SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
ATOMÍSTICA moléculas átomos matéria O H H átomos moléculas matéria
A ESTRUTURA  ATÔMICA NÚCLEO + + + ELETROSFERA
CARGA       MASSA     +1              m=1u PRÓTONS        NÚCLEO (REGIÃO MACIÇA) 0              m=1u NÊUTRONS ÁTOMO      ELETROSFERA     (REGIÃO VAZIA) -1               m=0 ELÉTRONS Valores reais: massa do próton = massa do nêutron = 1,6.10-27Kg                  massa do elétron = 0,11.10-31Kg                  carga do próton = carga do elétron = 1,6.10-19C
        CÁTIONS  - - - + + + No átomo de lítio temos 3prótons(+3) e 3elétrons(-3) = +3-3 = 0 (neutro) No cátion de lítio temos 3prótons(+3) e 2elétrons(-2) = +3-2 = +1 (positivo) Representação:   3Li+
        ÂNIONS  - - + No átomo de hidrogênio temos 1próton(+1) e 1elétron(-1) = +1-1 = 0 (neutro) No ânion temos 1próton(+1) e 2elétrons(-2) = +1-2 = -1 (negativo) Representação:   1H-
Relações entre átomos na natureza       17X35      17Y37                    ISÓTOPOS (MESMO N° DE PRÓTONS) APRESENTAM  PROPRIEDADES QUÍMICAS SEMELHANTES         (SÃO ÁTOMOS DO MESMO ELEMENTO QUÍMICO)
                                ISÓBAROS (MESMO N° DE MASSA) 92X 235     93Y235 APRESENTAM  PROPRIEDADES FÍSICAS SEMELHANTES  (SÃO ÁTOMOS DE DIFERENTES ELEMENTOS QUÍMICOS)
26X56     25Y55 N=56-26=30     N=55-25=30 SÃO ISÓTONOS, POIS APRESENTAM O MESMO NÚMERO DE NÊUTRONS.
ISOELETRÔNICOS 20Ca 20Ca+2 18 ELÉTRONS 16S 16S-2 18 ELÉTRONS ISOELETRÔNICOS APRESENTAM O MESMO N° DE ELÉTRONS
Os orbitais Orbitais s p Orbital f d
DIAGRAMA DE LINUS PAULING K=2 L=8 M=18 N=32 O=32 P=18 Q=8 1s2 2s2      2p6      3s2      3p6       3d10      4s2      4p6       4d10      4f14      5s2      5p6       5d10      5f14      6s2      6p6       6d10              7s2      7p6            Subnível mais energético
Sempre foi preocupação dos cientistas organizar os resultados obtidos experimentalmente de tal maneira que semelhanças, diferenças e tendências se tornassem mais evidentes.  Isto facilitaria previsões a partir de conhecimentos anteriores. Um dos recursos mais usados em Química para atingir essa finalidade é a tabela periódica.  Foi somente em 1869 que surgiu uma tabela que atendia as necessidades dos químicos e que se tornou a base da tabela atual. Foi proposta por DmitriIvanovitchMendeleev (1834-1907) que organizada os elementos em linhas verticais, os grupos ou famílias.
O PRINCÍPIO..... Dos  atuais 115 elementos químicos conhecidos,cerca de 60 já haviam sido isolados e estudados em 1869,quando o químico russo DmitriMendeleev se destacou na organização metódica desses elementos.
MENDELEEV listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento. A solução foi encontrada quando ele dispôs os cartões em ordem crescente da massa atômica.  Porém,em 1913,Moseleydescobriu o número atômico Z e ficou determinado que os elementos deveriam obedecer a uma ordem crescente de número atômico e não de massa atômica. H  He  Li  Be  B    C  N  O  F  Ne  Na  Mg  Al  Si  P  S  Cl  Ar  K  Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
Com a descoberta de MOSELEYa tabela passou a ser organizada com a disposição dos elementos em ordem crescente de número atômicoe assim foi enunciada a lei periódica dos elementos: AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS NÚMEROS ATÔMICOS H  He  Li  Be  B    C  N  O  F  Ne  Na  Mg  Al  Si  P  S  Cl  Ar  K  Ca Ordem crescente de Z
O princípio de construção da tabela periódica atual está baseado em que as semelhanças nas propriedades químicasdos elementos são justificadas pelas semelhanças de suaseletrosferas.
Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos À medida que percorremos um período, as propriedades físicas variam regularmente, uniformemente. Num grupo,(famílias),os elementos apresentam propriedades químicas semelhantes.
Configuração eletrônica: Períodos: horizontal indica o nº de níveis eletrônico Grupos/Famílias:Veltical:1,2,13,14,15,16,17,18nº de elétrons no último nível          Hélio só tem 2 elétrons.
2 1 s Li 3 6 2 2 2 p 2 s 1 s Na 11 Organização da Tabela Periódica Famílias ou grupos A tabela atual é constituída por 18 famílias. Cada uma delas agrupa elementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato de apresentarem a mesma configuração eletrônica na camada de valência. - - Família IA = todos os elementos apresentam  1 elétron na camada de valência.
Existem, atualmente, duas maneiras de identificar as famílias ou grupos. A mais comum é indicar cada família por um algarismo romano, seguido de letras A e B, por exemplo, IA, IIA, VB. Essas letras A e B indicam a posição do elétron mais energético nos subníveis. No final da década passada, a IUPAC propôs  outra maneira: as famílias seriam indicadas por algarismos arábicos de 1 a 18, eliminando-se as letras A e B.
Os elementos que constituem essas famílias são denominados elementos representativos, e seus elétrons mais energéticos estão situados em subníveis s ou p. Nas famílias A, o número da família indica a quantidade de elétrons na camada de valência . Elas recebem ainda nomes característicos.
Localização dos elementos nas Famílias B Os elementos dessas famílias são denominados genericamente elementos de transição. Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIB até IIB (10 colunas), e apresenta seu elétron mais energético em subníveis d. Exemplo: Ferro (Fe)  /  Z = 26 1s²2s²2p63s²3p64s²3d6 Período: 4º Família: 8B
Localização dos elementos nas Famílias A A distribuição eletrônica do átomo de um dado elemento químico permite que determinemos sua localização na tabela. Exemplo: Sódio(Na) – Z = 11 1s²2s²2p63s¹ Período: 3º Família: 1A – Metais Alcalinos
Tabela Periódica O esquema abaixo  mostra o subnível ocupado pelo elétron mais energético dos elementos da tabela periódica. p s d f
Tabela Periódica
Metais ,[object Object]
 Sob temperatura ambiente, apresentam-se no estado sólido, a única exceção é o mercúrio, um metal líquido;
 São bons condutores de calor e eletricidade;
 São resistentes(a resistência ao choque mecânico é conhecida como tenacidade), maleáveis(transformar em lâminas)e dúcteis (transformar em fios).,[object Object]
Não - Metais Existem nos estados sólidos (iodo, enxofre, fósforo, carbono) e gasoso (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceção é o bromo, um não-metal líquido; não apresentam brilho, são exceções o iodo e o carbono sob a forma de diamante; não conduzem bem o calor a eletricidade, com exceção do carbono sob a forma de grafite; Geralmente possuem mais de 4 elétrons na última camada eletrônica, o que lhes dá tendência a ganhar elétrons, transformando-se em íons negativos (ânions)
Gases Nobres Elementos químicos que dificilmente se combinam com outros elementos – hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio.  Possuem a última camada eletrônica completa, ou seja, 8 elétrons. A única exceção é o hélio, que possui uma única camada, a camada K, que está completa com 2 elétrons.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo AulaVídeo Aulas Apoio
 
