Questões aula 1

3.772 visualizações

Publicada em

2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.772
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Questões aula 1

  1. 1. 1) O enfermeiro deve estar atento a sinais e sintomas que apontam para uma oxigenoterapia inadequada. A causa/efeito da administração inapropriada de oxigênio é: 2) A oxigenoterapia é a administração de oxigênio para aliviar e impedir a hipóxia tecidual do paciente. A equipe de enfermagem adota cuidados ao utilizar os dispositivos para fornecer o oxigênio. Sobre tais dispositivos, pode-se afirmar: ( ) A cânula nasal é um dispositivo comum. ( ) A máscara de oxigênio fornece oxigênio seco e aquecido. ( ) O oxigênio é um medicamento que é ajustado apenas com prescrição médica. ( ) A desinfecção da máscara de oxigênio é realizada com álcool a 70%. Considerando os objetivos da oxigenoterapia, assinale V, se verdadeiro, e F, se falso. (A) F-F-V-F (C) V-F-V-F (E) V-V-F-V (B).F-V-V-F (D) V-F-V-V 3) A Lei nº 7.498/86 e o Decreto-Lei nº 94.406/87 dispõem sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem no país. Legalmente, o auxiliar de enfermagem pode executar todas as atividades abaixo, EXCETO: (A) preparar o paciente para consultas, exames e tratamentos; (B) observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas, ao nível de sua qualificação; (C) circular em sala de cirurgia e, se necessário, instrumentar; (D) aplicar oxigenoterapia, nebulização, enteroclisma, enema e calor ou frio; (E) participar na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde. 4) Um auxiliar de enfermagem foi orientado a proceder a colocação de cateter nasofaríngeo em um paciente que receberá oxigênio a 2 l/min. A Fio2 respectiva para a administração foi: a( ) 29% b( ) 25% c( ) 26% d( ) 28% e( ) 24% 5) São considerados sistemas de baixo fluxo os que fornecem O2 com fluxo menor que a demanda do paciente. Neste tipo de oxigênioterapia a FiO2 é dependente do volume mobilizado pelo paciente. Sua FiO2 24% a 50%, não sendo constante.Os equipamentos que correspondem ao baixo fluxo são: a( ) Cateter nasal c/ ou s/ reservatório, Cateter transfaríngeo, Tubo venturi. b( ) Cateter transtraqueal, Máscara simples ou c/ reservatório de O2. c( ) RPPC (CPAP, Bi level, ventilação mecânica com PEEP), RPPI d( ) Tubo endotraquial, cateter nasal, sistema venturi
  2. 2. e( ) Tenda de Oxigênio/Capacete de Oxigênio/HOOD, cateter nasal 6) A toxidade do O2, afeta especialmente os pulmões e SNC, sendo dependente do tempo de exposição e das taxas de FiO2 acima das necessitadas pelo paciente. Suas principais consequências estão incluídos: ( ) Hipoxemia mitocondríaca, atelectasia, edema pulmonar, hipoxia tecidual ( ) Hipoxia tecidual, agitação e fadiga, sudorese, parestesia. ( ) Atelectasia, Diminuição da complacência e capacidade vital, traqueobronquite, Convulsões. ( ) Hiperóxia, edema alveolar intersticial, derrame pleural e modificações na função e estrutura celular. Considerando os conceitos assinale: a( ) A, B, C estão corretas b( ) A, C ,D estão corretas c( ) B, C, D estão corretas d( ) somente A, C estão corretas e( ) somente C , D estão corretas 7). Em uma situação de emergência, na qual se tem que realizar a entubação endotraqueal, o paciente deve ser colocado, para facilitar o procedimento, na posição: a) Fowler, com a cabeça lateralizada para o lado direito. b) Fowler, com a cabeça lateralizada para o lado esquerdo. c) Semi-Fowler, com a cabeça lateralizada não importando o lado. d) Horizontal, sobre uma superfície dura com a cabeça fletida para trás. e) Trendelemburg, com a cabeça fletida para trás. 8.) A pressão arterial é o produto da resistência periférica total pelo débito cardíaco. Sobre o exposto,considere as afirmativas a seguir. I. O débito cardíaco é aumentado por condições que aumentam a frequência cardíaca ou o volume sistólico, ou ambos. II. A resistência periférica é aumentada por fatores que aumentam a viscosidade sanguínea ou reduzem o tamanho da luz dos vasos, principalmente o das arteríolas. III. O débito cardíaco é diminuído por condições que aumentam a frequência cardíaca ou o volume sistólico, ou ambos. IV. A resistência periférica é diminuída por fatores que aumentam a viscosidade sanguínea ou reduzem o tamanho da luz dos vasos, principalmente o das arteríolas. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas: a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e. III. e) II, III e IV. 9). O nome que se dá à dilatação pequena e sensível das artérias produzida pela corrente circulatória, ao verificar os sinais vitais é: a) Pulso. b) Pressão arterial sistólica. c) Bradicardia. d) Taquisfigimia. e) Pressão arterial diastólica. 10). Ao realizar-se o tratamento de uma ferida (curativo), pode ser necessário o uso de gaze. Ao se limpar do centro, ou seja, de dentro da ferida para o exterior, procedendo a limpeza tantas
