SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
LITERATURA ORAL E TRADICIONAL

        Desde os tempos mais antigos que em todos os continentes surgiram histórias criadas pelo povo que

eram depois contadas oralmente de geração em geração. Essas histórias, de origem popular, muitas vezes

passaram de umas regiões para as outras, através dos mercadores e outros viajantes. O conjunto desses

textos transmitidos oralmente constitui a literatura oral e tradicional.

        A dada altura, alguns escritores e investigadores passaram para escrito esses textos, de

origem anónima e conservados na memória popular, fixando -os em livro, para que não se perdessem.

        Por exemplo, no séc. XVI, Perrault, e no séc. XIX, os Irmãos Grimm, recolheram e publicaram

muitas dessas histórias.

        Em Portugal, escritores como Almeida Garrett, Teófilo Braga, Adolfo Coelho ou José Leite de

Vasconcelos dedicaram grande parte da sua vida a recolher e publicar contos populares e outros textos da

literatura oral e tradicional.

        De entre os diversos tipos de textos que constituem esse património oral, destacamos:


                      Narrativa inventada pelo povo, breve e simples, transmitida oralmente e com uma
Conto Tradicional
                      finalidade lúdica e moralizante.
                      Grande parte dos contos recorre ao maravilhoso, apresentando muitos elementos
                      simbólicos.

                      Também conhecido por ditado popular, é uma frase, sob a forma de máxima ou
    Provérbio
                      sentença, que transmite um saber e/ou encerra uma moral, sendo transmitida de
                      geração em geração pela via oral.

                      Texto lúdico, de extensão variável, geralmente rimada, facilitando, assim, a sua
   Lengalenga
                      memorização.

                      Enigma que consiste num jogo de palavras, com vista a encontrar uma solução.
     Adivinha

                      Poema com quatro versos, de origem popular, com finalidade lúdica ou satírica,
 Quadra Popular
                      recorrendo a repetições e rimas, de forma a facilitar a sua memorização.
                      Narrativa transmitida oralmente, de geração em geração, que assenta em factos
      Lenda
                      reais modificados pela fantasia. Resulta, pois, de uma mistura de realidade e
                      fantasia.
                      Pode possuir um fundo histórico, destinar-se unicamente à explicação de um facto
                      geográfico ou explicar a origem de lugares.
                      Narrativa breve e simples, em verso ou em prosa, em que as personagens são
                      animais ou seres inanimados. Têm uma função lúdica e moralizante, pois pretende
     Fábulas
                      representar as qualidades e os defeitos do ser humano.
                      Fedro, Esopo, La Fontaine, Bocage e João de Deus são alguns dos fabulistas mais
                      conhecidos.



                                                                           O professor: António A. V. Alves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (18)

Ppt tradição-oral
Ppt tradição-oralPpt tradição-oral
Ppt tradição-oral
 
Texto Tradicional
Texto TradicionalTexto Tradicional
Texto Tradicional
 
conto tradicional-popular
 conto tradicional-popular conto tradicional-popular
conto tradicional-popular
 
ISOPO-PAI das Fábulas
ISOPO-PAI das FábulasISOPO-PAI das Fábulas
ISOPO-PAI das Fábulas
 
Fábulas
FábulasFábulas
Fábulas
 
O Conto Tradicional
O Conto TradicionalO Conto Tradicional
O Conto Tradicional
 
Contos de Fadas em libras.pdf
Contos de Fadas em libras.pdfContos de Fadas em libras.pdf
Contos de Fadas em libras.pdf
 
Literatura tradicional oral
Literatura tradicional oralLiteratura tradicional oral
Literatura tradicional oral
 
Conto Popular Aa Ii
Conto Popular Aa IiConto Popular Aa Ii
Conto Popular Aa Ii
 
Slide fábula
Slide fábulaSlide fábula
Slide fábula
 
Conto popular aa
Conto popular aaConto popular aa
Conto popular aa
 
Apresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - PedagogiaApresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - Pedagogia
 
Jean De La Fontaine
Jean De La FontaineJean De La Fontaine
Jean De La Fontaine
 
Corrida De Vassouras
Corrida De VassourasCorrida De Vassouras
Corrida De Vassouras
 
Contos populares
Contos populares Contos populares
Contos populares
 
A leitura infantil fábulas
A leitura infantil   fábulasA leitura infantil   fábulas
A leitura infantil fábulas
 
Fábulas
FábulasFábulas
Fábulas
 
Lição nº 67
Lição nº 67Lição nº 67
Lição nº 67
 

Semelhante a Literatura oral e tradicional: contos, lendas, provérbios e outras formas

