Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9

2.210 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica GECD

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
76
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9

  1. 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 206 Evangelho – Cap XIV – Item 9 Dubai, 13/10/2013
  2. 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parentesco, Filiação 206. Do fato de não haver filiação entre os Espíritos dos descendentes de qualquer família, seguir-se-á que o culto dos avoengos seja ridículo? “De modo nenhum. Todo homem deve considerar-se ditoso por pertencer a uma família em que encarnaram Espíritos elevados. Se bem os Espíritos não procedam uns dos outros, nem por isso menos afeição consagram aos que lhes estão ligados pelos elos da família, dado que muitas vezes são atraídos para tal ou qual família pela simpatia, ou pelos laços que anteriormente se estabeleceram. Mas, ficai certos de que os vossos antepassados não se honram com o culto que lhes tributais por orgulho. Em vós não se refletem os méritos de que eles gozem, senão na medida Avoengos: adj. Que vem ou se herdou dos dos esforços que empregais por seguir avito. S.m.pl. Os antepassados, os avós; os bons exemplos que vos deram. Somente nestas condições lhes é grata e até mesmo útil a lembrança que ascendentes. deles guardais.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  3. 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parentesco, Filiação GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  4. 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parentesco, Filiação Eurípides Barsanulfo Sacramento, MG 01/05/1880 01/11/1918 Temos a revelação de Emmanuel feita a Chico Xavier, dizendo que, nos tempos evangélicos, Eurípedes fora educado por Inácio, pupilo de João, o Evangelista, que se tornara grande propagador da Boa Nova. Adolescente ainda, Eurípedes substituira o benfeitor na pregação na Palestina, onde também manteve contatos com João e fora martirizado. Temos, então, uma pequena amostra da elevação do espírito desta criatura, nascida a primeiro de maio de 1880, na cidade de Sacramento (MG). Desde cedo, na sua infância, Eurípedes já dava sinais de bondade, preocupação com as pessoas necessitadas, se mostrava com uma grande capacidade de aprendizagem. (Livro, Eurípedes, o Homem e a Missão) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  5. 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parentesco, Filiação HEIGORINA CUNHA (16/04/ 1923 – 11/08/2013) Logo no primeiro ano de idade, Heigorina desenvolveu paralisia infantil, doença que lhe impôs limitações físicas e sequelas permanentes. Tal problema, contudo, não a impediu de ser uma médium de grande renome, escrevendo através da psicografia vários livros e a manter, de forma ininterrupta, o culto do Evangelho iniciado por seu tio Eurípedes em 1904, no sítio Santa Maria, de propriedade de sua família. Também passou a confeccionar enxovais para mães carentes, atividade em que se iniciou aos dez anos de idade. Em razão de sua doença, passou a realizar um trabalho com crianças portadoras de paralisia infantil, com a realização de massagens e exercícios específicos, obtendo resultados positivos na recuperação de movimentos. Tal atividade se difundiu grandemente, o que motivou a criação da Casa Assistencial Bezerra de Menezes, destinada ao atendimento de crianças acometidas pela paralisia. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  6. 6. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parentesco, Filiação Documentário sobre médium Eurípedes Barsanulfo (1880 - 1918), que após ser considerado um líder católico, tornou-se um grande missionário do Espiritismo. http://www.youtube.com/watch?v=wBXmhbBTl0o GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
  7. 7. O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap XIV – Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família Dubai, 05/02/2013
  8. 8. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família A ingratidão é um dos frutos mais imediatos do egoísmo, e revolta sempre os corações virtuosos. Mas a dos filhos para com os pais tem um sentido ainda mais odioso. É desse ponto de vista que a vamos encarar mais especialmente, para analisar-lhe as causas e os efeitos. Nisto, como em tudo, o Espiritismo vem lançar luz sobre um dos problemas do coração humano. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 8
