OMS UnB 02_2012 - Aula 04

2.379 visualizações

Publicada em

A atualização do conteúdo é realizada semestralmente! Procure pelo conteúdo do mais atual em: www.slideshare.net/eullerbarros/

Aula 04 da Disciplina Organização, Métodos e Sistemas ministrada pelo Professor Euller Barros na Universidade de Brasília - UnB.

Conteúdo da Aula: Organograma, Funcionograma, Tipos de Estrutura e Departamentalização.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
135
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

OMS UnB 02_2012 - Aula 04

  1. 1. ORGANIZAÇÃO, MÉTODOS ESISTEMAS – 02/2012AULA 04Professor Euller Barros
  2. 2. Cumbuca!• O Sorteado deverá apresentar, de forma resumida, o conteúdo ministrado na aula anterior;• Caso o sorteado não esteja presente, será realizado novo sorteio até que algum aluno presente seja sorteado;
  3. 3. REVISÃO – AULA 03• Organizações e Estrutura • Conceito • Organização Formal x Organização Informal • Evolução das Organizações • Níveis de Desempenho
  4. 4. Estrutura Organizacional “Estrutura Organizacional é o instrumento administrativo resultante da identificação, análise, ordenação e agrupamento das atividades e dos recursos das empresas, incluindo o estabelecimento dos níveis de alçada e dos processos decisórios, visando o alcance dos objetivos estabelecidos pelos planejamentos das empresa.” (OLIVEIRA, 2007)Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 17ª Ed. São Paulo:Atlas, 2007.
  5. 5. Organização Formal x Organização Informal •Estrutura Formal “É aquela deliberadamente planejada e formalmente representada, em alguns de seus aspectos, pelo organograma.” •Estrutura Informal “É a rede de relações sociais e pessoais que não é estabelecida ou requerida pela estrutura formal. Surge da interação social das pessoas, o que significa que se desenvolve, espontaneamente, quando as pessoas se reúnem. Portanto, apresenta relações que, usualmente, não aparecem no organograma.”Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 17ª Ed. São Paulo:Atlas, 2007.
  6. 6. Evolução das Organizações• Em busca de uma maior efetividade, as organizações tem evoluído e possuem as seguintes modelagens: • Tradicional • Moderna • Contemporânea / Pós-Moderna Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  7. 7. Os Três Níveis De Desempenho 1. Nível da Organização 2. Nível do Processo 3. Nível do Trabalho
  8. 8. AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  9. 9. AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  10. 10. OrganogramaConceito:• “Representação gráfica e abreviada da estrutura da organização” (CURY, 2012)O organograma visa representar:• os órgãos componentes da empresa;• as relações de interdependência entre os órgãos;• os níveis administrativos que compões a organização ;• a via hierárquica. Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  11. 11. Organograma – Tradicional/Clássico
  12. 12. Significado dos componentes Linhas de comunicaçãoAutoridade e hierarquia (cadeia de comando) Unidades de trabalho (cargos e departamentos) Divisão horizontal do trabalho
  13. 13. Organograma - Circular ou Radial
  14. 14. Organograma Circular – Características• Pouco utilizado• Suaviza a apresentação da estrutura• Economiza espaço• A autoridade é representada do centro para a periferia• As linhas de autoridade ficam difíceis de serem identificadas – Reduz conflitos entre superiores e subordinados – Exemplos de organizações: hospitais, universidades (área acadêmica)• Representação de estruturas mais complexas torna-se difícil• Representação de muitos níveis hierárquicos torna-se difícil – Pode utilizar letras e números para simplificar – Necessita de legendas
  15. 15. Organograma - Em Barras 15São representados por intermédio de longos retângulos a partir de uma basevertical, onde o tamanho do retângulo é diretamente proporcional àimportância da Autoridade que o representa.
  16. 16. Organograma - Radial• Radial (Solar ou Circular) 16 O seu objetivo é mostrar o macro sistema das empresas componentes de um grande grupo empresarial.
  17. 17. FuncionogramaConceito:• “Gráfico de Organização tendo como finalidade principal o detalhamento das atividades/tarefas que compõem uma função, da qual se originou um órgão no organograma.” (CURY, 2012) Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  18. 18. Funcionograma - Exemplo
  19. 19. AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  20. 20. Fatores Externos (Ambiente)• Devem ser levados em consideração durante a escolha e definição da estrutura que será adotada pela organização
  21. 21. TIPOS BÁSICOS DE ESTRUTURASORGANIZACIONAISPor função Estruturada em função dos trabalhos especializados a serem executados.Divisional Estruturada em função dos resultados finais a serem obtidos, tais como: produto, mercado a servir, geografia, classe de cliente, tipo de projeto.Especial Estruturas matriciais, estruturas em rede e estrutura celular.
  22. 22. ESTRUTURA POR FUNÇÃO Presidência Assessoria Diretoria de Diretoria Diretoria de Diretoria de Marketing Financeira Produção Administração
  23. 23. ESTRUTURA POR FUNÇÃOQuando Utilizar: • Quando a empresa está começando ou é de pequeno porte • Quando o mercado para o produto é pequeno • Quando há poucos locais de produção e existe um padrão simples de marketing • Quando os principais concorrentes permanecem com Estrutura FuncionalVantagens: • Permite a hierarquia das habilidades • Facilita a especialização / Simplifica a coordenaçãoDesvantagens: • Incentiva a centralização • Atrasa a tomada de decisões • Contribui para a perda nas comunicações
