Não terás outros deuses

152 visualizações

Publicada em

Slide feito para aula de preparação de professores de Escola Bíblica Dominical

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
152
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Não terás outros deuses

  1. 1. NÃO TERÁS OUTROS DEUSES Lição 3 - 1º Trimestre de 2015
  2. 2. OS OBJETIVOS DA LIÇÃO  Objetivo Geral:  Amar a Deus, temê-lo e adorá-lo de todo o coração e sinceridade.  Objetivos Específicos: 1. “A autoridade da Lei” – Explicar a autoridade da Lei; 2. “O primeiro mandamento” – Informar que o primeiro mandamento explicitava o anúncio de que havia um único Deus; 3. “Exegese do primeiro mandamento” – Mostrar a exegese do primeiro mandamento; 4. “O monoteísmo” – Apresentar a relação entre monoteísmo e Trindade.
  3. 3. RECOMENDAÇÕES DIDÁTICAS  Tentem ficar no primeiro mandamento;  Evitem ser repetitivos;  Tenham a sensibilidade de perceber o nível dos seus alunos;
  4. 4. TÓPICO I: EXPLICANDO A AUTORIDADE DA LEI; “Então, falou Deus todas estas palavras: Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão” (Êx 20: 1, 2)  Não existe outro exemplo de tal sentença introdutória;  As duas partes do concerto estavam ali representadas;  O nome divino relacionado à aliança mosaica (‫יהוה‬ tetragrama) é utilizado;  Deus se dirige ao povo na segunda pessoa do singular no prólogo e nos mandamentos;  Deus cita o resgate da escravidão do Egito como a base histórica do concerto;  A libertação de Israel prefigura a nossa redenção.
  5. 5. ALGUMAS COISAS QUE DEVEMOS SABER ANTES DE CONTINUAR  Os atributos de Deus:  Definição: Qualidades divinas;  Dividem-se de acordo com o grau (absoluto ou não): 1. Atributos comunicáveis – aqueles que, na forma como se chamam, podem estar presentes no Criador ou na criatura (amor, pureza, justiça, sabedoria, etc.); 2. Atributos incomunicáveis – aqueles que, na forma como se chamam, só podem estar presentes no Criador (onipotência, onipresença, onisciência, perfeição, etc.);
  6. 6. ALGUMAS COISAS QUE DEVEMOS SABER ANTES DE CONTINUAR  Os atributos de Deus:  Sua relação com o próprio Deus:  São intrínsecos à Sua natureza (Não pode deixar de tê-los e não pode agir contra eles 1Jo 4:8; 2Tm 2:13; Tt 1:2 );  São Seus distintivos (apenas Deus os têm em sua forma absoluta I Rs 8.39).
  7. 7. TÓPICO III: MOSTRANDO A EXEGESE DO PRIMEIRO MANDAMENTO; “Não terás outros deuses diante de mim” (Êx 20.3)  Proíbe o politeísmo (poliV + qeoV) e prega o monoteísmo (monoV + qeoV);  “diante de mim” ( ‫על‬‫פני‬ “al panay”);
  8. 8. TÓPICO III: MOSTRANDO A EXEGESE DO PRIMEIRO MANDAMENTO; Atributos do Deus da Bíblia Amor Sabedoria Onipotência Onipresença Onisciência Atributos do Deus do Teísmo Aberto Amor Sabedoria  “outros deuses” (‫אלהים‬ ‫אחרים‬ “aherim elohim”);  Como saber se estamos o Deus verdadeiro ou “outro” deus?
  9. 9. TÓPICO II: O PRIMEIRO MANDAMENTO E O ANÚNCIO EXPLÍCITO DE UM ÚNICO DEUS;  É a primeira vez que um código de lei apresenta a existência de um só Deus;  Monoteísmo teórico VS monoteísmo prático;  O primeiro e o segundo mandamentos: 1. A singularidade de Deus – porque só Ele é como é; 2. A exclusividade de Deus – porque só Ele merece ser adorado;
  10. 10.  A importância da saúde doutrinária do povo de Deus:  Heresias destroem (II Pé 2.1);  Nossa salvação depende de conservarmos o evangelho que recebemos (I Co 15.1,2; Tg 1.21);  Defender a fé é prioridade (Jd 3);  Não adianta ter “zelo” sem “entendimento” (Rm 10.1-3). TÓPICO II: O PRIMEIRO MANDAMENTO E O ANÚNCIO EXPLÍCITO DE UM ÚNICO DEUS;
  11. 11. TÓPICO II: O PRIMEIRO MANDAMENTO E O ANÚNCIO EXPLÍCITO DE UM ÚNICO DEUS;  A idolatria do Egito (TaNeteru) e segurança de Gósen:  Osíris,  Ísis,  Mut,  Khonsu,  Ptah,  Sekhmet,  Nefertum,  Amom-Rá
  12. 12. TÓPICO IV: APRESENTANDO A RELAÇÃO ENTRE MONOTEÍSMO E TRINDADE  O Shemá: “Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR.” (Dt 6.4)  Confissão de fé de Israel;  Citado por Jesus (Mc 12.29, 30);  “‫אחד‬ (ehad)” invés de “‫יחידך‬ (yahid)”;
  13. 13. TÓPICO IV: APRESENTANDO A RELAÇÃO ENTRE MONOTEÍSMO E TRINDADE  A Trindade:  O termo;  Definição teológica;  A superpessoalidade de Deus;  A dificuldade humana em entendê-la.
  14. 14. CONCLUSÃO Que nossa teologia possa ser saudável de forma que nos possibilite amar a Deus, temê-lo e adorá-lo de todo o coração e sinceridade.

×