Aleitamento materno

9.044 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pela Dr. Nivaldo Sereno Jr. para os membros da Liga de Pediatria do RN - LiPERN.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
24 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.044
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aleitamento materno

  1. 1. Aleitamento Materno Dr. Nivaldo Sereno de Noronha Júnior Médico Pediatra
  2. 2. Por que Amamentar é Importante?
  3. 3. Vantagens do Aleitamento Materno Alimento completo. Proteção contra infecções e alergias. Sempre pronto e na temperatura certa. Transmite amor e carinho. Bom para a dentição e a fala. Bom para o desenvolvimento infantil.
  4. 4. IMPORTÂNCIA Aumenta os laços entre a mãe e o bebê. Diminui o sangramento da mãe após o parto. Faz o útero voltar mais rápido ao normal. É um método natural de planejamento familiar. Diminui o risco de câncer de mama e ovários. É econômico e prático.
  5. 5. A prolactina age nas célulassecretoras dos alvéolos
  6. 6. A ocitocina é responsável peloreflexo de ejeção do leite
  7. 7. Por que não comprar leite Leite em pó é mais caro e não protege contra doenças!
  8. 8. Por que não usar mamadeira Mamadeira é uma trabalheira!Aumenta o risco de contaminação
  9. 9. Como aprender a amamentar?
  10. 10. Posicionamento Correto • Corpo do bebê todo voltado para o corpo da mãe (“barriga com barriga”) • Corpo do bebê todo apoiado pelo antebraço da mãe • Cabeça do bebê de frente para o peito
  11. 11. Pega Correta • Boca bem aberta • Abocanha toda ou quase toda aréola • Lábio inferior virado para fora • Queixo toca a mama • O bebê suga, deglute (engole o leite) e respira
  12. 12. Pega Correta Boca com ampla abertura Pega toda ou quase toda aréola Lábio inferior virado para fora Queixo toca a mama Visualiza-se mais aréola acima do lábio superior que abaixo do lábio inferior (pega assimétrica)
  13. 13. Importância da Técnica Correta de Aleitamento Materno O bebê consegue retirar mais leite do peito e fica satisfeito Evita o “leite empedrado” no peito Evita a rachadura no mamilo (bico do peito) Facilita o início e a manutenção do aleitamento materno
  14. 14. Avaliando a pegaPega correta Pega incorreta
  15. 15. Posicionamento Correto Corpo do bebê todo alinhado Corpo do bebê todo apoiado pelo antebraço da mãe Corpo do bebê todo voltado para o corpo da mãe (barriga com barriga) Pescoço do bebê apoiado sobre a curva do antebraço da mãe
  16. 16. Pega CorretaOMS – OPAS (AIDPI)
  17. 17. Posicionamento Incorreto Mãe com ombros tensos, não relaxada; Bebê distante da mãe; Cabeça e tronco do bebê não alinhados; Queixo do bebê não toca o seio; Bebê não apoiado firmemente OMS-OPAS (AIDPI)
  18. 18. Pega Incorreta OMS – OPAS (AIDPI)
  19. 19. Aleitamento Materno: dificuldades para a mãe Dor Dúvidas Ansiedade Falta de apoio Doenças maternas Má técnica
  20. 20. Aleitamento melhora os índices Acuidade visual Desenvolvimento neuropsicomotor Desenvolvimento cognitivo Quociente intelectual Desenvolvimento social
  21. 21. Impacto do Desmame Precoce Avaliação da condição nutricional criança e adolescente: Roseli O. S. Sami
  22. 22. Indicadores emAleitamento Materno
  23. 23.  Aleitamento Materno Exclusivo: não é oferecido nenhum alimento ou líquido além do leite materno. Aleitamento Materno Predominante: além do leite materno, a mãe oferece água, chá ou suco de frutas. Desmame: introdução de outro alimento para um bebê que até então encontrava-se em regime de aleitamento materno exclusivo. Alimentação Complementar Oportuna: outros alimentos introduzidos a partir do 6º mês, complementando o aleitamento materno.
