O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jornada aleitamento materno santa helena

1.136 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Jornada aleitamento materno santa helena

  1. 1. Hospital Santa HelenaUnimed Paulistana Aleitamento Materno em Unidade Neonatal: RNPT e RNPT tardio Equipe de Fonoaudiologia Fga Dra Claudia Xavier Fga. Elaine Ogeda Fga. Luciana Reichert Fga. Monica Zeppelline
  2. 2. A área de estudo referente à alimentação de recém-nascidos vem se desenvolvendo rapidamente no Brasil e no mundo.
  3. 3. Um número cada vez maior de bebês com alterações no padrão de deglutição em função da prematuridade, de problemas genéticos, neurológicos e/ou de outras patologias está sendo diagnosticado precocemente.
  4. 4. As possíveis dificuldades de deglutição já sãoconsideradas, desde a hospitalização, sendo os bebêsavaliados e encaminhados a programas terapêuticos o mais cedo possível.
  5. 5. A alimentação, apesar de ser básica, representaum processo complexo que requer que o alimentoseja encontrado, ingerido, deglutido e,finalmente, digerido.
  6. 6. Qualquer alteração neste caminho pode levar• à má nutrição• a crescimento inadequado• a atraso no desenvolvimento• a alterações no desenvolvimento motor oral• à perda da saúde e do bem estar geral.
  7. 7. Os bebês primeiramente se alimentam pelasucção, a qual envolve uma interligação complexade vários sistemas, exigindo o máximo sob o pontode vista neurológico.
  8. 8. Já é reconhecida em diversos centros hospitalares, etambém discutida na literatura internacional, aimportância dos padrões adequados de sucção parauma alimentação efetiva (Harris, 1986; Morris &Klein, 1987; Arvedson & Brodsky, 1993; Cherney,1994).
  9. 9. MUITAS DAS HABILIDADES PARA UMAALIMENTAÇÃO EFETIVA JÁ SE INICIAM NO UTERO.APÓS O PARTO O RN VAI SE ORGANIZARE INICIAR A SUCÇÃO NO SEIO MATERNO
  10. 10. Desenvolvimento Motor Oral Início na Fase Embrionária Continuidade Pós Parto
  11. 11. 21º e 22º dia – 1º Batimento Cardíaco7ª semana - sentido tátil.final da 8ª semana – embrião temaparência humana
  12. 12. Período Fetal – 9ª semana ao nascimento9ª semana – cabeça corresponde à metade do feto9/1/2 – abre e fecha a boca12ª semana – Primeiras deglutições17ª a 18ª semana - Primeiras sucções24ª semana – deglutição e sucção mais evoluídas32ª semana—presença de grupos de sucções e pausas34ª semanas- coordenação entre sucção e deglutição
  13. 13. 30ª a 35ª semana – quantidade de gordura até 8%35ª a 38ª semana – gordura passa a 16% “Bolsinhas de Gordura”Cabeça < em relação ao corpo comparando c/ iníciodo Período Fetal
  14. 14. RNPT- APRESENTARÃO DIFICULDADES ESPECÍFICAS NESTE PROCESSO INICIAL- SE NÃO FOREM ADEQUADAMENTE TRABALHADOS AUMENTARÁ A CHANCE DE DESMAME PRECOCE
  15. 15. RNPT TARDIORNPT TARDIO TAMBÉM PRECISA DE TRABALHOTERAPEUTICO NA MEDIDA EM QUE O PADRÃO DESUCÇÃO AINDA NÃO SE ENCONTRA COMPATIVEL COM AALIMENTAÇÃO POR VIA ORAL SEGURA E EFETIVA(GHETI KAO & GUEDES, 2007) RNPT TARDIO É DEFINIDO COMO SENDO O PREMATURO QUE NASCE DE 34s A 36 6/7 (ENGLE, TOMASHEK & WALLMAN, 2007)
  16. 16. Esta população muitas vezes apresenta condição clínicafavorável não passando por avaliação específica para definirnecessidade de trabalho terapêutico.Mãe –RNPT tardio podem ir para casa com váriasdificuldades Atenção!!!!!!!
  17. 17. O REFLEXO DE DEGLUTIÇÃO ESTÁINTERLIGADO À SUCÇÃO EM NEONATOS
  18. 18. SUCÇÃO-REFLEXO MOTOR SIMPLESPRESENTE EM RN A TERMOSAUDÁVEL-PODE SER MODIFICADA ATRAVÉSDE EXPERIENCIAS
