SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
PROF. FÁBIO Química ,[object Object],Características    São pouco reativos; apolares; insolúveis em água; possuem baixo P.F. e P.E., aumentando de acordo com o acréscimo de átomos de carbono na cadeia; seu P.E. aumenta de 20-30ºC com o aumento de mais um átomo de carbono; as cadeias ramificadas apresentam P.F. e P.E. mais baixos que as cadeias normais (mesma massa molecular ou próximas); solúveis em benzeno, éter e clorofórmio; apresentam ligações covalentes; são menos densos que a água, tendem a aumentar com o acréscimo de mais um átmomo de carbono na cadeia, chegando ao máximo de d = 0,8 g/m  .
PROF. FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],Terminação    ANO Indicativo de Função    O (hidrocarboneto)  Indicativo de Ligação Simples    AN Terminação dos Radicais    IL(A) De C 1  a C 4  são gases, de C 5  a C 17  são líquidos e, acima de C 17  são sólidos.
PROF. FÁBIO Química Radicais MONOVALENTES dos ALCANOS   Radical do metano Radical do  etano
FÁBIO Química
PROF. FÁBIO Química Radicais do butano
FÁBIO Química Radicais do isobutano
PROF. FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FÁBIO Química CH 4  Metano H 3 C-CH 3  Etano H 3 C-CH 2 -CH 3  _  Propano 2-metil-butano 2,3-dimetil-pentano 2,2,4-trimetil-pentano
PROF. FÁBIO Química Radicais  Bivalentes de Alcanos ILENO    Apresentam  duas   valências livres em carbonos  distintos
FÁBIO Química ,[object Object],Etilideno Propilideno Butilideno Metilideno
PROF. FÁBIO Química Radicais TRIVALENTES dos ALCANOS ILIDINO    Apresentam  três  valências livres no  mesmo  carbono. Metilidino Etilidino Propilidino Butilidino
PROF. FÁBIO Química ALCENOS Apresentam cadeias alifáticas  insaturadas  por uma  dupla  ligação. São chamados de  alquenos  ou  olefinas  ( oleum  = óleo;  affinis  = afinidade). ,[object Object],[object Object],[object Object]
FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos ALCENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa que tiver uma  dupla  ligação; Numerar a cadeia principal, começando mais próximo à  dupla  ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu  radical(is)  e por fim, dar o nome da  cadeia  principal localizando a  dupla  ligação.
PROF. FÁBIO Química 3 – metil – but -1- eno 3,4 – dimetil – pent – 2 - eno 2 – etil – 4 metil – hex – 1 - eno
FÁBIO Química Radical do  eteno Radicais do  propeno
PROF. FÁBIO Química ALCINOS Apresentam cadeias alifáticas  insaturadas  por uma  tripla  ligação. São chamados de hidrocarbonetos  acetilênicos  (derivados do gás acetileno). Características Fórmula Geral:  C n H 2n-2 ; onde  n  ≥  2 Terminação:  INO  ( IN  = ligação tripla;  O =  indicativo de função)
PROF. FÁBIO Química Radicais MONOVALENTES dos ALCINOS:  Ocorre a perda de  um  hidrogênio. Radical do  etino Radicais do  propino
PROF. FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FÁBIO Química 3,4-dimetil-pent-1- ino 6-etil-3-metil-oct-4 - ino 2 – metil – hept – 1- ino 4 – metil – pent – 2- ino
FÁBIO Química OBS.: Alcinos Verdadeiros  São aqueles que apresentam pelo menos um hidrogênio ligado ao carbono da tripla ligação. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Química Regras da nomenclatura dos ALCADIENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa que tiver duas duplas ligações; Numerar a cadeia principal, começando mais próximo à dupla ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal localizando as duplas ligações. Podemos ainda, considerar o propadieno (aleno) como cadeia principal.
FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Propadieno Buta- 1,3 - dieno Penta -1,2 - dieno Octa -1,7- dieno
Química 4- metil – penta -1,2 - dieno   2- metil – penta -1,4 - dieno 3- t-butil– penta -1,3 - dieno 3- isobutil - 6 – metil- octa -1,4 - dieno
CICLANOS ou CICLOALCANOS São hidrocarbonetos cíclicos saturados, isto é, só apresentam ligações simples. Características Fórmula Geral: C n H 2n ; onde n  ≥  3 Nomenclatura: CICLO  +  HIDROCARBONETO (semelhante aos alcanos) Radicais: São chamados de CICLOALQUIL(A). Terminação dos Radicais: CICLO  +  HIDROCARBONETO  +  IL(A) (semelhante aos alcanos) FÁBIO Química
Química Radicais MONOVALENTES dos CICLANOS: Ocorre a perda de um hidrogênio. Radical do ciclopropano Radical do ciclobutano Radical do ciclopentano Radical do ciclohexano
FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos CICLANOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa como sendo a principal; Numerar a cadeia principal, começando da ramificação (se houver); Dar a localização das ramificações seguidas do nome do seu radical e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre os radicais. Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre os radicais.
FÁBIO Química ciclopropano ciclobutano ciclopentano ciclohexano metil-ciclopentano 1,1,-dietil-3-metil-ciclohexano
FÁBIO Química CICLENOS ou CICLOALCENOS: São hidrocarbonetos cíclicos insaturados por uma dupla ligação. Características Fórmula Geral: C n H 2n-2 ; onde n  ≥  3 Nomenclatura:  CICLO  +  HIDROCARBONETO   (semelhante aos alcenos) Radicais: São chamados de CICLOALQUENIL(A). Terminação dos Radicais: CICLO  +  HIDROCARBONETO  +  ENIL(A)  (semelhante aos alcenos)
PROF. FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos CICLENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa como sendo a principal; Numerar a cadeia principal, começando da dupla ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre a dupla e o(s) radical(is).
FÁBIO Química ciclopropeno ciclobuteno ciclohexeno 1-metil-ciclohexeno 4-metil-ciclohexeno
Química HIDROCARBONETOS AROMÁRICOS:  Apresentam ressonância dos elétrons pi (  ) na cadeia carbônica. O nome aromático tem origem no aroma (odor) característico. a) Benzeno ou ciclohexatrieno b) Naftaleno; naftalina c) Antraceno; antracito
FÁBIO Química Fenantreno Metil-benzeno ou tolueno Etenil-benzeno ou estireno 1-etil-naftaleno 3-etil-2-metil-naftaleno
FÁBIO Química ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],1,2-dimetilbenzeno; 2-metiltolueno; o-metiltolueno; 1,3-dimetilbenzeno; 3-metiltolueno; m-metiltolueno; 1,4-dimetilbenzeno; 4-metiltolueno; p-metiltolueno;
PROF. FÁBIO Química Radical MONOVALENTE do BENZENO: Ocorre a perda de um hidrogênio. fenil (a)
FÁBIO Química