  9. 9. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família Trazida a reencarnação para os alicerces dos fenômenos sócio-domésticos, não é somente a relação de pais para filhos que assume caráter de importância, mas igualmente a que se verifica dos filhos para com os pais. Os filhos não pertencem aos pais; entretanto, de igual modo, os pais não pertencem aos filhos. Os genitores devem especial consideração aos que agridem os filhos e tentam escravizá-los, qual se lhes fossem objeto de propriedade exclusiva; todavia, encontramos, na mesma ordem de freqüência, filhos que agridem os pais e buscam escravizá-los, como se os progenitores lhes constituíssemDespertar alimárias domésticas. GECD - Grupo Espírita Cristão 9
  10. 10. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família A reencarnação traça rumos nítidos ao mútuo respeito que nos compete de uns para com os outros. Entre pais e filhos, há naturalmente uma fronteira de apreço recíproco, que não se pode ultrapassar, em nome do amor, sem que o egoísmo apareça, conturbando-lhes a existência. Justo que os pais não interfiram no futuro dos filhos, tanto quanto justo que os filhos não interfiram no passado dos pais. Os pais não conseguem penetrar, de imediato, a trama do destino que os princípios cármicos lhes reservam aos filhos, no porvir, e os filhos estão inabilitados a compreender, de pronto, o enredo das circunstâncias em que se mergulharam seus pais, no pretérito, a fim de que pudessem volver, do Plano Espiritual ao renascimento no Plano Físico. Unicamente no mundo das causas, após a desencarnação, ser-lhes-á possível o entendimento claro, acerca dos vínculos GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 10 em que se imanizam.
  11. 11. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família “Não escorraceis, pois, a criancinha que repele sua mãe, nem a que vos paga com a ingratidão; não foi o acaso que a fez assim e que vo-la deu. Imperfeita intuição do passado se revela, do qual podeis deduzir que um ou outro já odiou muito, ou foi muito ofendido; que um ou outro veio para perdoar ou para expiar. Mães! abraçai o filho que vos dá desgostos e dizei convosco mesmas: _Um de nós dois é culpado. Fazei-vos merecedoras dos gozos divinos que Deus conjugou à maternidade, ensinando aos vossos filhos que eles estão na Terra para se aperfeiçoar, amar e bendizer”. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 11
  12. 12. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família Desde pequenina, a criança manifesta os instintos bons ou maus que traz da sua existência anterior. A estudá-los devem os pais aplicar-se. Todos os males se originam do egoísmo e do orgulho. Espreitem, pois, os pais os menores indícios reveladores do gérmen de tais vícios e cuidem de combatê-los, sem esperar que lancem raízes profundas. Se deixarem se desenvolvam o egoísmo e o orgulho, não se espantem de serem mais tarde pagos com a ingratidão. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12
  13. 13. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família Quando os pais tudo fizeram para o adiantamento moral dos filhos, se não conseguem êxito, não tem do que lamentar e sua consciência pode estar tranqüila. Quanto à amargura muito natural que experimentam, pelo insucesso de seus esforços, Deus reserva-lhes uma grande, imensa consolação, pela certeza de que é apenas um atraso momentâneo, e que lhe será dado acabar em outra existência a obra então começada, e que um dia o filho ingrato os recompensará com o seu amor. (Ver cap. XIII, nº 19 - Evangelho) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 13
  14. 14. Cap. XIV – Honrai vosso Pai e vossa Mãe Item 9 – A ingratidão dos Filhos e os Laços de Família “As provas rudes, ouvi-me bem, são quase sempre indício de um fim de sofrimento e de um aperfeiçoamento do Espírito, quando aceitas com o pensamento em Deus. E um momento supremo, no qual, sobretudo, cumpre ao Espírito não falir murmurando, se não quiser perder o fruto de tais provas e ter de recomeçar. Em vez de vos queixardes, agradecei a Deus o ensejo que vos proporciona de vencerdes, a fim de vos deferir o prêmio da vitória. Então, saindo do turbilhão do mundo terrestre, quando entrardes no mundo dos Espíritos, sereis aí aclamados como o soldado que sai triunfante da refrega”. Santo Agostinho _ Paris 1862 GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 14

×