Mc métodos contraceptivos

1.522 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mc métodos contraceptivos

  1. 1. Profª.Laurinda Lima Métodos Contraceptivos ouAnticoncepcionais
  2. 2. ReproduçãoA reprodução é a “função que permite aos seres vivos produzirem outros semelhantes, mantendo-se a espécie”A reprodução envolve aspectos físicos, sociais, financeiros e etc...por isso MUITO CUIDADO antes do ato sexual!!!
  3. 3. Um pouco de história...Parece que foi num papiro egípcio que surgiu, pela primeira vez, uma receita contraceptiva: Uma mistura à base de excrementos de crocodilo que as mulheres deviam colocar no fundo da vagina antes de qualquer relação sexual!Não se riam meninos… É que os primeiros preservativos eram feitos de tripas de animais! (intestinos de cabras ou carneiros).Por vezes eram usados vários tipos de produtos que se acreditavam ter a capacidade de destruir os espermatozóides. Tudo colocado no fundo da Pós Ácido cítrico vagina !!! Vinagre (existente no sumo de frutos como o limão, limas, etc)No início do séc. XX a contracepção era um assunto tabu nos Estados Unidos e Europa!Em 1920 foi votada uma lei em França que proibia todo o tipo de publicidade a favor da contracepção. Ufff… finalmente esse tempo passou…
  4. 4. Métodos Naturais Há que determinar o PERÍODO FÉRTIL da mulher e evitar relações sexuais durante essa altura.EXEMPLOS: Tabelinha; Muco cervical; Temperatura; Coito interrompido.
  5. 5. Métodos Naturais Tabelinha Consiste em não realizar o ato sexual durante o período fértil.
  6. 6. Métodos NaturaisMétodo do Muco Cervical (Billing)Baseia-se na observação do muco segregado pelo colo do útero(substância gelatinosa) e que sai pela vagina. Este muda de aspectodurante o ciclo sexual feminino. Quando ele se torna “grudento” énecessária a interrupção do ato sexual durante 4 dias (período deovulação).
  7. 7. MétodosTemperatura NaturaisBaseia-se no estudo datemperatura – o dia daovulação é determinadopor uma descida nosvalores de temperaturaseguida de uma subida.
  8. 8. Métodos de BarreiraCoito interrompido Consiste na retirada do pênis antes da ejaculação. Como é de difícil controle, NÃO É UM MÉTODO EFICAZ!
  9. 9. Métodos Hormonais Atuam inibindo a estimulação do ovário, não permitindo a ovulação.EXEMPLOS: Pílula anticoncepcional; Hormônio de efeito prolongado; Minipílula ou implante subdérmico; Adesivo Dérmico.
  10. 10. Métodos HormonaisPílula anticoncepcional São Administrados 21 comprimidos que contém uma combinação hormonal para inibir a fertilidade normal da mulher. Desvantagens: fácil esquecimento; influência medicamentosa; vômitos ou diarréias.
  11. 11. Métodos Hormonais Pílulas anticoncepcionaisAs pílulas não protegem de DST/HIV/AIDS. Use sempre camisinha
  12. 12. Métodos HormonaisHormônio de efeito prolongado(Injeções) Utilização: Injeção hormonais sexuais femininas, com duração de eficácia contraceptiva de três meses. Vantagem adicional: elimina o risco de esquecimento. Desvantagens: a sua ação não só pode ser interrompida como pode prolongar-se para além dos 3 meses (até 12 meses), não permitindo retomar de imediato a capacidade reprodutiva quando desejada; ciclo menstrual irregular e amenorreia (ausência de menstruação).
