Republica Velha 3ºs anos

604 visualizações

Publicada em

turmas 301 e 302

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Republica Velha 3ºs anos

  1. 1. BRASIL: REPÚBLICA VELHA (1889 à 1930)
  2. 2. REPÚBLICA VELHA • A República velha é dividida em duas fases: • República da Espada(1889-1894) • República Oligárquica(1894-1930)
  3. 3. REPÚBLICA DA ESPADA • Período onde os militares estão à frente do governo brasileiro • 1º Presidente = Marechal Deodoro da Fonseca • 2º Presidente = Marechal Floriano Peixoto
  4. 4. MARECHAL DEODORO DA FONSECA
  5. 5. MARECHAL DEODORO DA FONSECA DESTAQUES * Autoritarismo * Crise econômica (encilhamento) * Constituição de 1891
  6. 6. Encilhamento  Medida econômica elaborada pelo Ministro Rui Barbosa.  tinha por objetivo o incentivo à industrialização e se baseou na liberação de créditos bancários garantida pelas emissões de moeda destinadas ao financiamento de projetos industriais  Consistia emissão em larga escala de papel moeda, porém sem o lastro que validasse o dinheiro  “As leis que não protegem  nossos adversários  não podem proteger-nos.”
  7. 7. Constituição de 1891 Influência dos EUA Influência da Ver. Francesa •Presidencialismo • Federalismo •Divisão dos poderes •Voto direto e aberto •Separação entre Igreja e Estado •Ensino Laico
  8. 8. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO
  9. 9. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO “O Marechal de Ferro” DESTAQUES •Autoritarismo •Sufocou duas revoltas (Revolução Federalista e Revolta da Armada) •Consolidou a República
  10. 10. Revolução federalista Revolta da Armada
  11. 11. REPÚBLICA OLIGÁRQUICA • Oligarquia = Governo de Poucos • Período em que o Brasil é governado segundo os interesses de um pequeno grupo : Os fazendeiros ligados ao café.
  12. 12. REPÚBLICA OLIGÁRQUICA • Cafeicultores no comando da nação • Bachareis em cargos públicos • Política do “Café com Leite” • Coronelismo • Política dos Governadores • Fraudes eleitorais
  13. 13. POLÍTICA DOS GOVERNADORES • Sistema Criado pelo presidente Campos Salles (1898 - 1902) • Governadores recebem verba e apoio do Presidente desde que apoiem campanhas de deputados e senadores fieis ao Governo Federal • Troca de favores entre as oligarquias
  14. 14. CORONELISMO • CORONEL = Chefe político de uma localidade(latifundiário) • Pressiona os eleitores a votarem em quem eles indicam (voto de cabresto) • Métodos • fraudes, compra de votos, ou simplesmente pela dependência dos agregados que viam-se obrigados a votarem de acordo com seu “padrinho”.
  15. 15. CORONELISMO E VOTO
  16. 16. CAFÉ COM LEITE • Este é o apelido da República Oligárquica porque se alternavam no poder presidentes do PRP (Partido Republicano Paulista) e do PRM (Partido Republicano Mineiro), ou seja, somente São Paulo e Minas Gerais governavam o Brasil
  17. 17. CAFÉ COM LEITE CAFÉ SP LEITE MG
  18. 18. CONVÊNIO DE TAUBATÉ  Reunião entre os governadores de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Nesse encontro, ocorrido no ano de 1906, os governadores oficializaram um acordo conhecido como o Convênio de Taubaté.  Foi criada uma política de valorização do café e esses estados se comprometiam a comprar as sacas de café a um preço mínimo estipulado.  A medida visava criar uma estocagem da produção excedente, esperando que preços melhores fossem alcançados no mercado internacional
  19. 19. CONVÊNIO DE TAUBATÉ
  20. 20. Revoltas DA REPÚBLICA OLIGÁRQUICA • Guerra de Canudos 1893/1897 • Revolta da Chibata • Guerra do Contestado • Revolta da Vacina 1904
  21. 21. GUERRA DE CANUDOS
  22. 22. GUERRA DE CANUDOS  Líder = Antonio Conselheiro  Construção do “Arraial de Canudos”  CAUSAS:  situação precária em que vivia a população, sem terra e obrigada a se submeter aos arroubos dos coronéis. As terras pertenciam aos grandes proprietários rurais – os conhecidos coronéis – que as transformaram em territórios improdutivos. Essa situação revoltou os sertanejos, que se uniram em torno de Antônio Conselheiro, o qual pregava ser um emissário de Deus vindo para abolir as desigualdades sociais e as perversidades da República,