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_histórico
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_históricoQuímica geral ppt_-_tabela_periódica_-_histórico
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_históricoJemuel Araújo da Silva
 
Tabela periódica Noções
Tabela periódica NoçõesTabela periódica Noções
Tabela periódica Noçõesrailuz07
 
www.AulasDeQuimicaApoio.com - Química - Tabela Periódica
www.AulasDeQuimicaApoio.com  - Química -  Tabela Periódicawww.AulasDeQuimicaApoio.com  - Química -  Tabela Periódica
www.AulasDeQuimicaApoio.com - Química - Tabela PeriódicaAulas de Química Apoio
 
Química - Tabela periódica
Química - Tabela periódicaQuímica - Tabela periódica
Química - Tabela periódicaCarson Souza
 
Trabalho tabela periodica
Trabalho   tabela periodicaTrabalho   tabela periodica
Trabalho tabela periodicaDiogo Alves
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodicaggmota93
 
Tabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTatiana Raquel
 
Tabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos ElementosTabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos Elementosdaniela_silva
 
Evolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela PeriódicaEvolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela PeriódicaClaudia Ferreira Carrega
 
Aula 7 tabela periódica
Aula 7   tabela periódicaAula 7   tabela periódica
Aula 7 tabela periódicaprofNICODEMOS
 

Mais procurados (20)

www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
 
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_histórico
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_históricoQuímica geral ppt_-_tabela_periódica_-_histórico
Química geral ppt_-_tabela_periódica_-_histórico
 
Tabela periódica Noções
Tabela periódica NoçõesTabela periódica Noções
Tabela periódica Noções
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
www.AulasDeQuimicaApoio.com - Química - Tabela Periódica
www.AulasDeQuimicaApoio.com  - Química -  Tabela Periódicawww.AulasDeQuimicaApoio.com  - Química -  Tabela Periódica
www.AulasDeQuimicaApoio.com - Química - Tabela Periódica
 
Química - Tabela periódica
Química - Tabela periódicaQuímica - Tabela periódica
Química - Tabela periódica
 
"Somos Físicos" Tabela Periódica
"Somos Físicos" Tabela Periódica"Somos Físicos" Tabela Periódica
"Somos Físicos" Tabela Periódica
 
Tabela Periódica
Tabela PeriódicaTabela Periódica
Tabela Periódica
 
Trabalho tabela periodica
Trabalho   tabela periodicaTrabalho   tabela periodica
Trabalho tabela periodica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Tabela Periodica
Tabela PeriodicaTabela Periodica
Tabela Periodica
 
Aula 2 Tabela periodica
Aula 2   Tabela periodicaAula 2   Tabela periodica
Aula 2 Tabela periodica
 
9 tabela periodica
9   tabela periodica9   tabela periodica
9 tabela periodica
 
Importância da tabela periódica
Importância da tabela periódicaImportância da tabela periódica
Importância da tabela periódica
 
Tabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementos
 
Tabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos ElementosTabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos Elementos
 
Tabela peridica
Tabela peridicaTabela peridica
Tabela peridica
 
Evolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela PeriódicaEvolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela Periódica
 
Aula 7 tabela periódica
Aula 7   tabela periódicaAula 7   tabela periódica
Aula 7 tabela periódica
 

Destaque

Familias da Tabela Periódica
Familias da Tabela PeriódicaFamilias da Tabela Periódica
Familias da Tabela PeriódicaTabela Periódica
 
Frases das famílias quimica
Frases das famílias quimicaFrases das famílias quimica
Frases das famílias quimicaDaniel Soares
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódicaRebeca Vale
 
Lingua Portuguesa
Lingua PortuguesaLingua Portuguesa
Lingua Portuguesaveroleal
 
áTomos, moléculas e iões final
áTomos, moléculas e iões finaláTomos, moléculas e iões final
áTomos, moléculas e iões finalIsadora Girio
 
Como decorar a tebela periódica
Como decorar a tebela periódicaComo decorar a tebela periódica
Como decorar a tebela periódicaRicardo Bruno Nunes
 
Tabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosAna Dias
 
Histórico Da Construção da Tabela Periódica
Histórico Da Construção da Tabela PeriódicaHistórico Da Construção da Tabela Periódica
Histórico Da Construção da Tabela PeriódicaDaniel Raber
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementosEstude Mais
 
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º anoRenan Silva
 
Ap quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exerciciosAp quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exercicioscomentada
 
Relações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRelações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRosana Cunha Bueno
 

