O poder da introdução na dissertação

1.613 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.613
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O poder da introdução na dissertação

  1. 1. INTRODUÇÃOProfª Adriana B. Vicioli
  2. 2. BASE DA DISSERTAÇÃO COMEÇO MEIO FIM• INTRODUÇÃO• DESENVOLVIMENTO• CONCLUSÃO
  3. 3. INTRODUÇÃO COMO AGRADAR A BANCA /ENEM O QUE FAZER O QUE NÃO FAZER QUAIS AS TÉCNICAS / ESTRATÉGIAS CAUSAR BOA IMPRESSÃO
  4. 4. O QUE A BANCA ESPERA DEVOCÊ? Primeira boa impressão Quebra de expectativa Seu cartão de visita
  5. 5. PRIMEIRO PARÁGRAFO INTRODUÇÃOEtimologicamente: INTRO: dentro DUÇÃO: levarLEVAR O LEITOR PARA DENTRO DO SEUTEXTO
  6. 6. O QUE É PRECISO FICARCLAROAntes de escrever o texto: Ler o tema Ler a coletânea Entender a discussão proposta Formar uma opinião
  7. 7. LEVAR O LEITOR PARADENTRO Como ?Cumprir com duas funções: Contextualizar o tema Sugerir uma abordagem para a proposta
  8. 8.  mostrar a IMPORTÂNCIA e ATUALIDADE proposta tem no mundo contemporâneoExemplo: Qual a sua opinião sobre a redução damaioridade penal brasileira, dos 18 para os16 anos?
  9. 9. ANTES DE FORMAR AOPINIÃO... A favor/ contra Concorda/discorda Questionar “Por que existe um projeto de lei que reduz amaioridade penal?” “Por que existe um projeto de lei que tentatornar imputáveis menores de 18 anos?”
  10. 10. RESPOSTA SIMPLES Menores de 18 anos cometem crimes Comodidade da situação Impunibilidade penal Dados comprovam Importância Atualidade do tema
  11. 11. COMEÇANDO A REDAÇÃO...“É cada vez maior o número de crimes, muitasvezes hediondos, cometidos por jovens commenos de 18 anos . para coibir essecomportamento, existe um projeto de lei quereduz a maioridade penal para os 16 anos.”
  12. 12. JÁ TEMOS UMAINTRODUÇÃO? Não Cumprir 1ª FUNÇÃO : contextualizar Mostrar /revelar Brasil: menores que cometem crimes Projeto - coibir esse comportamento Missão cumprida: Contextualizar, mostrar a relevância, mostrarligação do tema com a realidade
  13. 13. 2ª FUNÇÃO Sugerir uma abordagem para a proposta Abordar: evidenciar uma opinião Ponto de vista Construir tese
  14. 14. EVIDENCIAR SUA OPINIÃO Contra / a favor Concordar/discordar Causas /consequências Propor soluções
  15. 15. ABORDAR Revelar sua opinião Indicar o caminho Seu texto irá seguir
  16. 16. PRIMEIRA PARTE DA INTRODUÇÃO “Qual era a sua opinião sobre a redução damaioridade penal?”“É cada vez maior o número de crimes, muitasvezes hediondos, cometidos por jovens com menosde 18 anos . Para coibir esse comportamento, existeum projeto de lei que reduz a maioridade penal paraos 16 anos.” (contextualização)Dando continuidade: “Os defensores dessaproposta esquecem-se que a melhor forma deacabar com a prática nociva para a sociedade éatacando suas causas e não os seus sintomas maisevidentes. (sugestão de abordagem)
  17. 17. SUGESTÃO DE ABORDAGEM “Os defensores...” Ponto de vista do autor Sugestão: “Essa lei ataca os sintomas, essa lei ataca asconsequências e não trabalha as verdadeirascausas”
  18. 18. QUE CAUSAS SÃO ESSAS? Aguçar a curiosidade do leitor Evidenciar causas - desenvolvimento Introdução pronta Cumprimento das duas funções 1º Contextualização da proposta do tema 2º Sugestão de abordagem para a proposta
  19. 19. EXEMPLOS DEINTRODUÇÃODISSERTAÇÃO
  20. 20. “A carência de confiança que omundo está sofrendo”“O mundo anda carente de confiança. Emquem acreditar, em quem confiar?Antigamente a gente confiava mais naspessoas. Hoje talvez sejamos mais espertos,criancinhas conhecem mundos e maldadesque a gente só conhecia depois de casado...eolhe lá”Primeira frase – apresentação do tema para o leitorDepois - reforça o tema com uma pergunta :em quemconfiar?Após isso - argumentos que provam o valor dadeclaração inicial: “antigamente, confiávamos mais naspessoas e as crianças estão conhecendo as maldades cadavez mais cedo”
  21. 21. O governo brasileiro quer ensinar aosestrangeiros a como sair de uma criseeconômica“Parece que agora o governo brasileiro quer ensinaraos governantes estrangeiros como sair da penúria. Dojeito que falam, dão a entender que o Brasil é umexemplo de administração pública e prosperidade, aocontrário dos outros países. Mas basta viajar para aEuropa, por exemplo, para se ter uma opinião bemdiferente da dos nossos dirigentes.” Uso de frase inicial bem irônica Depois, apresenta um argumento para explicar o que disseanteriormente Última frase, demonstra que não concorda com a atitudedos governantes brasileiros e assim já nos mostra qual é
  22. 22. EXERCITANDO... ESCREVA A INTRODUÇÃO DISSERTATIVA TEMAS A SEGUIR:1º Segurança pública: um problema nacional2º Escravismo no Brasil: uma realidade atemporal3º Ensino público e democratização do ensino:realidade brasileira?

×