Classicismo
Terceiro movimento literário da Língua                  PortuguesaAntes: Era Medieval: Trovadorismo e HumanismoEra Clássic...
Marco inicial do período• Século XV• Retorno do poeta Sá de Miranda à Portugal – ele passou alguns anos na Itália, entrand...
Tempo estimado da duração do             Classicismo• até 1580 - Unificação da Península Ibérica sob  o domínio espanhol.•...
Período muito importante não só para Portugal,          mas sim para toda Europa• Apogeu da nação portuguesa ,• grandes vi...
Símbolo deste períodoTORRE DE BELÉM - localiza-se na entrada de porto de Lisboa – e foi construídajustamente nesta época, ...
Descobertas• Viagens marítimas• Rota que Vasco da Gama empreendeu para  as índias em 1498.
1500• Quinhentismo• Descobrimento do Brasil• Outras regiões na África.
Conquistas...• Reflete na própria economia portuguesa, pois neste momento Lisboa se transforma numa das grandes capitais d...
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
Racionalismo• Razão passa a governar a emoção e o  sentimento.• Essa razão - harmonia• o homem, antes particularizado, pas...
Retomada da Mitologia pagã   • os autores, os poetas greco-latinos são     retomados.   • representam a perfeição, ideiais...
Complexo de Édipo• Édipo - personagem da mitologia grega. Famoso por matar o pai e casar-se com a própria mãe. Filho de La...
Segundo a lenda grega, Laio, o rei de Tebas haviasido alertado pelo Oráculo de Delfos que umamaldição iria se concretizar:...
Édipo consulta o Oráculo que lhe dá a mesmaprevisão dada a Laio, que mataria seu pai edesposaria sua mãe. Achando se trata...
Após derrotar a Esfinge que aterrorizava Tebas,que lançara um desafio ("Qual é o animal que temquatro patas de manhã, duas...
Conseguindo derrotar o monstro, ele seguiu à sua cidade natural ecasou-se, "por acaso", (já que ele pensava que aqueles qu...
Édipo e a Esfinge
Verossimilhança  Para o clássico a verdade era o racional e oracional era o Belo. O belo e o racional, por suavez, corresp...
Fusionismo• Fusão - união da mitologia pagã com os valores  do cristianismo• junção dos deuses, das ninfas gregas com os  ...
Medida Nova• Idade Média: velha (5 e 7 sílabas poética)• Classicismo - não está ligada à utilização dos versos.• Elemento ...
Representante do Classicismo• Soneto “O amor é o fogo  Que arde sem se ver  É ferida que dói  E não se sente  É um content...
Renato Russo? O autor deste período inspirou o músico a esta canção “MonteCastelo” + passagens bíblicas (1ª carta de São P...
Autor representante do Classicismo         Luis Vaz de CAMÕES
Biografia• Camões era um pouco danadinho – ele teve uma vida  muito atribulada, marcada por uma série de  relacionamentos ...
Seu aspecto biográfico - retratado em sua obra -• Como se divide a obra camoniana• Poesias líricas – marcada por uma duali...
Obra épica•   Os Lusíadas•   Autor se destaca em todo o mundo•   Autor épico•   Escreveu grande epopéia
Narrativa de grandes feitos heroicos• Retrato dos grandes feitos heroicos da nação  portuguesa• Viagem de Vasco da Gama• C...
Camões e Vasco da Gama• Fizeram viagens marítimas• Percorreram o mesmo caminho até as Índias.• Ambos – tema central deste ...
O que aprendemos hoje• Era CLÁSSICA• Grandes navegações• Valorização da mitologia pagã – deuses e ninfas• Medida nova – ut...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Classicismo videoaula

11.772 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.772
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
628
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Classicismo videoaula