Destaque (17)

Tabela periódica
Tabela periódica Tabela periódica
Tabela periódica
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Familias da Tabela Periódica
Familias da Tabela PeriódicaFamilias da Tabela Periódica
Familias da Tabela Periódica
 
Frases das famílias quimica
Frases das famílias quimicaFrases das famílias quimica
Frases das famílias quimica
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Lingua Portuguesa
Lingua PortuguesaLingua Portuguesa
Lingua Portuguesa
 
áTomos, moléculas e iões final
áTomos, moléculas e iões finaláTomos, moléculas e iões final
áTomos, moléculas e iões final
 
Como decorar a tebela periódica
Como decorar a tebela periódicaComo decorar a tebela periódica
Como decorar a tebela periódica
 
Tabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementos
 
Tabela Periódica
Tabela PeriódicaTabela Periódica
Tabela Periódica
 
Macetes de Química
Macetes de QuímicaMacetes de Química
Macetes de Química
 
Histórico Da Construção da Tabela Periódica
Histórico Da Construção da Tabela PeriódicaHistórico Da Construção da Tabela Periódica
Histórico Da Construção da Tabela Periódica
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementos
 
Eletrosfera
EletrosferaEletrosfera
Eletrosfera
 
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 3 ciencias 6º ano
 
Ap quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exerciciosAp quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exercicios
 
Relações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRelações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º ano
 

Semelhante a A Estrutura Atômica e a Tabela Periódica

99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifmsVagner Dias
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifmsVagner Dias
 
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo  tabela periódica e propriedades periódicasResumo  tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo tabela periódica e propriedades periódicasProfª Alda Ernestina
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosProfª Alda Ernestina
 
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Escola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de moraisEscola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de moraisClaudelane Paes
 
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdfTabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdfGabrielaHonorio4
 
Química Ensino Médio tabela periódica.pdf
Química Ensino Médio tabela periódica.pdfQuímica Ensino Médio tabela periódica.pdf
Química Ensino Médio tabela periódica.pdfBernardo Werneck
 
1.Tabela Periódica.pptx
1.Tabela Periódica.pptx1.Tabela Periódica.pptx
1.Tabela Periódica.pptxBentoLopes5
 
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08Marcos Júnior
 
Teoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódicaTeoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódicacris_bastardis
 
Tabela Periódica Ezequiel
Tabela Periódica EzequielTabela Periódica Ezequiel
Tabela Periódica EzequielEzequiel G
 
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônicaResumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônicaProfª Alda Ernestina
 
1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodicaPelo Siro
 

Semelhante a A Estrutura Atômica e a Tabela Periódica (20)

99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo  tabela periódica e propriedades periódicasResumo  tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
 
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
 
Escola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de moraisEscola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de morais
 
Atomística
AtomísticaAtomística
Atomística
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdfTabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
 
Tabela periodica resumo
Tabela periodica resumoTabela periodica resumo
Tabela periodica resumo
 
Química Ensino Médio tabela periódica.pdf
Química Ensino Médio tabela periódica.pdfQuímica Ensino Médio tabela periódica.pdf
Química Ensino Médio tabela periódica.pdf
 
1.Tabela Periódica.pptx
1.Tabela Periódica.pptx1.Tabela Periódica.pptx
1.Tabela Periódica.pptx
 
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08
REPOSIÇÃO IFTO 08 a 10/08
 
Teoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódicaTeoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódica
 
Tabela Periódica Ezequiel
Tabela Periódica EzequielTabela Periódica Ezequiel
Tabela Periódica Ezequiel
 
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônicaResumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
 
1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 

Último

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdf
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdfProva uniasselvi tecnologias da Informação.pdf
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdfArthurRomanof1
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasillucasp132400
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 

Último (20)

XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdf
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdfProva uniasselvi tecnologias da Informação.pdf
Prova uniasselvi tecnologias da Informação.pdf
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 