Estudo das diversas modalidades de textos infantis
Estudo das diversas modalidades de textos infantisEstudo das diversas modalidades de textos infantis
Estudo das diversas modalidades de textos infantisEspaco_Pedagogia
 
O conto popular
O conto popularO conto popular
O conto popularJohn Vic
 
Literatura oral e tradicional (Textos)
Literatura oral e tradicional (Textos)Literatura oral e tradicional (Textos)
Literatura oral e tradicional (Textos)helena frança
 
3.conto, tardicional popular
3.conto, tardicional popular3.conto, tardicional popular
3.conto, tardicional popularHelena Coutinho
 
ApresentaçãOcontos Tradic
ApresentaçãOcontos TradicApresentaçãOcontos Tradic
ApresentaçãOcontos TradicMARIA NOGUE
 
6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: LendasClarice Lima
 
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolarLeitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolarAna Paula Cecato
 
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 ano
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 anoA mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 ano
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 anoCecília Gomes
 
Contos de fadas aula final
Contos de fadas   aula finalContos de fadas   aula final
Contos de fadas aula finalJunior Nunes
 
Biblioteca boletim nº 8
Biblioteca   boletim nº 8Biblioteca   boletim nº 8
Biblioteca boletim nº 8bibdjosei2006
 
Professora Wiliane
Professora WilianeProfessora Wiliane
Professora Wilianejoaoxxiii
 
Fbulas 130123132604-phpapp01
Fbulas 130123132604-phpapp01Fbulas 130123132604-phpapp01
Fbulas 130123132604-phpapp01Professora Cida
 

Semelhante a Literatura oral e tradicional: contos, lendas, provérbios e outras formas (20)

Estudo das diversas modalidades de textos infantis
Estudo das diversas modalidades de textos infantisEstudo das diversas modalidades de textos infantis
Estudo das diversas modalidades de textos infantis
 
O conto popular
O conto popularO conto popular
O conto popular
 
Lição nº 82
Lição nº 82Lição nº 82
Lição nº 82
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Conviver português
Conviver portuguêsConviver português
Conviver português
 
Literatura oral e tradicional (Textos)
Literatura oral e tradicional (Textos)Literatura oral e tradicional (Textos)
Literatura oral e tradicional (Textos)
 
Thomas Bakk
Thomas BakkThomas Bakk
Thomas Bakk
 
3.conto, tardicional popular
3.conto, tardicional popular3.conto, tardicional popular
3.conto, tardicional popular
 
ApresentaçãOcontos Tradic
ApresentaçãOcontos TradicApresentaçãOcontos Tradic
ApresentaçãOcontos Tradic
 
6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas
 
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolarLeitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
 
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 ano
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 anoA mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 ano
A mensagem de Fernando Pessoa , portugues de 12 ano
 
Revisão do conteúdo
Revisão do conteúdoRevisão do conteúdo
Revisão do conteúdo
 
Contos de fadas aula final
Contos de fadas   aula finalContos de fadas   aula final
Contos de fadas aula final
 
Biblioteca boletim nº 8
Biblioteca   boletim nº 8Biblioteca   boletim nº 8
Biblioteca boletim nº 8
 
Professora Wiliane
Professora WilianeProfessora Wiliane
Professora Wiliane
 
Texto jennifer
Texto jenniferTexto jennifer
Texto jennifer
 
Fbulas 130123132604-phpapp01
Fbulas 130123132604-phpapp01Fbulas 130123132604-phpapp01
Fbulas 130123132604-phpapp01
 
Resumos português
Resumos portuguêsResumos português
Resumos português
 
Lendas
LendasLendas
Lendas
 

Mais de armindaalmeida

Introdução texto poético
Introdução texto poéticoIntrodução texto poético
Introdução texto poéticoarmindaalmeida
 
A estrela vergílio_ferreira
A estrela vergílio_ferreiraA estrela vergílio_ferreira
A estrela vergílio_ferreiraarmindaalmeida
 
Categoriasdanarrativa i
Categoriasdanarrativa iCategoriasdanarrativa i
Categoriasdanarrativa iarmindaalmeida
 
Sintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasSintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasarmindaalmeida
 
Frase grupos constituintes
Frase grupos constituintesFrase grupos constituintes
Frase grupos constituintesarmindaalmeida
 
Frase classificacao oracoes
Frase classificacao oracoesFrase classificacao oracoes
Frase classificacao oracoesarmindaalmeida
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoarmindaalmeida
 
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlaceInesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlacearmindaalmeida
 
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlaceInesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlacearmindaalmeida
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoarmindaalmeida
 