  23. 23. Revolta de Canudos A revolta de Canudos ocorreu na Bahia entre 1893 e 1897. Consistiu num movimento de resistência das populações sertanejas contra a opressão do latifúndio. Os sertanejos (apelidados de jagunços pelo governo) uniram- se em torno do líder messiânico Antônio Conselheiro, originando uma resistência fanática e desesperada contra a estrutura agrário-latifundiária da região. Apesar de resistirem a três ataques das forças policiais, em 5 de outubro de 1897 os habitantes do arraial foram totalmente massacrados. Como bem observou Euclides da Cunha, que narrou a revolta em seu livro “Os sertões”, Canudos foi, antes de tudo, uma revolta social.
  24. 24. Arraial de Canudos visto pela estrada do Rosário. Desenho de Urpia.
  25. 25. REVOLTA DA VACINA A principal causa foi a campanha de vacinação obrigatória contra a varíola, realizada pelo governo brasileiro e comandada pelo médico sanitarista Dr. Oswaldo Cruz Foi aplicada de forma autoritária e violenta. Em alguns casos, os agentes sanitários invadiam as casas e vacinavam as pessoas à força, provocando revolta nas pessoas
  26. 26. REVOLTA DA VACINA • Ocorreu no governo de Rodrigues Alves (1902 - 1906) • . • Revolução popular- • A população começou a fazer ataques à cidade, destruir bondes, prédios, trens, lojas, bases policiais, etc • consequências • - O governo federal suspendeu temporariamente a vacinação obrigatória.Decretou estado de sítio na cidade  Controlada a situação, a campanha de vacinação obrigatória teve prosseguimento. Em pouco tempo, a epidemia de varíola foi erradicada da cidade do Rio de Janeiro
  27. 27. REVOLTA DA CHIBATA
  28. 28. REVOLTA DA CHIBATA • Ocorreu no Governo de Hermes da Fonseca ( 1910 - 1914 Oficiais Brancos da MarinhaOficiais Brancos da Marinha puniam marujos (maioria negra) compuniam marujos (maioria negra) com chibatadaschibatadas • Os marinheiros liderados por José Cândido rebelaram-se contra os baixos soldos e castigos físicos na Marinha • Tomaram o Encouraçado Minas Gerais eTomaram o Encouraçado Minas Gerais e ameaçaram bombardear o RJameaçaram bombardear o RJ • Enganados por Hermes da Fonseca foramEnganados por Hermes da Fonseca foram presos e deportados para Ilha das cobraspresos e deportados para Ilha das cobras
  29. 29. REVOLTA DA CHIBATA
  30. 30. Revolta do Contestado A Revolta do Contestado- fronteira entre Paraná e de Santa Catarina. Região disputada pelos 2 estados Origem – miséria da população rural agravada pela demissão de 8 mil trabalhadores da empresa Brazil Railway , quando as obras da ferrovia São Paulo-Rio Grande acabaram Exploração da araucária também contribuiu para o aumento da pobreza Pregação do monge José Maria – prometia formação de uma comunidade igualitária Latifundiários e Governo federal esmagaram a sociedade
  31. 31. GUERRA DO CONTESTADO 1912-1916
  32. 32. Ciclo da borracha  Três fases da borracha:  1a fase - solução a curto prazo, produção na Amazônia de forma extrativa.  2a fase - solução economicamente racional, produção onde houvesse maior infra-estrutura e oferta de mão de obra.  3a fase - borracha sintética.
  33. 33. SEMANA DA ARTE MODERNA • NOVA PROPOSTA CULTURAL PARA O BRASIL DONOVA PROPOSTA CULTURAL PARA O BRASIL DO SÉCULO XXSÉCULO XX • Ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo em 1922- • Duas vertentes: • 1ª- queria romper com a imitação da cultura estrangeira- • defendia a cultura nacional • 2ª-era cridora dividia-se entre as tendências futuristas e primitivas • Contou com: » apresentações de Músicas » Exposições de Pintura e Escultura » Declamações de Poemas
  34. 34. SEMANA DA ARTE MODERNA • Foi um movimento influenciado peloFoi um movimento influenciado pelo Modernismo Europeu mas seu objetivo eraModernismo Europeu mas seu objetivo era exatamente o opostoexatamente o oposto • OBJETIVOS da Semana de Arte Moderna:OBJETIVOS da Semana de Arte Moderna: » Afirmar o valor da Cultura Brasileira » Criar a identidade artística nacional » Combater “Estrangeirismos”
  35. 35. SEMANA DA ARTE MODERNA • RESULTADO DA SEMANA DE ARTE MODERNARESULTADO DA SEMANA DE ARTE MODERNA • Opinião Pública fica chocada • Elite Paulistana conservadora critica este novo estilo
  36. 36. Marlete Andrade História Instituto de Educação Olavo Bilac
  37. 37. SEMANA DA ARTE MODERNA
  38. 38. SEMANA DA ARTE MODERNA
  39. 39. SEMANA DA ARTE MODERNA

×