As Relações Económicas Internacionais Após a Segunda Guerra Mundial<br />
E. B. 2, 3 de Vila Caiz<br />Ano Lectivo 2010/2011<br />As Relações Económicas e Internacionais Após a Segunda Guerra Mund...
Introdução<br />Desenvolvimento<br />	O terceiro mundo: independência política e dependência económica<br />		A descoloniz...
Para a disciplina de História,  e inserido no tema: “Do Segundo Após-Guerra aos Desafios do Nosso Tempo”, aqui se apresent...
<ul><li>O terceiro mundo: independência política e dependência económica</li></ul>A descolonização da África negra<br /><u...
A África Negra (nome dado a um conjunto de colónias que estavam na posse da Inglaterra, da França, da Bélgica e de Portuga...
<ul><li>Foi a partir daqui que, simultaneamente com os países sul-americanos, os países descolonizados começaram a receber...
Dependência económica– que se deve, em grande parte, ao predomínio de uma agricultura rudimentar, destinada à exportação; ...
Desigualdades na sociedade – devem-se, essencialmente, ao facto da maioria da população ser pobre, viver de baixos salário...
<ul><li>As novas relações internacionais</li></ul>A defesa da paz<br /><ul><li>Com o fim da 2.ª Guerra Mundial, o mundo fi...
Em 1956, após a morte de Estaline, foi estabelecida a doutrina  da “coexistência pacífica”, por Krushev, que foi adoptada ...
Em 1991, os Estados Unidos passaram a ser a única potência mundial, devido ao facto de a União Soviética ter ruído.</li></...
Entre estas medidas podíamos encontrar a reordenação da economia internacional, de modo a que os países subdesenvolvidos p...
Apesar de todas estas tentativas, os países do Terceiro Mundo continuavam atrasados economicamente e com muitas dívidas.</...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relações econ. e soc.após 2ª g.g

3.789 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações econ. e soc.após 2ª g.g

