A genética é a ciência que estuda a estrutura e funcionamento dos ácidos nucléicos, o DNA(ácido desoxirribonucléico) e o R...
As seqüências de nucleotídeos em uma molécula de DNA dos cromossomos que sãoresponsáveis porcaracterística específica (sej...
aparece quando há homozigose para os alelos i. Já entre os alelos A e B a relação é decodominância, pois ambos os alelos s...
Ou seja para cada carcteristica temos metade da mãe e metade do pai, poisocorre separação na formação dos gametas.6 - Nos ...
b) 4CC: 8Cc: 4ccc) 4Cc: 8cc: 4CCd) 4cc: 8CC: 4CcResolução: Cruzamento de ratos heterozigotos, então temos Cc x Cc que orig...
um filho também heterozigoto? resposta: 50%Resolução: cruzamento de heterozigotos entre si:11 - Um casal de cobaias de cor...
Sendo assim temos 50% ou 2/4 para olho castanho heterozigoto e 50% ou 2/4 para olhoazul.• Monte um heredograma para essa f...
Assim a proporção fenotípica é: 2/3 AYA amarelos e 1/3 AA cinzentosDeve-se nesse caso desconsiderar a probabilidade de mor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A genética

690 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A genética

  1. 1. A genética é a ciência que estuda a estrutura e funcionamento dos ácidos nucléicos, o DNA(ácido desoxirribonucléico) e o RNA ( osácido ribonucléico). Uma vez que os ácidos nucléicossão responsáveis pelamanutenção e expressão das características hereditárias, a genéticaestuda desde os processos de divisão celular, onde o DNA é replicado (produz uma réplica desi mesmo) para ser repassado às células filhas, até mecanismos de síntese de proteínas(transcrição e tradução), bem como as leis da hereditariedade e a dinâmica dos genes naspopulações.É uma ciência extremamente ampla embora com alta inter-relaçãoentre seus diversosaspectos. O que facilita ligeiramente o estudo genético dos organismos vivos é auniversalidade do DNA, ou seja, processos de manutenção e expressão das características,bem como de sua hereditariedade, são compartilhados entre os mais diferentes organismosvivos, salvo algumas pequenas particularidades, principalmente em se tratando de procariotos(bactérias) x eucariotos (fungos, animais, plantas).Todas as características hereditárias dos organismos vivos estão codificadas no DNA, na formade seqüências de nucleotídeos, como se fosse uma planta para a construção de um organismovivo completo. Nucleotídeos são as unidades básicas dos ácidos nucléicos, ligados como sefossem elos de uma corrente. Na maioria dos organismos eucariotos, o DNA é formado porduas fitas complementares destas ligações de nucleotídeos em forma de uma espiral, achamada dupla hélice.A dupla hélice está organizada comproteínas no núcleo da célula eucariótica, formando umcromossomo. O número de cromossomos (moléculas de DNA enroladas com proteínas) podevariar de organismo para organismo. Os seres humanos, por exemplo, tem 46 cromossomos,ou 46 moléculas de DNA enrolado com proteínas. Organismos chamados diplóides são aquelesque recebem um lote cromossômico do pai e um da mãe, e representam uma grande parcelados organismos vivos atuais.Mais uma vez utilizando os humanos como exemplo, cada indivíduo recebe um lote contendo23 cromossomos do pai e outro lote destes da mãe, de modo quetambém podemos dizer queos humanos têm 23 pares de cromossomos. Cada cromossomo que proveniente do pai tem umcromossomo correspondente proveniente da mãe, chamados homólogos, formando o par decromossomos exceto para os cromossomos sexuais, X e Y, pois as mulheres têm doiscromossomos X enquanto os homens têm um cromossomo X e um Y). Estes cromossomoshomólogos pareiam-se na meiose (processo de divisão celular que gera gametas com apenasum lote cromossômico) e trocam trechos de seus DNAs em um processo chamado derecombinação (ou crossing-over), uma forma de embaralhamento de genes.
