Seminário aborto

993 visualizações

Publicada em

Tipos de Aborto
Leis
Quem é a favor e contra

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário aborto

  1. 1. Faculdade Maurício de Nassau Enfermagem- 5º Período Disciplina: Saúde Da Mulher Profº: Raimundo Sousa Teresina-Pi Março/ 2015
  2. 2. Aline Nayra Ana Carla Camila Beatrice Elanny Cristina Fernanda Sávia Flaviana Mutran Joana Carolina Kamyla Sávia Laíz Alves Lídia Viana
  3. 3. O que é aborto?  Aborto é a interrupção precoce da gravidez, espontânea ou provocada, com a remoção ou expulsão de um embrião.  Resultando na morte do concepto ou sendo causada por ela.  Isso faz cessar toda atividade biológica própria da gestação.
  4. 4.  A questão do aborto envolve aspectos morais, éticos, legais e religiosos, cuja avaliação depende da singularidade de cada pessoa.  Quando o aborto é induzido por razões médicas, realizado por profissionais capacitados e em boas condições de higiene, é um procedimento seguro.  No entanto, quando feito de maneira inadequada, geralmente resulta em graves complicações e inclusive na morte da mulher.
  5. 5. Aborto Espontâneo  é a expulsão involuntária, casual e não intencional de um embrião ou feto antes de 20 a 22 semanas de gestação.  Fatores de Risco:  Idade avançada  História de abortos espontâneos anteriores  anomalias cromossômicas do feto ou embrião  doenças vasculares  problemas hormonais  infecções  anomalias uterinas  trauma acidental ou intencional  intoxicações químicas
  6. 6. Aborto Induzido  Também denominado aborto provocado.  É o aborto causado deliberadamente por razões médicas admitidas pela lei ou clandestinamente por pessoas leigas, o que constitui crime.  Pode acontecer pela ingestão de medicamentos ou por meio de métodos mecânicos.
  7. 7. Como é feito o aborto?  Por Injeção Salina  Extrai-se o líquido amniótico dentro da bolsa que protege o bebê. Introduz-se uma longa agulha através do abdômen da mãe, até a bolsa amniótica e injeta-se em seu lugar uma solução salina concentrada.  O bebê ingere esta solução que lhe causará a morte em 12 horas por envenenamento, desidratação, hemorragia do cérebro e de outros órgãos. Este método é utilizado depois da 16ª semana de gestação.
  8. 8.  Por Sucção  Insere-se no útero um tubo oco que tem uma ponta afiada. Uma forte sucção (28 vezes mais forte que a de um aspirador doméstico) despedaça o corpo do bebê que está se desenvolvendo, assim como a placenta e o absorve depositando-o depois em um balde.  O abortista introduz logo uma pinça para extrair o crânio, que costuma não sair pelo tubo de sucção. Algumas vezes as partes mais pequenas do corpo do bebê podem ser identificadas. Quase 95% dos abortos nos países desenvolvidos são realizados desta forma.
  9. 9.  Por Dilatação e Curetagem Neste método é utilizado uma cureta ou faca proveniente de uma colher afiada na ponta com a qual vai-se cortando o bebê em pedaços com o fim de facilitar sua extração pelo colo da matriz. A cureta é empregada para desmembrar o bebê, tirando em pedaços com ajuda do fórceps. Este método está se tornando o mais usual.
  10. 10.  Por "D & X" 32º semana • Depois de ter dilatado o colo uterino durante três dias e guiando-se por ecografia, o abortista introduz algumas pinças e agarra com elas uma perninha, depois a outra, seguida do corpo, até chegar aos ombros e braços do bebê. • Assim extrai-se parcialmente o corpo do bebê, como se este fosse nascer, salvo que deixa-se a cabeça dentro do útero. Como a cabeça é grande demais para ser extraída intacta; o abortista, enterra algumas tesouras na base do crânio do bebê que está vivo, e as abre para ampliar o orifício. Então insere um cateter e extrai o cérebro mediante sucção.
  11. 11.  Por Operação Cesárea  Este método é exatamente igual a uma operação cesárea até que se corte o cordão umbilical, salvo que em vez de cuidar da criança extraída, deixa-se que ela morra.  A cesárea não tem o objetivo de salvar o bebê mas de matá- lo.
  12. 12.  Mediante Prostaglandinas Esta droga provoca um parto prematuro durante qualquer etapa da gravidez. É usado para levar a cabo o aborto à metade da gravidez e nas últimas etapas deste. Sua principal "complicação" é que o bebê às vezes sai vivo. Também pode causar graves danos à mãe. Recentemente as prostaglandinas foram usadas com a RU- 486 para aumentar a "eficácia" destas.
  13. 13. Aborto Na Legislação Trabalhista CLT - Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943 Art. 395 - Em caso de aborto não criminoso, comprovado por atestado médico oficial, a mulher terá um repouso remunerado de duas semanas, ficando-lhe assegurado o direito de retornar à função que ocupava antes de seu afastamento.
  14. 14.  ABC.MED.BR, 2013. Aborto: o que é? Como é feito? Quais são os riscos? Como age a "pílula do dia seguinte"?. Disponível em: <http://www.abc.med.br/p/saude-da-mulher>. Acesso em: 26 mar. 2015.  CFEMEA.ORG.BR, 1999. Aborto na legislação brasileira Garantias no Código Penal: risco de vida e estupro Aborto como questão de saúde. Disponível em: <http://www.cfemea.org.br> . Acesso em: 26 mar.2015.  ACIDIGITAL. Tipos de Aborto. Disponível em: <http://www.acidigital.com> Acesso em: 26 mar.2015  JUSBRASIL. Art. 395 Consolidação das Leis do Trabalho - Decreto Lei 5452/43. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br>. Acesso em: 26 mar.2015

×