Desenvolvimento Cognitivo eAprendizagem na Adolescência
1- A Concepção piagetiana das operações formais 1.1- Características geraisO estádio das operações formais, se consolida e...
Têm sido associadas três características funcionais a esteperíodo:a) A realidade é concebida como um subconjunto dopossíve...
1.2- Dificuldades de aquisiçãoCaracterísticas do desenvolvimento do pensamento formal:• É universal• É uniforme e homogêne...
2- Novas perspectivas sobre o pensamento formal2.1- A influência do conteúdoSegundo investigações muito adultos e adolesce...
2.2- A influência do conhecimento prévioParece lógico pensar que a experiência seja um elementofacilitador da resolução da...
3- Tarefas formais de conteúdo social3.1- A compreensão das noções sociais naadolescênciaQual a influência dos conteúdos e...
3.2- Operações formais e educaçãoPorque é que os adolescentes, não compreendemadequadamente as Ciências Sociais? Um dos fa...
Referência:Desenvolvimento Cognitivo e Aprendizagem naadolescência – Maria Carreteiro e José A. León Cascón
Desenvolvimento cognitivo e aprendizagem na adolescência
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desenvolvimento cognitivo e aprendizagem na adolescência

7.295 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.295
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desenvolvimento cognitivo e aprendizagem na adolescência

  1. 1. Desenvolvimento Cognitivo eAprendizagem na Adolescência
  2. 2. 1- A Concepção piagetiana das operações formais 1.1- Características geraisO estádio das operações formais, se consolida entre os 14-15. Para comprovar experimentalmente a sua teoria, Piaget socorreu-se do método clínico. O objetivo seria testar a estratégia cognitiva dos sujeitos.Fruto dos seus trabalhos, Inhelder e Piaget (1955) concluíram que o estádio das operações formais se podia resumir a certas características estruturais e funcionais:As primeiras referem-se às estruturas lógicas;As segundas referem-se a, enfoques e estratégias para resolver problemas.
  3. 3. Têm sido associadas três características funcionais a esteperíodo:a) A realidade é concebida como um subconjunto dopossívelQuando se depara com um problema, o adolescente tem deprever todas as situações e relações causais possíveis entreos seus elementos.b) O caráter hipotético-dedutivoO adolescente utiliza de explicações possíveis e,posteriormente, submetê-las à experimentação empírica.c) O caráter preposicionalOs sujeitos neste estádio servem-se de proposições verbaiscomo meio ideal em que expressam as suas hipóteses epensamentos, assim como os resultados obtidos.
  4. 4. 1.2- Dificuldades de aquisiçãoCaracterísticas do desenvolvimento do pensamento formal:• É universal• É uniforme e homogêneo• O caráter, atende mais as relações que ao seu conteúdo;• O pensamento dos adolescentes é similar ao dos adultos.Alguns critérios determinam as diferentes dificuldades dossujeitos em adquirir o pensamento formal:- As diferentes tarefas formais não apresentavam a mesmadificuldade;- O conteúdo da tarefa mostrou-se como uma variável queinfluía na sua resolução; - A percentagem de alunos que mostraram possuir umpensamento claramente formal situava-se à volta de 50 em100, o que desmente a ideia de que o pensamento formal éuniversal.
  5. 5. 2- Novas perspectivas sobre o pensamento formal2.1- A influência do conteúdoSegundo investigações muito adultos e adolescentes nãoaplicam todas as suas capacidades quando enfrentam umatarefa escolar. O próprio Piaget sugeriu que quando asituação experimental não corresponde aos interesses dosujeito, pode ocorrer que utilize um tipo de raciocíniocaracterístico do estádio anterior. Muitos estudos sugeremque os indivíduos diferem na utilização das operaçõesformais segundo o grau de familiaridade que possuem com atarefa.Consequentemente, o conteúdo da tarefa possui umainfluência definitiva na resolução do problema.
  6. 6. 2.2- A influência do conhecimento prévioParece lógico pensar que a experiência seja um elementofacilitador da resolução da tarefa. Quando os sujeitospossuem ideais prévias fruto da sua experiência, podem teruma concepção equivocada que leve a produzir erros naresolução da tarefa.A psicologia cognitiva recente consideram que o nossopensamento parece responder a critérios de sobrevivênciaentre os quais se inclui a tendência para controlar econservar os acontecimentos.
  7. 7. 3- Tarefas formais de conteúdo social3.1- A compreensão das noções sociais naadolescênciaQual a influência dos conteúdos escolares no nível deraciocínio alcançado por adolescentes, tendo em conta nãosó os aspectos psicológicos mas também educativos? O quese concluiu foi que têm dificuldades para aplicar o métodohipotético-dedutivo a problemas das ciências sociais.
  8. 8. 3.2- Operações formais e educaçãoPorque é que os adolescentes, não compreendemadequadamente as Ciências Sociais? Um dos fatoresimportantes são as ideias prévias. Existe a concepção de queos alunos não são capazes de compreender algunsconteúdos das Ciências Sociais porque não alcançaramainda um determinado nível no seu desenvolvimentocognitivo.
  9. 9. Referência:Desenvolvimento Cognitivo e Aprendizagem naadolescência – Maria Carreteiro e José A. León Cascón

×