  2. 2. As seqüências de nucleotídeos em uma molécula de DNA dos cromossomos que sãoresponsáveis porcaracterística específica (seja microscópica como uma fita de RNA oumacroscópica como a cor do olho) são chamadas de genes. Um determinado gene ocupa,portanto, uma região específica de um cromossomo, o que chamamos de lócus. Um mesmocromossomo pode ter centenas de lóci. Como organismos diplóides receberam um lotecromossômico do pai e outro da mãe, em ambos os cromossomos do par de homólogos temosa mesma região para um determinado gene, e estas seqüências podem ser iguais oudiferentes. Cada seqüência nestes lóci é chamada de alelo, ou seja, alelos são geneslocalizados em um determinado lócus de um dos cromossomos do par de homólogos. Assim,para uma dada característica determinada por um único gene, um indivíduo diplóide recebeuum alelo do pai e outro da mãe, podendo ter no máximo dois alelos para esta característica(ou para cada lócus gênico). Quando os dois alelos são iguais, dizemos que o indivíduo éhomozigoto para a característica. Quando são diferentes, dizemos que o indivíduo éheterozigoto. Chamamos de genótipo o conjunto dos alelos de uma determinadacaracterística. É a combinação deste genótipo que determina a característica, ou fenótipo.Quando uma característica se manifesta tanto quando o genótipo é heterozigoto (quando osdois alelos são diferentes) quanto em homozigose (quando os dois alelos são iguais), dizemosque a característica é dominante e, portanto, determinada por um alelo dominante,frequentemente representado por uma letra maiúscula. Um exemplo é a polidactilia emhumanos, que é determinada por um alelo dominante. Assim, basta ter um único alelo parapolidactilia que a característica será expressa (genótipos AA para o homozigoto e Aa para oheterozigoto). Quando uma característica se manifesta apenas quando os dois alelos sãoiguais, dizemos que a característica é recessiva e, portanto, determinada por um alelorecessivo, representado por uma letra minúscula. Como no caso do exemplo acima, para tercinco dedos é preciso ter os dois alelos iguais (genótipo aa). Nestes casos, temos o que échamado de relação de dominância completa entre os dois alelos. Em outros casos, os doisalelos são expressos quando em situação de heterozigose, frequentemente chamada decodominância, pois nenhuma característica fica escondida. Um exemplo é o tipo sanguíneoAB, onde as hemácias dos indivíduos com este grupo sanguíneo apresentam tanto os antígenosA quanto os antígenos B, pois os genes das enzimas necessárias paraproduzir ambos osantígenos estão sendo expressos ao mesmo tempo.Os grupos sanguíneos “ABO” nos fornecem outro caso interessante em relação à distribuiçãodos genes, os alelos múltiplos. Neste caso, para uma mesma característica (tipo sanguíneo) épossível ter uma combinação de dois alelos dentre três tipos diferentes – A, B e i. Osgenótipos AA e Ai resultam no fenótipo “tipo sanguíneo A”. Os genótipos BB e Bi resultam nofenótipo “tipo sanguíneo B”. O genótipo ii resulta no fenótipo “tipo sanguíneo O”, enquanto ogenótipo AB resulta no fenótipo “tipo sanguíneo AB”. Entre os alelos A e i temos uma relaçãode dominância completa, assim como entre os alelos B e i. O fenótipo “tipo O” apenas
  3. 3. aparece quando há homozigose para os alelos i. Já entre os alelos A e B a relação é decodominância, pois ambos os alelos são expressos. No entanto, não importa quantosdiferentes alelos para um mesmo gene uma população pode ter, cada indivíduo terá apenasdois, pois recebeu um do pai e outro da mãe.01 - Defina:a) Cromossomos: são fios finos e longos com grande afinidade por corantes que sãovistos na divisão celular. Se encontram no n´cleo da célula e são formados de basesnucléicas.b) cariótipo: conjunto de cromossomos que uma espécie pode possuir.c) cromátide: cada fio individual do cromossomo.d) autofecundação: fenômeno onde a pr´pria espécie possui a capacidade de sefertilizar sem a necessidade de outro indivíduo. Muito comum em ervilhas.02 - Qual a diferença fundamental entre a primeira divisão da meiose e umamitose?Na mitose formam-se 2 células diplóides já na meiose formam-se 4 células haplóides.Na mitose na primeira divisão separam-se cromátides-irmãs, já na meiose separam-secromossomos homólogos.03 - Complete:a) No final da mitose formam-se 2 células diplóides , ou seja, com o númerocompleto de cromossomos.b) NO final da meiose formam-se 4 células haplóides, ou seja, com a metade donúmero de cromossomos.c) Chamamos de homozigoto o indivíduo portador de dois alelos iguais.d) Chamamos de heterozigoto o indivíduo portador de alelos diferentes.04 – Quais foram os cinco motivos que levaram Mendel a escolher a espécie Pisumsativum para seus experimentos?1º facilidade de cultivo2º fácil identificação de variedades pelas suas carcterísticas bem diferentes.3º ciclo de vida curto4º descendência fértil no cruzamento de variedades diferentes.5º facilidade para polinização artificial05 – Qual o princípio ou enunciado da primeira Lei de Mendel?"Os fatores que condicionam uma característica segregam-se ( separam-se) na formaçãodos gametas; estes, portanto, são puros com relação a cada fator."