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slideJoelson Barral
 
Resumo hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...
Resumo   hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...Resumo   hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...
Resumo hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...Profª Alda Ernestina
 
Haletos Orgânicos
Haletos OrgânicosHaletos Orgânicos
Haletos OrgânicosKaires Braga
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS Adrianne Mendonça
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETOEliando Oliveira
 
Aula 2 funções orgânicas.
Aula 2   funções orgânicas.Aula 2   funções orgânicas.
Aula 2 funções orgânicas.Ajudar Pessoas
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicasparamore146
 
Funções orgânicas oxigenadas
Funções orgânicas oxigenadasFunções orgânicas oxigenadas
Funções orgânicas oxigenadasmarinha1996
 
Resumo hidrocarbonetos - alcanos e ciclanos
Resumo    hidrocarbonetos - alcanos e ciclanosResumo    hidrocarbonetos - alcanos e ciclanos
Resumo hidrocarbonetos - alcanos e ciclanosProfª Alda Ernestina
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.Ajudar Pessoas
 
Aula 15 -_química_orgânica
Aula 15 -_química_orgânicaAula 15 -_química_orgânica
Aula 15 -_química_orgânicaLukasSeize
 

Mais procurados (20)

Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
hidrocarbonetos
hidrocarbonetoshidrocarbonetos
hidrocarbonetos
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Aminas amidas
Aminas amidasAminas amidas
Aminas amidas
 
Resumo hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...
Resumo   hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...Resumo   hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...
Resumo hidrocarbonetos - alcenos, ciclenos e alcinos, propriedades e nomenc...
 
Hidrocarboneto
HidrocarbonetoHidrocarboneto
Hidrocarboneto
 
Haletos Orgânicos
Haletos OrgânicosHaletos Orgânicos
Haletos Orgânicos
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 
Aula 2 funções orgânicas.
Aula 2   funções orgânicas.Aula 2   funções orgânicas.
Aula 2 funções orgânicas.
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Funções orgânicas oxigenadas
Funções orgânicas oxigenadasFunções orgânicas oxigenadas
Funções orgânicas oxigenadas
 
003 hidrocarbonetos
003 hidrocarbonetos003 hidrocarbonetos
003 hidrocarbonetos
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Alotropia
AlotropiaAlotropia
Alotropia
 