  3. 3. quantas vezes forem necessárias e trocando as gazes sempre que precisar, desprezando-as em local apropriado, tal procedimento, é assim realizado, porque a ferida é considerada como: STM a) Purulenta. b) Suja. c) Úmida. d) Seca. e) Limpa. 11). Ao aplicar calor, normalmente há uma aceleração nas reações químicas e, em consequência, no metabolismo geral e local. Assim, ao utilizar-se o calor, pode-se acelerar o processo cicatricial porque: STM a) Diminui a circulação sanguínea. b) Controla a dor e diminui o estresse. c) Aumenta a circulação. d) Diminui e controla a hemorragia. e) Aumenta o edema e facilita a circulação sanguínea. 12). A introdução e penetração de vapores ou gases nas mucosas das vias aéreas superiores pode ser realizada pela inalação. A inalação úmida é a mais indicada e utilizada. Para a inalação se tornar mais eficaz, a posição indicada para o paciente é: STM a) Trendelemburg. b) Genupeitoral. c) Fowwler. d) Sims. e) Jakkiniff. Ou Jakkiniff
  4. 4. 13) 14) 15) Todas as soluções utilizadas para curativos, quando abertas pela primeira vez, deverão ter anotado no próprio frasco, dia, hora e nome do funcionário que a abriu. Esse procedimento é
  5. 5. necessário para controle rigoroso da data de validade do produto. Consiste em soluções para limpeza da pele e ou feridas : I)Solução Salina Isotônica (Soro Fisiológico, SF a 0,9%) que tem por finalidade a limpeza da ferida e áreas próximas . Água oxigenada oxidante fulgaz. Éter- Utilizado com a finalidade de retirar a cola de fitas adesivas , não-anti-séptica, irritante e tóxico à pele e mucosa. II) Polivinilpirrolidona-iodo a 10% 0°/° de iodo livre) - PVP-I para destruir ou inibir a reprodução de possíveis microrganismos presentes na ferida e área próxima.Sendo Tintura- antissepsia de pele e demarcação do campo cirúrgico, Degermante para a degermação da pele; Tópico para anti-sepsia de mucosa e realização de curativos. III) Líquido de Dakin . Tintura de benjoim coloidal -forma uma película protetora das áreas próximas às feridas e ostomias. Benzin com os mesmos propósitos do éter . Pomada de Questran - A vitamina "A" que compõe esta pomada, auxilia na reepitelização da pele. Quantidades de itens corretos é igual a: a)( ) nenhum b)( ) 1 c)( ) 2 d)( )3 16) Um trabalhador hipertenso fará uso de propanolol, porém tem antecedente de asma. Atentamente, o profissional de enfermagem relacionou o uso do medicamento com o risco de ocorrência de : GO a) carcinogênese. b) broncoconstrição. c) taquicardia. d) hipertireoidismo. e) síndrome de Cushing. 17) O sistema respiratório leva oxigênio para os pulmões e remove o dióxido de carbono do corpo. Distúrbios respiratórios interferem nessa função, com o aumento de secreções, colocando a vida em risco.O método utilizado na remoção do excesso de secreções existentes na cavidade oral, nasal e nasofaríngea, recebe o nome de: GO a) aspiração das vias aéreas superiores. b) nebulização c) vaporização. d) oxigenoterapia. e) aerossolterapia. 18) O uso de ambú no atendimento a uma pessoa que sofreu parada cardiorrespiratória tem por finalidade: GO a) desobstruir as vias aéreas. b) substituir a massagem cardíaca. c) remover secreções da boca e impedir a queda da língua. d) promover ventilação efetiva. 19) O fator que interfere no processo de cicatrização de uma ferida no individuo é:GO (A) dosagem elevada de cálcio no sangue; (B) desequilíbrio do estado nutricional; (C) dosagem sérica de potássio; (D) horário de troca do curativo;
