Implementação do Sistema
de Governança de TI
1
Governança de TI é Complexo?
2Stacey, Ralph D., Strategic Management and Organisational Dynamics: The Challenge of Complex...
A Questão é o Escopo!
3
Cultura de
Negócio
Cultura
deTI
Visão & Estratégia
de Negócio
Arquitetura de
Negócio
Governança
Co...
A Questão é o Escopo!
Evolução da Governança de TI
GovernançaGerenciamentoControle
5Jurgen Appelo - Management 3.0
Governança Corporativa de TI
COBIT 5
Princípios de uma Governança de TI
2005/7
COBIT4.0/4.1
Audit
COBIT1
2000
Evolução
201...
A Importância da Governança de TI
• Segundo pesquisa:
7ITGI, Global Status Report on the Governance of Enterprise IT (GEIT...
Governança & Sistema de Governança
8
O sistema pelo qual as organizações
são dirigidas e controladas
(ISO 38500).
A govern...
Governança & Sistema de Governança
O COBIT 5 destaca 7 habilitadores, os quais a Governança de TI deve
considerar em sua a...
Sistema de Governança de TI
10
Características:
Princípios
• COBIT 5 apresenta um
conjunto consistente de
princípios, o qu...
Sistema de Governança de TI
11
Características:
Princípio I - Atender às Necessidades
das Partes Interessadas
• O COBIT me...
Sistema de Governança de TI
12
Características:
Princípio II - Cobrir a Organização de
Ponta a Ponta
• Assegurar que a Gov...
Sistema de Governança de TI
13
Características:
Princípio III - Aplicar um Modelo Único
Integrado
• Alinhar os padrões, pr...
Sistema de Governança de TI
14
Características:
Princípio IV - Permitir uma Abordagem
Holística
• A Governança de TI deve ...
Sistema de Governança de TI
15
Características:
Princípio V - Distinguir a Governança
do Gerenciamento
• Indica a importân...
Passos para Implementação
1. Criação do ambiente adequado
2. Aplicando uma Abordagem Melhoria Contínua de Ciclo de Vida
3....
Criação do ambiente adequado
• Apoio e orientação das principais partes interessadas são críticos
• Requisitos baseados no...
Pontos de Dor e Eventos
 Frustração da organização com iniciativas fracassadas, aumentando os custos
de TI e a percepção ...
Abordagem ao Ciclo de Vida
Adotar
Adaptar
Alinhar
19
1. Ciclo de vida principal de melhoria contínua - Este não é um proje...
Abordagem ao Ciclo de Vida
20
Fase 1 – Quais são os direcionadores?
• Identifica condutores de mudança
atuais e criam nos níveis de
gerenciamento execut...
Fase 2 – Onde estamos agora?
• Alinha os objetivos relacionados a TI
com as estratégias e risco corporativos,
e define pri...
23
COBIT
5©
Fase 3 – Onde precisamos estar?
• Estabelece uma meta de melhoria
seguido por uma análise de lacunas
para iden...
24
Fase 4 – O que necessita ser feito?
• Planos soluções exequíveis e práticas,
definindo projetos apoiados pelo casos
de ...
Fase 5 – Como chegaremos lá?
• Prevê a implementação das soluções
propostas sobre as práticas do dia-a-
dia e o estabeleci...
Fase 6 – Nós chegamos lá?
• Incide sobre transição sustentável das
melhores práticas de governança e de
gestão em operaçõe...
Fase 7 – Como Manter o Momentum?
• Analisa o sucesso global da iniciativa,
identifica outras exigências de
governança ou g...
Em resumo
 A Governança deve ser justificada e alinhada com objetivos e iniciativas
estratégicas
 Sua abordagem deve ser...
Perguntas?
29
A Implementação do Sistema de Governança de TI
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Implementação do Sistema de Governança de TI

553 visualizações

Publicada em

A Implementação do Sistema de Governança de TI
Carlos Teixeira – Blue Hawk – B&IT Management

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
553
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Implementação do Sistema de Governança de TI

