Literatura oral e tradicional

4.954 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
141
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Literatura oral e tradicional

  1. 1. FICHA DE TRABALHO ANO LECTIVO 2010/2011 LÍNGUA PORTUGUESA 7.º Ano LITERATURA TRADICIONAL/ORAL/POPULAR NOME: N.º1. Lê atentamente os seguintes textos e, recordando o que foi dito nas aulas e com a ajuda do teumanual de Língua Portuguesa, completa os espaços de forma adequada. Literatura tradicional/oral/popularA expressão “literatura tradicional/oral/popular” designa um conjunto vasto de contos populares, provérbios,________________, jogos de palavras, lendas, ________________, contos de fadas, quadras e romancespopulares que circulam ________________ de geração em geração e fazem parte do património cultural deum determinado povo ou comunidade. A este tipo de textos subjazem duas grandes funções: por um lado, o________________, por outro, a transmissão de um conjunto de ensinamentos morais. A transmissãodestes textos dá origem à produção de variantes, pois cada emissor, tendo sido já um receptor, altera odiscurso que ouviu, acrescentando ou ________________ pormenores. Provérbios, contos tradicionais, lendas e fábulasProvérbio – O provérbio é uma frase geralmente ______________________, sintética, que encerra umamoral, um ________________ que se pretende transmitir, para ser seguido nas situações do dia-a-dia. Paraser memorizado mais facilmente, o provérbio apresenta uma linguagem ______________________ e podeconter rima interior.Conto tradicional – O conto tradicional caracteriza-se pelo reduzido número de personagens, cujacaracterização é vaga e estereotipada, pela redução e imprecisão das referências espaciais e temporais, epela simplificação da acção, que obedece, normalmente, a três momentos: ______________________,______________________ e ______________________. O conto tradicional tem, simultaneamente, umafunção educativa e de entretenimento.Lenda – A lenda designa uma narrativa que relata um facto de natureza ________________, ao qual o povoacrescentou elementos ________________, às vezes sobrenaturais. Podemos ter vários tipos de lendas, deacordo com as personagens, finalidades ou acção: lendas ________________, etiológicas, históricas, deentidades mitológicas, etc.Fábula – A fábula designa uma narrativa curta, em ________________ ou em verso, cujas personagenssão ________________ ou objectos inanimados que se comportam e falam como seres humanos. Tal comoos provérbios, os contos tradicionais e as lendas, a fábula também transmite um ensinamento________________, possuindo assim uma importante função didáctica.imp. 751.10-0 1/3
  2. 2. FICHA DE TRABALHO ANO LECTIVO 2010/2011Correcção Literatura tradicional/oral/popularA expressão “literatura tradicional/oral/popular” designa um conjunto vasto de contos populares, provérbios,lengalengas, jogos de palavras, lendas fábulas, contos de fadas, quadras e romances populares quecirculam oralmente de geração em geração e fazem parte do património cultural de um determinado povoou comunidade. A este tipo de textos subjazem duas grandes funções: por um lado, o entretenimento, poroutro, a transmissão de um conjunto de ensinamentos morais. A transmissão destes textos dá origem àprodução de variantes, pois cada emissor, tendo sido já um receptor, altera o discurso que ouviu,acrescentando ou alterando pormenores. Provérbios, contos tradicionais, lendas e fábulasProvérbio – O provérbio é uma frase geralmente curta, sintética, que encerra uma moral, um ensinamentoque se pretende transmitir, para ser seguido nas situações do dia-a-dia. Para ser memorizado maisfacilmente, o provérbio apresenta uma linguagem simples e pode conter rima interior.Conto tradicional – O conto tradicional caracteriza-se pelo reduzido número de personagens, cujacaracterização é vaga e estereotipada, pela redução e imprecisão das referências espaciais e temporais, epela simplificação da acção, que obedece, normalmente, a três momentos: introdução, desenvolvimento econclusão. O conto tradicional tem, simultaneamente, uma função educativa e de entretenimento.Lenda – A lenda designa uma narrativa que relata um facto de natureza real, ao qual o povo acrescentouelementos fantásticos, às vezes sobrenaturais. Podemos ter vários tipos de lendas, de acordo com aspersonagens, finalidades ou acção: lendas religiosas, etiológicas, históricas, de entidades mitológicas, etc.Fábula – A fábula designa uma narrativa curta, em prosa ou em verso, cujas personagens são animais ouobjectos inanimados que se comportam e falam como seres humanos. Tal como os provérbios, os contostradicionais e as lendas, a fábula também transmite um ensinamento moral, possuindo assim umaimportante função didáctica. Sugestão de actividades de grupoLê com atenção cada uma das sugestões feitas e, com os teus colegas de grupo, selecciona aquela quemais gostarias de realizar.1. Recolha de lendas locaisProcura saber se a origem do nome do lugar onde moras está associada a alguma lenda(s). Regista-a(s).2. Recolha de lendas e provérbiosÁgua, ar, terra e fogo – são estes os quatro elementos que, no princípio do mundo, participaram naordenação do Universo. Recolhe lendas e provérbios que revelem a força dos quatro elementos daNatureza na tradição popular.3. Relação personagem/estatuto moral na fábulaSelecciona um conjunto de dois ou três animais presentes em muitas fábulas. Indica o estatuto moral decada uma dessas personagens nos diferentes textos em que aparecem e regista as conclusões a quechegaste.4. Brincar com os provérbios.À semelhança dos exemplos abaixo apresentados, elabora uma lista de cerca de vinte provérbios criados apartir de provérbios originais.Ex. Deitar cedo e cedo erguer só se tiver mesmo de ser. Diz-me com quem andas, dir-te-ei se vou contigo.imp. 751.10-0 2/3
  3. 3. FICHA DE TRABALHO ANO LECTIVO 2010/2011 Quem feio ama, cego é. Há males que vêm para pior. Quem ri por último é de raciocínio lento. O Grupo Disciplinar de Língua Portuguesaimp. 751.10-0 3/3

×