ecogestus   CONSULTADORIA E PROJETOS   AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE  Natureza         Espaços Verdes   ResíduosEficiência R...
QUEM SOMOSA ECOGESTUS Lda dedica-se à Consultoria eEngenharia em Ambiente e Sustentabilidade, sendofundada em 2005. Trabal...
VISÃOUma equipa multidisciplinar com experiência, nacional e internacional,permite-nos recomendar as melhores soluções. Qu...
RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS      Optimizamos os circuitos de recolha com ganhos de produtividade mensuráveisESTUDOS BASE E PR...
RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS         O príncipio poluidor-pagador favorece as melhores práticas ambientaisTARIFÁRIOS E TAXAS A...
IMAGEM E LIMPEZA URBANA    Avaliamos o desempenho da limpeza    urbana.     Implementamos as melhores técnicas,    respeit...
GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES       É fundamental que os espaços       verdes, naturalmente promotores       da qu...
GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA   - Redução do consumo e diminuição dos   custos   - Aumento da eficiência   - Redução das em...
GESTÃO DE CARBONO      Auxiliamos as diversas entidades a      calcular as emissões de CO2, e a      desenvolver medidas t...
AVALIAÇÃO DE IMPACTE AMBIENTAL    As implicações ambientais são    encaradas de uma forma global,    contemplando os efeit...
ACESSIBILIDADES        Acessibilidade e mobilidade para        todos envolve um conjunto de        temáticas, desde o espa...
DESENHO URBANO       A plenitude com a qual os       utilizadores se identificam       com os espaços que utilizam,       ...
CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL    Criação, reabilitação e gestão    responsável do ambiente construído,    baseado na eficiência d...
ECOGESTUS LDARua D. Afonso IV, nº23, 2º, Buarcos3080-328 Figueira da Foz, Portugal     contacto@ecogestus.com       skype:...
Ecogestus brochura_pt_maio_2012_3
Ecogestus brochura_pt_maio_2012_3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ecogestus brochura_pt_maio_2012_3

492 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
492
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ecogestus brochura_pt_maio_2012_3

  1. 1. ecogestus CONSULTADORIA E PROJETOS AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Natureza Espaços Verdes ResíduosEficiência Renovável Energia Gestão Ambiente Reciclar Cidades Sustentáveis Recursos Pegada Biodiversidade Design for all Conservação Sustentabilidade Mobilidade Limpeza Urbana Ecologia 2012 © ecogestus
  2. 2. QUEM SOMOSA ECOGESTUS Lda dedica-se à Consultoria eEngenharia em Ambiente e Sustentabilidade, sendofundada em 2005. Trabalhamos em conjunto comdiversas entidades no estudo, definição eimplementação de estratégias resilientes, adequadasao desenvolvimento das cidades e empresas.O país precisa de encarar os recursos locais de umanova forma, otimizando infraestruturas e processos,desde a recolha de resíduos à iluminação pública,passando pela mobilidade e gestão racional doespaço urbano.Criámos uma rede com parceiros nacionais einternacionais, colocando à disposição dos nossosclientes um conjunto de ferramentas inovadoras quelhes permitem melhor gerir o espaço de ação em quese encontram.Estamos à Vossa disposição ! João Miguel Vaz 2012 © ecogestus
  3. 3. VISÃOUma equipa multidisciplinar com experiência, nacional e internacional,permite-nos recomendar as melhores soluções. Qualidade, serviço,fiabilidade e a plena satisfação dos clientes são os critérios de sucesso. A nossa missão é providenciar ao sector público e privado, os meios e o saber essenciais à optimização da eficiência social, económica e ambiental.SERVIÇOS  Engenharia e Software aplicado à gestão de Resíduos Sólidos e Limpeza Urbana  Espaços Verdes – avaliação e gestão  Estudos e Projetos no âmbito da Gestão da Iluminação Pública  Estudos de Viabilidade Técnico-Económica na implementação de sistemas de utilização de Energias Renováveis  Gestão de Carbono – estudos, compensação e cálculo de emissões  Estudos de impacto e avaliação ambiental  Mobilidade e Acessibilidades  Desenho Urbano  Arquitetura Sustentável  Outros projetos engenharia e arquitetura 2012 © ecogestus