  6. 6. (E) tempo de anestesia. 20) Uma das ocorrências em Enfermagem Cirúrgica é a deiscência, que é: PLM (A) Remoção de fragmento de um tecido para exame; (B) Ressecção de parte de um órgão para cultura; (C) Saída de conteúdo líquido de cavidades; (D) Separação das bordas de uma ferida operatória; (E) Exteriorização de vísceras pela parede abdominal. 21) Constituem fatores que afetam diretamente a cicatrização de feridas cirúrgicas: PLM (A) Hematoma e infecção; (B) Hipovolemia e hipertermia; (C) Náuseas e vômitos; (D) Hipertensão e hipotermia; (E) Hipotensão e hematêmese. 22) A Hipertensão Arterial é considerada hoje uma ocorrência epidêmica na população. São fatores predisponentes: PLM (A) Hábito de fumar e exercícios físicos. (B) Raça negra, anorexia e TPM. (C) Obesidade, estresse e ingestão excessiva de sal. (D) Sedentarismo e ingestão excessiva de açúcar. (E) Predisposição familiar, exercícios físicos e febre. 23) Nas rotinas de Enfermagem, aspiração de secreções ocorrem em pacientes graves principalmente, devendo ser obedecidos os requisitos primordiais, como: LARANJ (A) troca do frasco de 12/12h. (B) troca de intermediário de 12/12h. (C) troca de cateter de 12/12h. (D) troca do frasco de 24/24h. (E) troca de cateter de 24/24h. 24) Como profissional de enfermagem, a verificação dos sinais vitais deve ser realizada com responsabilidade, atenção e conhecimento. Destacando um cliente com temperatura de 40º c, afirma-se que o mesmo apresenta: LARANJ (A) hipotermia. (B) febre. (C) pirexia. (D) estado febril. (E) hiperpirexia. 25) Dentre os fatores patológicos que aceleram apulsação da pessoa, destaca(m)-se: LARANJ (A) emoção. (B) febre. (C) choque. (D) digestão. (E) exercícios. 26)Um material indispensável para realização da entubação endotraqueal é o(a): SP (A) Laringoscópio. (B) Termômetro. (C) Pinça dente de rato. (D) Tesoura ponta curva. (E) Otoscópio. 27)O primeiro passo para verificação da tensão arterial é: SP (A) localizar batimentos da artéria. (B) não contar para o paciente o que vai ser feito, para não deixá-lo nervoso. (C) colocar o manguito e depois localizar a veia (D) verificar primeiramente a respiração do paciente.
  7. 7. (E) explicar para o paciente o que vai fazer e o porquê. 28) Ao aferir uma PA de 170/100 mmhg no Sr. A.C.M Neto., de 64 anos, constata-se: MT a. pressão ótima. b. pressão normal. c. hipertensão moderada. d. hipertensão grave. e. pressão limítrofe. 29)Ao verificar o pulso de um paciente adulto, sua frequência deverá ser aferida durante um período tempo De: SP (A) 1 min. (B) 1/8 min. (C) 1/4min (D) 2 min (E) 5 min. 30) Em que posição o paciente deve permanecerao realizar um enema? MT(chuca) a. Posição de Fowler. b. Posição de Sims. c. Decúbito Supino. d. Decúbito Ventral. e. Posição de Trendelenburg. 31) Em relação aos cuidados relacionados à via aérea artificial, em paciente em ventilador mecânico, assinale a alternativa Incorreta. MT e Processo Seletivo Residência. a. O tubo traqueal deve ser preso frouxamente para facilitar o manuseio do paciente. b. As secreções traqueais devem ser aspiradas somente quando necessário, pois a aspiração expõe o paciente a riscos como hipóxia. c. A drenagem postural e a fisioterapia torácica ajudam na remoção das secreções da árvore brônquica. d. A umidificação e o aquecimento dos gases inalados em ventilação mecânica são indispensáveis para prevenir a hipotermia, o aumento da viscosidade das secreções, a destruição do epitélio das vias aéreas e as atelectasias. e. Observar, antes e durante a aspiração, o ritmo cardíaco, a saturação de oxímetro e a pressão intracraniana, quando monitorizada. 32) São situações que caracterizam emergências hipertensivas: (A) encefalopatia hipertensiva, angina instável e edema agudo de pulmão; (B) edema agudo de pulmão, pré-eclâmpsia, infarto do miocárdio; (C) aneurisma dissecante de aorta, intoxicação por cocaína ou anfetamina; (D) hemorragia intracraniana, eclampsia, sangramento pós-operatório; (E) rebote hipertensivo após suspensão súbita de clonidina, edema agudo de pulmão. Emergências Urgências Encefalopatia hipertensiva Angina instável Edema agudo de pulmão Pré-eclâmpsia Infarto do miocárdio Anticoagulação Aneurisma dissecante de aorta Intoxicação por cocaína ou anfetamina Hemorragia intracraniana Pré e pós-operatório Eclampsia Transplante renal Sangramento pós-operatório Rebote hipertensivo após suspensão súbita de clonidina ou outros anti- hipertensivos Queimaduras extensas Crises de feocromocitoma Hipertensão acelerada-maligna com edema de papila Classificação da pressão arterial Pressão arterial sistólica (mmHg) Pressão arterial diastólica (mmHg) Ótima < 120 e < 80 Normal < 130 e < 85 Limítrofe 130 a 139 ou 85 a 89 Estágio 1 140 a 159 ou 90 a 99 Estágio 2 160 a 179 ou 100 a 109 Estágio 3 180 ou 110 Hipertensão sistólica isolada > 140 e < 90

×