  4. 4. Ou seja para cada carcteristica temos metade da mãe e metade do pai, poisocorre separação na formação dos gametas.6 - Nos coelhos, a cor preta dos pêlos é dominante em relação à cor branca.Cruzaram-se coelhos pretos heterozigotos entre si e nasceram 180 filhotes. Destes,o número de heterozigotos provavelmente é:BB e Bb nasci indivíduos pretos e bb nasci indivíduos brancos.Cruzaram-se coelhos pretos heterozigotos entre si: então Bb x Bb que dá: 1/4 BB 2/4Bb 1/4 bb.Se nasceram 180 filhotes temos então: (180/4 = 45) para cada probabilidade temos 45filhotes sendo portanto:BB - 1/4 (1 x 45 = 45) Bb - 2/4 (2 x 45 = 90 ) bb - 1/4 ( 1 x 45 )Então o número de filhotes heterozigotos é 90.07 – Em urtigas o caráter denteado das folhas domina o caráter liso. Numaexperiência de polinização cruzada, foi obtido o seguinte resultado: 90 denteadas e30 lisas. A provável formúla genética dos cruzantes é:a) Dd x ddb) DD x ddc) Dd x Ddd) DD x DdResolução: a única proporção na genética que dá 3:1 é o cruzamento de heterozigotosentre si e como a proporção encontrada na urtiga é de 90:30 temos uma proporção 3:1.Observe o cruzamento de heterozigotos:Então o fenótipo é de 3/4 de folhas denteadas e 1/4 de folhas lisas.Sendo assim 90 + 30 = 120120: 4 = 30 entãoFolhas denteadas são 30 x 3 = 90 e folhas lisas são 1 x 30 = 3008 – Se um rato cinzento heterozigótico for cruzada com uma fêmea do mesmogenótipo e com ela tiver dezesseis descendentes, a proporção mais provável para osgenótipos dos descendentes será?a) 4Cc: 8Cc: 4cc
  5. 5. b) 4CC: 8Cc: 4ccc) 4Cc: 8cc: 4CCd) 4cc: 8CC: 4CcResolução: Cruzamento de ratos heterozigotos, então temos Cc x Cc que originará:CC = 1/4 cinzentoCc = 2/4 cinzentocc = 1/4 brancoEntão para 16 filhotes 16 : 4 = 4 o que resulta em : 4CC - 8Cc - 4cc09 - A planta conhecida como Maravilha (Mirabilis jalapa) possui as coresvermelha, branca e rósea. O fenótipo rósea é obtido do casamento de vermelhascom brancas. Do casamento entre duas plantas róseas poderemos obter:a) 50% brancas e 50% vermelhasb) 25% vermelhas, 50% róseas e 25% brancasc) 50% brancas e 50% róseasd) 50% róseas e 50% vermelhase) 75% vermelhas e 25% brancasResolução: trata-se de um caso de dominância incompleta pois existe um fenótipointermediário entre os homozigotos. No cruzamento de heterozigotos para esse carátertemos:Assim a proporção fenotíca é:25% FV FV = vermelha50% FV FBrosa25% FB FB = branca10 - Qual a probabilidade de um casal de heterozigotos para um par de genes, ter
  6. 6. um filho também heterozigoto? resposta: 50%Resolução: cruzamento de heterozigotos entre si:11 - Um casal de cobaias de cor escura, de mesmo genótipo, foi mantido em umagaiola e produziu 6 indivíduos de cor escura e 2 indivíduos albinos. Esse caráter écondicionado por, apenas, um par de alelos. A partir dessas informações, éCORRETO afirmar:01. ambos os progenitores têm genótipo heterozigoto.02. o genótipo escuro é mais resistente.04. dois terços da prole escura é heterozigota.08. o gene que condiciona o fenótipo escuro é dominante sobre o gene que condiciona ofenótipo albino.16.todos os descendentes albinos são homozigotos.