AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com
18/09/2013
2° Semestre de 2013
SIN-NA8
 Referências...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
 Definindo a Missão daTI!
 Qual é o modelo operacional da empresa?
 Como aTI dará suporte ao modelo?
 Decisões para qu...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
 Quais são os principais processos de
negócio? Como eles se relacionam?
 Como aTI suporta esses processos (sistemas e
in...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
 Qual é a infraestrutura necessária?
 Infraestrutura deTI fornecendo a base para a
capacidade deTI da empresa...
 Rede
...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
 Quais são as aplicações necessárias?
 Adquiridas no mercado ou desenvolvidas
internamente?
 Garantia da implementação ...
Princípios de TI
Arquitetura
de TI
Infraestrutura
de TI
Necessidades
comerciais e
entrega de projetos
Investimentos
e a
pr...
 Quanto e onde gastar?
 Definição do portfólio de investimentos de
TI...
 Princípios deTI
 Arquitetura
 Infraestrutur...
 Decisões tomadas pelo grupo de executivos
de negócios ou executivos individuais
 Equipe deTI tomando as decisões
 Executivos do nível de diretoria e grupos de
negócios (por exemplo, responsáveis
funcionais ou de unidades de negócios)
...
 Executivos deTI junto com diretores ou
líderes de unidades de negócio
 Usuários tomando as decisões
individualmente
Fonte: http://www.tumblr.com/tagged/democracia?page=19
Quais decisões devem ser tomadas
para garantir a gestão e o uso
eficazes de TI?
Quem deve tomar essas
decisões?
Como essas decisões serão
tomadas e monitoradas?
 Embora a tomada de decisão possa ser
imaginada como um evento único e estático,
ela pode – sempre que possível – ser tra...
 O gestor deTI deve ter em mente que o
conjunto de suas decisões dará o veredito
sobre sua carreira...
 Quantas decisões...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
Momento isolado, estático DURAÇÃO
Processo dinâmico que se
desenrola
Rac...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
De cima para baixo: líder
toma as principais decisões
ATORES
Circular: e...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
De cima para baixo: líder
toma as principais decisões
ATORES
Circular: e...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
De cima para baixo: líder
toma as principais decisões
ATORES
Circular: e...
VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO
De cima para baixo: líder
toma as principais decisões
ATORES
Circular: e...
 Sempre captar os sinais no ambiente a seu
redor
 Perceber quando é necessário tomar uma decisão
 Definir parâmetros cl...
 Identificar as partes interessadas importantes
e envolvê-las no processo
 Buscar as melhores ideias...
 E incentivar a...
 Sempre ouvir e incentivar feedbacks
 Medir os resultados
 É necessário saber se deu certo ou não
 Não ter medo de faz...
alessandro.almeida@uol.com.br
www.alessandroalmeida.com/unifieo.htm
www.slideshare.net/alessandroalmeida
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)

306 visualizações

Publicada em

Slides da aula apresentada no dia 18 de setembro de 2013.

Disciplina: Gestão da Tecnologia da Informação.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
306
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão da Tecnologia da Informação (18/09/2013)