  19. 19. É NECESSÁRIO UMA COORDENAÇÃOENTRE SUCÇÃO, DEGLUTIÇÃO,RESPIRAÇÃO E POSTURA E AINDA UMAMBIENTE FAVORÁVEL PARA QUE ASITUAÇÃO DE ALIMENTAÇÃO SEJAADEQUADA.
  20. 20. Biomecanismos da Sucção:O líquido se move porque existe mudançade pressão. - pressão positiva ou compressão - pressão negativa ou sucção
  21. 21. Biomecanismos da Sucção:O líquido se move porque existe mudançade pressão. - pressão positiva ou compressão - pressão negativa ou sucção
  22. 22. Aspecto Motor da SucçãoLínguaMandíbula Tem funções específicas que levam aLábios uma performance de sucção efetivaBochechasPalato
  23. 23. Ritmo Força Eficiência
  24. 24. Acredita-se que a AVALIAÇÃOCOMPORTAMENTAL seja defundamental importância para se decidirsobre as necessidades individuais dosRNPT e sobre a forma de alimentaçãomais adequada a cada um deles.
  25. 25. Tabela XV. Média dos escores positivos e negativos, referentes a cada item da Escala deAvaliação Motora Oral utilizada neste estudo, no início e no final da SNN, no início e nofinal da Via Oral, de todos os bebês avaliados.Escores positivosMomento Estatística Controle Estudo A TermoInicio SNN Média - 11,28 - Desvio-padrão - 3,32 - N - 25 -Final SNN Média - 18,04 - Desvio-padrão - 1,88 - N - 25 -Inicio VO Média 9,46 16,00 18,70 Desvio-padrão 3,16 1,95 2,46 N 41 32 23Final VO Média 12,24 17,91 19,65 Desvio-padrão 3,06 1,59 1,34 N 41 32 23
  26. 26. Escores negativosMomento Estatística Controle Estudo A TermoInicio SNN Média - 4,56 - Desvio-padrão - 1,73 - N - 25 -Final SNN Média - 1,88 - Desvio-padrão - 1,24 - N - 25 -Inicio VO Média 5,56 2,56 0,78 Desvio-padrão 2,11 1,32 0,74 N 41 32 23Final VO Média 3,61 1,31 0,39 Desvio-padrão 1,63 0,93 0,78 N 41 32 23
  27. 27. A Avaliação Motora Oral vai definir seexiste necessidade de TrabalhoTerapêutico e a partir deste, as condições para o aleitamento materno exclusivo.
  28. 28. A maioria dos RNPT necessita de um trabalhoterapêutico para dar início à alimentação por viaoral. 78% necessitaram de SNN 22% tiveram condições de iniciar a VO sem trabalho terapêutico
  29. 29. É importante ressaltar que ao se falar de RNPT:* Não se pode pensar em um grupo de bebês homogêneo* Existem inúmeras diferenças e individualidades, em função do quadro clínico, patologias desenv., IG, Peso, condições durante a gestação, parto, etc.*Presença de cardiopatias e/ou síndromes.*Sequelas neurológicas
  30. 30. NUTRIÇÃOCoordenação sucção/deglutição/respiração Imaturidade gastrointestinal
  31. 31. Nutrição / RNPT* Preocupação com o ganho de peso* SM ????? RNPT se “cansa” e não ganha peso* COMPLEMENTO* LM / MELHOR ALIMENTO
  32. 32. Coordenação S/D/R Fluxo intenso:* pode expor o RN a riscos.* alts. no padrão respiratório.* engasgos.* aspiração.* alteração na fase oral, a partir de modificações na movimentação das estruturas.
  33. 33. • introdução da VO• Padrão de sucção adequado• Coordenação S x D x R
  34. 34. •realização de“canguru” e aleitamentomaterno
  35. 35. P/ cada caso o terapeuta deverá estabelecer um plano de trabalho onde alguns aspectos devem ser precisamente avaliados: * padrão de sucção * coordenação entre S/D/R * esforço * gasto de energia * ganho de peso
  36. 36. IMATURIDADE GASTROINTESTINAL*ALEITAMENTO MATERNO É MAIS FISIOLÓGICO*MENOR VOLUME POR MAMADA*MELHOR ABSORÇÃO*DIMIMUE AS CHANCES DE REFLUXO
  37. 37. Aleitamento materno e o RNPT
  38. 38. É possível!!!É um trabalho multidisciplinarExige conhecimento, envolvimentoO ganho é de todos!!!!
  39. 39. Obrigada pela sua atenção !!!

×