Resumo hidrocarbonetos - alcanos e ciclanos
Resumo    hidrocarbonetos - alcanos e ciclanosResumo    hidrocarbonetos - alcanos e ciclanos
Resumo hidrocarbonetos - alcanos e ciclanos
 
ALCOOL
ALCOOLALCOOL
ALCOOL
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Aula 15 -_química_orgânica
Aula 15 -_química_orgânicaAula 15 -_química_orgânica
Aula 15 -_química_orgânica
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 

Destaque

Abmtproinfo
AbmtproinfoAbmtproinfo
AbmtproinfoABMOT
 
Abmtproinfo
AbmtproinfoAbmtproinfo
AbmtproinfoABMOT
 
Hidrocarbonetos - Marco Aurélio
Hidrocarbonetos - Marco AurélioHidrocarbonetos - Marco Aurélio
Hidrocarbonetos - Marco AurélioTurma Olímpica
 
Aulas 05 e 06 nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibular
Aulas 05 e 06   nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibularAulas 05 e 06   nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibular
Aulas 05 e 06 nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibularAlpha Colégio e Vestibulares
 
Funcão hidrocarboneto
Funcão hidrocarbonetoFuncão hidrocarboneto
Funcão hidrocarbonetoGlayson Sombra
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânicatenraquel
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Carlos Priante
 
Trabalho com as capacidades de leitura 5º ano
Trabalho com as capacidades de leitura  5º anoTrabalho com as capacidades de leitura  5º ano
Trabalho com as capacidades de leitura 5º anoSilvânia Silveira
 
Carta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modeloCarta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modeloEzinalva Lima
 

Destaque (13)

Abmtproinfo
AbmtproinfoAbmtproinfo
Abmtproinfo
 
Abmtproinfo
AbmtproinfoAbmtproinfo
Abmtproinfo
 
Quimica apostilafo
Quimica apostilafoQuimica apostilafo
Quimica apostilafo
 
Hidrocarbonetos - Marco Aurélio
Hidrocarbonetos - Marco AurélioHidrocarbonetos - Marco Aurélio
Hidrocarbonetos - Marco Aurélio
 
Aulas 05 e 06 nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibular
Aulas 05 e 06   nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibularAulas 05 e 06   nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibular
Aulas 05 e 06 nomenclatura dos hidrocarbonetos - pré - vestibular
 
Funcão hidrocarboneto
Funcão hidrocarbonetoFuncão hidrocarboneto
Funcão hidrocarboneto
 
CatáLogo De Produtos Da Forever Living
CatáLogo  De Produtos  Da Forever LivingCatáLogo  De Produtos  Da Forever Living
CatáLogo De Produtos Da Forever Living
 
Aula 24 nomenclatura dos hidrocarbonetos - 2º ano
Aula 24   nomenclatura dos hidrocarbonetos - 2º anoAula 24   nomenclatura dos hidrocarbonetos - 2º ano
Aula 24 nomenclatura dos hidrocarbonetos - 2º ano
 
Funcao hidrocaborneto
Funcao hidrocabornetoFuncao hidrocaborneto
Funcao hidrocaborneto
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
 
Trabalho com as capacidades de leitura 5º ano
Trabalho com as capacidades de leitura  5º anoTrabalho com as capacidades de leitura  5º ano
Trabalho com as capacidades de leitura 5º ano
 
Carta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modeloCarta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modelo
 

Semelhante a Hidrocarbonetos Alifáticos e Aromáticos

Nomenclatura dos compostos_orgânicos
Nomenclatura dos compostos_orgânicosNomenclatura dos compostos_orgânicos
Nomenclatura dos compostos_orgânicosAndré Garrido
 
Nomenclatura dos compostos_organicos
Nomenclatura dos compostos_organicosNomenclatura dos compostos_organicos
Nomenclatura dos compostos_organicosKarol Maia
 
química_orgânica.pdf
química_orgânica.pdfquímica_orgânica.pdf
química_orgânica.pdfNuno Belo
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosHenrique Zini
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicostamandarealfamanha
 
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010JulianaGimenes
 
Hidrocardonetos, Funções Oxigenadas, Nitrogenada e Reações Organicas NASSA...
Hidrocardonetos,  Funções Oxigenadas,  Nitrogenada e Reações Organicas  NASSA...Hidrocardonetos,  Funções Oxigenadas,  Nitrogenada e Reações Organicas  NASSA...
Hidrocardonetos, Funções Oxigenadas, Nitrogenada e Reações Organicas NASSA...mrvitin18
 