A Estrutura Atômica e a Tabela Periódica

  • 1. ATOMÍSTICA moléculas átomos matéria O H H átomos moléculas matéria
  • 2. A ESTRUTURA ATÔMICA NÚCLEO + + + ELETROSFERA
  • 3. CARGA MASSA +1 m=1u PRÓTONS NÚCLEO (REGIÃO MACIÇA) 0 m=1u NÊUTRONS ÁTOMO ELETROSFERA (REGIÃO VAZIA) -1 m=0 ELÉTRONS Valores reais: massa do próton = massa do nêutron = 1,6.10-27Kg massa do elétron = 0,11.10-31Kg carga do próton = carga do elétron = 1,6.10-19C
  • 4. CÁTIONS - - - + + + No átomo de lítio temos 3prótons(+3) e 3elétrons(-3) = +3-3 = 0 (neutro) No cátion de lítio temos 3prótons(+3) e 2elétrons(-2) = +3-2 = +1 (positivo) Representação: 3Li+
  • 5. ÂNIONS - - + No átomo de hidrogênio temos 1próton(+1) e 1elétron(-1) = +1-1 = 0 (neutro) No ânion temos 1próton(+1) e 2elétrons(-2) = +1-2 = -1 (negativo) Representação: 1H-
  • 6. Relações entre átomos na natureza 17X35 17Y37 ISÓTOPOS (MESMO N° DE PRÓTONS) APRESENTAM PROPRIEDADES QUÍMICAS SEMELHANTES (SÃO ÁTOMOS DO MESMO ELEMENTO QUÍMICO)
  • 7. ISÓBAROS (MESMO N° DE MASSA) 92X 235 93Y235 APRESENTAM PROPRIEDADES FÍSICAS SEMELHANTES (SÃO ÁTOMOS DE DIFERENTES ELEMENTOS QUÍMICOS)
  • 8. 26X56 25Y55 N=56-26=30 N=55-25=30 SÃO ISÓTONOS, POIS APRESENTAM O MESMO NÚMERO DE NÊUTRONS.
  • 9. ISOELETRÔNICOS 20Ca 20Ca+2 18 ELÉTRONS 16S 16S-2 18 ELÉTRONS ISOELETRÔNICOS APRESENTAM O MESMO N° DE ELÉTRONS
  • 10. Os orbitais Orbitais s p Orbital f d
  • 11. DIAGRAMA DE LINUS PAULING K=2 L=8 M=18 N=32 O=32 P=18 Q=8 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d10 4s2 4p6 4d10 4f14 5s2 5p6 5d10 5f14 6s2 6p6 6d10 7s2 7p6 Subnível mais energético
  • 12. Sempre foi preocupação dos cientistas organizar os resultados obtidos experimentalmente de tal maneira que semelhanças, diferenças e tendências se tornassem mais evidentes. Isto facilitaria previsões a partir de conhecimentos anteriores. Um dos recursos mais usados em Química para atingir essa finalidade é a tabela periódica. Foi somente em 1869 que surgiu uma tabela que atendia as necessidades dos químicos e que se tornou a base da tabela atual. Foi proposta por DmitriIvanovitchMendeleev (1834-1907) que organizada os elementos em linhas verticais, os grupos ou famílias.
  • 13. O PRINCÍPIO..... Dos atuais 115 elementos químicos conhecidos,cerca de 60 já haviam sido isolados e estudados em 1869,quando o químico russo DmitriMendeleev se destacou na organização metódica desses elementos.
  • 14. MENDELEEV listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento. A solução foi encontrada quando ele dispôs os cartões em ordem crescente da massa atômica. Porém,em 1913,Moseleydescobriu o número atômico Z e ficou determinado que os elementos deveriam obedecer a uma ordem crescente de número atômico e não de massa atômica. H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
  • 15. Com a descoberta de MOSELEYa tabela passou a ser organizada com a disposição dos elementos em ordem crescente de número atômicoe assim foi enunciada a lei periódica dos elementos: AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS NÚMEROS ATÔMICOS H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca Ordem crescente de Z
  • 16. O princípio de construção da tabela periódica atual está baseado em que as semelhanças nas propriedades químicasdos elementos são justificadas pelas semelhanças de suaseletrosferas.
  • 17. Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos À medida que percorremos um período, as propriedades físicas variam regularmente, uniformemente. Num grupo,(famílias),os elementos apresentam propriedades químicas semelhantes.
