UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL
UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
JAKELYN...
 Reino Protista
 Filo Apicomplexa
 Família Plasmodiidae
 Gênero Plasmodium
Plasmodium vivax
Plasmodium falciparum
Plas...
 Malária é uma doença infecciosa aguda ou crônica,
transmitida por mosquitos e provocada
por protozoários parasitários do...
 Quatro espécies de Plasmodium parasitam o homem:
 falciparum, vivax, malariae e ovale
Agente Etiológico
 Os plasmódios variam individualmente em tamanho,
forma e aparência, de acordo com o seu estágio de
desenvolvimento e com...
 Macrogameta
 Oocineto
 Oocisto
 O hábitat varia para cada fase do ciclo dos
plasmódios:
 No homem
 No inseto
Morfol...
 Mosquitos fêmea do gênero Anopheles , conhecidos
também como mosquito prego ou carapanã
 O homem é o único reservatório...
Modo de Transmissão
 A transmissão natural da malária ao homem se dá quando
fêmeas de mosquitos anofelinos (gênero Anophe...
 Vetorial
 Transfusão de sangue
 Compartilhamento de seringas
 Acidentes de laboratório
 Malária congênita
Modo de Tr...
Ciclo Biológico dos Plasmódios
Patogenia e Sintomatologia
Destruição das hemácias
parasitadas
Produção de citocinas
(endoteliotoxicidade) e resposta
infl...
Patogenia e Sintomatologia
Citoaderência e sequestro de eritrócitos infectados
com obstrução de fluxo microvascular
Deposi...
 Febre intermitente
 Calafrios
 Dor de cabeça
 Dores musculares
 taquicardia
Quadro Clínico
 Tríade clássica: febre, calafrios e
sudorese
 Pode ser acompanhado por náuseas,
vômitos, cefaléia e mialgia
 Gravidade...
 Intensa debilidade física, náuseas e vômitos.
 Ao exame físico, o paciente apresenta-se pálido e com
baço palpável
Malá...
Órgãos/sistemas frequentemente acometidos
 Rins
 Pulmões
 Cérebro
 Fígado
 Hematológico
Malária Grave e complicada
Hemólise
Sintomas da Malária Complicada
Anemia
Edema Agudo de Pulmão
 Malária cerebral
 Insuficiência renal aguda
 Hipoglicemia
 Icterícia
 Hemoglobinúria
Sintomas da Malária Complicada
 40% da população mundial está sob risco de contrair a
malária.
 300-500 milhões de pessoas tornam-se infectadas e pelo
...
Distribuição no Brasil e no mundo
Alto risco de
transmissão
Médio risco
de
transmissão
Baixo risco de
transmissão
Sem risc...
Distribuição no Brasil e no mundo
 Clínico
 Laboratorial ( esfregaço ou gota espessa)
 Pcr
Diagnóstico
 Esfregaço delgado
Diagnóstico
Diagnóstico microscópico da malária
 Combate ao vetor
 Tratamento dos pacientes infectados
 Medidas individuais
 Vacinas (em desenvolvimento)
Profilaxia e...
 P. falciparum : Artesunato + mefloquina
 P. vivax: Cloroquina + primaquina: adultos 15 mg e
crianças 5 mg
Tratamento
As doenças são os resultados
não só dos nossos atos, mas
também dos nossos
pensamentos
Mahatma Gandhi
Obrigada !!!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação malária

3.431 visualizações

Publicada em

Aula de Parasitologia: Malária

Publicada em: Ciências
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
228
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação malária