Introdução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdfIntrodução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdfTairineMedrado1
 
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02Abel Oliveira
 
Trabalho de quimica 3º ano cbsp
Trabalho de quimica 3º ano cbsp Trabalho de quimica 3º ano cbsp
Trabalho de quimica 3º ano cbsp Barbalho Isabelle
 
16 nomenclatura alcanos e derivados
16   nomenclatura alcanos e derivados16   nomenclatura alcanos e derivados
16 nomenclatura alcanos e derivadosdaniela pinto
 
Revisão para prova terceiros anos
Revisão para  prova terceiros anosRevisão para  prova terceiros anos
Revisão para prova terceiros anosDIRLUIZ
 
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptxMódulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptxAdelaideSantos19
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções OrgânicasMateus Serejo
 

Semelhante a Hidrocarbonetos Alifáticos e Aromáticos (20)

Polígrafo orgânica (resumido)
Polígrafo orgânica (resumido)Polígrafo orgânica (resumido)
Polígrafo orgânica (resumido)
 
Nomenclatura dos compostos_orgânicos
Nomenclatura dos compostos_orgânicosNomenclatura dos compostos_orgânicos
Nomenclatura dos compostos_orgânicos
 
Nomenclatura dos compostos_organicos
Nomenclatura dos compostos_organicosNomenclatura dos compostos_organicos
Nomenclatura dos compostos_organicos
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
química_orgânica.pdf
química_orgânica.pdfquímica_orgânica.pdf
química_orgânica.pdf
 
Química orgânica anderson lima
Química orgânica anderson limaQuímica orgânica anderson lima
Química orgânica anderson lima
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
 
Hc nomenclatura
Hc nomenclaturaHc nomenclatura
Hc nomenclatura
 
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
 
Hidrocardonetos, Funções Oxigenadas, Nitrogenada e Reações Organicas NASSA...
Hidrocardonetos,  Funções Oxigenadas,  Nitrogenada e Reações Organicas  NASSA...Hidrocardonetos,  Funções Oxigenadas,  Nitrogenada e Reações Organicas  NASSA...
Hidrocardonetos, Funções Oxigenadas, Nitrogenada e Reações Organicas NASSA...
 
Introdução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdfIntrodução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdf
 
Nomenclatura hidrocarbonetos combustiveis
Nomenclatura  hidrocarbonetos combustiveisNomenclatura  hidrocarbonetos combustiveis
Nomenclatura hidrocarbonetos combustiveis
 
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02
Nomenclaturadehidrocarbonetos 120304133655-phpapp02
 
Trabalho de quimica 3º ano cbsp
Trabalho de quimica 3º ano cbsp Trabalho de quimica 3º ano cbsp
Trabalho de quimica 3º ano cbsp
 
16 nomenclatura alcanos e derivados
16   nomenclatura alcanos e derivados16   nomenclatura alcanos e derivados
16 nomenclatura alcanos e derivados
 
Revisão para prova terceiros anos
Revisão para  prova terceiros anosRevisão para  prova terceiros anos
Revisão para prova terceiros anos
 
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptxMódulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 

Mais de Fábio Garcia Ferreira (9)

Isomeria espacial apostila 4
Isomeria espacial apostila 4Isomeria espacial apostila 4
Isomeria espacial apostila 4
 
Isomeria plana apostila-4
Isomeria plana apostila-4Isomeria plana apostila-4
Isomeria plana apostila-4
 
Slide de termoquímica
Slide de termoquímicaSlide de termoquímica
Slide de termoquímica
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
 
Ligações químicas
Ligações químicasLigações químicas
Ligações químicas
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
 
Teoria atômica
Teoria atômicaTeoria atômica
Teoria atômica
 

Último

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Hidrocarbonetos Alifáticos e Aromáticos