  1. 1. Classicismo
  2. 2. Terceiro movimento literário da Língua PortuguesaAntes: Era Medieval: Trovadorismo e HumanismoEra Clássica : Classicismo, Barroco e Arcadismo
  3. 3. Marco inicial do período• Século XV• Retorno do poeta Sá de Miranda à Portugal – ele passou alguns anos na Itália, entrando em contato com as inovações Renascentistas.
  4. 4. Tempo estimado da duração do Classicismo• até 1580 - Unificação da Península Ibérica sob o domínio espanhol.• Nessa época, Portugal já não conseguia mais se sustentar político e economicamente.
  5. 5. Período muito importante não só para Portugal, mas sim para toda Europa• Apogeu da nação portuguesa ,• grandes viagens Ultramarinas
  6. 6. Símbolo deste períodoTORRE DE BELÉM - localiza-se na entrada de porto de Lisboa – e foi construídajustamente nesta época, lá no século XVI, para simbolizar neste período asgrandes navegações portuguesas
  7. 7. Descobertas• Viagens marítimas• Rota que Vasco da Gama empreendeu para as índias em 1498.
  8. 8. 1500• Quinhentismo• Descobrimento do Brasil• Outras regiões na África.
  9. 9. Conquistas...• Reflete na própria economia portuguesa, pois neste momento Lisboa se transforma numa das grandes capitais da Europa
  10. 10. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
  11. 11. Racionalismo• Razão passa a governar a emoção e o sentimento.• Essa razão - harmonia• o homem, antes particularizado, passa a ganhar ares mais Universais.• Os clássicos estavam preocupados com o homem, com o mundo, mas com o homem e o mundo com letra Maiúscula.
  12. 12. Retomada da Mitologia pagã • os autores, os poetas greco-latinos são retomados. • representam a perfeição, ideiais de Beleza. Vários deuses gregos aparecem na literatura e na pintura renascentistaA ninfa Eco observa Narciso contemplando seureflexo na água (tela de J. William, 1903). O beloNarciso era filho do deus Cefiso e da ninfa Liríope.Conta a lenda que ele se apaixonou pela própriaimagem, afogando-se no rio ao contemplá-la.
  13. 13. Complexo de Édipo• Édipo - personagem da mitologia grega. Famoso por matar o pai e casar-se com a própria mãe. Filho de Laio e de Jocasta, pai de Etéocles, Ismênia, Antígona e de Polinice.
  14. 14. Segundo a lenda grega, Laio, o rei de Tebas haviasido alertado pelo Oráculo de Delfos que umamaldição iria se concretizar: seu próprio filho omataria e que este filho se casaria com a própriamãe. Por tal motivo, ao nascer Édipo, Laio abandonou-ono monte Citerão pregando um prego em cada pépara tentar matá-lo. O menino foi recolhido maistarde por um pastor e batizado como "Edipodos", ode "pés-furados", que foi adotado depois pelo reide Corinto e voltou a Delfos.
  15. 15. Édipo consulta o Oráculo que lhe dá a mesmaprevisão dada a Laio, que mataria seu pai edesposaria sua mãe. Achando se tratar de seuspais adotivos, foge de Corinto.No caminho, Édipo encontrou um homem e, semsaber que era o seu pai, brigou com ele e o matou,pois Laio o mandou sair de sua frente.
  16. 16. Após derrotar a Esfinge que aterrorizava Tebas,que lançara um desafio ("Qual é o animal que temquatro patas de manhã, duas ao meio-dia e três ànoite?"), Édipo conseguiu desvendar, dizendo queera o homem. "O amanhecer é a criançaengatinhando, entardecer é a fase adulta, queusamos ambas as pernas, e o anoitecer é a velhicequando se usa a bengala".
  17. 17. Conseguindo derrotar o monstro, ele seguiu à sua cidade natural ecasou-se, "por acaso", (já que ele pensava que aqueles que o haviamcriado eram seus pais biológicos) com sua mãe, com quem teve quatrofilhos. Quando da consulta do oráculo, por ocasião de uma peste,Jocasta e Édipo descobrem que são mãe e filho, ela comete suicídio eele fura os próprios olhos por ter estado cego e não ter reconhecido aprópria mãe. Após sair do palácio, Édipo é avisado pelo Corifeu quenão é mais rei de Tebas; Creonte ocupara o trono, desde então. Édipopede para ser exilado, mandado embora. Pede, ainda, para queCreonte cuide das suas duas filhas como se fossem suas próprias.
  18. 18. Édipo e a Esfinge
  19. 19. Verossimilhança Para o clássico a verdade era o racional e oracional era o Belo. O belo e o racional, por suavez, correspondia aquilo que era natural, e porisso que neste período, a natureza éconstantemente imitada e valorizada
  20. 20. Fusionismo• Fusão - união da mitologia pagã com os valores do cristianismo• junção dos deuses, das ninfas gregas com os santos, basicamente da igreja católica.• Igreja católica - importância até os dias de hoje para os portugueses
  21. 21. Medida Nova• Idade Média: velha (5 e 7 sílabas poética)• Classicismo - não está ligada à utilização dos versos.• Elemento novo - além da utilização de versos decassílabos• Utilização da forma fixa, que eram regras estabelecidas, entre elas :• Soneto – composição fixa de 14 versos, distribuídos em 2 quartetos e dois tercetos.• Tercetos: composições com estrofes de 3 versos• Oitavas: composições com 8 versos
  22. 22. Representante do Classicismo• Soneto “O amor é o fogo Que arde sem se ver É ferida que dói E não se sente É um contentamento Descontente É dor que desatina sem doer...”
  23. 23. Renato Russo? O autor deste período inspirou o músico a esta canção “MonteCastelo” + passagens bíblicas (1ª carta de São Paulo apóstolo aoscoríntios - capítulo 13)
  24. 24. Autor representante do Classicismo Luis Vaz de CAMÕES
  25. 25. Biografia• Camões era um pouco danadinho – ele teve uma vida muito atribulada, marcada por uma série de relacionamentos amorosos e por muitas aventuras.• Os historiados contam que ele sempre esteve envolvido com mulheres da corte. Ele tinha também uma fama de valentão, já tinha sido soldado, e somando seus relacionamentos amorosos + jeito valentão = resultou em várias brigas em Portugal .• Todo esse aspecto biográfico será retratado em sua obra - vejamos quais são as principais obras do autor – veremos então como é que divide a obra camoniana
  26. 26. Seu aspecto biográfico - retratado em sua obra -• Como se divide a obra camoniana• Poesias líricas – marcada por uma dualidade: influência medieval - com redondilhas com 5 e 7 versos poéticos, e outras vezes utilizava o soneto.• Peças teatrais – poucas, mas escritas sob a forma de autos. Temos conhecimento de apenas 3 delas: as duas primeiras, estavam mais presas às características medieval, enquanto que a última apresentava uma característica mais latina.
  27. 27. Obra épica• Os Lusíadas• Autor se destaca em todo o mundo• Autor épico• Escreveu grande epopéia
  28. 28. Narrativa de grandes feitos heroicos• Retrato dos grandes feitos heroicos da nação portuguesa• Viagem de Vasco da Gama• Características presentes:• Fusinismo• Mitologia pagã
  29. 29. Camões e Vasco da Gama• Fizeram viagens marítimas• Percorreram o mesmo caminho até as Índias.• Ambos – tema central deste período
  30. 30. O que aprendemos hoje• Era CLÁSSICA• Grandes navegações• Valorização da mitologia pagã – deuses e ninfas• Medida nova – utilização de versos decassílabos e formas fixas (soneto, tercetos e oitavas)• Grande figura – Luis Vaz de Camões / autor da epopéia Os Lusíadas

×