report de dezembro. Relações com Investidores | 2011 | 10/18
  11. 11. PINE Investimentos Criando novos valores para os clientes e otimizando o uso do capital do Banco Segmentos de Mercado Receitas (R$ Milhões) Mercado de Capitais: Estruturação, Colocação de TVM, Operações Estruturadas 16,9% Assessoria Financeira Gestão de Recursos: Renda Fixa, Fundos de Crédito, Mandatos Exclusivos, Gestão de Carteiras 12.771 14.927 2010 2011 Operações Selecionadas de 2011 Debêntures e Bônus de Subscrição Debêntures e ICVM 476 Emissora US$ 75,000,000 11.50% Senior Secured Notes due 2016 Debêntures Emissora Debêntures e ICVM 476 Emissora R$ 25.000.000,00 Coordenador R$ 242.400.000,00 US$ 300.000.000,00 Global Medium Term Note Program Co-Manager Coordenador Líder R$ 80.000.000,00 Coordenador Líder R$ 30.000.000,00 Maio Junho Junho Junho Dezembro Relações com Investidores | 2011 | 11/18
  12. 12. Funding O funding continua crescendo com qualidade e diversificação... Mix do Funding (R$ Milhões) 246 310 353 102 86 250 220 237 Mercado de Capitais Internacional Private Placements 5 375 5.589 5.480 6.027 6.319 6.600 829 898 867 867 192 152 125 92 71 56 405 413 377 435 596 814 753 230 239 227 200 160 282 267 77 87 151 166 158 172 75 276 203 194 194 201 Multilaterais Trade Finance Cessão 5.375 4.871 4.531 4.634 525 448 249 453 - 201 36 175 626 - 21 224 320 46 42 198 214 867 33 272 41 218 247 256 281 210 165 53 66 106 112 212 228 250 419 330 176 242 - - 206 248 39 50 1 463 1 530 1.287 1.253 1.196 91 85 BNDES Mercado de Capitais Local Interfinanceiros 1.123 1.064 1.124 1.463 1.530 1.114 1 570 1 566 1.646 1.654 1.592 1.720 1.845 1.965 2.130 Depósitos à Vista Pessoa Física 1.570 1.566 .65 Pessoa Jurídica Dez-09 Mar-10 Jun-10 Set-10 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Institucionais Captação Islâmica (Dezembro, 2011) Empréstimo Multilateral (Dezembro, 2011) US$ 37,5 Milhões Prazo de 1 ano US$ 25,0 Milhões Prazo de 10 anos Relações com Investidores | 2011 | 12/18
  13. 13. Prazo do Funding vs. Crédito ...apresentando um gap positivo de 4 meses entre a carteira de crédito e funding, Casamento das Operações CRÉDITO FUNDING Índice de Crédito sobre Funding Total BNDES BNDES Trade Finance Trade Finance 89% 88% 2% 0% % Capital de Giro, Títulos Privados * e Caixa Depósitos (*) Inclui debêntures, CRIs, eurobonds e cotas de fundos. 8 80 76% Casamento de Prazos Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Prazo Médio R$ milhões Crédito Funding Crédito: 14 meses Funding: 18 meses 3.193 1.510 1.521 3 9 2 1.943 1.790 1.547 64 8 - 383 119 112 76 388 Sem Vencimento Até 3 meses (inclui Caixa) De 3 a 12 meses De 1 a 3 anos De 3 a 5 anos Acima de 5 anos Relações com Investidores | 2011 | 13/18
  14. 14. Basileia ...enquanto que a Basileia encerrou o período em 18,5% Basiléia Tier II Tier I Capital Regulatório Mínimo (11%) 0,5% 0,5% 3,9% 3,6% 3,6% 3,7% 3,4% 4,5% 4,2% 15,6% 14,9% 18,5% 18,4% 17,4% 17,1% 16,6% 19,6% 18,5% 15,1% 14,4% 14,6% 14,8% 13,8% 13,4% 13,2% 15,1% 14,3% , Dez-09 Mar-10 Jun-10 Set-10 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 R$ milhares Basiléia (%) 1.016.629 297.045 1.313.674 Tier I 14,3% Tier II 4,2% Total 18,5% Relações com Investidores | 2011 | 14/18
  15. 15. Solidez de Balanço Em resumo, o PINE possui colchões de liquidez, capital, gap positivo de liquidez, e cobertura da carteira de crédito para escalar os seus negócios e balanço de forma consistente Cobertura da Carteira Total Gap positivo entre Crédito e Funding 18 18 19 18 18 % % % 3,6% 15 16 15 15 14 2,5% 2,7% 2,7% 2,9% Prazo Médio do Funding (meses) Prazo Médio do Crédito (meses) Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Capital Caixa / Depósitos a Prazo p Capital g Regulatório Capital Regulatório Mínimo (11%) 43% 42% 42% 41% 41% 17,4% 17,1% 16,6% 19,6% 18,5% Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Dez-10 Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Relações com Investidores | 2011 | 15/18
  16. 16. Guidance 2011 Desta forma, atingiu as principais metas de 2011... Guidance Realizado Carteira de Crédito Empresas 20% - 25% 20,4% Despesas de Pessoal e Administrativas 5% - 10% 22,6% Margem Financeira 5,5% - 7,5% 6,4% ROAE Empresas 17% - 20% 17,5% Relações com Investidores | 2011 | 16/18
  17. 17. Guidance 2012 ... e está preparado para capturar as oportunidades de 2012, mantendo o foco na otimização da relação risco/retorno Guidance Carteira de Crédito Expandida 17% - 22% Despesas de Pessoal e Administrativas 8% - 12% Margem Financeira 5,5% - 7,5% ROAE 17% - 20% Relações com Investidores | 2011 | 17/18
  18. 18. Relações com Investidores Noberto Nogueira Pinheiro Júnior CEO Norberto Zaiet Junior CFO Nira Bessler Superintendente de Relações com Investidores Alejandra Hidalgo Gerente de Relações com Investidores Alexandre Cavalcanti Gerente de Relações com Investidores Fone: +55-11-3372-5553 www.pine.com.br/ri ri@pine.com.br As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas de crescimento do PINE são meramente projeções e, como tais, são baseadas exclusivamente nas expectativas da administração sobre o futuro dos negócios. Essas expectativas dependem, substancialmente, das condições de mercado, do desempenho da economia brasileira e do setor (mudanças políticas e econômicas, volatilidade nas taxas de juros e câmbio, mudanças tecnológicas, inflação, desintermediação financeira, pressões competitivas sobre produtos e preços e mudanças na legislação tributária) e, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Relações com Investidores | 2011 | 18/18

×