• O somatório das alternativas corretas é: 01+ 04+08+16=29Resolução:01 - Correto: proporção de filhotes foi de 3:1 = 6:2 que é sempre a proporção decruzamento de heterozigotos.02 - Errado:ser resistente é difernte de ser dominante o rato branco albino tem a mesmaresistência do escuro.04 - Correto: Dentre os escuros que são então 3/3 temos 2/3 heterozigotos.08 - Correto: Se escuro teve a proporção 3 vezes maior é claro que é dominante sobrealbino.16 - Correto: São homozigotos recessivos.12 - (UFC – CE) Olhos castanhos são dominantes sobre olhos azuis. Um homem deolhos castanhos, filho de pai de olhos castanhos e mãe de olhos azuis, casa-se comuma mulher de olhos azuis. A probabilidade de que tenham um filho de olhos azuisé de:a) 25%b) 50%c) 0%d) 100%Resolução: O homem é Aa, pois tem olhos castanhos e recebeu da mãe que tem olhosazuis o "a" e do pai de olhos castanhos o "A". Sua esposa é aa pois tem olhos azuis.Então temos cruzamento de Aa x aa que dá:
  7. 7. Sendo assim temos 50% ou 2/4 para olho castanho heterozigoto e 50% ou 2/4 para olhoazul.• Monte um heredograma para essa família.Nesse heredograma mostra avô de olho castanho e avó de olho azul e pai de olhocastanho e mãe de olho azul. O filho poderá ser 50% de Aa castanho ou 50% aa azul.13 – Identifique entre as características mencionadas abaixo aquela que não éhereditária.a) cor dos cabelosb) formato dos olhos e narizc) deformidade física acidentalc) hemofiliaComentário: Unica caracteristica que foi adquirida depois da união dos gametas.14 – Em camundongos o genótipo AA é cinza; AYA é amarelo e AY AY morre noinício do desenvolvimento embrionário. Que descendência se espera docruzamento entre um macho amarelo com uma fêmea amarela?a) 1/2 amarelos e 1/2cinzentosb) 2/3 amarelos e 1/3 cinzentosc) 3/4 amarelos e 1/4 cinzentosd) 2/3 amarelos e 1/3 cinzentosResolução: Temos um cruzamento de heterozigotos onde trabalha-se com ALELOSLETAIS , então:
  8. 8. Assim a proporção fenotípica é: 2/3 AYA amarelos e 1/3 AA cinzentosDeve-se nesse caso desconsiderar a probabilidade de morte, uma vez que esse indivíduonão terá descendentes.15 – A genealogia anexa refere-se a uma família com casos de alcaptonúria,anomalia provocada por um gene recessivo.Nesta genealogia os genótipos que não podem ser determinados totalmente são dosindivíduos:a) 1,2 e 5b) 1,3 e 6c) 3,5 e 6d) 7, 8 e 10e) 3,8 e 10Resolução: 1 e 2 são Aa, pois tiveram filhos aa e são normais.O 3 entrou na família e não mostra seus parentes sabe-se somente que é normal, umavez que também não teve filho afetado sendo, portanto, A_ .A 4 é aa pois tem alcaptonúria.A 5 e o 6 são Aa pois como 1 e 2 tiveram uma filha afetada.A 7 é Aa pois é normal por isso recebeu o "A" do pai e o "a" da mãe que é afetada.O 8 e o 10 são normais, mas não tem como saber se são AA ou Aa que sãoprobabilidades possiveis do cruzamento entre seus pais 5 e 6 que são heterozigotos.

×