  24. 24. Composição do leite Humano
  25. 25. Principais Componentes Imunológicos do Leite Materno Componentes MecanismoIgA Secretora Revestimento das mucosas (digestiva, respiratória, urinária)Lactoferrina Ação bacteriostáticaLisozima Ação bactericidaMacrófagos FagocitoseFator bífido Lactobacilos
  26. 26. Colostro Propriedade ImportânciaAnticorpos Protege contra infecções e alergiasLeucócitos Protege contra infecçõesLaxante Fezes amolecidas Acelera a maturação intestinal,Fatores de previne alergia eCrescimento intolerância alimentar Reduz a gravidade de algumasVitamina A infecções
  27. 27. Classificação do leiteQuanto ao tempo de lactação: Colostro Transição Maduro Foto: MEAC
  28. 28. Seqüência da pega
  29. 29. Fisiologia da sucção• Abertura da boca• Apreensão da aréola• Vedação labial• Movimentos de:mandíbula e língua• Musculatura intra eextra oral• Reflexo de deglutição
  30. 30. Fatores de risco para o desmamerelacionados com a mãe
  31. 31.  Componente biológico: doença materna, problemas precoces e tardios com as mamas, agalactia / hipogalactia Componente sócio-econômico-cultural: desvalorização da maternidade, retorno precoce ao trabalho, desorganização da rede social de apoio, apelo do marketing Componente psicológico: história de depressão, uso de drogas, gravidez não planejada, desejada ou aceita, luto, abandono
  32. 32. Serviços de Saúde podem contribuir para o desmame Orientações incorretas e inadequadas Falta de acolhimento Ausência de prática educativa no pré-natal Desorganização da rede de apoio Inexistência de serviços de referência para determinados procedimentos Negligência do exame clínico das mamas no pré- natal e na lactação
  33. 33. Tipos de mamilosProtruso Plano Invertido
  34. 34. Problemas precoces ou tardios com as mamas
  35. 35. Fissura Ingurgitamento mamárioMamilo invertido Mastite
  36. 36. Fissura Causa: pega Conduta: corrigir a incorreta técnica de AMIngurgitamento Esvaziamento Conduta: técnicamamário inadequado das de AM e ordenha mamasMastite Causa: inflama Conduta: tória/infecciosa antibiótico + antinflamatórioAbscesso Etiologia + freq. Conduta:mamário Staphylococcus Drenagem aureusDuctos lactíferos Esvaziamento Técnica de AM,bloqueados inadequado das massagem, sutiã e mamas ordenha
  37. 37. Medidas preventivas Início precoce do aleitamento materno Técnica correta de amamentação Exame clínico das mamas lactantes Esvaziamento adequado das mamas (massagem e ordenha, quando necessário) Evitar fadiga, estresse Apoio Diagnóstico precoce e tratamento adequado
  38. 38. Por que ordenhar?
  39. 39. Ordenha Quando está indicada a ordenha: Mamas cheias (produção láctea superior a necessidade do bebê) Ingurgitamento mamário (leite empedrado) Mãe com bebês patológicos que não conseguem sugar ao seio
  40. 40. FOTO: HJPB
  41. 41. Será que eu tenholeite suficiente ?
  42. 42. Observe A mãe amamenta em livre demanda ? Mais de 08 mamadas em 24 horas ? O bebê faz a pega correta (técnica correta) ? O bebê molha mais de 06 fraldas em 24 h ? O bebê suga efetivamente ? O bebê ganha peso adequadamente ? O bebê parece saudável ? A mãe está saudável ? Como se sente ? Tem apoio familiar ?
  43. 43.  Teste da balança  Quando o ganho de peso não está adequado
  44. 44. Identificando as causasFatores relacionados ao bebê: Técnica de aleitamento incorreta Aleitamento materno pouco freqüente RN ou lactentes com fatores de risco Infecção congênita ou adqüirida RN ou lactente com anquiloglossia RN ou lactente com candidíase oral Outras doenças menos comuns
  45. 45. Identificando as causasFatores relacionados com a mãe: Tècnica de aleitamento incorreta Tabagismo Doença materna Ansiedade, estresse Hipogalactia
  46. 46. Algumas doenças maternas
  47. 47. Mãe com sorologia HIV Contra-indicar o AZT 2mg/Kg/dosepositiva aleitamento materno para o RN, prescrever fórmula infantilVaricela iniciada 5 dias antes do Adiar até a mãe não Administrar a IGHVZ aoparto ou 02 dias após oferecer risco de RN contaminação p/ o RNMãe com sorologia HTLV Contra-indicar o Prescrever fórmulapositiva aleitamento materno infantil para o RNMãe com sorologia HBsAg Permitir o aleitamento Fazer vacina e IGH nopositiva materno RN nas 1ª 12 h / vidaMãe em tratamento Contra-indicar o Prescrever fórmulaquimioterápico aleitamento materno infantil