  24. 24. ESTRUTURA POR FUNÇÃOEstruturada em função dos resultados finais a serem obtidos, tais como:produto, mercado a servir, geografia, classe de cliente, tipo de projeto. Principais Tipos: Geográfica: É aquela que leva em conta as condições econômicas, sociais e políticas diferentes, em cada uma das áreas operadas pela organização. Por Produto: É aquela em que agrupamento da organização é feito de acordo com as atividades relativas a cada um dos produtos e serviços da mesma. Por Cliente: É aquela em que a estrutura da organização é definida e orientada em função das características e necessidades de cada grupo de clientes (segmentos).
  25. 25. ESTRUTURA DIVISIONAL GEOGRÁFICA Presidência Assessores Diretoria do Diretoria do Diretoria do Diretoria Norte Sul Interior Administração Vendas Marketing Pessoal Operações
  26. 26. ESTRUTURA DIVISIONALGEOGRÁFICAQuando Utilizar: • Onde pode-se auferir economia de transporte (cimento, areia, etc.) • Onde existe um tipo especial de mercadoVantagens: • Permite a companhia considerar diferentes condições econômicas, sociais e políticas, em todas as áreas geográficas atendidas e ainda combinar com as vantagens encontradas na divisionalização por produtosDesvantagens: • Custos maiores • Carência de gerentes habilitados
  27. 27. Exemplo – Divisional Geográfica
  28. 28. ESTRUTURA DIVISIONAL POR PRODUTO Presidência Assessores Diretoria de Diretoria de Produtos Operações Gerencia do Gerencia do Gerencia do Produto A Produto B Produto C Vendas Marketing Propaganda
  29. 29. ESTRUTURA DIVISIONAL PORPRODUTOQuando Utilizar: • Utilizada em empresas que possuem um número maior de produtos e serviços com características diversas.Vantagens: • Facilita a coordenação dos resultados esperados dos produtos, pois transforma cada grupo de produtos numa unidade estratégica de negócios; • Apresenta maior flexibilidade, uma vez que o enfoque da empresa é predominantemente sobre os produtos e não sobre sua estrutura; • Propicia condições favoráveis à inovação e criatividade.Desvantagens: • Pode apresentar custos mais elevados em função da existência de duplicidade de atividades nas diversas linhas de produtos; • Pode gerar instabilidade organizacional caso haja constante variação nos produtos e serviços da organização.
  30. 30. Exemplo – Divisional por Produto
  31. 31. ESTRUTURA DIVISIONAL POR CLIENTE Presidência Assessores Diretoria Diretoria Diretoria Diretoria Varejo Atacado Indústrias Administração Vendas Marketing Pessoal Operações
  32. 32. ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIALQuando Utilizar: • Utilizada em organizações que apresentam grande número de clientes com características diversas entre si, mas agrupáveis em seu conjunto.Vantagens: • Propicia maior agilidade no atendimento das demandas dos clientes; • É flexível uma vez que se orienta em função de seus clientes e não de sua estrutura.Desvantagens: • A exemplo da estruturação por produto, pode apresentar custos mais elevados em função da duplicação de atividades nas unidades que atendem a cada segmento; • Maior dificuldade no estabelecimento de políticas e padrões corporativos; • Pode gerar instabilidade na organização caso haja variação freqüente nos segmentos de clientes.
  33. 33. ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIAL Presidência Assessores Diretoria de Diretoria de Diretoria de Engenharia Operações Contratos Gerencia do Engenheiro A Operador A Especialista A Projeto A Gerencia do Engenheiro B Operador B Especialista B Projeto B Engenheiro A Gerencia do Engenheiro C Operador C Especialista C Projeto C
  34. 34. ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIALQuando Utilizar: • Quando for necessário compatibilizar agilidade com especialização. Corresponde à forma de organização que funde dois ou mais tipos de departamentalização.Vantagens: • Permite melhor cumprimento dos prazos e orçamentos; Permite a coordenação de equipes de forma mais adequada e coerente; • Possibilita maior aprimoramento técnico das equipes de trabalho.Desvantagens: • A exemplo da estruturação por produto, pode apresentar custos mais elevados em função da duplicação de atividades nas unidades que atendem a cada segmento; • Maior dificuldade no estabelecimento de políticas e padrões corporativos; • Pode gerar instabilidade na organização caso haja variação freqüente nos segmentos de clientes.
  35. 35. ESTRUTURA ESPECIAL EM REDE
  36. 36. ESTRUTURA ESPECIAL EM REDE• Quando Utilizar: • Quando não há o conceito de processos, e pouca ou nenhuma repetibilidade naquilo que é praticado. São empresas cujo produto principal são projetos (desenvolvimento de softwares, consultoria, etc...) Vantagens: • Profissionais agrupados sob demanda e de acordo com suas especialidades; • Hierarquia dada pelo contexto; • Poucas variações de cargos; • Evolução profissional em todas as direções, não necessariamente configurando-se uma disputa.• Desvantagens: • Caso a empresa não esteja preparada para minimizar os conflitos ou administrá-los de forma eficiente, poderá gerar atrasos no desenvolvimento das atividades da empresa.
  37. 37. Próxima Aula• Departamentalização e Descentralização • Autoridade x Responsabilidade • Linha x Assessoria • Amplitude de Comando• Configurações das Organizações de Mintzberg

×