Orações subordinadas substantivas

1.567 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Orações subordinadas substantivas

  1. 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASNa aula de hoje falaremos sobre as orações subordinadas substantivas.Sabemos que o substantivo é entre as classes gramaticais, aquela que maisdespende de todos.Morfologicamente, os substantivos tem toda uma estrutura de estudoscomo gêneros, numero, grau, etc.Na SINTAXE ele irá exercer funções de sujeito, objetos, predicativo, aposto,complemento nominal e agente da passiva.Vamos observar alguns exemplos nos períodos simples, com o substantivovento:O VENTO SOPRA SILENCIOSO.Sujeito: o vento núcleo do sujeito: vento (substantivo/ função de sujeito)Eu senti o vento. (senti o quê? O vento = objeto direto) – vejam que osubstantivo aqui está exercendo outra função sintática.Necessito de vento. ( necessito de quê? de vento = função sintática deobjeto indireto)Tenho necessidade de vento. ( necessidade de quê? de vento =complemento nominal)MAS O QUE ACONTECE QUANDO O PERÍOD É COMPOSTO?
  2. 2. Quando o período for composto, teremos as orações subordinadassubstantivas, ou seja, orações que exercem funções de próprias dosubstantivos.Como sabemos o substantivo exerce na SINTAXE funções de: sujeito,objeto direto e indireto, complemento nominal, predicativo, aposto eagente da passiva.Logo, quando se encontrar formando uma oração dentro do períodocomposto, ela receberá o nome oração substantiva.Vejamos alguns exemplos:Convém que penses melhor na situação.O que é que convém? Que penses melhor na situação. (essa pergunta queeu acabei de fazer me dá como resposta o sujeito) , sendo assim, “quepenses melhor na situação” é uma oração que completa a oraçãoprincipal, exercendo a função de sujeito.Vamos falar agora sobre a conjunção e a identificaçãoTodas as conjunções subordinadas são encabeçadas por um pronomeintegrante SE.Urges que venha logo. ( o que urge? Que venhas logo = esta oraçãofunciona como sujeito da 1ª oração)Uma dica para saber se a palavra que é um pronome integrante é trocar apalavra que por “o/a qual , os/ as quais) . se esta substituição não forpossível, o que passa a ser um pronome integrante, pois ao contrarioteremos outro tipo de subordinada.Vamos ver alguns exemplos:
  3. 3. Preciso de que você chegue bem cedo. (preciso do qual?) trocaimpossível, então temos uma Oração subordinada substantiva.O menino de que te falei chegou junto com o técnico. ( do qual... =substituição possível, logo não é uma subordinada substantiva)O livro que te emprestei é muito interessante. ( o qual tte emprestei... =substituição possível, também não é uma oração subordinada substantiva.Vimos até agora, as orações subordinadas substantivas, quandodesenvolvidas, ligam-se à oração principal, por meio de conjunçõesintegrantes que ou se. Ou de pronomes ou advérbios como, quanto,quem.Vejamos dois exemplos dessas frases:“Desde essa época observo que não sou indiferente à minha estimadaIsaura. Quem imagina como havia de ser bonita...” Raul Pompéia.Observo que = oração incompletaResposta = não sou indiferente (o. sub. Substantiva). Essa resposta, vemexercendo uma função que completa o verbo observar, completando osentido da oração principal.APRESENTAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASCom base na forma verbal, vamos ver primeiro as formas verbaisdesenvolvidas (o verbo, normamente conjugado, em seus modos, tempose pessoas, seguido de uma cojunção integrante, que vem encabeçando aoração subordinada)Exemplo:A recomendação é que sejam bastante atenciosos com ela.Verbos: é (1ª oração) e sejam (2ª oração) = período composto
  4. 4. Temos então um verbo desenvolvido (conjugado) seguido da conjunçãointegrante.Qual é a recomendação? Que sejam bastante atenciosos com ela ( oraçãosubordinada que completa a 1ª oração e está precedida da cojunção que)Desejo que não sintas saudades todos os dias.Desejo o que? Que não sintas saudades todos os dias. ( verbodesenvolvido na voz ativa + eu desejo, seguida da conjunção que dirige aoração subordinada substantiva)O verbo da segunda oração = sentir / também desenvolvido: que vocêsintaFormas verbais reduzidas:Verbos no infinitivo:É necessário comer bem. ( verbo: comer / forma nominal do infinitivo/É necessário que comas bem. ( ou coma bem)Observe que na forma reduzida, a conjunção não está presente, ela só vaiaparecer depois que nós fizermos a transformação do verbo – da formareduzida para a forma desenvolvida.Quadro você sabia...VOCÊ JÁ OUVIU A EXPRESSÃO “ O MELHOR, SE FOR MELHOR, MLEHORVIVERÁ” por mais estranha que possa parecer é uma frase correta, o queacontece neste caso é que a palavra melhor pertence a três categoriasgramaticais diferentes:
  5. 5. O melhor – substantivoSe for melhor = adjetivoMelhor = advérbioDeles o ultimo é invariável, então esta frase no plural fica assim:Os melhores, se forem melhores, melhor viverão.CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas substantivas são classificadas de acordo com afunção que o substantivo desempenha como termo de oração: sujeito,objeto direto e indireto, predicativo, complemento nominal, aposto eagente da passiva. Substantiva = função de sujeito da oração principal Como identificar sua classificação: É muito importante que você não perca a calma durante o evento. 1º identificar os verbos: é (ser) perca (perder) 2º identificar se tem conjunção integrante = que (não dá para trocar pelo o qual) 3º “É muito importante” o que é muito importante? Que... (a resposta é um sujeito = subjetiva Tudo revelava que ninguém esperava tal acontecimento. (fazer análise seguindo os passos) O que que tudo revelava? Que ninguém.... função de sujeito Coincidiu que as mulheres não sabiam de nada. ( o que é que coincidiu? Que as mulheres não sabiam de nada = função de sujeito) Objetiva direta /indireto = função de objeto direto /indireto Predicativa = função de predicativo
  6. 6. Completiva nominal = função de coplemento nominal Apositiva = função d aposto Agente da passiva – função de agente da passivaParei em 17 minutos ....

×