Palestra trt junho_13 - marco ristuccia

438 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra trt junho_13 - marco ristuccia

  1. 1. 1   SEMINÁRIO SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Comparação entre instituições públicas e privadas Marco Saverio Ristuccia 7 de Junho de 2013
  2. 2.   2   1. Sustentabilidade e Desenvolvimento
  3. 3. Desenvolvimento sustentável SUSTENTABILIDADE processo sistema permanência em certo nível por um determinado prazo DESENVOLVIMENTO progresso evolução *Latim  "sustentare conservar.   **  Infopédia  Porto:  Porto  Editora,  2003-­‐2013  
  4. 4. Desenvolvimento sustentável DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL necessidades do presente possibilidade das futuras gerações de atenderem às suas próprias necessidades qualidade de vida igualdade social economia eficiente competitiva respeita preserva recursos naturais *Comissão  Mundial  sobre  Meio  Ambiente  e  Desenvolvimento  (Comissão  Brundtland).  1987  
  5. 5. 5   Desenvolvimento sustentável DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL
  6. 6. Sustentabilidade corporativa EMPREENDIMENTO HUMANO SUSTENTÁVEL
  7. 7. TODAS AS ORGANIZAÇÕES HUMANAS PÚBLICA PRIVADA 7   Niveis da RSC
  8. 8.   8   2. Responsabilidade Social Corporativa
  9. 9. Conceitos SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA oportunidades negócios impactos positivos impactos negativos riscos desenvolvimento social
  10. 10. Conceitos
  11. 11. Conceitos Sustentabilidade como parte da estratégia das empresas RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA numa base voluntária *Livro  Verde  da  Comissão  Europeia.  2001  
  12. 12. Filantropia   RSC   Triple  Botton   Line   SEPARAÇÃO ENTRE ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO E IMPACTOS SOCIAIS Criação  de  Valor   Compartilhado   Evolução da RSC
  13. 13. Filantropia   RSC   Triple  Botton   Line   SEPARAÇÃO ENTRE ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO E IMPACTOS SOCIAIS Criação  de  Valor   Compartilhado   Evolução da RSC
  14. 14. Filantropia   RSC   Triple  Botton   Line   SEPARAÇÃO ENTRE ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO E IMPACTOS SOCIAIS Criação  de  Valor   Compartilhado   Evolução da RSC Profit People Planet Sustentabilidade
  15. 15. Filantropia   RSC   Triple  Botton   Line   Criação  de  Valor   Compartilhado   Evolução da RSC Stakeholders INTEGRAÇÃO ENTRE ECONÔMICO E SOCIAL
  16. 16. CRIAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO (CREATING SHARED VALUE, CSV)* relação simbiótica de mútuo sucesso conexões progresso econômico progresso social Evolução da RSC *  Michael  E.  Porter,  Mark  R.  Kramer,  02/2011  
  17. 17. Valor social Evolução da RSC Estratégias práticas operacionais que:   Valor econômico VANTAGEM COMPETITIVA
  18. 18. EMPRESA COMO ATOR SOCIAL QUE: MBO stakeholders Evolução da RSC
  19. 19. Stakeholders da empresa EMPRESA Funcionários Comunidade Fornecedores Acionistas e Investidores Gestores Associações de categoria Poder Público Clientes e Consumidores Portadores  de  interesse  internos   Portadores  de  interesse  externos  
  20. 20. Stakeholders da empresa EMPRESA Stakeholder con relações juridicas formalizadas Diretos Stakeholder com interesses gerais Indiretos Stakeholder com interesses especificos Ainda mais indiretos
  21. 21. As três dimensões da RSC atual Internalização     da  ética  no  business   Estruturação e consolidamento das relações com os Stakeholders RSCSuperar o lucro como única finalidade
  22. 22. Responsabilidade social setor privado
  23. 23.   24   3. Organizações Públicas e Responsabilidade Social
  24. 24. Poder Público e Responsabilidade Social
  25. 25. ISO26000 lógica da voluntariedade Diretrizes
  26. 26. ISO26000 stakeholders Diretrizes
  27. 27. stakeholders Organizações Públicas e Responsabilidade Social
