São tipos de armazenamentos destinados principalmente a produção
agrícola, geralmente depositados no seu interior sem esta...
• Graneleiros; são destinados ao armazenamento de grãos, e tem
como objetivo principal a manutenção dos grãos de modo a de...
•Aéreo
•De Encosta
•Trincheira
•Superfície
•Cisterna
Vantagens:
• Grande eficiência perdas mínimas de (5%).
• Facilidade na descarga
• Valorização estética da propriedade
• Po...
Vantagens:
• É construído juntos as encostas para facilitar
o carregamento.
• Se assemelha as mesmas dos silos aéreos,
por...
Vantagens
• Carregamentos e compactação fáceis
• Menos caros que os anteriores
Desvantagens
• Descarga mais difícil
• Não ...
SILO TRINCHEIRA
Vantagens
• Construção mais simples e barata;
Possibilidades de máquinas na abertura;
Máquina de ensilar m...
Vantagens
• Mais opções de local para ensilagem
• Máquinas ensiladeiras mais simples
• Fechamento rápido
• Pode ser mudado...
São recipientes destinados a armazenar fluidos à pressão atmosférica e a pressões
superiores à atmosférica, e destinados, ...
Os tanques, consoante a sua finalidade, podem classificar-se
em 5 categorias
• TETO
• FORMA
• LOCALIZAÇÃO
• UTILIZAÇÃO
• P...
Quanto ao teto este pode ser
• FIXO
• MÓVEL
• FLUTUANTE
• FIXO COM DIAFRAGMA FLEXÍVEL
• São geralmente utilizados para armazenar petróleo e seus derivados,
sendo formados na sua sua maior parte por caldeiras ...
TETO CÔNICO
Possui uma estrutura de um cone reto.
TETO CURVO
Possui uma estrutura de uma calota esférica.
TETO EM GOMOS: É...
Neste género de tanque o seu tecto desloca-se de acordo com a pressão exercida
pelo vapor. Devido a esses movimentos, é ne...
Neste tipo de tanque, o teto flutua
sobre o produto que está
armazenado. Dessa forma a
cobertura movimenta-se de acordo
co...
Nestes tanques há uma grande capacidade de variar o espaço, pois a
pressão interna modifica-se alterando o volume do vapor...
CILÍNDRICO ESFÉRICO
AÉREOS SUBTERRÂNEOS
SERVIÇO: Os tanque de serviço ficam entre o
tanque de armazenamento e o equipamento
utilizado para queimar combustível. Te...
• Reservatórios Naturais (aquíferos, açude)
• Reservatórios Artificiais (repressa, barragem, reservatorios
elevados, apoia...
Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que
pode armazenar água subterranea. São rochas porosas e perm...
• Porosos - a água circula através de poros. As formações geológicas
podem ser detríticas (ex.areias limpas), por vezes co...
•Álter do Chão
•Aquífero Guarani
Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos.
Até agora, o maior do planeta era o Guarani,...
O Aquífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea do Brasil
e do mundo. Ele ocupa uma área de 1,2 milhão de ...
É definido pela a acumulação não natural de
água destinada a quaisquer de seus múltiplos
usos.
• Represa – É Feita pelos homens para para que a água fique
repressada, só que mais adiante essa água vai desaguar em outr...
Integrantes:
Augusto Novaes Pie
Danilo Batista
Rangel Cabral
Rogerio Augusto
Referencias:
http://fur.ly/0/GrupoAndromeda
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios

260 visualizações

Publicada em

Pesquisa sobre Armazenamento de commodities, derivados do petróleo e agua potável.
Com links sobre a fluoretação da agua ao final.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho grupo andromeda silos tanques reservatorios