  1. 1. AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com 18/09/2013 2° Semestre de 2013 SIN-NA8
  2. 2.  Referências...
  3. 3. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  4. 4. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  5. 5.  Definindo a Missão daTI!  Qual é o modelo operacional da empresa?  Como aTI dará suporte ao modelo?  Decisões para que a estratégia deTI esteja alinhada com a estratégia corporativa  Lado normativo da Governança deTI
  6. 6. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  7. 7.  Quais são os principais processos de negócio? Como eles se relacionam?  Como aTI suporta esses processos (sistemas e infraestrutura)?
  8. 8. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  9. 9.  Qual é a infraestrutura necessária?  Infraestrutura deTI fornecendo a base para a capacidade deTI da empresa...  Rede  Telecomunicações  Banco de Dados  Gestão de Serviços deTI  Intranet
  10. 10. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  11. 11.  Quais são as aplicações necessárias?  Adquiridas no mercado ou desenvolvidas internamente?  Garantia da implementação bem-sucedida e a entrega dos benefícios esperados
  12. 12. Princípios de TI Arquitetura de TI Infraestrutura de TI Necessidades comerciais e entrega de projetos Investimentos e a priorização de TI
  13. 13.  Quanto e onde gastar?  Definição do portfólio de investimentos de TI...  Princípios deTI  Arquitetura  Infraestrutura  Aplicações  Projetos
  14. 14.  Decisões tomadas pelo grupo de executivos de negócios ou executivos individuais
  15. 15.  Equipe deTI tomando as decisões
  16. 16.  Executivos do nível de diretoria e grupos de negócios (por exemplo, responsáveis funcionais ou de unidades de negócios)  Executivos deTI como participantes adicionais
  17. 17.  Executivos deTI junto com diretores ou líderes de unidades de negócio
  18. 18.  Usuários tomando as decisões individualmente Fonte: http://www.tumblr.com/tagged/democracia?page=19
  19. 19. Quais decisões devem ser tomadas para garantir a gestão e o uso eficazes de TI?
  20. 20. Quem deve tomar essas decisões?
  21. 21. Como essas decisões serão tomadas e monitoradas?
  22. 22.  Embora a tomada de decisão possa ser imaginada como um evento único e estático, ela pode – sempre que possível – ser tratada como um processo dinâmico
  23. 23.  O gestor deTI deve ter em mente que o conjunto de suas decisões dará o veredito sobre sua carreira...  Quantas decisões relevantes foram bem sucedidas?
  24. 24. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  25. 25. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  26. 26. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  27. 27. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  28. 28. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  29. 29. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO Momento isolado, estático DURAÇÃO Processo dinâmico que se desenrola Racional, analítico PROCESSO REFLEXIVO Racional e analítico, mas também emocional e repleto de drama Passíveis de conhecimento e quantificação VARIÁVEIS Muitas vezes fora da área de competência do líder; relação com a decisão pode ser indireta Individual: líder heroico toma a difícil decisão FOCO Organizacional: Líder conduz o processo, mas é influenciado por muitos atores e decisões subsequentes Tomar a melhor decisão possível com base nos dados conhecidos CRITÉRIOS DE ÊXITO Ação e reação em processo decisório que conduz os outros a um bom resultado
  30. 30. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO De cima para baixo: líder toma as principais decisões ATORES Circular: execução influi na reformulação das decisões Sistema fechado no qual a pessoa que toma a decisão sonega informações e não explica a sua lógica TRANSPARÊNCIA Processo aberto no qual erros são comunicados e o aprendizado é usado para fazer ajustes Ocorre de forma inconsciente, por experiência ou sorte; reservado à alta liderança CULTIVO DA CAPACITAÇÃO Deliberadamente incentivado em todos os níveis
  31. 31. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO De cima para baixo: líder toma as principais decisões ATORES Circular: execução influi na reformulação das decisões Sistema fechado no qual a pessoa que toma a decisão sonega informações e não explica a sua lógica TRANSPARÊNCIA Processo aberto no qual erros são comunicados e o aprendizado é usado para fazer ajustes Ocorre de forma inconsciente, por experiência ou sorte; reservado à alta liderança CULTIVO DA CAPACITAÇÃO Deliberadamente incentivado em todos os níveis
  32. 32. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO De cima para baixo: líder toma as principais decisões ATORES Circular: execução influi na reformulação das decisões Sistema fechado no qual a pessoa que toma a decisão sonega informações e não explica a sua lógica TRANSPARÊNCIA Processo aberto no qual erros são comunicados e o aprendizado é usado para fazer ajustes Ocorre de forma inconsciente, por experiência ou sorte; reservado à alta liderança CULTIVO DA CAPACITAÇÃO Deliberadamente incentivado em todos os níveis
  33. 33. VISÃOTRADICIONAL CARACTERÍSTICA VISÃO DE PROCESSO De cima para baixo: líder toma as principais decisões ATORES Circular: execução influi na reformulação das decisões Sistema fechado no qual a pessoa que toma a decisão sonega informações e não explica a sua lógica TRANSPARÊNCIA Processo aberto no qual erros são comunicados e o aprendizado é usado para fazer ajustes Ocorre de forma inconsciente, por experiência ou sorte; reservado à alta liderança CULTIVO DA CAPACITAÇÃO Deliberadamente incentivado em todos os níveis
  34. 34.  Sempre captar os sinais no ambiente a seu redor  Perceber quando é necessário tomar uma decisão  Definir parâmetros claros para a tomada decisão  Não é somente “porque eu quero fazer assim!”  Contextualizar e estabelecer uma linguagem comum  Cuidado com a “maldição do conhecimento”!
  35. 35.  Identificar as partes interessadas importantes e envolvê-las no processo  Buscar as melhores ideias...  E incentivar a equipe para sugerir sem medo  Decidir claramente entre sim e não  Não dá para ficar sempre em cima do muro  Participar também da execução  Não basta tomar a decisão e partir para a próxima
  36. 36.  Sempre ouvir e incentivar feedbacks  Medir os resultados  É necessário saber se deu certo ou não  Não ter medo de fazer ajustes sempre que for necessário
  37. 37. alessandro.almeida@uol.com.br www.alessandroalmeida.com/unifieo.htm www.slideshare.net/alessandroalmeida

×