Processos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavrasProcessos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavrasarmindaalmeida
 
Idade Media Renascimento
Idade Media RenascimentoIdade Media Renascimento
Idade Media Renascimentoarmindaalmeida
 
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativa
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias NarrativaO Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativa
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativaarmindaalmeida
 

Mais de armindaalmeida (20)

Descrição aa
Descrição aaDescrição aa
Descrição aa
 
Conto igagc
Conto igagcConto igagc
Conto igagc
 
Introdução texto poético
Introdução texto poéticoIntrodução texto poético
Introdução texto poético
 
A estrela vergílio_ferreira
A estrela vergílio_ferreiraA estrela vergílio_ferreira
A estrela vergílio_ferreira
 
Gigante adamastor
Gigante adamastorGigante adamastor
Gigante adamastor
 
Categoriasdanarrativa i
Categoriasdanarrativa iCategoriasdanarrativa i
Categoriasdanarrativa i
 
Sintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasSintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticas
 
Frase grupos constituintes
Frase grupos constituintesFrase grupos constituintes
Frase grupos constituintes
 
Frase classificacao oracoes
Frase classificacao oracoesFrase classificacao oracoes
Frase classificacao oracoes
 
Classes palavras
Classes palavrasClasses palavras
Classes palavras
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
 
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlaceInesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
 
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlaceInesdecastro exposioconflitoedesenlace
Inesdecastro exposioconflitoedesenlace
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
 
Processos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavrasProcessos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavras
 
A Publicidade
A PublicidadeA Publicidade
A Publicidade
 
Idade Media Renascimento
Idade Media RenascimentoIdade Media Renascimento
Idade Media Renascimento
 
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativa
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias NarrativaO Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativa
O Tesouro_Eça_Queirós_Categorias Narrativa
 
Tipos Formas Frase Aa
Tipos Formas Frase AaTipos Formas Frase Aa
Tipos Formas Frase Aa
 
PontuaçãO Aa I
PontuaçãO Aa IPontuaçãO Aa I
PontuaçãO Aa I
 

Último

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 

Literatura oral e tradicional: contos, lendas, provérbios e outras formas

  • 1. LITERATURA ORAL E TRADICIONAL Desde os tempos mais antigos que em todos os continentes surgiram histórias criadas pelo povo que eram depois contadas oralmente de geração em geração. Essas histórias, de origem popular, muitas vezes passaram de umas regiões para as outras, através dos mercadores e outros viajantes. O conjunto desses textos transmitidos oralmente constitui a literatura oral e tradicional. A dada altura, alguns escritores e investigadores passaram para escrito esses textos, de origem anónima e conservados na memória popular, fixando -os em livro, para que não se perdessem. Por exemplo, no séc. XVI, Perrault, e no séc. XIX, os Irmãos Grimm, recolheram e publicaram muitas dessas histórias. Em Portugal, escritores como Almeida Garrett, Teófilo Braga, Adolfo Coelho ou José Leite de Vasconcelos dedicaram grande parte da sua vida a recolher e publicar contos populares e outros textos da literatura oral e tradicional. De entre os diversos tipos de textos que constituem esse património oral, destacamos: Narrativa inventada pelo povo, breve e simples, transmitida oralmente e com uma Conto Tradicional finalidade lúdica e moralizante. Grande parte dos contos recorre ao maravilhoso, apresentando muitos elementos simbólicos. Também conhecido por ditado popular, é uma frase, sob a forma de máxima ou Provérbio sentença, que transmite um saber e/ou encerra uma moral, sendo transmitida de geração em geração pela via oral. Texto lúdico, de extensão variável, geralmente rimada, facilitando, assim, a sua Lengalenga memorização. Enigma que consiste num jogo de palavras, com vista a encontrar uma solução. Adivinha Poema com quatro versos, de origem popular, com finalidade lúdica ou satírica, Quadra Popular recorrendo a repetições e rimas, de forma a facilitar a sua memorização. Narrativa transmitida oralmente, de geração em geração, que assenta em factos Lenda reais modificados pela fantasia. Resulta, pois, de uma mistura de realidade e fantasia. Pode possuir um fundo histórico, destinar-se unicamente à explicação de um facto geográfico ou explicar a origem de lugares. Narrativa breve e simples, em verso ou em prosa, em que as personagens são animais ou seres inanimados. Têm uma função lúdica e moralizante, pois pretende Fábulas representar as qualidades e os defeitos do ser humano. Fedro, Esopo, La Fontaine, Bocage e João de Deus são alguns dos fabulistas mais conhecidos. O professor: António A. V. Alves