  4. 4. RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Optimizamos os circuitos de recolha com ganhos de produtividade mensuráveisESTUDOS BASE E PROJETOS  Levantamento, análise e diagnóstico dos sistemas de gestão de RSU  Avaliação dos custos de operação e produtividade  Campanhas de caracterização de resíduos  Prognóstico das quantidades de resíduos produzidas  Planos de Prevenção e Minimização da produção de resíduos  Sistemas Tarifários  Elaboração de Cadernos de Encargos;  Planos Estratégicos de Resíduos e Estudos de Mercado  Ações de Educação e Sensibilização para a ReciclagemLOGÍSTICA E SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO  Planeamento da recolha e otimização de resíduos;  Software TOURSOLVER/INFA DSPE para otimização dos circuitos de recolha  Obtenção de informação com recurso a ferramentas avançadas  Sistemas de identificação de contentores (códigos de barras, transponders…)  Modelos de organização e gestão de pessoal  Sistemas inovadores de recolha (tipos de veículos, contentores)  Apoio técnico na gestão da frota de recolha e limpeza. 2012 © ecogestus
  5. 5. RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS O príncipio poluidor-pagador favorece as melhores práticas ambientaisTARIFÁRIOS E TAXAS APLICADAS AOS RSUS  Estudos e cálculo base dos custos e receitas;  Modelos de decisão incluindo vários cenários;  Aplicação do Princípio Utilizador-Poluidor-Pagador;  Campanhas de transparência e aceitação dos tarifários;  Avaliação do enquadramento legal;  Integração da equidade social e sustentabilidade financeira.SOLUÇÕES INTEGRADAS  Elaboração de Planos Estratégicos Municipais sobre os RSU;  Estudos base e projetos para o tratamento dos resíduos.ÁREAS DE INTERVENÇÃO  Desenvolvimento de esquemas de recolha em zonas rurais/urbanas;  Organização da valorização orgânica (compostagem, recolha de verdes);  Planos de recolha/minimização de resíduos em mercados, feiras, cemitérios, parques, festivais e outros eventos;  Estabelecimento de programas para a recolha de fluxos especiais de RSU (domésticos perigosos, hospitalares, lamas…). 2012 © ecogestus
  6. 6. IMAGEM E LIMPEZA URBANA Avaliamos o desempenho da limpeza urbana. Implementamos as melhores técnicas, respeitando o ambiente. Qualidade de vida pressupõe ambiente limpo e salubreOs efeitos de um inadequado serviço de limpeza urbana têm implicações negativas naqualidade de vida, no ambiente e nos recursos naturais, além de constituírem perdasintangíveis em termos de fator de qualificação e atracão do espaço.A ECOGESTUS define estratégias destinadas à otimização da limpeza urbana, com apoiode sistemas informáticos avançados, cadastrando e analisando pontos de nãoconformidade com os padrões de limpeza e salubridade desejados.AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DA LIMPEZA URBANA  Estabelecimento de critérios que assegurem a qualidade da limpeza;  Definição de objetivos sanitários e ambientais;  Medição da produtividade dos modelos operacionais (km/hora; papeleiras/hora; custo/área);  Introdução de modelos e rotinas otimizados, considerando: sazonalidade, tipologia das ruas, efetividade manual versus varredoras mecanizadas, minimização dos percursos);  Elaboração de Cadernos de Encargos;  Documentação multimédia reveladora do grau de eficiência da limpeza;  Benchmarking - comparação das melhores práticas em organizações semelhantes nacionais e estrangeiras.CUSTOS E TARIFÁRIOS  Elaboração de tarifários específicos;  Contabilidade analítica aos custos associados. 2012 © ecogestus
  7. 7. GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES É fundamental que os espaços verdes, naturalmente promotores da qualidade do ar e do solo, da diversidade biológica e sensorial, sejam economicamente viáveis. Os espaços verdes caracterizam a imagem das cidades e desempenham um papel essencial em meio urbano, proporcionando benefícios ecológicos, sociais, económicos e estéticos.A gestão dos espaços verdes, estejam estes integrados no meio urbano ou rural, e sejamestes geridos pelos municípios, ou por entidades privadas, é uma questão cada vez maisatual. Os recursos utilizados na gestão dos espaços verdes, nomeadamente a água e amão-de-obra, são cada vez mais dispendiosos.Propondo racionalizar os custos com a gestão dos Espaços Verdes, a ECOGESTUS propõeserviços que permitem a gestão eficiente de recursos:Otimização do uso eficiente de água e recursos:  Levantamento e cadastro dos espaços verdes e naturais  Classificação e caraterização fito-sanitária  Avaliamos e otimizamos as necessidades hídricas dos Espaços Verdes  Soluções eficientes de rega  Sistemas naturais (mulching, conservação da humidade, plantas nativas,...)  Planeamento da iluminação e outros equipamentosGestão eficaz dos recursos humanos:  Planeamento, calendarização de atividades e recursos (humanos e materiais)  Análise de desempenho: objetivos, orçamentos  Contratação e controlo de serviços externos  Responsabilização e incentivos 2012 © ecogestus
