Fibromialgia

6.204 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.982
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
137
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fibromialgia

  1. 1. Entendendo a Fibromialgia
  2. 2. O que é fibromialgia?Fibromialgia é uma condição crônicaque causa dores intensas por todo ocorpo bem como a rigidez e tensãonos músculos, tendões earticulações. É mais comum entremulheres com idades entre 25 e 60anos. Não se conhece a sua causa,embora a fibromialgia não danificaas articulações ou órgãos, as doresconstantes e fadiga podem ter umimpacto significativo na vida diária.
  3. 3. SintomasA marca da fibromialgia é a dormuscular em todo o corpo,normalmente acompanhado de:FadigaProblemas do sonoAnsiedade ou depressãoPontos dolorosos específicos
  4. 4. Pontos dolorosos da FibromialgiaUm dos aspectos importantes na fibromialgiaé a presença de pontos dolorosos em locaisespecíficos do corpo. Quando esses pontossão pressionados, pessoas com fibromialgiasentem dor, enquanto pessoas sem acondição só sentem pressão. Esta ilustraçãomostra 18 pontos possíveis. Para serdiagnosticada com fibromialgia, o pessoadeve ser sensível em 11 ou mais destas zonas.
  5. 5. Fibromialgia: A dor é realA dor da fibromialgia pode ser intensa. Noentanto não existe nenhum exame delaboratório ou de imagem para confirmar odiagnóstico de fibromialgia. Alguns pacientesjá foram questionados sobre a veracidade desua dor, mas, atualmente a comunidademédica aceita que a dor da fibromialgia é real.Pesquisas sugerem que é causada por umafalha na forma como o corpo sente dor.
  6. 6. Fibromialgia: Quem está em risco?Mulheres entre 25 e 60 anos de idadetêm o maior risco de desenvolver afibromialgia. Os médicos não sabem aocerto o motivo, mas as mulheres são 10vezes mais propensas a ter a doença doque os homens. Alguns pesquisadoresacreditam que a genética podedesempenhar um papel, mas genesespecíficos ainda não foramidentificados.
  7. 7. Fibromialgia e FadigaDepois da dor, o sintoma mais comum eincapacitante da fibromialgia é a fadiga. Estesintoma não é o cansaço normal que segue apósum dia agitado, mas um sentimento permanentede exaustão. Pessoas com fibromialgia a primeiracoisa que podem sentir é cansaço de manhã,mesmo depois de horas na cama. A fadiga podeser pior em alguns dias mais do que em outros epode interferir com o trabalho, atividade física, eas tarefas domésticas.
  8. 8. Causas da fibromialgiaExistem muitas teorias sobre as causas dafibromialgia, mas ainda a etiologia é um mistério.Alguns médicos acreditam que desequilíbrioshormonais ou químicos podem estar envolvidos.Outros sugerem um evento traumático ouestresse crônico que pode aumentar asusceptibilidade de uma pessoa. A maioria dosespecialistas concordam que a fibromialgiaprovavelmente resulta de uma combinação defatores, em lugar de uma única causa.
  9. 9. Impacto na vida diáriaLutar constantemente contra a dor e fadiga podefazer com que as pessoas fiquem irritadas,ansiosas e deprimidas. Você pode ter problemaspara realizar sua rotina de trabalho, ou com ocuidado dos filhos, ou nas suas tarefas domésticas.Exaustão e irritabilidade também podem levar aperder amizades. Felizmente, existem tratamentoseficazes que ajudam muitos pacientes a voltar asuas atividades normais, procure seureumatologista para determinar o mais eficaz paraseu caso.
  10. 10. DiagnósticoNão há exames de laboratório para o diagnósticoda doença. No entanto, o médico pode fazeralguns testes para excluir outras condições.Certifique-se de descrever a sua dor em detalhe,incluindo onde e quantas vezes ela ocorre. Contarsobre outros sintomas, como fadiga, problemasde sono ou ansiedade é muito importante. Emcaso de suspeita o seu médico irá verificar os 18pontos dolorosos dos quais 11 devem sersensíveis para confirmar o diagnóstico.
