Henri wallon biografia conceitos

41.681 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
23 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
41.681
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
951
Comentários
1
Gostaram
23
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Henri wallon biografia conceitos

  1. 1. Psicologia do Desenvolvimento HENRI WALLON
  2. 2. Henri Wallon Biografia Nasceu em 15 de julho de 1879, médico psicólogo e filosófico. Aos 23 anos, em 1902 formou-se em filosofia pela escola normal superior Conhecido por seu trabalho sobre psicologia do desenvolvimento na infância. Ocupou os postos mais altos no mundo universitário Frances em que liderou uma intensa atividade de pesquisa.
  3. 3. Henri Wallon Biografia De 1908 a 1931 trabalhou com crianças com deficiência física. Mostrou que as crianças têm também corpo e emoções (e não apenas cabeça) na sala de aula.
  4. 4. Henri Wallon Biografia Seu 1° trabalho foi "Delírio de perseguição. O delírio crônico na base da interpretação” publicado em 1909. Em 1914 serviu durante meses como médico no Exercito Francês. Em 1927 foi nomeado diretor de estudos, da Escola pratica de estudo avançados. Wallon faleceu no dia 1º de dezembro de 1962, também em Paris, aos 83 anos. Além de psicólogo Wallon foi um grande politico, ele presidio ate sua morte o movimento francês Escola Nova onde criticava o ensino tradicional.
  5. 5. Henri Wallon Teoria de Wallon Wallon discordava dos métodos autoritários empregados para controle disciplinar. Sob o estudo da criança como recurso pra conhecer o psiquismo humano. A criança normal se descobre na criança patológica na condição de não tentar entre elas uma comparação. Comparar não é ver apenas as semelhanças, mas visa também tanto as semelhanças como as diferenças.
  6. 6. Henri Wallon Teoria de Wallon Wallon não via o Esquema corporal não como unidade biológica ou psíquica, mas como construção. Necessidade de considerar a pessoa como um todo. Fundamentou suas ideias em quatro elementos básicos que se comunicam o tempo todo: Afetividade; Movimento (dimensão motora); Inteligência (dimensão cognitiva); Formação do eu como pessoa.
  7. 7. Henri Wallon Afetividade e Inteligência Jean Piaget e Lev Vygotsky ressaltavam a afetividade no processo evolutivo, mas foi Wallon que colocou a afetividade como um dos aspectos centrais do desenvolvimento humano. O desenvolvimento do pensamento infantil é marcado por descontinuidade, crises e conflitos.
  8. 8. Henri Wallon Afetividade e Inteligência Diferente de Piaget, Wallon diz que a inteligência surge depois da afetividade, conflitando com ela, pensamento que explique talvez porque alunos aprendem mais quando “gostam” do professor. Durante todo o desenvolvimento há momentos em que predomina o afetivo, em outros, o cognitivo, ainda que de maneira integrada.
  9. 9. Henri Wallon Afetividade e Inteligência Wallon mostra a afetividade expressa em três maneiras: Emoção: a primeira expressão da afetividade, ela tem uma atuação orgânica, é uma ação instintiva; Sentimento: representação da sensação, surge quando a pessoa já consegue falar sobre o que lhe afeta; Paixão: característica o alto controle em função de um objetivo, manifesta-se quando o individuo domina o medo em prol de sair de uma situação.
  10. 10. Henri Wallon Estágios do Desenvolvimento Desenvolvimento em etapas se diferenciam por suas características, todas apresentam tipos particulares de interações entre a criança e seu ambiente. Essa perspectiva em interação mutua com o meio, cultura, estampa dinamicidade, descontinuidade, rupturas, relativ ismo que são característicos do processo de desenvolvimento. Cada estágio apresenta idades e durações variáveis e relativas, predominando a busca pela identidade própria e o caminhar para o mundo.
  11. 11. Henri Wallon Estágio Impulsivo-Emocional (0 a 1 ano) Impulsivo (0 a 3 meses) Ocorre no primeiro ano de vida. As reações do bebê com pessoas,às quais intermediam sua relaçãocom o mundo físico. Expressões/reações que diferenciam mal estar de bem estar. Afetividade primeira reação do bebê com as pessoas.
  12. 12. Henri Wallon Estágio Impulsivo-Emocional (0 a 1 ano) Emocional (3 a 12 meses) O bebê manifesta - se por gestos. Gestos emocionais medo, alegria, dor e raiva. Comunica –se com o corpo através de mimicas e vocalização. Vão sendo desenvolvidas as condições sensório- motoras (olhar, pegar, andar)
  13. 13. Henri Wallon Estágio Sensório-Motor (até os 3 anos) A aquisição da marcha e da apreensão dão a criança maior autonomia na manipulação de objetos e na exploração dos espaços. Desenvolvimento da função simbólica e da linguagem. O termo projetivo refere-seao fato da ação do pensamentoprecisar dos gestos para seexteriorizar. O ato mental projeta-se em atos motores.
  14. 14. Henri Wallon Estágio do Personalismo (3 a 6 anos)Primeiro dia de aula Imitando o Pai
  15. 15. Henri Wallon Estágio Categorial (7 a 12 anos) A inteligência avança no seu desenvolvimento e a criança a utiliza cada vez mais com a manifestação de interesse na exploração, no conhecimento e nas suas relações com os objetos e com o meio. Nesse momento procuradiferenciar o eu do não eu,o que é do seu ponto de vistado que é do outro.
  16. 16. Henri Wallon Estágio da Adolescência Quebra no equilíbrio afetivo, busca por uma nova personalidade, influenciada pelas modificações corporais e hormônios. Busca de compreender suas inquietações, sua sexualidade, seus desejosexistem a procura pela suaidentidade. Criança imitava o adulto,agora busca mudançae transformação procuradistinguir-se.
  17. 17. Henri Wallon Estágio da Adolescência A passagem para esse estagio não é um ampliação da anterior. Ao contrario há toda uma reformulação, que pode envolver a formaçãode conflitos, crises,interferindo nocomportamento.
  18. 18. Henri Wallon Estágio da Adolescência Na superação pela criança e adolescente, aescola, educadores, os pais podem contribuircom condutas que viabilizem oslimites e apoios necessáriospara enfrenta-los atravésdo diálogo, e nãode acirra-los. Diálogo
  19. 19. Henri Wallon A Educação e a Teoria de Wallon Não basta discutir as questões pedagógico- metodologico do ensino, é preciso que sejam refletidas e consideradas as dimensões sociais, politicas envolvidas no papel da escola. A educação é recurso essencial para a apropriação da cultura, fundamental para o desenvolvimento no período da infância. O desenvolvimento intelectual e a aquisição de conhecimento caminham juntos, por isso, os conteúdos escolares tem grande representatividade.
  20. 20. Henri Wallon A Educação e a Teoria de WallonO desenvolvimento não é um processo linear, ininterrupto, progressivo, exige uma revisão da organização do ensino realizado contrariamente a essas características do individuo. A importância da escola não se reflete apenas nos conteúdos escolares, mas também nas interações sociais proporcionadas, que desempenham papel de grande significância na formação da personalidade do estudante.

×