  1. 1. São tipos de armazenamentos destinados principalmente a produção agrícola, geralmente depositados no seu interior sem estarem ensacados. A dimensão e as características técnicas de um silo dependem da finalidade a que se destina, propiciando principalmente a facilidade de enchimento e esvaziamento do silo e a manutenção da qualidade do produto armazenado;
  2. 2. • Graneleiros; são destinados ao armazenamento de grãos, e tem como objetivo principal a manutenção dos grãos de modo a deixá-los secos evitando assim, a sua de deterioração. • Silagem; tem como características principais a manutenção de um ambiente anaeróbico . Isto é, sem a presença de oxigênio molecular onde microrganismo como por exemplo, bactérias e fungos costuma se desenvolver.
  3. 3. •Aéreo •De Encosta •Trincheira •Superfície •Cisterna
  4. 4. Vantagens: • Grande eficiência perdas mínimas de (5%). • Facilidade na descarga • Valorização estética da propriedade • Possibilidades de ser construído em baixadas com lençol freático superficial • Grande capacidade de volume • Desvantagens:: • Maior custo inicial; requer mão de obra mais eficiente • Maquinas ensiladeiras mais caras, com ventilador
  5. 5. Vantagens: • É construído juntos as encostas para facilitar o carregamento. • Se assemelha as mesmas dos silos aéreos, porém, é menos caro e dispensa maquinas com ventiladores para carregamento Desvantagens • Necessita de barranco bem elevado em relação ao local de trato o que poucas propriedades podem oferecer. • A retirada da silagem é mais trabalhosa • A compactação nesse silo só e possível com a utilização de homens.
  6. 6. Vantagens • Carregamentos e compactação fáceis • Menos caros que os anteriores Desvantagens • Descarga mais difícil • Não pode ser de grande capacidade necessitando ser feito em formas de baterias devido a sua profundidade máxima de 7 m de profundidade. • Não pode ser construídos em baixadas devido ao lençol freáticos. • Revestimento indispensável.
  7. 7. SILO TRINCHEIRA Vantagens • Construção mais simples e barata; Possibilidades de máquinas na abertura; Máquina de ensilar mais simples. Desvantagens • Grandes superfície exposta e possibilidades de maiores perdas aproximadamente a 10%. • Grande quantidade de terra para a cobertura. • Necessidade de cerca em volta para proteger contra animais.
  8. 8. Vantagens • Mais opções de local para ensilagem • Máquinas ensiladeiras mais simples • Fechamento rápido • Pode ser mudado de local, quando necessário sem perdas de investimentos Desvantagens • Maiores perdas de qualidade superior a 15% • Compactação mais difícil.
  9. 9. São recipientes destinados a armazenar fluidos à pressão atmosférica e a pressões superiores à atmosférica, e destinados, principalmente, ao armazenamento de petróleo e seus derivados. A sua construção pode ser feita com teto fixo ou flutuante, interno ou externo, dependendo sempre das características e o tipo de produto a armazenar Na indústria de processo, a maior parte dos tanques de armazenamento são construídos de acordo com os requisitos definidos pelo código americano API 650. Estes tanques podem ter dimensões variadas, indo desde 2 ou 3 m de diâmetro até 50 m ou mais. Está regra geral, instalados no interior de bacias de contenção com a finalidade de conter os derrames em caso de rotura do tanque.
  10. 10. Os tanques, consoante a sua finalidade, podem classificar-se em 5 categorias • TETO • FORMA • LOCALIZAÇÃO • UTILIZAÇÃO • PORTABILIDADE
  11. 11. Quanto ao teto este pode ser • FIXO • MÓVEL • FLUTUANTE • FIXO COM DIAFRAGMA FLEXÍVEL
  12. 12. • São geralmente utilizados para armazenar petróleo e seus derivados, sendo formados na sua sua maior parte por caldeiras Estão presentes em refinarias, oleodutos e terminais. Estão subdivididos em: tanques de teto fixo, tanques de teto móvel, tanques de teto fixo com diafragma flexível e tanques de teto flutuantes. Cada um destes pode apresentar várias formas de tectos • TETO CÔNICO • TETO CURVO • TETO EM GOMOS
  13. 13. TETO CÔNICO Possui uma estrutura de um cone reto. TETO CURVO Possui uma estrutura de uma calota esférica. TETO EM GOMOS: É igual ao tipo dois, mas o tecto é constituído por várias placas de chapas
  14. 14. Neste género de tanque o seu tecto desloca-se de acordo com a pressão exercida pelo vapor. Devido a esses movimentos, é necessário a existência de dispositivos de segurança, com a finalidade de evitar acidentes provocados por um possível excesso de pressão. Para evitar as perdas com a evaporação, usa-se um vedante entre o tecto e a parede do tanque
