- Ocorrem principalmente, devido à
pouca água/ insuficiência de
precipitação. Associa-se à reduzida
precipitação num deter...
Esta catástrofe, distingue-se das outras
catástrofes, porque o seu aparecimento
acontece de uma forma mais discreta. A
sua...
A vegetação vai
desaparecendo. Assim, o
efeito das secas prolonga-se
para além da sua duração
contribuindo para o avanço
d...
As causas das secas, são algo difícil de encontrar por isso estas
catástrofes são pouco previsíveis mas afetam muitas regi...
-O Alentejo é a região portuguesa mais afectada no períodos de secas, como
quase todo o sul e interior da Península Ibéric...
• (ETAR) significa Estação de Tratamento de
Águas Residuais quem em brasileiro se diz:
Estação de Tratamento de Esgoto (ET...
• Tratamento Preliminar
• o primeiro de tratamento é designado por pré-
tratamento ou tratamento preliminar, o esgoto é
su...
• Tratamento primário
• A primeira fase de tratamento é designada por tratamento
primário, onde a matéria poluente é separ...
• Tratamento secundário
• Segue-se, pois, o chamado processo de tratamento
secundário, geralmente consistindo num processo...
• Tratamento terciário e composto por:
• Remoção de nutrientes
• Desinfeção
• Normalmente antes do lançamento final no
cor...
• Remoção de nutrientes que faz parte do tratamento terciário:
• Há diferentes processos para remoção de nitrogênio e
fósf...
• Desinfeção pertence ao grupo treceario
• A desinfecção das águas residuais tratadas
objetiva a remoção dos organismos
pa...
• Fases do tratamento
• Tratamento Preliminar
• Tratamento primário
• Tratamento secundário
• Tratamento terciário
• Remoção de nutrientes
• Desinfeção
• Como e uma ETAR
secas e etares
secas e etares
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