  • 1.
  • 2.
  • 3. PROF. FÁBIO Química Radicais MONOVALENTES dos ALCANOS Radical do metano Radical do etano
  • 5. PROF. FÁBIO Química Radicais do butano
  • 7.
  • 8. FÁBIO Química CH 4 Metano H 3 C-CH 3 Etano H 3 C-CH 2 -CH 3 _ Propano 2-metil-butano 2,3-dimetil-pentano 2,2,4-trimetil-pentano
  • 9. PROF. FÁBIO Química Radicais Bivalentes de Alcanos ILENO  Apresentam duas valências livres em carbonos distintos
  • 10.
  • 11. PROF. FÁBIO Química Radicais TRIVALENTES dos ALCANOS ILIDINO  Apresentam três valências livres no mesmo carbono. Metilidino Etilidino Propilidino Butilidino
  • 12.
  • 13. FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos ALCENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa que tiver uma dupla ligação; Numerar a cadeia principal, começando mais próximo à dupla ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal localizando a dupla ligação.
  • 14. PROF. FÁBIO Química 3 – metil – but -1- eno 3,4 – dimetil – pent – 2 - eno 2 – etil – 4 metil – hex – 1 - eno
  • 15. FÁBIO Química Radical do eteno Radicais do propeno
  • 16. PROF. FÁBIO Química ALCINOS Apresentam cadeias alifáticas insaturadas por uma tripla ligação. São chamados de hidrocarbonetos acetilênicos (derivados do gás acetileno). Características Fórmula Geral: C n H 2n-2 ; onde n ≥ 2 Terminação: INO ( IN = ligação tripla; O = indicativo de função)
  • 17. PROF. FÁBIO Química Radicais MONOVALENTES dos ALCINOS: Ocorre a perda de um hidrogênio. Radical do etino Radicais do propino
  • 18.
  • 19. FÁBIO Química 3,4-dimetil-pent-1- ino 6-etil-3-metil-oct-4 - ino 2 – metil – hept – 1- ino 4 – metil – pent – 2- ino
  • 20.
  • 21.
  • 22. Química Regras da nomenclatura dos ALCADIENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa que tiver duas duplas ligações; Numerar a cadeia principal, começando mais próximo à dupla ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal localizando as duplas ligações. Podemos ainda, considerar o propadieno (aleno) como cadeia principal.
  • 23.
  • 24. Química 4- metil – penta -1,2 - dieno 2- metil – penta -1,4 - dieno 3- t-butil– penta -1,3 - dieno 3- isobutil - 6 – metil- octa -1,4 - dieno
  • 25. CICLANOS ou CICLOALCANOS São hidrocarbonetos cíclicos saturados, isto é, só apresentam ligações simples. Características Fórmula Geral: C n H 2n ; onde n ≥ 3 Nomenclatura: CICLO + HIDROCARBONETO (semelhante aos alcanos) Radicais: São chamados de CICLOALQUIL(A). Terminação dos Radicais: CICLO + HIDROCARBONETO + IL(A) (semelhante aos alcanos) FÁBIO Química
  • 26. Química Radicais MONOVALENTES dos CICLANOS: Ocorre a perda de um hidrogênio. Radical do ciclopropano Radical do ciclobutano Radical do ciclopentano Radical do ciclohexano
  • 27. FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos CICLANOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa como sendo a principal; Numerar a cadeia principal, começando da ramificação (se houver); Dar a localização das ramificações seguidas do nome do seu radical e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre os radicais. Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre os radicais.
  • 28. FÁBIO Química ciclopropano ciclobutano ciclopentano ciclohexano metil-ciclopentano 1,1,-dietil-3-metil-ciclohexano
  • 29. FÁBIO Química CICLENOS ou CICLOALCENOS: São hidrocarbonetos cíclicos insaturados por uma dupla ligação. Características Fórmula Geral: C n H 2n-2 ; onde n ≥ 3 Nomenclatura: CICLO + HIDROCARBONETO (semelhante aos alcenos) Radicais: São chamados de CICLOALQUENIL(A). Terminação dos Radicais: CICLO + HIDROCARBONETO + ENIL(A) (semelhante aos alcenos)
  • 30. PROF. FÁBIO Química Regras da nomenclatura dos CICLENOS (IUPAC - União Internacional de Química Pura e Aplicada) Escolher a cadeia mais longa como sendo a principal; Numerar a cadeia principal, começando da dupla ligação; Dar a localização da(s) ramificação(ões) seguidas do nome do(s) seu radical(is) e por fim, dar o nome da cadeia principal observando o caminho mais curto entre a dupla e o(s) radical(is).
  • 31. FÁBIO Química ciclopropeno ciclobuteno ciclohexeno 1-metil-ciclohexeno 4-metil-ciclohexeno
  • 32. Química HIDROCARBONETOS AROMÁRICOS: Apresentam ressonância dos elétrons pi (  ) na cadeia carbônica. O nome aromático tem origem no aroma (odor) característico. a) Benzeno ou ciclohexatrieno b) Naftaleno; naftalina c) Antraceno; antracito
  • 33. FÁBIO Química Fenantreno Metil-benzeno ou tolueno Etenil-benzeno ou estireno 1-etil-naftaleno 3-etil-2-metil-naftaleno
  • 34.
  • 35. PROF. FÁBIO Química Radical MONOVALENTE do BENZENO: Ocorre a perda de um hidrogênio. fenil (a)