  1. 1. Implementação do Sistema de Governança de TI 1
  2. 2. Governança de TI é Complexo? 2Stacey, Ralph D., Strategic Management and Organisational Dynamics: The Challenge of Complexity, First Edition, ©2000.
  3. 3. A Questão é o Escopo! 3 Cultura de Negócio Cultura deTI Visão & Estratégia de Negócio Arquitetura de Negócio Governança Corporativa Governança de TI Arquitetura deTI Visão & Estratégia de TI Visão e Estratégia ITSM / PMO / EA Negócio Portfólios, Programas & Projetos Práticas Portfólios, Programas & Projetos TI Portfólios, Programas & Projetos Gerenciamento ITSM / PMO / EA Arquitetura ITSM / PMO / EA
  4. 4. A Questão é o Escopo!
  5. 5. Evolução da Governança de TI GovernançaGerenciamentoControle 5Jurgen Appelo - Management 3.0
  6. 6. Governança Corporativa de TI COBIT 5 Princípios de uma Governança de TI 2005/7 COBIT4.0/4.1 Audit COBIT1 2000 Evolução 2012 Alinhamento Estratégico Valor da Entrega Gerenciamento de Riscos Gestão de Recursos Medição de Desempenho 2001/3 2003 Val IT 2.0 (2008) Risk IT (2009) BMIS (2010) Templo Gerenciamento COBIT3 Controle COBIT2 19981996 Auditoria COBIT1 Governança de TI COBIT 5© 6 Evolução da Governança de TI
  7. 7. A Importância da Governança de TI • Segundo pesquisa: 7ITGI, Global Status Report on the Governance of Enterprise IT (GEIT) — 2011, EUA, 2011 38% dos entrevistados citaram a redução dos custos de TI como resultado da governança das práticas de TI 27,1% indicaram melhor retorno dos investimentos em TI. 28,1% citaram a melhoria da competitividade da organização e  Melhoria da gestão do risco de TI  Melhor comunicação e relacionamentos entre as áreas administrativas e de TI  Melhoria na execução de TI para atingimento dos objetivos corporativos
  8. 8. Governança & Sistema de Governança 8 O sistema pelo qual as organizações são dirigidas e controladas (ISO 38500). A governança garante que as necessidades, condições e opções das Partes Interessadas sejam avaliadas a fim de determinar objetivos corporativos acordados e equilibrados; definindo a direção através de priorizações e tomadas de decisão; e monitorando o desempenho e a conformidade com a direção e os objetivos estabelecidos.
  9. 9. Governança & Sistema de Governança O COBIT 5 destaca 7 habilitadores, os quais a Governança de TI deve considerar em sua abordagem sistêmica. 9
  10. 10. Sistema de Governança de TI 10 Características: Princípios • COBIT 5 apresenta um conjunto consistente de princípios, o qual ele dá suporte de forma integral, de forma a assegurar que um adequado Sistema de Governança de TI seja implementado em uma organização.
  11. 11. Sistema de Governança de TI 11 Características: Princípio I - Atender às Necessidades das Partes Interessadas • O COBIT menciona que o real valor da TI se dá através do atendimento aos requisitos das diversas partes interessadas (internas e externas) e, portanto, o valor da Governança de TI é sustentado por assegurar que a TI atinja este propósito. • Uma das principais ferramentas, porém não única, que o COBIT 5 recomenda para viabilizar este atendimento é através do chamado cascateamento de metas, começando das metas corporativas, passando pelas metas de TI e, finalmente, dos habilitadores (processos, pessoas, times, serviços, informação etc).
  12. 12. Sistema de Governança de TI 12 Características: Princípio II - Cobrir a Organização de Ponta a Ponta • Assegurar que a Governança de TI cobre e integra todas as principais atividades de TI e a relação com áreas externas à TI, • Principalmente executiva/estratégica. • Especificação da cadeia de valor de TI, aos moldes do que o COBIT 5 apresenta a partir do chamado Modelo de Referência de Processos, • Somado, normas implementadas a fim de assegurar que todas as práticas, processos e atividades. • Especificação funcional da área, contendo a atribuição de missão, objetivos, processos e papéis e responsabilidades
  13. 13. Sistema de Governança de TI 13 Características: Princípio III - Aplicar um Modelo Único Integrado • Alinhar os padrões, práticas e processos de TI, entre outros habilitadores, a um modelo único e integrado. • Padrão de documentação, aderente aos requisitos selecionados da norma ISO/IEC 15504, utilizada pelo COBIT 5. • Cultura de Gestão de Processos, • Ganho na elevação da capacidade dos processos, com o ganho na qualidade dos resultados gerados pelos próprios processos de forma consistente e recorrente
  14. 14. Sistema de Governança de TI 14 Características: Princípio IV - Permitir uma Abordagem Holística • A Governança de TI deve ser tratada de forma sistêmica e, portanto, não somente observada sobre uma perspectiva, • Tais como, medir a capacidade da Governança somente através dos resultados dos processos • O COBIT 5 destaca 7 habilitadores, os quais a Governança de TI deve considerar em sua abordagem sistêmica. • Escolher os 7 habilitadores para um primeiro momento, pode ser demasiado, em função dos esforços e tempo necessários, o que, em visão de curto/médio prazo, podem frustrar expectativas.
  15. 15. Sistema de Governança de TI 15 Características: Princípio V - Distinguir a Governança do Gerenciamento • Indica a importância do Sistema de Governança e Gerenciamento de TI da organização em separar as atividades com foco interno (Gerenciamento de TI) e externo (Governança de TI). • Especificar práticas, processos ou procedimentos que integrem a Governança de TI com o nível executivo da organização. • Comitê Executivo de TI ou a Governança Corporativa, permitindo que seus resultados direcionem as práticas e processos de Gerenciamento de TI (Internamente na TI).
