Seminário construções sustentáveis 19-11-2010 - apresentação de andré aranha campos

389 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário construções sustentáveis 19-11-2010 - apresentação de andré aranha campos

  1. 1. CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL André Aranha Campos Coordenador do Comitê de Meio Ambiente do SindusCon-SP Novembro 2010
  2. 2. Início das Atividades 1999
  3. 3. Debate questões ambientais para o desenvolvimento e capacitação das empresas construtoras. Identifica e aponta problemas relevantes ao setor dentre os temas prioritários: resíduos, arborização, madeiras, áreas contaminadas, energia, reuso de água em edificações e educação ambiental. O Comitê busca soluções e promove, por meio de ações conjuntas, manuais, seminários, workshops, programas de gestão de resíduos, educação ambiental em canteiros de obra e capacitação de construtoras para compra responsável de madeira. Gestão Ambiental de Resíduos da Construção Civil A experiência do SindusCon-SP
  4. 4.  Presidência da Câmara Ambiental da Construção Civil / CETESB  Coordenação do GT de Resíduos da Câmara Ambiental da Const Civil / CETESB  Coordenação do GT de Sustentabilidade da Construção Civil – CETESB  Membro do GT de Edificação do PROCEL Edifica – Eletrobrás  Membro da Comissão de Meio Amb.da CBIC Câmara Bras. Ind.da Construção  Coordenação do Programa CBIC de Construção Sustentável  Diretor no Departamento de Meio Ambiente da FIESP  Membro signatário do Protocolo Estadual de Construção Sustentável  Membro do Grupo Gestor do Programa Madeira é Legal do Estado de SP  Membro do Grupo Gestor Uso Racional da Agua da Cidade de SP  Membro da Câmara Técnica de Entulho – Limpurb/SSO Portaria n0 015/2006  Membro do Comitê de Municipal de Mudança do Clima e Ecoeconomia Cidade SP  Programa COHAB Sustentável / Secretaria Habitação PARTICIPAÇÃO DO SINDUSCON SP
  5. 5. A VISÃO DO MERCADO PARA A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL ESPECTADORES PROTAGONISTAS DEPREDADORES PRESERVADORES ANTES HOJE
  6. 6. A VISÃO DO MERCADO PARA A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL  HOJE É UMA REALIDADE  O CLIENTE PERCEBE AS VANTAGENS  EXISTE PRESSÃO SOCIEDADE  EMPRESAS ENGAJADAS COM A RESPONSABILIDADE SÓCIO AMBIENTAL
  7. 7. DESAFIOS PARA A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL  POLÍTICAS PÚBLICAS  FALTA DE INCENTIVOS  LEGISLAÇOES  LICENCIAMENTO AMBIENTAL  DESENVOLVIMENTO TECNOLOGIAS E MATERIAIS  NORMAS TÉCNICAS
  8. 8. AÇÕES SINDUSCON-SP
  9. 9. ConstrutorasFornecedores Políticas Públicas / Setorias Gestão Ambiental de Resíduos da Construção Civil A experiência do SindusCon-SP Gestão de Resíduos Treinamentos 162 empresas 250 profissionais capacitados
  10. 10. Uso Racional da Água
  11. 11. Áreas Contaminadas
  12. 12. Arborização GRUPO DE TRABALHO -SVMA – DEPAVE - SINDUSCON-SP - ASBEA - ANP
  13. 13. Profa. Vanessa Gomes Avaliação Ambiental de Edifícios
  14. 14. Programa COHAB
  15. 15. Programa Madeira é Legal  PROTOCOLO COOPERAÇÃO  MANUAL  PROGRAMA COMPRAS SUSTENTÁVEIS - CONSTRUTORAS
  16. 16. 18 de março de 2009 10h00 - 13h30 Centro Cultural São Paulo – Sala Jardel Filho
  17. 17. PARCERIA WWF – BRASIL E SINDUSCON-SP Este programa visa capacitar as construtoras a implementar um programa para aquisição de madeira de forma a eliminar a compra de produtos de origem ilegal ou predatória, evoluindo para a compra de madeira legal e certificada de acordo com o PROGRAMA SIM do WWF-BRASIL. PROGRAMA AQUISIÇÃO SUSTENTÁVEL DE MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL
  18. 18.  Manual Gestão Ambiental de Resíduos em Canteiros de Obra (SindusCon-SP / I & T/ Obra Limpa)  Uso Racional da Água em Edificações (SindusCon-SP/ANA/FIESP)  Madeiras: Uso Sustentável na Construção Civil (SindusCon-SP / SVMA / IPT)  Material Didático p/ Educação Ambiental em Canteiros de Obras Publicações www.sindusconsp.com.br/publicacoes
  19. 19. MUDANÇAS CLIMÁTICAS Redução de emissões na cadeia produtiva Adaptação do ambiente construído frente aos impactos das mudanças climáticas Identificação das Vulnerabilidades em áreas urbanas ÁGUA Uso Racional da Água nas Edificações Gestão da Água nos centros urbanos Eficiência na prestação de serviços das concessionárias Estipular parâmetros de eficiência de consumo de água Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável
  20. 20. ASPECTOS IMPORTANTES A SEREM CONSIDERADOS Participação do setor nas regulamentações e elaboração de legislações Criação de mecanismos que possibilitem ao Município estabelecer parâmetros e gerenciar o aumento da eficiência dos serviços prestados pelas Empresas Concessionárias de água, esgoto, resíduos e energia municipais e estaduais, com foco no uso racional da água, eficiência energética e gestão de resíduos sólidos Planejamento estratégico para as cidades/regiões visando a redução de riscos e minimização dos impactos causados pelas mudanças climáticas, considerando obras necessárias para drenagem urbana, contenção de encostas, remoção das populações que moram em áreas de risco ou áreas de preservação ambiental Maior agilidade e transparência nos Processos de Licenciamento Ambiental de Empreendimentos Imobiliários Criar uma Política Municipal que viabilize incentivos fiscais e econômicos para o Desenvolvimento da Construção Sustentável – ex: linha verde de produtos, incentivo aos produtos reciclados, etc. Criar mecanismos de Combate à informalidade e ilegalidade no Setor da Construção Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável
  21. 21. ANDRE ARANHA CAMPOS ROSE PETRONILO Email: rpetronilo@sindusconsp.com.br Tel: 011 – 3334 5638 CONTATOS Site: www.sindusconsp.com.br
  22. 22. Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável ENERGIA Eficiência Energética nas Edificações Novas e readequação das Edificações Existentes com vistas à eficiência. Implantação do Programa Procel Edifica - Etiquetagem de Nível Energético de Edificações Melhoria do desempenho energético de produtos e sistemas incorporados nas edificações (ex: ar condicionado) e os utilizados na execução das obras (ex: guinchos de obra) Estipular parâmetros de eficiência de consumo energético Desenvolver, consolidar e estimular o uso de energia limpa e renovável, gerada por fontes alternativas tais como eólica, solar, etc.
  23. 23. MATERIAIS E SISTEMAS Incentivo ao uso de materiais e tecnologias que possuam inventários de emissões Definição de metodologia para análise do ciclo de vida de produtos e sistemas Incentivo à inovação tecnológica que introduzam e viabilizem o uso de materiais e sistemas mais sustentáveis Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável RESÍDUOS Diminuição do Consumo de Recursos Naturais, através de ações de gestão que visem a não geração, reutilização, reciclagem e correta destinação de resíduos da construção Adoção de critérios de coordenação modular de projetos, visando o desenvolvimento de produtos que viabilizem a industrialização crescente dos processos construtivos Implantação das políticas municipais de gestão de resíduos da construção (CONAMA 307 de 2002)
  24. 24. MEIO AMBIENTE, INFRAESTRUTURA E DESENVOLVIMENTO URBANO Viabilização do desenvolvimento sustentável – Código Ambiental Urbano Definição clara de parâmetros para o Licenciamento Ambiental de Empreendimentos Imobiliários, dando segurança jurídica e diminuindo os prazos de obtenção das licenças Incentivo à recuperação de áreas degradadas e contaminadas das grandes cidades pelos empreendedores imobiliários como forma de aliviar a pressão de custos dos terrenos urbanos para o desenvolvimento imobiliário Valorização dos mecanismos e fóruns existentes de comunicação e participação do Setor da Construção junto aos Órgãos do Governo que estabelecem as Políticas Públicas ligadas à Construção e o Desenvolvimento Sustentável Valorização do uso de materiais provenientes do correto manejo florestal (ex:Madeira Legal) Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável
  25. 25. DESENVOLVIMENTO HUMANO Valorização do Ser Humano, como o principal foco do Desenvolvimento Sustentável na Construção Civil Capacitação de mão de obra: projetistas, especificadores, executores de obras, gestores de negócios da construção civil, agentes financeiros, gestores públicos, legisladores responsáveis pela gestão das edificações – administradoras, síndicos e usuários Green Joobs Prioridades do Setor Programa CBIC Construção Sustentável

×