  15. 15. Neste tipo de tanque, o teto flutua sobre o produto que está armazenado. Dessa forma a cobertura movimenta-se de acordo com o esvaziamento ou enchimento. A razão principal pelo qual são utilizados é por reduzirem as perdas do produto em consequência da evaporação. Estes tanques devem possuir um sistema de selagem visto que o seu teto flutuante, move-se internamente em relação ao costado (parede do tanque).
  16. 16. Nestes tanques há uma grande capacidade de variar o espaço, pois a pressão interna modifica-se alterando o volume do vapor. Essa variação é feita pela deformidade de um revestimento que age internamente como uma membrana flexível, sendo normalmente usado plástico na sua fabricação para suportar a expansão liquida ou gasosa do fluido. É muito usado em sistemas fechados, ajudando a diminuir os prejuízos causados pela acumulação de vapores indesejados.
  17. 17. CILÍNDRICO ESFÉRICO
  18. 18. AÉREOS SUBTERRÂNEOS
  19. 19. SERVIÇO: Os tanque de serviço ficam entre o tanque de armazenamento e o equipamento utilizado para queimar combustível. Tem baixa capacidade e têm como função principal conter combustível perto do ponto de consumo quando o tanque de armazenagem estiver muito longe POSTOS DE SERVIÇOS: encontra-se mais frequentemente em postos de abastecimento e centros de abastecimento, destinados na sua maior parte ao armazenamento e distribuição de produtos derivados do petróleo, como a gasolina ou o gasóleo..
  20. 20. • Reservatórios Naturais (aquíferos, açude) • Reservatórios Artificiais (repressa, barragem, reservatorios elevados, apoiados, enterrados e semi-enterrados)
  21. 21. Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterranea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis, aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de àgua para consumo. Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a sua contaminação. O uso crescente pela indústria, agricultura e consumo humano ameaça os aquíferos e coloca esse assunto na agenda ambiental do mundo todo.
  22. 22. • Porosos - a água circula através de poros. As formações geológicas podem ser detríticas (ex.areias limpas), por vezes consolidadas por um cimento (ex.arenitos,conglomerados, etc.) • Fraturados e/ou fissurados - a água circula através de fracturas ou pequenas fissuras. As formações podem sergranitos, gabros, filões de Quartzo • Cársticos - a água circula em condutas que resultaram do alargamento de diaclases por dissolução. As formações são os diversos tipos de calcários
  23. 23. •Álter do Chão •Aquífero Guarani
  24. 24. Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos. Até agora, o maior do planeta era o Guarani, que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Mas, um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Álter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior. O aquífero Álter do Chão já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”. A maior parte do aquífero Guarani, no sul do Brasil, está debaixo de rocha. Já no aquífero na Amazônia tem terreno arenoso. Quando a chuva cai, penetra com facilidade no solo. A areia faz uma espécie de filtro natural. A água do reservatório subterrâneo chega limpa, boa para beber. Perfurar o chão de areia é fácil e barato. O poço nem precisa de estação de tratamento químico. Dez mil poços particulares e 130 da rede pública já usam o aquífero para abastecer 40% da população de Manaus. Mas a maior parte da cidade ainda depende da água dos rios.
  25. 25. O Aquífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea do Brasil e do mundo. Ele ocupa uma área de 1,2 milhão de km² e se estende em sua maior parte em território brasileiro, com 840 mil km², ou seja, 2/3 de sua área total. O reservatório abrange os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No Paraguai possui 58,5 mil km², no Uruguai 58.5 mil km² e na Argentina 255 mil km². Possui aproximadamente 1.800 metros de profundidade máxima e se constitui em uma importante reserva de abastecimento para a população, com capacidade de reserva natural de 160km³/ano.
  26. 26. É definido pela a acumulação não natural de água destinada a quaisquer de seus múltiplos usos.
  27. 27. • Represa – É Feita pelos homens para para que a água fique repressada, só que mais adiante essa água vai desaguar em outro local. • Barragem - Quando o homem impede totalmente o curso natural das águas, geralmente para produzir energia. • elevado - reservatório apoiado em estruturas de elevação • Apoiado - laje de fundo apoiada no terreno • Enterrado - quando completamente embutido no terreno • semi-enterrado ou semi-apoiado - altura líquida com uma parte abaixo do nível do terreno
  28. 28. Integrantes: Augusto Novaes Pie Danilo Batista Rangel Cabral Rogerio Augusto Referencias: http://fur.ly/0/GrupoAndromeda

×