  1. 1. As Relações Económicas Internacionais Após a Segunda Guerra Mundial<br />
  2. 2. E. B. 2, 3 de Vila Caiz<br />Ano Lectivo 2010/2011<br />As Relações Económicas e Internacionais Após a Segunda Guerra Mundial<br />História<br />
  3. 3. Introdução<br />Desenvolvimento<br /> O terceiro mundo: independência política e dependência económica<br /> A descolonização da África negra<br /> Dependência económica, instabilidade social e afirmação política<br /> As novas relações internacionais<br /> A defesa da paz<br /> O diálogo Norte-Sul<br />Conclusão<br />Bibliografia<br />Índice<br />
  4. 4. Para a disciplina de História, e inserido no tema: “Do Segundo Após-Guerra aos Desafios do Nosso Tempo”, aqui se apresenta um trabalho sobre as relações económicas internacionais verificadas após a segunda guerra mundial.<br />Neste breve PowerPoint, iremos abordar a independência política e dependência económica dos países do terceiro mundo; e as novas relações internacionais.<br />Introdução<br />
  5. 5. <ul><li>O terceiro mundo: independência política e dependência económica</li></ul>A descolonização da África negra<br /><ul><li>A descolonização, sobretudo das colónias asiáticas e norte-africanas, atingiu o seu auge logo após a 2ª Grande Guerra.
  6. 6. A África Negra (nome dado a um conjunto de colónias que estavam na posse da Inglaterra, da França, da Bélgica e de Portugal, localizadas na África Subsariana) teve o seu período de (conturbada) descolonização entre 1957 e 1990, terminando com a independência da Namíbia.</li></ul>Desenvolvimento<br />
  7. 7. <ul><li>Foi a partir daqui que, simultaneamente com os países sul-americanos, os países descolonizados começaram a receber a designação de países do Terceiro Mundo, sendo este termo empregue para denominar os países que se encontram subdesenvolvidos ou em desenvolvimento.</li></li></ul><li>Dependência económica, instabilidade social e afirmação política<br /><ul><li>O Terceiro Mundo é fortemente caracterizado por:
  8. 8. Dependência económica– que se deve, em grande parte, ao predomínio de uma agricultura rudimentar, destinada à exportação; pouca produção no sector industrial (tais como o artesanato e as industrias extractivas); e mão-de-obra barata e falta de técnicos e de capitais;
  9. 9. Desigualdades na sociedade – devem-se, essencialmente, ao facto da maioria da população ser pobre, viver de baixos salários e começar a trabalhar desde a infância; e viver em más condições, o que origina uma elevada taxa de analfabetismo, natalidade e até mortalidade. </li></li></ul><li>Para além das características que mencionamos anteriormente fazerem com que os países subdesenvolvidos não progredissem mas regredissem, estes países adoptaram também uma política de neutralidade em relação às grandes potências mundiais, chamada também de política de não-alinhamento, o que fez com que os países ficassem neutros em relação aos blocos capitalista e comunista.<br />Mais tarde, alguns países do Terceiro Mundo (nomeadamente, o Brasil, a Argentina, os países árabes, …) prosperaram a nível económico devido ao desenvolvimento industrial e à exploração de petróleo.<br />Foi também nesta altura que vários países aboliram os regimes ditatoriais e passaram a governar em democracia; mas, ainda assim, muitos deles continuaram a ter grandes dificuldades.<br />
  10. 10. <ul><li>As novas relações internacionais</li></ul>A defesa da paz<br /><ul><li>Com o fim da 2.ª Guerra Mundial, o mundo ficou dividido em dois blocos, que já referimos anteriormente: o capitalista e o comunista , o que fez com que se estabelecesse um clima de “guerra fria” que se prolongou por duas décadas, durante as quais ocorreram vários incidentes.
  11. 11. Em 1956, após a morte de Estaline, foi estabelecida a doutrina da “coexistência pacífica”, por Krushev, que foi adoptada pelos estados comunistas e que defendia que estes podiam coexistir pacificamente com os estados capitalistas.</li></li></ul><li><ul><li>Mais tarde, entre 1968 e 1975, os Estados Unidos elaboraram a doutrina de “contenção” (“détente”), que consistiu no uso de estratégias militares, políticas e económicas para tentar travar a difusão do comunismo.
  12. 12. Em 1991, os Estados Unidos passaram a ser a única potência mundial, devido ao facto de a União Soviética ter ruído.</li></li></ul><li>O diálogo Norte-Sul<br /><ul><li>Devido às desigualdades de desenvolvimento entre o Norte (que crescia forte e próspero) e o Sul (que continuava subdesenvolvido), a ONU e a CEE decidiram tomar várias medidas para reduzir tais diferenças.
  13. 13. Entre estas medidas podíamos encontrar a reordenação da economia internacional, de modo a que os países subdesenvolvidos pudessem nacionalizar as suas actividades económicas e os seus recursos naturais; e a elaboração de vários acordos de cooperação, para assim puderem prosperar.
  14. 14. Apesar de todas estas tentativas, os países do Terceiro Mundo continuavam atrasados economicamente e com muitas dívidas.</li></li></ul><li>A pesquisa e o estudo necessários para a elaboração deste trabalho, contribuíram para um melhor conhecimento da situação política e económica dos países do terceiro mundo e das novas relações internacionais.<br />Conclusão<br />
  15. 15. BARREIRA, ANÍBAL; MOREIRA, MENDES, Sinais da História – 9º ano, 1ª edição, 4ª tiragem, Edições ASA II, S.A., Lisboa, 2010.<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Terceiro_Mundo<br />http://www.aceav.pt/blogs/jmjesus/trabalho/ficheiros/Terceiromundo.pdf<br />http://www.slideshare.net/cattonia/cfakepathterceiro-mundo<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Coexist%C3%AAncia_pac%C3%ADfica<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Conten%C3%A7%C3%A3o<br />…<br />Bibliografia<br />
  16. 16. Trabalho realizado por:<br /><ul><li>Ângela Moreira
  17. 17. N.º 2
  18. 18. Catarina Neves
  19. 19. N.º 3
  20. 20. Diana Silva
  21. 21. N.º 7</li></ul>9º A<br />FIM<br />

×