Trabalho como mediação

1.455 visualizações

Publicada em

Aula para apresentar a trabalho como mediação humanizadora do ser humano. Aula pensada para a 2ª série do Ensino Médio.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho como mediação

  1. 1. Trabalho como Mediação
  2. 2. Na presente Situação de Aprendizagem vamos desenvolver as seguintes habilidades:  compreender que o trabalho é uma atividade base da condição humana;  desenvolver o espírito crítico;  desenvolver habilidades de leitura e compreensão de textos, produzir textos contínuos;  expressar-se oralmente. Habilidades e Competências
  3. 3.  https://www.youtube.com/watch?v=ieJ1_5y7fT8 O que é Trabalho?
  4. 4. Origem da Ideia de Trabalho Tripalium: era um instrumento feito de três paus aguçados, algumas vezes ainda munidos de pontas de ferro, no qual os agricultores bateriam o trigo, as espigas de milho, para rasgá-los, esfiapá-los. A maioria dos dicionários, contudo, registra tripálio apenas como instrumento de tortura, o que teria sido originalmente, ou se tornado depois.
  5. 5. Perspectiva de Trabalho Na civilização ocidental, a percepção de que o trabalho é algo que traz sofrimento é reforçada por outras ideias influenciadas pelas tradições greco- romana e judaico- cristã.
  6. 6. Visão Cristã No cristianismo, o episódio bíblico da expulsão de Adão e Eva do Paraíso, como consequência do pecado original, condenando-os ao trabalho, a ganhar o “pão com o suor do rosto”, ampliou a conotação negativa do trabalho. Assim, ele apresenta, em nossa sociedade, também os sentidos de fadiga, luta, dificuldade e punição.
  7. 7. Na Natureza...
  8. 8. “Toda história humana é a história da luta de classes” Karl Marx e Friedrich Engels, Manifesto do Partido Comunista. A organização para o trabalho, para produzir, é a forma mesma de humanização do homem, para além da visão do trabalho como punição, a teoria clássica da Sociologia apresenta, guardadas as diferenças pontuais de cada autor, o trabalho como o fundamento de toda a estrutura social. Trabalho como mediação
  9. 9. Da Divisão Social do Trabalho Para Émile Durkheim o trabalho é fonte de coesão social, é o fato social capaz de produzir a solidariedade a partir da qual iremos organizar nossa sociedade. Para ele, a forma como distribuímos os papéis sociais na produção revela o tipo societário adotado por uma determinada coletividade. Durkheim observou que nossa Sociedade organizou a produção de forma científica, possibilitando a especialização das atividades laborais humanas, impactando numa maior produtividade e uma solidariedade mais complexa e orgânica, produzida pela interdependência funcional dos atores sociais. ÉmileDurkheim
  10. 10. Economia e Sociedade Para o sociólogo alemão Max Weber a sociedade deve ser analisada a partir do conjunto de ações individuais. Assim o seria uma vez que sempre que agimos levamos em consideração as ações dos demais agente sociais, ou seja, quando vou a uma passeata de protesto o faço influenciado pela conduta de outros indivíduos. MaxWeber,RetradodeFamília O método weberiano “mira” o indivíduo por ser a complexidade social potencialmente infinita, assim, sendo a conduta individual reflexo de outras condutas, é possível observar no indivíduo a Ação Social. Nesse sentido o trabalho aparece como Ação Social reveladora do espírito que favorece o desenvolvimento econômico, especialmente pelo estabelecimento de uma ferramenta sociológica de reconhecimento de Tipos Ideais ou Tipos Puros, que orientam a conduta dos indivíduos no seio social.
  11. 11. Perspectiva Marxista Karl Marx nasceu na Alemanha, em 1818. Considerado um dos maiores filósofos alemães, realizou estudos importantes também para a Economia e a Sociologia. Tendo como base a dialética, desenvolveu o método que permite a explicação da história das sociedades humanas a partir das relações sociais de produção. KarlMarx,ImagemMuseuMadameTussaudsde Berlim Marx permitiu a abordagem teórica reveladora da essência do trabalho no sistema de produção capitalista, qual seja, a alienação. Isso quer dizer que no capitalismo o trabalho não é mais expressão da humanidade do homem, mas está cingido (agir separado do pensar), tornando-se mera relação de emprego.
  12. 12. Aula desenvolvida para o 2ª Série do Ensino Médio Por Prof. João Bidoia

×