  8. 8. GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA - Redução do consumo e diminuição dos custos - Aumento da eficiência - Redução das emissões e poluição luminosa - Iluminar em função das reais necessidades horárias “Com inteligência, pode iluminar-se melhor as ruas, poupar recusros e não estragar o firmamento.” - in jornal Expresso, Prof. Nuno CratoA iluminação pública (IP) representa cerca de 5% das despesas correntes anuais dosMunicípios. A redução no consumo de energia destinada a iluminação pública representauma poupança significativa de recursos e a diminuição do impacto ambiental associado.A ECOGESTUS detém as necessárias competências técnicas para a elaboração de Projetosde Otimização e Racionalização de Iluminação Pública. A nossa intervenção nesta área,adquirida no Município da Figueira da Foz, permitiu poupanças de 160.000 euros por ano.Elaboramos uma análise da Iluminação Pública (IP) redundante, isto é, iluminaçãoexcessiva, em espaços públicos onde se verificam níveis de luminâncias acima dos exigidospelas Normas Técnicas. Nesta Fase o investimento por parte do município é minimo, cercade 10% das poupanças a obter. A segunda fase passa pela aplicação de dispositivostecnológicos inteligentes (telegestão, relógios, temporizadores, ..etc) e soluções tecnológicasadequadas aos casos em apreço.Durante a implementação do projeto, promovemos uma permanente interação com a EDP adiferentes níveis, desde o quadro técnico até aos operadores da implementação das açõesno terreno, facilitando o processo.POTENCIAL DE REDUÇÃO:  1ªFase (eliminação de redundâncias) = 10 a 20%  2ªFase (inovação tecnológica) = 30 a 40%. 2012 © ecogestus
  9. 9. GESTÃO DE CARBONO Auxiliamos as diversas entidades a calcular as emissões de CO2, e a desenvolver medidas tendo em vista a sua redução ou compensação. É importante contribuir para que Portugal caminhe para uma economia de baixo carbono.Para entidades que desejem desenvolver um Plano de Gestão Voluntária de Carbonodeterminamos as atividades passíveis de provocar emissões de gases de efeito de estufa,calculadas em termos de emissões de CO2, e desenvolvemos a partir desta informaçãomedidas para a sua redução e/ou compensação.A emissão de gases com efeito de estufa (particularmente de dióxido de carbono CO2) emresultado das atividades humanas provoca alterações climáticas nomeadamente oaquecimento global. A redução da emissão de dióxido de carbono, e restantes gases deefeito de estufa, constitui um dos maiores desafios da atualidade.A produção de energia elétrica a partir de fontes fósseis e o consumo de combustíveis nosector dos transportes constituem as principais fontes de gases de efeito de estufa. Noentanto atividades, como o consumo de materiais e água, a produção de resíduos, podemtraduzir-se em termos de consumo de energia e consequentemente em emissões de gasescom efeito de estufa, pelo que estas emissões constituem um excelente indicador dodesempenho ambiental das entidades.As medidas de redução das emissões de dióxido de carbono podem inclusivamente reduziros custos operacionais, das atividades económicas, em termos de consumo de energia, deágua e de matérias primas e subsidiárias. Neste sentido a ECOGESTUS elabora cálculosde Emissões de Dióxido de Carbono associadas a qualquer tipo de organização ouevento. 2012 © ecogestus
  10. 10. AVALIAÇÃO DE IMPACTE AMBIENTAL As implicações ambientais são encaradas de uma forma global, contemplando os efeitos físicos, biológicos e sócio-económicos, de modo a que a decisão final se baseie numa avaliação sistemática integrada. Este instrumento deve ser aproveitado em prol da defesa do Ambiente e da Sociedade, para alcançar o tão desejável Desenvolvimento Sustentável.O Decreto-Lei n.º 69/2000, de 3 de Maio, alterado pelo Decreto-Lei n.º 197/2005 de 8de Novembro, constitui o regime jurídico de Avaliação de Impacte Ambiental. Nos seusAnexos I e II constam os tipos de projetos que necessitam de um Estudo de ImpacteAmbiental a priori da sua execução.Seguindo uma lógica preventiva, a Avaliação de Impacte Ambiental procura assegurar agestão equilibrada dos recursos naturais e a proteção da qualidade ambiental constituindoum instrumento para a promoção do Desenvolvimento Sustentável.A Avaliação de Impacte Ambiental, e a mitigação dos impactes identificados, tem maioreficácia em fase de projeto, onde é menos complexo e oneroso prevenir impactesambientais significativos.A realização de um Estudo de Impacte Ambiental requer conhecimentos em vários domínioscomo paisagem, fauna, flora, ecologia, geologia, socioeconómico, solos, recursos hídricos,atmosfera, clima, património arqueológico e arquitetónico entre outros.A ECOGESTUS dispõe de colaboradores, e consultores externos, qualificados nos váriosdomínios relevantes para a realização de estudos rigorosos e em conformidade com asexigências das entidades que avaliam os Estudos de Impacte Ambiental. 2012 © ecogestus
