Kant kant

1.277 visualizações

Publicada em

Kant'

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
212
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Kant kant

  1. 1. Os idealistas: Kant e Hegel
  2. 2. Immanuel Kant O que podemos conhecer?
  3. 3. A minha filosofia é uma busca por uma ciência universal e necessária.
  4. 4. H2O O conhecimento é formulado pelo sujeito quando este descobre algo acerca do objeto. OBJETO SUJEITO FORMA
  5. 5. Conhecer nada mais é que emitir juízos sobre os objetos. é verde é redondo é azedo é uma fruta
  6. 6. Quais são os tipos de juízos? JUÍZOS A PRIORI (são aqueles que ocorrem SEM a presença da experiência) São universais e ocorrem sempre da mesma forma
  7. 7. Quais são os tipos de juízos? JUÍZOS A POSTERIORI (são aqueles que ocorrem COM a presença da experiência) São relativos e não podem abarcar o universal
  8. 8. JUÍZOS A PRIORI (são aqueles que ocorrem SEM a presença da experiência) JUÍZOS A POSTERIORI (são aqueles que ocorrem COM a presença da experiência) 1ª diferenciação:
  9. 9. Quais são os tipos de juízos? JUÍZOS ANALÍTICOS (são aqueles que analisam os objetos SEM trazer novos conhecimentos) Um livro contém folhas.
  10. 10. Quais são os tipos de juízos? JUÍZOS SINTÉTICOS (são aqueles que analisam os objetos TRAZENDO novos conhecimentos) Esse livro tem uma capa vermelha e pesa 100g.
  11. 11. JUÍZOS ANALÍTICOS (são aqueles que analisam os objetos SEM trazer novos conhecimentos) JUÍZOS SINTÉTICOS (são aqueles que analisam os objetos TRAZENDO novos conhecimentos) A PRIORI (não precisa de experiência) A POSTERIORI (precisa da experiência) É UNIVERSAL. NÃO É UNIVERSAL.
  12. 12. A ciência precisa se basear em juízos que ampliam o conhecimento e que sejam universais e necessários. OPERAÇÕES ARITMÉTICAS GEOMETRIA PROPOSIÇÕES DA FÍSICA
  13. 13. Pelos juízos, supomos que o ser humano pode conhecer muitas coisas. Mas podemos conhecer a ESSÊNCIA das coisas ou só aquilo que nos aparece?
  14. 14. FENÔMENO (a coisa como ela aparece para mim – COISA PARA MIM) NÔUMENON (a coisa como ela realmente é – COISA EM SI [fora de mim]) 2ª diferenciação:
  15. 15. FENÔMENO (a coisa como ela aparece para mim – COISA PARA MIM) ECONOMISTA MÉDICA POLÍTICO
  16. 16. NÔUMENON (a coisa como ela realmente é – COISA EM SI [fora de mim]) FENÔMENO NÔUMENO
  17. 17. A arte pode ser uma ciência?
  18. 18. SUJEITO OBJETO A beleza nos causa um sentimento de prazer. Mas esse sentimento nasce da imaginação do sujeito.
  19. 19. A arte é sempre subjetiva e relativa. E nunca objetiva e universal.
  20. 20. NÔUMENON (a coisa como ela realmente é – COISA EM SI [fora de mim]) FENÔMENO NÔUMENO
  21. 21. ? ? ? ? ? ? ?
  22. 22. Da religião só podemos absorver o que é racionalmente crível e moralmente utilizável.
  23. 23. 1 – Qual a diferença entre juízos a priori e a posteriori? Exemplifique. 2 – Qual a diferença entre os juízos sintético e analítico? Exemplifique. 3 – Qual a diferença entre o primeiro tipo de juízos (A PRIORI / A POSTERIORI) e o segundo tipo (ANALÍTICOS / SINTÉTICOS)? 2 – Qual a diferença entre fenômeno e nôumenon? Exemplifique. 3 – Por que, para Kant, a arte não pode ser objeto de estudo científico?

×