  16. 16. Passos para Implementação 1. Criação do ambiente adequado 2. Aplicando uma Abordagem Melhoria Contínua de Ciclo de Vida 3. Primeiros passos - Indentificar a necessidade de agir: Reconhecimento de Pontos de dor e Eventos 4. Reconhecendo Funções e Requisitos das partes interessadas 16
  17. 17. Criação do ambiente adequado • Apoio e orientação das principais partes interessadas são críticos • Requisitos baseados nos pontos fracos e nas tendências atuais devem ser identificados e aceitos pela administração como áreas a serem tratadas. • Diagnósticos ou avaliações de capacidade em alto nível baseadas no COBIT são excelentes ferramentas para – Aumentar a sensibilização, – Criar consenso e – Gerar um compromisso de ação. • Os objetivos e benefícios da implementação devem ser claramente expressos em termos de negócio e resumidos 17 Importantes iniciativas de TI geralmente falham devido: Falta de orientação, apoio e supervisão inadequados dos diversos envolvidos
  18. 18. Pontos de Dor e Eventos  Frustração da organização com iniciativas fracassadas, aumentando os custos de TI e a percepção de baixo valor para o negócio  Incidentes significativos relacionados ao risco de TI para o negócio, tais como perda de dados ou falha em projetos  Não cumprimento das exigências regulatórias ou contratuais  Descobertas das auditorias regulares sobre o fraco desempenho de TI ou relatórios de problemas com a qualidade de TI  Duplicação ou sobreposição das iniciativas ou desperdício de recursos  Mudanças relacionadas com a TI que não atendem às necessidades da organização e demoram a dar retorno ou estouram o orçamento  Membros da diretoria, executivos ou gerentes seniores que relutam em se envolver com TI, ou falta de patrocinadores comprometidos e satisfeitos para área de TI da organização  Múltiplos e complexos modelos operacionais de TI 18
  19. 19. Abordagem ao Ciclo de Vida Adotar Adaptar Alinhar 19 1. Ciclo de vida principal de melhoria contínua - Este não é um projeto isolado. 2. Capacitação da mudança - Abordagem dos aspectos comportamentais e culturais 3. Gestão do programa – A implementação em si
  20. 20. Abordagem ao Ciclo de Vida 20
  21. 21. Fase 1 – Quais são os direcionadores? • Identifica condutores de mudança atuais e criam nos níveis de gerenciamento executivo um desejo de mudar que é então expressa em um esboço de um caso de negócios. Abordagem ao Ciclo de Vida
  22. 22. Fase 2 – Onde estamos agora? • Alinha os objetivos relacionados a TI com as estratégias e risco corporativos, e define prioridades para os objetivos corporativos mais importantes, metas e processos relacionados a TI. • Uma avaliação do estado atual é então realizada, e os problemas ou eficiências são identificados realizando-se uma avaliação da capacidade do processo Abordagem ao Ciclo de Vida
  23. 23. 23 COBIT 5© Fase 3 – Onde precisamos estar? • Estabelece uma meta de melhoria seguido por uma análise de lacunas para identificar possíveis soluções. • Algumas soluções serão de ganhos rápidos e outras, tarefas mais desafiadoras de longo prazo. Abordagem ao Ciclo de Vida
  24. 24. 24 Fase 4 – O que necessita ser feito? • Planos soluções exequíveis e práticas, definindo projetos apoiados pelo casos de negócios justificáveis • Desenvolver um plano de mudança para a implementação. • Um caso de negócio bem desenvolvido ajudará a garantir que os benefícios do projeto são identificados e monitorados continuamente. Abordagem ao Ciclo de Vida
  25. 25. Fase 5 – Como chegaremos lá? • Prevê a implementação das soluções propostas sobre as práticas do dia-a- dia e o estabelecimento de medidas e sistemas de monitoramento para garantir que o alinhamento de negócios é realizada e o desempenho pode ser medido. • O sucesso exige compromisso, consciência e comunicação, compreensão e comprometimento da alta administração e apropriação por parte dos proprietários afectados processos de negócios e de TI. Abordagem ao Ciclo de Vida
  26. 26. Fase 6 – Nós chegamos lá? • Incide sobre transição sustentável das melhores práticas de governança e de gestão em operações normais de negócios e monitorar realização das melhorias usando as métricas de desempenho e benefícios esperados. Abordagem ao Ciclo de Vida
  27. 27. Fase 7 – Como Manter o Momentum? • Analisa o sucesso global da iniciativa, identifica outras exigências de governança ou gestão e reforça a necessidade de melhoria contínua. Também dá prioridade a novas oportunidades para melhorar GEIT. • O tempo total gasto em cada iteração do ciclo de vida completo idealmente não deve exceder seis meses, com melhorias aplicadas de forma progressiva; caso contrário, há um risco de perder o impulso, foco e buy- in das partes interessadas. Abordagem ao Ciclo de Vida
  28. 28. Em resumo  A Governança deve ser justificada e alinhada com objetivos e iniciativas estratégicas  Sua abordagem deve ser adequada ao propósito da organização de negócio e da TI  Tratar a Governança como um Sistema de Governança permite compreender os componentes para o sucesso da Governança de TI, e não somente controles:  Estrutura e Atribuições  Padrões e Métricas  Ferramentas de Apoio  A implementação deve ser contínua, definida e evolutiva  A avaliação deve ser um instrumento contínuo para assegurar os propósitos da Governança de TI 28
  29. 29. Perguntas? 29

×