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS JAKELYNE SUÉLEN BEZERRA DE SOUSA MALÁRIA
  2. 2.  Reino Protista  Filo Apicomplexa  Família Plasmodiidae  Gênero Plasmodium Plasmodium vivax Plasmodium falciparum Plasmodium malarie Plasmodium ovale Taxonomia
  3. 3.  Malária é uma doença infecciosa aguda ou crônica, transmitida por mosquitos e provocada por protozoários parasitários do género Plasmodium.  É prevalente nos países de clima tropical e subtropical. Também conhecida como sezão, paludismo, maleita, febre terçã e febre quartã Introdução
  4. 4.  Quatro espécies de Plasmodium parasitam o homem:  falciparum, vivax, malariae e ovale Agente Etiológico
  5. 5.  Os plasmódios variam individualmente em tamanho, forma e aparência, de acordo com o seu estágio de desenvolvimento e com suas características específicas, podendo ser:  Esporozoíto  Forma exo-eritrocitica  Merozoíto  Formas eritrocíticas  Microgameta Morfologia e Hábitat
  6. 6.  Macrogameta  Oocineto  Oocisto  O hábitat varia para cada fase do ciclo dos plasmódios:  No homem  No inseto Morfologia e Hábitat
  7. 7.  Mosquitos fêmea do gênero Anopheles , conhecidos também como mosquito prego ou carapanã  O homem é o único reservatório das espécies causadoras de malária humana Vetor e Reservatório Anopheles darlingi
  8. 8. Modo de Transmissão  A transmissão natural da malária ao homem se dá quando fêmeas de mosquitos anofelinos (gênero Anopheles), parasitadas com esporozoítos em suas glândulas salivares, inoculam estas formas infectantes durante o repasto sanguíneo.
  9. 9.  Vetorial  Transfusão de sangue  Compartilhamento de seringas  Acidentes de laboratório  Malária congênita Modo de Transmissão
  10. 10. Ciclo Biológico dos Plasmódios
  11. 11. Patogenia e Sintomatologia Destruição das hemácias parasitadas Produção de citocinas (endoteliotoxicidade) e resposta inflamatória sistêmica
  12. 12. Patogenia e Sintomatologia Citoaderência e sequestro de eritrócitos infectados com obstrução de fluxo microvascular Deposição de imunocomplexos
  13. 13.  Febre intermitente  Calafrios  Dor de cabeça  Dores musculares  taquicardia Quadro Clínico
  14. 14.  Tríade clássica: febre, calafrios e sudorese  Pode ser acompanhado por náuseas, vômitos, cefaléia e mialgia  Gravidade depende da espécie do parasito, parasitemia, tempo de doença, imunidade prévia do paciente  Maior gravidade em crianças, gestantes e primoinfectados Quadro Clínico
  15. 15.  Intensa debilidade física, náuseas e vômitos.  Ao exame físico, o paciente apresenta-se pálido e com baço palpável Malária não-complicada
  16. 16. Órgãos/sistemas frequentemente acometidos  Rins  Pulmões  Cérebro  Fígado  Hematológico Malária Grave e complicada
  17. 17. Hemólise Sintomas da Malária Complicada Anemia Edema Agudo de Pulmão
  18. 18.  Malária cerebral  Insuficiência renal aguda  Hipoglicemia  Icterícia  Hemoglobinúria Sintomas da Malária Complicada
  19. 19.  40% da população mundial está sob risco de contrair a malária.  300-500 milhões de pessoas tornam-se infectadas e pelo menos 1 milhão morrem POR ANO.  200-300 crianças morrem em decorrência da malária POR HORA.  90% das mortes correspondem a crianças com menos de 5 anos moradoras das regiões da África sub-Saara. Epidemiologia
  20. 20. Distribuição no Brasil e no mundo Alto risco de transmissão Médio risco de transmissão Baixo risco de transmissão Sem risco de transmissão
  21. 21. Distribuição no Brasil e no mundo
  22. 22.  Clínico  Laboratorial ( esfregaço ou gota espessa)  Pcr Diagnóstico
  23. 23.  Esfregaço delgado Diagnóstico Diagnóstico microscópico da malária
  24. 24.  Combate ao vetor  Tratamento dos pacientes infectados  Medidas individuais  Vacinas (em desenvolvimento) Profilaxia e Medidas de Controle
  25. 25.  P. falciparum : Artesunato + mefloquina  P. vivax: Cloroquina + primaquina: adultos 15 mg e crianças 5 mg Tratamento
  26. 26. As doenças são os resultados não só dos nossos atos, mas também dos nossos pensamentos Mahatma Gandhi Obrigada !!!

×