  11. 11. ACESSIBILIDADES Acessibilidade e mobilidade para todos envolve um conjunto de temáticas, desde o espaço público, os edifícios, a comunicação e design, os transportes e a info-acessibilidade. A eliminação de barreiras oferece qualidade de vida e permite a vivência e interacção entre Pessoas com diferentes característicasA ECOGESTUS propõe a elaboração de Planos que promovam a eliminação das barreirasarquitetónicas e urbanísticas, através da aplicabilidade da legislação em vigor (DL n.º163/2006, de 8 de Agosto) contribuindo, deste modo, para a construção de cidades evilas inclusiva.  Planos de Acessibilidade e Mobilidade para Todos, conceito Design for All  Planos Municipais e Locais de Promoção da Acessibilidade  Apoio à elaboração de candidaturas de aquisição de financiamento por partes das autarquias (no âmbito do QREN -Projeto Rampa, Linha de Financiamento POPH, 6.5 - Ações de Investigação, Sensibilização e Promoção de Boas Práticas, preveêm-se a elaboração de Planos de Promoção de Acessibilidades).  Validação das Condições de Acessibilidade em Planos, Projectos e Obras Executadas;  Consultadoria, Formação e Ações de Sensibilização no âmbito DL n.º 163/2006  Desenvolvimento de Campanhas de Sensibilização  Realização de eventos (workshops, seminários, debates, congressos internacionais) sobre o tema;  Desenvolvimento de conteúdos, design gráfico e elaboração de publicações sobre o tema. 2012 © ecogestus
  12. 12. DESENHO URBANO A plenitude com a qual os utilizadores se identificam com os espaços que utilizam, determina a atitude que tomam perante esses espaços e perante as outras pessoas. O desenho urbano tem um papel estratégico no planeamento e na promoção da Sustentabilidade das cidades.A ECOGESTUS detém o know how essencial acerca do dimensionamento e desenho deespaços urbanos, tendo em consideração os tipos de espaço existentes ou que se pretendecriar, as condicionantes que podem potenciar ou limitar as soluções de projeto e as boaspráticas de acessibilidade e desenho universal.  Projetos de Regeneração e Requalificação Urbana  Projetos de Execução de Espaços Públicos  Desenho de Pistas Cicláveis  Desenho de Percursos Pedonais  Desenho de Rotas / Percursos Acessíveis  Planos de Chão para a Instalação de Mobiliário Urbano e Suportes Publicitários  Planos de Chão para localização de Esplanadas em meio urbano  Apoio à elaboração de candidaturas de aquisição de financiamento por partes das autarquias (no âmbito do QREN e outras fontes de financiamento, preveem-se apoios para projetos de Promoção de Redes de Centros de Cidades com Qualidade de Ambiente Urbano; Centros de Excelência; Inovação e Competitividade; Requalificação dos Espaços Urbanos; Turismo; e ainda, Circulação Ciclável e Pedonal). 2012 © ecogestus
  13. 13. CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Criação, reabilitação e gestão responsável do ambiente construído, baseado na eficiência de recursos e príncipios ecológicos contribuindo para o equilíbrio social e económico.É urgente uma alteração de comportamentos e hábitos instalados no sector da construção civil,Para que Portugal consiga sair da situação de incumprimento com Protocolo de Quioto.Desenvolvemos projetos de Construção Sustentável tendo em conta todo o processoprodutivo da construção, desde o desenvolvimento das matérias-primas até o fim da suavida útil na construção. Todos os nossos projetos são focados na redução dos recursosenergéticos e dos impactos da indústria da construção civil no meio ambiente, nãodescurando a qualidade dos espaços. Incentivamos a prática da reabilitação sustentáveldos edifícios, implementado soluções construtivas integradas e eficazes para o bomdesempenho energético dos edifícios.Acreditamos que a melhor solução para um projeto é aquela na qual possa existir umarelação de harmonia e bem estar entre homem, arquitetura e natureza.Ajudamos as Autarquias a definirem propostas de incentivos para a ConstruçãoSustentável. Ajudamos qualquer entidade a promover a melhoria de desempenhoenergético-ambiental do seu património edificado.A ECOGESTUS projeta com tendo em consideração as suas principais preocupações, entreoutras:  Uso eficiente da Energia;  Uso eficiente da Água;  Uso de materiais sustentáveis.Temos na nossa equipa especialistas no programa LiderA - Sistema de Avaliação eCertificação da Sustentabilidade da Construção. 2012 © ecogestus
  14. 14. ECOGESTUS LDARua D. Afonso IV, nº23, 2º, Buarcos3080-328 Figueira da Foz, Portugal contacto@ecogestus.com skype: ecogestus.lda 233109031 / 965784613 www.ecogestus.com 2012 © ecogestus

×