  13. 13. Métodos Hormonais Injeções anticoncepcionaisAs pílulas não protegem de DST/HIV/AIDS. Use sempre camisinha
  14. 14. Métodos HormonaisMinipílula ou Implante Subdérmico Contém apenas um hormônio semelhante a progesterona e garante a eficácia contraceptiva durante três anos. A sua colocação exige o recurso a anestesia local e é aplicado, pelo médico, através duma agulha. Vantagem adicional: elimina o risco de esquecimento; indicado para mulheres com história de anemia e de menstruações abundantes e para as que não podem ou não querem usar estrogênios. Desvantagens: algumas mulheres (cerca de 20%) podem manter-se sem menstruação durante algum tempo (muitas delas consideram uma vantagem); o implante pode ser sentido através duma palpação digital.
  15. 15. MétodosHormonais
  16. 16. Métodos Hormonais Adesivo dérmico Utilização: 1 por semana durante 3 semanas. Deve ser colocado na face externa e superior do braço ou aplicado acima da linha dos pêlos púbicos. Vantagem adicional: não obriga a um cuidado diário. Desvantagem: é preciso ter cuidado na frequência de saunas e banhos turcos ou com a aplicação de cremes na pele, para evitar o descolamento do adesivo.
  17. 17. Métodos de Barreira Implicam a colocação de dispositivos que impeçam a fecundação ou implantação do embrião no útero.Tipos de barreira: Físicas: DIU (Dispositivo intrauterino); Diafragma; Camisinha Masculina e Feminina; Química: Espermicidas.
  18. 18. Métodos de Barreira DIU – Dispositivo intrauterino Utilização:são colocados, pelo médico, dentro da cavidade uterina para impedir que haja fecundação e que o óvulo fecundado se implante na parede do útero. Podem ser medicados com uma espiral de cobre ou com uma hormônio (progesterona), aumentando a sua eficácia. Têm duração entre três a cinco anos. Vantagens: alternativa para mulheres que não possam ou não queiram utilizar contracepção hormonal e que desejem uma contracepção prolongada. Desvantagens: provoca fluxos menstruais mais abundantes e ligeiro aumento de dores pré- menstruais nas mulheres com essa propensão
  19. 19. Métodos de Barreira
  20. 20. Métodos de BarreiraDiafragmaÉ um anel flexível de borracha fina, que a mulher deve colocar na vagina recobrindo o colo do útero, ele impede a passagem do espermatozóide.
  21. 21. Métodos de Barreira
  22. 22. Métodos de Barreira Camisinha Masculina e Feminina É um envoltório de látex que recobre o pênis, retendo o esperma no ato sexual. Masculina Feminina Vantagens: Protege contra doenças sexualmente transmissíveis, inclusive AIDS; previne doenças do colo uterino; não faz mal a saúde; é de fácil acesso.
  23. 23. Métodos de Barreira
  24. 24. Métodos de Barreira Posicionamento Correto
  25. 25. Métodos de Barreira CAMISINHAS MASCULINAS E FEMININAS OBSERVAÇÕES As camisinhas masculina ou feminina são os únicos métodos que oferecem dupla proteção: protegem, ao mesmo tempo, de DST/HIV/AIDS e da gravidez. Acamisinha é prática. É usada apenas na hora da relação sexual e não atrapalha o prazer sexual.
  26. 26. Métodos de BarreiraEspermicida
  27. 27. Técnicas de Esterilização Pequena intervenção cirúrgica sobre as trompas, interrompendo o canal que dá passagem aos óvulos na muIher (Laqueação de trompas) e dos espermatozóides no canal deferente do homem (Vasectomia). Vantagens:liberta a mulher da preocupação de uso de contraceptivos. Desvantagens:é muito difícil de recuperar a capacidade reprodutora, no caso do casal mudar de idéias em relação à sua reprodução.
  28. 28. Técnicas de EsterilizaçãoVasectomia O médico corta apenas o canal que leva os espermatozóides do testículo até as outras glândulas que produzem o esperma. Cirurgia simples e rápida. Não deixa o homem impotente!!!
  29. 29. Técnicas deEsterilização
  30. 30. Técnicas de EsterilizaçãoLaqueaduraÉ uma intervenção cirúrgica, onde as tubas são amarradas ou cortadas. É um método definitivo, mas pode ser reversível. Evita que o óvulo e os espermatozóides se encontrem.