secas e etares

343 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

secas e etares

  1. 1. - Ocorrem principalmente, devido à pouca água/ insuficiência de precipitação. Associa-se à reduzida precipitação num determinado sitio ou região por um período de tempo muito grande. A seca é uma catástrofe natural com características diferentes das outras catástrofes.
  2. 2. Esta catástrofe, distingue-se das outras catástrofes, porque o seu aparecimento acontece de uma forma mais discreta. A sua progressão verifica-se numa forma lenta. A ocorrência arrasta-se por um maior período de tempo, onde pode atingir extensões superficiais muito maiores. A sua recuperação processar-se-á de modo ainda mais lento. As secas, podem durar vários anos… Com efeitos devastadores, principalme nte para agricultura. Quando estas, são muito prolongadas, os solos degradam-se (ficam ressequidos e poeirentos), sendo fácil mente arrastados pelo vento.
  3. 3. A vegetação vai desaparecendo. Assim, o efeito das secas prolonga-se para além da sua duração contribuindo para o avanço da desertificação. - continuação perda da capacidade produtiva
  4. 4. As causas das secas, são algo difícil de encontrar por isso estas catástrofes são pouco previsíveis mas afetam muitas regiões do mundo. - Nas regiões de clima tropical seco, onde durante vários anos a estação e seca pode ser muito prolongada e com húmidade curta. Com poucas precipitações. - Nas regiões das latitudes médias, sobretudo nas áreas onde o ocorre ventos marítimos não chegam. - continuação
  5. 5. -O Alentejo é a região portuguesa mais afectada no períodos de secas, como quase todo o sul e interior da Península Ibérica. Os valores de precipitação em períodos normais, são mais baixos do que no restantes territórios, e os rios têm caudais mais fracos e regulares. Assim, a construção de infra-estruturas para armazenar a água e de sistemas de rega são bastante importante.
  6. 6. • (ETAR) significa Estação de Tratamento de Águas Residuais quem em brasileiro se diz: Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) • Como e composta uma Etar por fases: • 1 Fases do tratamento • 1.1 Tratamento Preliminar • 1.2 Tratamento primário • 1.3 Tratamento secundário • 1.4 Tratamento terciário • 1.4.1 Remoção de nutrientes • 1.4.2 Desinfeção
  7. 7. • Tratamento Preliminar • o primeiro de tratamento é designado por pré- tratamento ou tratamento preliminar, o esgoto é sujeito aos processos de separação de sólidos mais grossos tais como a gradagem que podem ser compostas por grades grosseiras, grades finas e/ou peneiras rotativas, o desarenamento nas caixas de areia e o desengorduramento nas chamadas caixas de gordura ou em pré- decantadores. Nesta fase, o esgoto é, desta forma, preparado para as fases de tratamento subsequentes, podendo ser sujeito a um pré- arejamento e a uma equalização tanto de caudais como de cargas poluentes ou resíduos.
  8. 8. • Tratamento primário • A primeira fase de tratamento é designada por tratamento primário, onde a matéria poluente é separada da água por sedimentação nos sedimentadores primários. Este processo exclusivamente de ação física pode, em alguns casos, ser ajudado pela adição de agentes químicos que através de uma coagulação/floculação possibilitam a orientação de flocos de matéria poluente de maior dimensão e assim mais facilmente decantáveis. • Após o tratamento primário, a matéria poluente que permanece na água é de dimensões reduzidas, normalmente constituída por coloides, não sendo por isso passível de ser removida por processos exclusivamente físico-químicos. A eficiência de um tratamento primário pode chegar a 60% ou mais dependendo do tipo de tratamento e da operação da Etar.
  9. 9. • Tratamento secundário • Segue-se, pois, o chamado processo de tratamento secundário, geralmente consistindo num processo biológico, do tipo lodo ativado ou do tipo filtro biológico, onde a matéria orgânica (poluente) é consumida por micro-organismos nos chamados reatores biológicos. Estes reatores são normalmente constituídos por tanques com grandes dimensões para terem bastante quantidade de micro-organismos aeróbios, havendo por isso a necessidade de promover o seu arejamento. O esgoto saído do [reator biológico] contem uma grande quantidade de microrganismos, sendo muito reduzida a matéria orgânica remanescente.
  10. 10. • Tratamento terciário e composto por: • Remoção de nutrientes • Desinfeção • Normalmente antes do lançamento final no corpo recetor, é necessário proceder à desinfeção das águas residuais tratadas para a remoção dos organismos patogênicos ou, em casos especiais, à remoção de determinados nutrientes, como o nitrogênio (azoto) e o fósforo, que podem potenciar, isoladamente e/ou em conjunto, a eutrofização das águas recetoras.
  11. 11. • Remoção de nutrientes que faz parte do tratamento terciário: • Há diferentes processos para remoção de nitrogênio e fósforo: • A Desnitrificação requer condições anóxicas (ausência de oxigênio) para que as comunidades biológicas apropriadas se formem. A desnitrificação é facilitada por um grande número de bactérias. Métodos de filtragem em areia, lagoa de polimento, etc. pode reduzir a quantidade de nitrogênio. O sistema de lodo ativado, se bem projetado, também pode reduzir significante parte do nitrogênio. • A Remoção de fósforo, que pode ser feita por precipitação química, geralmente com sais de ferro (ex. cloreto férrico) ou alumínio (ex. sulfato de alumínio). O lodo químico resultante é difícil de tratar e o uso dos produtos químicos torna-se caro. Apesar disso, a remoção química de fósforo requer equipamentos muito menores que os usados por remoção biológica.
  12. 12. • Desinfeção pertence ao grupo treceario • A desinfecção das águas residuais tratadas objetiva a remoção dos organismos patogênicos. O método de cloração também tem contribuído significativamente na redução de odores em estações de tratamento de esgoto. Revelou-se entre os processos artificiais o de menor custo e de elevado grau de eficiência em relação a outros processos como a ozonização que é bastante dispendiosa e a radiação ultravioleta que não é aplicável a qualquer situação
  13. 13. • Fases do tratamento
  14. 14. • Tratamento Preliminar
  15. 15. • Tratamento primário
  16. 16. • Tratamento secundário
  17. 17. • Tratamento terciário
  18. 18. • Remoção de nutrientes
  19. 19. • Desinfeção
  20. 20. • Como e uma ETAR

×