  48. 48. Um bebê não existe sozinho, Donald Winnicott
  49. 49. Após a alta da maternidade, observe
  50. 50. A mãe tem um desses comportamentos? Está dando água/ chá/ sucos/ outro leite/ mamadeiras/chupetas para o bebê Parou de amamentar Está com mamilos doloridos ou feridos Está com os seios ingurgitados Pensa que não tem leite suficiente ou tem pouco leite A mãe está doente
  51. 51. A mãe tem um desses comportamentos? Acha que seu leite é fraco ou sua dieta é fraca Diz que está cansada demais Não está confiante Acha que o bebê não ganhou peso suficiente Diz que o bebê se recusa a mamar Está trabalhando fora Está dando leite artificial
  52. 52. Nós somos mamíferos www.breastfeeding,com
  53. 53. Bebê humano180 dias para dobrar o peso
  54. 54. Variação da composição do leite humanoLEITE MATERNO PREMATUROContém mais proteína e fatores de proteção para o bebê prematuro
  55. 55. COLOSTRO• Aparece por volta do 7º mês de gestação• É espesso, pegajoso e amarelo claro• É completo como primeiro alimento para o bebê• Volume = 30 ml (10 a 100 ml/dia)
  56. 56. COLOSTROPROPRIEDADE IMPORTÂNCIA· rico em anticorpos · protege contra infecções e alergias· muitos leucócitos · protege contra infecções· laxante · expulsa o mecônio, ajuda a prevenir a icterícia· fatores de crescimento · acelera a maturação intestinal, previne alergia e intolerância· rico em vitamina A · reduz a gravidade de algumas infecções (como sarampo e diarréia); previne doenças oculares causadas por deficiência de vitamina ADe: OMS/CDR/93.6
  57. 57. Técnicas de Aleitamento Materno O aleitamento à noite ajuda a manter uma boa produção de leite,pois a prolactina é produzida em maior quantidade à noite; ”Leite fraco”; Livre demanda; Duração?
  58. 58. Situações especiais no aleitamento materno:1)Mamilos doloridos/trauma mamilar: Técnica incorreta:posicionamento ou pega incorreta; Importante causa de desmame; Prevenção:técnica correta/exposição das mamas ao ar livre para mante-las secas/não usar produtos/amamentação frequente/técnica para interromper mamada.
  59. 59. Situações especiais no aleitamento materno:2)Mamilos planos ou invertidos: Diagnóstico; Promover confiança da mãe; Ajudar a mãe com a pega; Orientar as mães a ordenhar o seu leite enquanto o lactente não sugar efetivamente; Técnica para protair o mamilo.
  60. 60. Situações especiais no aleitamento materno:3)Ingurgitamento mamário: Falha no mecanismo de auto-regulação da fisiologia da lactação; ”leite empedrado”; Ocorre com mais freqüência nas primíparas,3 a 5 dias após o parto; Condutas: amamentar freqüentemente/massagens/compressas frias/analgésicos,se necessário.
  61. 61. Situações especiais no aleitamento materno:4)Presença de sangue no leite:Mais em primíparas adolescentes e em mulheres acima de35 anos;Na fase inicial da apojadura,devido ao rompimento de capilares;Transitório.
  62. 62. Situações especiais no aleitamento materno:5)Mastite: Porta de entrada:fissuras; Staphyloccoccus aureus; A fadiga materna é um importante fator de risco para a mastite; Antibióticos anti-estafilococos o mais precoce possível.Pensar em abscesso se não houver melhora em48h após instituição do tratamento; A amamentação não é contra-indicada.
  63. 63. Situações especiais no aleitamento materno:6)Mães HIV positivas: ”O risco adicional de transmissão vertical do vírus pelo leite materno foi estimado em 14% em mulheres infectadas antes do parto e em 26% quando a mãe se infecta durante a lactação”; M.S. recomenda a não amamentação no seio materno.
  64. 64. Situações especiais no aleitamento materno:7)Mães com Tuberculose: Segundo a . O.M.S : Lactação permitida; Segundo a A.A. de Pediatria :mulheres com bk ativa com suspeita de ser contagiosa não devem amamentar até 2 semanas após início do tto..
  65. 65. Situações especiais no aleitamento materno:8)Mães com Hepatite A,B,C,CMV,TOXOPLASMOSE: Não necessitam interromper lactação.9)Mães com Varicela: A varicela no período neonatal está associada com altas taxas de mortalidade,logo recomenda-se a separação mãe-lactente; leite materno ordenhado.

×