  • 18. Configuração eletrônica: Períodos: horizontal indica o nº de níveis eletrônico Grupos/Famílias:Veltical:1,2,13,14,15,16,17,18nº de elétrons no último nível Hélio só tem 2 elétrons.
  • 19. 2 1 s Li 3 6 2 2 2 p 2 s 1 s Na 11 Organização da Tabela Periódica Famílias ou grupos A tabela atual é constituída por 18 famílias. Cada uma delas agrupa elementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato de apresentarem a mesma configuração eletrônica na camada de valência. - - Família IA = todos os elementos apresentam 1 elétron na camada de valência.
  • 20. Existem, atualmente, duas maneiras de identificar as famílias ou grupos. A mais comum é indicar cada família por um algarismo romano, seguido de letras A e B, por exemplo, IA, IIA, VB. Essas letras A e B indicam a posição do elétron mais energético nos subníveis. No final da década passada, a IUPAC propôs outra maneira: as famílias seriam indicadas por algarismos arábicos de 1 a 18, eliminando-se as letras A e B.
  • 21. Os elementos que constituem essas famílias são denominados elementos representativos, e seus elétrons mais energéticos estão situados em subníveis s ou p. Nas famílias A, o número da família indica a quantidade de elétrons na camada de valência . Elas recebem ainda nomes característicos.
  • 22. Localização dos elementos nas Famílias B Os elementos dessas famílias são denominados genericamente elementos de transição. Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIB até IIB (10 colunas), e apresenta seu elétron mais energético em subníveis d. Exemplo: Ferro (Fe) / Z = 26 1s²2s²2p63s²3p64s²3d6 Período: 4º Família: 8B
  • 23. Localização dos elementos nas Famílias A A distribuição eletrônica do átomo de um dado elemento químico permite que determinemos sua localização na tabela. Exemplo: Sódio(Na) – Z = 11 1s²2s²2p63s¹ Período: 3º Família: 1A – Metais Alcalinos
  • 24. Tabela Periódica O esquema abaixo mostra o subnível ocupado pelo elétron mais energético dos elementos da tabela periódica. p s d f
  • 26.
  • 27. Sob temperatura ambiente, apresentam-se no estado sólido, a única exceção é o mercúrio, um metal líquido;
  • 28. São bons condutores de calor e eletricidade;
  • 29.
  • 30. Não - Metais Existem nos estados sólidos (iodo, enxofre, fósforo, carbono) e gasoso (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceção é o bromo, um não-metal líquido; não apresentam brilho, são exceções o iodo e o carbono sob a forma de diamante; não conduzem bem o calor a eletricidade, com exceção do carbono sob a forma de grafite; Geralmente possuem mais de 4 elétrons na última camada eletrônica, o que lhes dá tendência a ganhar elétrons, transformando-se em íons negativos (ânions)
  • 31. Gases Nobres Elementos químicos que dificilmente se combinam com outros elementos – hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio. Possuem a última camada eletrônica completa, ou seja, 8 elétrons. A única exceção é o hélio, que possui uma única camada, a camada K, que está completa com 2 elétrons.
  • 32. Hidrogênio Apresenta propriedades muito particulares e muito diferentes em relação aos outros elementos. Por exemplo, tem apenas 1elétronna camada K (sua única camada) quando todos os outros elementos têm 2.
  • 33. APLICAÇÕES DE ALGUNS ELEMENTOS: Lantânio-Pedra para isqueiro; Zircônio-revestimento para metais; Ítrio-filtro para radar,lente para câmera fotográfica ; Titânio-pino para fratura; Manganês –trilho,cofre; Cobalto-lâmina de barbear,imã permanente; Níquel-moeda;talheres,ouro branco; Cádmio- parafusos,proteção anti-corrosiva; Potássio-adubo químico; Gálio-tela de televisão; Bromo-gás lacrimogêneo,anti-chamas,papel fotográfico, filme fotográfico;