  28. 28. Stakeholders da organização pública ORGANIZAÇÃO PÚBLICA Funcionários Usuários Fornecedores Outras Instituições Públicas Gestores Associações de categoria Empresas Sociedade / Cidadãos Portadores  de  interesse  internos   Portadores  de  interesse  externos   Sindicados
  29. 29. interagir Sustentabilidade e governança Atuação sinérgica
  30. 30. stakeholders Organizações Públicas e Responsabilidade Social
  31. 31. stakeholders Organizações Públicas e Responsabilidade Social
  32. 32. Aquisição da cultura da responsabilidade social e ambiental Atuar de forma trasparente user friendly Organizações Públicas e Responsabilidade Social
  33. 33.   34   4. Plano de Sustentabilidade
  34. 34. Objetivo do seminário mudança O PLANO DE SUSTENTABILIDADE Metodologia
  35. 35. Metodologia Fase 1 Fase 2 Stakeholders e Fase 3 Fase 4
  36. 36. Metodologia participativa Metodologia
  37. 37. Áreas operacionais que têm relação com a responsabilidade socioambiental Estrutura processos desempenho organizacional Desafios Recursos disponíveis Sistemas Informação Comunicação Grau de alinhamento Diagnóstico interno
  38. 38. Cenários socioeconômicos Identificação dos stakeholders Impactos sociais ambientais da organização Diretrizes de políticas públicas Diagnóstico externo
  39. 39. Matriz de Impactos
  40. 40. Plano Estratégico Missão Visão Valores Plano Estratégico de Sustentabilidade Objetivos Metas para cada objetivo: Ações Indicadores
  41. 41. MISSÃO, VISÃO E VALORES Missão Visão Valores Plano Estratégico
  42. 42. Identificação de Indicadores por Produto Social Key Performance Indicators Plano Estratégico
  43. 43. GESTÃO  OPERACIONAL GESTÃO  DOS  IMÓVEIS GESTÃO  FINANCEIRA POUPANÇA DAS FAMÍLIAS BENEFÍCIOS PARA O TECIDO EMPRESARIAL LOCAL PROMOÇÃO DA POUPANÇA ATRAVÉS DE "EMPRÉSTIMO SOCIAL" Poupança (direta) do cliente Limitaçao dos custos de instalação de pequenas empresas L1 Vantagens de empréstimos sociais em comparação com outras formas de poupança Poupança (indireta) de consumidores da região Poupança das atividades promocionais para os sócios QUALIDADE E SEGURANÇA NO PROCESSO DE VENDA Limpeza e higiene lojas Segurança e qualidade dos produtos Educação do Consumidor SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL DO PROCESSO DE DISTRIBUIÇÃO OTIMIZAÇÃO ENERGÉTICA Gestão de Resíduos Adoção de técnicas e critérios de construção eco-compatíveis Otimização Energética Logística sustentável Educação Ambiental Difusão de Produtos Orgânicos SOLIDARIEDADE E COMPROMISSO SOCIAL PARAPAÍSES EM DESENVOLVIMENTO E CLASSES SOCIAS POBRES Apoio para pessoas em países em desenvolvimento Suporte para grupos socialmente desfavorecidos Educação para o consumo consciente e cidadania APOIO À ECONOMIA LOCAL E AO SISTEMA COOPERATIVO APOIO AO DESENVOLVIMENTO DO EMPREENDEDORISMO LOCAL NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL APOIO ÀS EMPRESAS DA CADEIA PRODUTIVA LOCAL Apoio e promoçaõ de fornecedores da região Contratação de empresas regionais para construção de centros comerciais (Shopping Center) Apoio financeiro para os fornecedores locais Apoio às cooperativas Contratação de cooperativas para centros comerciais (Shopping Center) QUALIDADE E ESTABILIDADE DE EMPREGO Estrutura de pessoal Termos e Condições Prestações sindacais Segurança no trabalho VALORIZAÇÃO  DO   TERRITÓRIO EMPREGO  E  IGUALDADE   DE  OPORTUNIDADES PRODUTOS  SOCIAIS ÁREAS  OPERACIONAIS CONVENIÊNCIA QUALIDADE  E   SEGURANÇA  DE   MERCADORIAS SUSTENTABILIDADE   AMBIENTAL SOLIDARIEDADE
  44. 44. Identificação de ações por área operacional Plano Estratégico CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridades estratégicas Setores e áreas prioritários Impacto territorial Disponibilidade de recursos Prazo Portfólio  de  ações  prioritárias   Carteira  de  ações   Escala  de     prioridade   Baixa   Alta
  45. 45. Implementação Plano Estratégico
  46. 46.   47   6. A Fundação Getulio Vargas
  47. 47. 48   A FGV EDUCAÇÃO PESQUISA ASSESSORIA TÉCNICA
  48. 48. 49  
  49. 49. 57   OBRIGADO!

×