Tabela periódica

3.858 visualizações

Publicada em

Este material é para os alunos do 3ano do ensino-médio do Colégio Seletivo

1 comentário
10 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.858
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabela periódica

  1. 1. TABELA PERIÓDICA ORGANIZAÇÃO DOS ELEMENTOS
  2. 2. Na organização de uma coleção, é necessário estabelecer critérios que facilitem a localização de cada peça. No caso de CDs podemos organizá-los de acordo com o gênero musical, de acordo com a nacionalidade etc.
  3. 3. <ul><li>A tabela periódica dos elementos é um arranjo que permite não só verificar as características dos elementos e suas repetições, mas também fazer previsões. </li></ul><ul><li>Foi somente em 1869 que surgiu uma tabela que atendia as necessidades dos químicos e que se tornou a base da tabela atual. </li></ul>
  4. 4. Em 1869, um professor de Química da Universidade de São Petersburgo (Rússia), Dimitri Ivanovich Mendeleev estava escrevendo um livro sobre os elementos conhecidos na época — cerca de 63 1ª TABELA PERIÓDICA
  5. 5. O PRINCÍPIO..... MENDELEEV listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento.
  6. 6. Ao trabalhar com suas fichas, ele percebeu que, organizando os elementos em função da massa de seus átomos ( Massa-Atômica ),determinadas propriedades se repetiam diversas vezes. H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
  7. 7. <ul><li>Em 1913, o inglês Moseley (1887-1915) verificou que as propriedades de cada elemento eram determinadas pelo número de prótons, ou seja, pelo número atômico (Z). </li></ul>LEI PERIÓDICA: AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS NÚMEROS ATÔMICOS
  8. 9. <ul><li>Com base nessa constatação, foi proposta a tabela periódica atual, na qual os elementos químicos: </li></ul><ul><li>Estão dispostos em ordem crescente de número atômico (Z); </li></ul><ul><li>Originam os períodos na horizontal (em linhas); </li></ul><ul><li>Originam as famílias ou os grupos na vertical (em colunas). </li></ul>
  9. 10. Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos
  10. 11. FAMÍLIAS OU GRUPOS <ul><li>A tabela atual é constituída por 18 famílias . Cada uma delas agrupa elementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato de apresentarem a mesma configuração eletrônica na camada de valência. </li></ul>K=2 ; L=1 K=2 ; L=8 ; M=1 11 Na 3 Li
  11. 12. <ul><li>Existem, atualmente, duas maneiras de identificar as famílias ou grupos. </li></ul><ul><li>A mais comum é indicar cada família por um algarismo romano, seguido de letras A e B , por exemplo, IA , IIA , VB . </li></ul><ul><li>No final da década passada, a IUPAC propôs outra maneira: as famílias seriam indicadas por algarismos arábicos de 1 a 18 , eliminando-se as letras A e B </li></ul>
  12. 13. FAMÍLIAS A E ZERO <ul><li>Os elementos que constituem essas famílias são denominados elementos representativos , </li></ul><ul><li>Nas famílias A, o número da família indica a quantidade de elétrons na camada de valência . Elas recebem ainda nomes característicos. </li></ul>
  13. 14. EXEMPLO <ul><li>Si (Z = 14): k=2; L=8; M=4 </li></ul>Família IV A
  14. 15. FAMÍLIAS B <ul><li>Os elementos dessas famílias são denominados genericamente elementos de transição . </li></ul><ul><li>Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIB até IIB (10 colunas). </li></ul>
  15. 16. <ul><li>A outra parte deles está deslocada do corpo central, constituindo as séries dos lantanídeos e dos actinídeos. </li></ul><ul><li>Essas séries apresentam 14 colunas. </li></ul>
  16. 17. PERÍODOS <ul><li>Na tabela atual existem sete períodos , e o número do período corresponde à quantidade de camadas eletrônicas que os elementos químicos apresentam. </li></ul><ul><li>RESUMINDO!!! </li></ul><ul><li>PERÍODO CORRESPONDE AO NÚMERO DE CAMADAS DO ÁTOMO </li></ul>
  17. 18. Exemplo: Sódio (Na) – Z = 11 K=2 ; L=8; M=1 Período: 3º Família: IA – Metais Alcalinos
  18. 19. <ul><li>O hidrogênio (H), embora apareça na coluna IA, não é um metal alcalino e algumas classificações preferem colocá-lo fora da Tabela. </li></ul><ul><li>Todos os elementos situados após o urânio (Z=92) não existem na natureza, devendo, pois, ser preparado artificialmente. São denominados elementos transurânicos (além desses, são também artificiais os elementos tecnécio-43, promécio-61 e astato-85). </li></ul>
  19. 20. CLASSIFICAÇÃO DOS ELEMENTOS <ul><li>HIDROGÊNIO </li></ul><ul><li>METAIS </li></ul><ul><li>AMETAIS OU NÃO-METAIS </li></ul><ul><li>SEMI-METAIS </li></ul><ul><li>GASES NOBRES </li></ul>
  20. 22. METAIS <ul><li>Apresentam brilho quando polidos; </li></ul><ul><li>Sob temperatura ambiente, apresentam-se no estado sólido , a única exceção é o mercúrio, um metal líquido; </li></ul><ul><li>São bons condutores de calor e eletricidade ; </li></ul><ul><li>São resistentes, maleáveis e dúcteis </li></ul>
  21. 23. AMETAIS OU NÃO-METAIS <ul><li>Existem nos estados sólidos (iodo, enxofre, fósforo, carbono) e gasoso (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceção é o bromo, um não-metal líquido; </li></ul><ul><li>não apresentam brilho , são exceções o iodo e o carbono sob a forma de diamante; </li></ul><ul><li>não conduzem bem o calor a eletricidade , com exceção do carbono sob a forma de grafite; </li></ul>
  22. 24. Maleabilidade capacidade de ser transformado em lâminas. Ductibilidade capacidade de ser estirado em fios. Alguns elementos apresentam propriedades intermediárias entre os metais e os não-metais, recebendo o nome de semi-metais ou metalóides. METAIS NÃO-METAIS Geralmente sólidos à temperatura ambiente. Podem ser sólidos, líquidos ou gasosos. Brilho característico. Não apresentam brilho característico. Bons condutores de calor e eletricidade. Maus condutores de calor e eletricidade. Maleáveis e dúcteis. Não são maleáveis e nem dúcteis. Formam geralmente cátions. Formam geralmente ânions.
  23. 25. GASES NOBRES Elementos químicos que dificilmente se combinam com outros elementos – hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio. Possuem a última camada eletrônica completa, ou seja, 8 elétrons. A única exceção é o hélio, que possui uma única camada, a camada K, que está completa com 2 elétrons.

×