Adrenalina

2.023 visualizações

Publicada em

Hormônio Adrenalina

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.023
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adrenalina

  1. 1. A adrenalina ou epinefria é um hormônio produzido pelas glândulas supra renais, é também um neurotransmissor, derivado da modificação de um aminoácido aromático (tirosina).
  2. 2. Esse composto é liberado pela excitação das fibras nervosas e atua tanto como hormônio como neurotransmissor. O nosso organismo libera normalmente a adrenalina em quantidades constantes. Porém, em situações de estresse, pânico, medo, tensão e raiva, a adrenalina é secretada em maior quantidade, o que eleva temporariamente a atividade metabólica, causando, por exemplo, aumento da pressão sanguínea, da frequência cardíaca e da tensão arterial. Ela atua principalmente a nível muscular. Estimula o coração, aumentando a frequência dos batimentos cardíacos e elevando a tensão arterial e aumenta o fluxo sanguíneo principalmente nos músculos dos braços e das pernas. Tudo isto serve para capacitar o nosso corpo a fazer um esforço físico muito superior ao habitual. Numa situação de perigo, capacita-nos a fugir ou a lutar.
  3. 3. • A pupila se dilata, aguçando a percepção visual. • Os vasos sangüíneos se contraem, tornando a pele mais pálida. No caso de ferimento, o corpo perde menos sangue. • Os músculos se tensionam, prontos para qualquer ação de emergência. • A transpiração aumenta, para que o corpo se mantenha frio. • A respiração se torna mais profunda e mais rápida, a fim de aumentar a captação do oxigênio necessário ao trabalho dos músculos. • O coração bate rápido e forte, para aumentar o fluxo de sangue aos órgãos vitais, em especial ao cérebro. A pressão arterial aumenta. • O ritmo da digestão diminui, pois o sangue utilizado por ela está sendo requisitado por outras partes do corpo.
  4. 4. Curiosidades  Em maio de 1886, William Horatio Bates anunciou o descobrimento da substância produzida pela glândula adrenal no New York Medical Journal.  A palavra adrenalina foi criada pelo bioquímico japonês Jokichi Takamine, que formou o nome em questão do hormônio situar-se nas adrenais (suprarrenais).
  5. 5.  Mônica Abreu *-*

×