  31. 31. Técnicas deEsterilização
  32. 32. Métodos de EmergênciaPílula do dia seguinte É importante esclarecer que essas não são pílulas de aborto e não causam aborto, e elas não ajudarão se a mulher já estiver grávida. Ela pode ajudar A anticoncepção de somente a prevenir aemergência é um uso alternativo gravidez. Esta medida temde contracepção hormonal oral causado vários efeitos(tomado antes de 72 horas após colaterais e não deve sero coito) evitando-se a gestação usada regularmente. após uma relação sexual desprotegida.
  33. 33. Alguns conceitos: Menarca: É a primeira menstruação. Menstruação: é a descamação do endométrio, região interna do útero. Menopausa: Inicia após a liberação do último óvulo.
  34. 34. Tuba uterina São duas, elas recebem os óvulos, protegem e os movimentam. É na tuba uterina que ocorre a fecundação.
  35. 35. VaginaÉ um canal que liga o útero ao meio exterior. Nas meninas e moças que nunca tiveram relações sexuais, a entrada da vagina é parcialmente fechada por uma membrana denominada hímen.
  36. 36. Ovário Sãodois. Produzem os óvulos e os hormônios sexuais femininos denominados estrógeno e progesterona.
  37. 37. ÚteroÉum órgão cuja função é guardar o óvulo após a fecundação e alojar esse novo ser até o nascimento.
  38. 38. ÓvuloÉ a célula reprodutora feminina.A mulher já nasce com cerca de 400.000 óvulos porém apenas cerca de 400 serão liberados durante toda sua vida fértil. Apósa liberação de todos os óvulos a mulher entra na menopausa.
  39. 39. Espermatozóides São as células reprodutoras masculinas.O adolescente inicia sua produção de espermatozóides entre 11 e 13 anos e produz durante toda sua vida. O aparelho reprodutor masculino é dependente do urinário, pelo mesmo orifício são expelidos tanto na urina quanto o sêmen.
  40. 40. Glossário A Aids: Síndrome da Imunodeficiência adquirida, é causada pelo vírus HIV.
  41. 41. Glossário C Zigoto: Fusão entre o óvulo e o espermatozóide.
  42. 42. Glossário B Tuba uterina: São os canais que ligam os ovários ao útero. Ovário:órgãos onde são produzidos os óvulos, células reprodutoras femininas. Útero: Meio ideal ao desenvolvimento do embrião.
  43. 43. Ductos deferentes Estão ligados por meio do epidídimo aos testículos, e após ele esta a uretra que é o canal por onde são expelidos os espermatozóides. Na vasectomia os ductos são cortadosimpedindo a passagem dos espermatozóides.
  44. 44. PênisÉ o órgão copulador que lança os espermatozóides na hora do coito.
  45. 45. Uretra Canal comum tanto ao aparelho reprodutor masculino quanto ao urinário.
  46. 46. Testículos Ougônadas, são órgãos presentes apenas nos homens. Eles são responsáveis pela produção de espermatozóides e também do hormônio masculino denominado testosterona.
  47. 47. PróstataA próstata um órgão exclusivo do sexo masculino. Está localizada abaixo da bexiga, na frente do reto. Tem por finalidade secretar um líquido que se junta à secreção da vesícula seminal para formar o sêmen (esperma) e auxiliar no transporte dos espermatozóides.
  48. 48. Escroto Bolsa na qual os testículos ficam armazenados.
  49. 49. Bibliografia www.notapositiva.com/trab_estudantes/t rab_est... em 07/08/09 (Diciopédia 2005, Porto Editora Multimédia).Conceito de reprodução. http://dicionario.papylon.com www.cienciamao.if.usp.br GOWDAK, Demetrio. Corpo Humano. São Paulo, 2003. Fotos: Google.

×