  11. 11. TratamentoO objetivo do tratamento da fibromialgia éminimizar a dor, os distúrbios do sono, e ostranstornos de humor. Os médicos podemrecomendar medicamentos que ajudam aaliviar alguns sintomas. Existem tambémmedicamentos especificos para o tratamentode fibromialgia, que incluem Duloxetina,Pregabalina e Milnacipran.Outra importante parte do tratamento é oacompanhamento psicoterapêutico que ajudauma boa parte dos pacientes com a doença.
  12. 12. GatilhosUm passo mais importante éidentificar o que faz com queseus sintomas piorem.Os gatilhos mais comunsincluem:EstresseClima frio ou úmidoExcesiva ou pouca atividade físicaSono de má qualidade
  13. 13. Fibromialgia e sonoMuitas pessoas com fibromialgia têmalterações do sono, incluindo problemaspara começar a dormir e despertaresfrequentes durante a noite. Estudossugerem que alguns pacientes permanecemem um estado de sono superficial e que nãoconseguem um sono reparador e profundo.Isso priva o corpo de uma chance de reparare se reabastecer, criando um ciclo vicioso.Pouco sono pode fazer a dor parecer pior, ea dor pode levar à falta de sono.
  14. 14. Fibromialgia e DepressãoQuase um terço das pessoas comfibromialgia também têm depressão maiorquando são diagnosticadas. A relação entreas duas não é clara. Alguns pesquisadoresacreditam que a depressão pode ser oresultado da dor crônica e da fadiga. Outrossugerem que anomalias na química docérebro podem levar à depressão e umasensibilidade anormal à dor. Os sintomasda depressão podem incluir dificuldade deconcentração, desesperança e perda deinteresse para realizar suas atividades.
  15. 15. ExercícioPode aliviar vários dos sintomas dafibromialgia. A atividade física podereduzir a dor e melhorar ocondicionamento físico. Se exercitarapenas três vezes por semana, podealiviar a fadiga e a depressão. Mas éimportante não exagerar. Caminhada,alongamento e hidroginástica são boasformas de exercício para pessoas comfibromialgia.
  16. 16. DietaAlguns especialistas dizem que a dieta podedesempenhar um papel importante nafibromialgia - só que não o mesmo papel emtodos os pacientes. Certos alimentos, incluindoo aspartame, glutamato monossódico, cafeína,e tomate, parecem piorar os sintomas emalgumas pessoas. Mas evitar estes alimentosnão vai ajudar a todos. Para descobrir o quefunciona para você, tente eliminar osalimentos um de cada vez e registre se seussintomas melhoram.
  17. 17. MassagemAlgumas pesquisas sugerem quea massagem pode ajudar aaliviar a dor da fibromialgia,embora seu valor não estátotalmente comprovado.Profissionais mencionam que aaplicação de pressão moderadaé a chave para o alívio desintomas. Uma sessão de 20minutos pode ser o temposuficiente para obter resultados.
  18. 18. AcupunturaEstudos mostraram resultados diversossobre o uso da acupuntura parafibromialgia, mas alguns pacientesmencionam que alivia os seus sintomas.Esta prática tradicional chinesa envolve ainserção de agulhas finas em pontos-chavedo corpo. A acupressão estimula os mesmopontos sensíveis da fibromialgia e pode seruma boa alternativa para as pessoas quequerem evitar agulhas.
  19. 19. Dificuldade de concentraçãoMuitas pessoas com fibromialgia têmdificuldade de concentração, um fenômenoconhecido como “névoa fibro”. Uma vezinciado o tratamento contra dor e insôniapode também melhorar sua concentração,no entanto fazer anotações sobre coisasque você precisa se lembrar, manter amente ativa, lendo ou fazendo palavrascruzadas e quebrando suas tarefas empequenas etapas podem ajudar muito​.
  20. 20. EstresseO estresse parece ser um dos gatilhosmais comuns da fibromialgia. Emboraseja impossível eliminar todo o estresseda sua vida, você pode tentar reduzir oestresse desnecessário. Determinarquais as situações fazem que você fiqueansioso (em casa e no trabalho) eencontrar maneiras de tornar essassituações menos estressantes. Yoga,meditação, ou outras técnicas derelaxamento podem ajudar.
  21. 21. Convivendo com a fibromialgiaMuitas pessoas com fibromialgiaacham que seus sintomas e suaqualidade de vida melhoramsubstancialmente com o mudançasno seu estilo de vida. Converse comseu médico para solicitar orientaçõesde acordo com seu caso emespecífico. Lembre-se o importante éter o diagnóstico correto e otratamento adequado.

×